Páginas

terça-feira, 3 de maio de 2016

UNESP oferece mestrado sobre Recursos Hídricos com atividades presenciais e a distância

 
A Universidade Estadual Paulista é responsável pela coordenação geral do curso e pela implementação das atividades online, por meio do seu Núcleo de Educação a Distância
 
Até o dia 22 de maio é possível inscrever-se para o ProfÁgua – Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos. O curso vai proporcionar formação teórica e prática em áreas distintas do conhecimento, como Engenharia, Geografia e Ciências Sociais. O objetivo é aprimorar as competências de profissionais e pesquisadores que já atuam nessa área, auxiliando-os a lidar com as questões complexas que envolvem o assunto.
A UNESP é responsável pela coordenação geral do mestrado, que será realizado por uma rede de universidades públicas brasileiras, formada pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal do Rio Grande do Sul. As aulas presenciais acontecerão em polos dessas universidades.
Cada uma das instituições participantes poderá abordar as especificidades regionais, enriquecendo o conteúdo. "Um país continental como o Brasil não pode insistir em tratar problemas complexos de maneira massificada. Temos que trocar e aglutinar experiências de maneira interinstitucional e interdisciplinar", defende Jefferson Nascimento de Oliveira, professor da Faculdade de Engenharia da UNESP em Ilha Solteira e coordenador geral do curso.
Educação a Distância        
                                                                              
Outro diferencial do ProfÁgua é a realização de atividades a distância. Haverá um Ambiente Virtual de Aprendizagem, organizado pelo Núcleo de Educação a Distância (NEaD) da UNESP. Os professores das disciplinas e universidades envolvidas têm o apoio pedagógico e tecnológico do NEaD para a produção de materiais digitais (vídeos, infográficos, apostilas, apresentações) e para a implementação de atividades interativas (fóruns, jogos, web conferências, simulações) e avaliativas (provas, exercícios, sínteses etc.).  Como em todos os cursos do NEaD, o ambiente educacional será acessível para pessoas com deficiência visual e auditiva.
Para os mestrandos, a educação a distância permitirá o estudo flexível, no melhor horário e, inclusive, por meio de dispositivos móveis.  Os materiais de base serão unificados e haverá a possibilidade de interação com colegas de outras regiões do país. "A educação impregnada pelas tecnologias enriquece as aulas presenciais e valoriza o professor", ressalta Klaus Schlünzen Junior, coordenador do NEaD/UNESP e professor livre-docente em informática e educação. "O aluno tem a possibilidade de estudar o conteúdo remotamente e usar a sala de aula para aprofundar as discussões, aproveitando a experiência de seu professor", explica. 

Parcerias

             O mestrado profissional é resultado de uma parceria entre a UNESP e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). A iniciativa conta com recursos da Agência Nacional de Águas (ANA), vinculada ao Ministério do Meio Ambiente, que implementa e coordena a gestão dos recursos hídricos no país.  Um convênio firmado com a UNESCO vai possibilitar que os alunos que se destacarem no mestrado possam estagiar no Institute for Water Education (IHE), maior estabelecimento internacional de ensino na área de recursos hídricos em nível de pós-graduação, sediado na Holanda.
SERVIÇO
ProfÁgua – Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos

Inscrições: até 22 de maio, no site do curso.  A taxa de inscrição é de R$ 56.
 
Público-alvo: preferencialmente funcionários de secretarias, órgãos ou empresas de gestão de recursos hídricos, saneamento, abastecimento e hidroeletricidade, bem como de organizações do terceiro setor com atuação na área ambiental ou que trabalhem com atividades relacionadas.

Prova de seleção: 02 de julho

Início das aulas: 22 de agosto

Informações e edital:

ELEKTRO CAPACITA PROFESSORES DE ESTRELA D'OESTE PARA O USO SEGURO E EFICIENTE DE ENERGIA ELÉTRICA


Uma parceria entre a distribuidora de energia e a Prefeitura Municipal levará para a cidade o projeto Elektro nas Escolas
 
Na próxima terça-feira, dia 10 de maio, 30 professores da rede municipal de ensino de Estrela D'Oeste receberão treinamento, realizado pela Elektro, para a implantação do projeto Elektro nas Escolas em sua unidade escolar. O objetivo é treinar os educadores para que possam ser multiplicadores de conhecimento sobre o uso adequado, seguro e eficiente de energia elétrica para seus alunos e se tornem grandes incentivadores do engajamento dos jovens.
 
Em parceria com a Prefeitura e a Secretaria de Educação, o projeto formará professores da rede municipal, de 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. O Elektro nas Escolas prevê sensibilizar e informar aproximadamente 800 alunos sobre como usar de forma segura e eficiente a energia elétrica, transformando-os também em agentes multiplicadores. Assim, dá-se início a uma corrente que começa na escola e termina em casa, alcançando as famílias.
 
Além da capacitação dos professores, a escola também receberá um kit com o material para o treinamento das crianças e adolescentes do ensino fundamental.
 
Projeto Elektro nas Escolas
Ao longo do ano, três Estações Móveis de Educação também percorrerão as cidades da área de concessão da Elektro levando conhecimento para as crianças e jovens. Essas unidades contam com infraestrutura para atuar como Laboratório de Eficiência Energética, no qual os alunos poderão aprender mais sobre a origem e a história da eletricidade por meio de atividades lúdicas. Faz parte do projeto uma apresentação de teatro para os alunos e a comunidade.
 
O Elektro nas Escolas também conta com um site para pesquisa escolar sobre eficiência energética (www.elektro.com.br/elektronasescolas). No site, os estudantes têm a oportunidade de aprender mais sobre a história da energia elétrica, os tipos e as fontes de energia e como usar bem a eletricidade por meio da mudança de hábitos de consumo. O projeto faz parte do Programa de Eficientização Energética da Elektro, realizado de acordo com as regulamentações da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).
 
Sobre a Elektro
Reconhecida por sete vezes nos últimos nove anos como a Melhor Distribuidora de Energia Elétrica do País, por cinco vezes como a Melhor Empresa para Trabalhar do País e uma como a  Melhor da América Latina, a Elektro é uma empresa do Grupo Iberdrola, 5º maior de energia elétrica do mundo. Com atuação em 228 municípios, sendo 223 no Estado de São Paulo e cinco no Mato Grosso do Sul, atende mais de 2,5 milhões de clientes, cerca de 6 milhões de pessoas.

sábado, 30 de abril de 2016

Governador Alckmin inaugura Casa da Agricultura de Vitória Brasil


O governador Geraldo Alckmin inaugurou nesta sexta-feira, 29 de abril, a Casa da Agricultura de Vitória Brasil. Através de uma parceria com a Prefeitura Municipal, a Casa possui sede própria, o que garantirá um melhor atendimento aos agricultores. As Casas da Agricultura são locais preparados para receber os pequenos e médios produtores paulistas que buscam orientações para suas produções e negócios.

"Viemos aqui para inaugurar a Casa de Agricultura, que será muito importante para a região", declarou o governador Geraldo Alckmin.

As demandas mais frequentes no município, que conta com 161 propriedades, a maioria de agricultores familiares, são voltadas à orientação técnica para fruticultura e pecuária, e informações sobre crédito rural: Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista – o Banco do Agronegócio Familiar (Feap/Banagro) e Declaração de Conformidade.

Até o momento, já foram cadastradas 146 propriedades no Cadastro Ambiental Rural (CAR), representando 96% do total.

Casas da Agricultura - A CATI está presente em todos os municípios paulistas, por meio das 594 Casas da Agricultura, dos 40 Escritórios de Desenvolvimento Rural e dos 21 Núcleos de Produção de Sementes e Mudas, e proporciona ações práticas de desenvolvimento do agronegócio, de acordo com a realidade de cada região.

Todas elas contam com uma rede de profissionais prontos para prestar apoio técnico aos agricultores sobre diversos temas, como a obtenção de crédito agrícola, seguro rural, transferência de tecnologia, planejamento da propriedade, elaboração de projetos de recuperação do solo, reflorestamento, adequação de estradas rurais, entre outros. Múltiplas atividades e treinamentos são realizados pela sua equipe de profissionais: dias de campo, organização de cursos sobre noções de administração rural, processamento artesanal, medicina veterinária preventiva, orientação agronômica sobre pragas e doenças e várias outras capacitações.

Cartórios de São Paulo passam a emitir certidões de dez estados brasileiros

Certidões de nascimento, casamento e óbitos poderão ser expedidas pelos 836 cartórios de Registro Civil do Estado a partir desta segunda-feira, 2 de maio.

Em uma iniciativa inédita no País, a partir desta segunda-feira, 2 de maio, cidadãos que vivem no Estado de São Paulo já poderão pedir certidões de nascimento, casamento e óbito de outros 10 Estados brasileiros no cartório mais próximo de sua casa ou trabalho.

A iniciativa abrange os 836 Cartórios de Registro Civil de São Paulo, presentes em todos os municípios e distritos do Estado que, através da Central de Informações do Registro Civil (CRC), poderão solicitar certidões dos Estados do Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Pernambuco, Piauí, Acre e Amapá. Ao todo, 2.821 cartórios já estão interligados nas cinco regiões brasileiras.

Cidadãos paulistas, residentes em qualquer um dos Estados acima, também podem solicitar sua certidão no cartório mais próximo de sua casa ou trabalho. Nos próximos dias a novidade abrangerá também o Estado de Sergipe.

A implantação do sistema de transmissão eletrônica de certidões de nascimento, casamento e óbito atende à regulamentação de Provimento nacional do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e faz parte do projeto de interligação nacional do Registro Civil que, entre outros módulos, permitiu a emissão do CPF já no registro de nascimento dos recém-nascidos, totalizando quase 300 mil emissões desde dezembro de 2015.

Segundo disposto no Provimento nº 46 da Corregedoria Nacional de Justiça, órgão vinculado ao Conselho Nacional da Justiça (CNJ), a previsão é que até o mês de junho todos os Estados brasileiros estejam integrados ao sistema eletrônico de emissão de certidões de nascimento, casamento e óbito.

Solicitação pela internet - Pela internet, através do site www.registrocivil.org.br, é possível aos usuários que residam em qualquer local solicitarem certidões de nascimento, casamento e óbito de um dos cartórios interligados, recebendo-as em suas casa ou trabalho através dos Correios.

Certidões do Estado de São Paulo também podem ser solicitadas em formato digital, com o documento sendo enviado diretamente ao e-mail do solicitante, assinado digitalmente, tendo validade total em meio eletrônico. Se o usuário precisar de sua certidão em papel, basta se dirigir ao Cartório de Registro Civil mais próximo para materializá-la.

Sobre a Arpen-SP -A Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen-SP) congrega os 816 cartórios de Registro Civil do Estado de São Paulo distribuídos por todos os municípios e distritos paulistas, responsáveis pelos principais atos da vida civil dos cidadãos, entre eles os registros de nascimentos, casamentos e óbitos. Saiba mais em www.arpensp.org.br.

A Arpen-SP também é responsável por administrar a Central de Informações do Registro Civil (CRC), que está interligando os registros civis de diversos Estados

Jovem trabalhador

Luiz Gonzaga Bertelli*

Um dos índices perversos que aumenta com a amplitude da crise econômica é o desemprego dos jovens. Até o fim do ano passado, 15% das pessoas de 14 a 24 anos estavam sem emprego no Brasil. A média mundial de 13% mostra que os números apresentados pelo Brasil são preocupantes. A tendência é que esse percentual se eleve, levando-se em conta o agravamento da recessão econômica combinado com o emaranhado político do impeachment.

Em meio a essas instabilidades, comemorou-se neste domingo, 24, o Dia do Jovem Trabalhador, efeméride que ressalta a importância de oportunidades para a juventude no mercado de trabalho. De acordo com a Constituição, os jovens até 16 anos estão proibidos de qualquer tipo de trabalho, exceto na condição de aprendizes, para os maiores de 14 anos. Foi com o objetivo de melhorar a formação profissional dos jovens que o CIEE criou seu programa de aprendizagem e hoje, em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o Aprendiz Legal capacita quase 80 mil estudantes por todo o país, com a prática na empresa e a formação teórica ministrada pelos instrutores do CIEE em salas de capacitação.

Para comemorar essa importante data, o CIEE programou uma série de atividades nos polos de capacitação das quais os aprendizes serão protagonistas, como peças de teatro, apresentações musicais, palestras, entre outras atividades. Em São José do Rio Preto, por exemplo, foram organizadas palestras para que os jovens discutam temas atuais, como a proliferação do mosquito Aedes aegypt, que transmite dengue, zika e chikungunya.

Apesar do momento difícil, o Aprendiz Legal continua ampliando seus horizontes e segue como uma alternativa importante para que o jovem adquira experiência laboral e renda, podendo assim se esquivar dos índices preocupantes de desocupação. Além de dar oportunidade para o crescimento profissional às novas gerações, o programa oferece às empresas a oportunidade de cumprir as determinações da Lei da Aprendizagem (n.10.097/2000) que obriga a contratação de cota de aprendizes para as grandes e médias empresas, de acordo com o número de colaboradores.

Empresas que investem na formação de seus próprios talentos contribuem socialmente para a inserção do jovem no mercado de trabalho e colhem resultados positivos, já que a energia e as ideias novas são fundamentais para oxigenar o ambiente e torná-las cada vez mais competitivas.


*Luiz Gonzaga Bertelli é presidente do Conselho de Administração do CIEE, do Conselho Diretor do CIEE Nacional e da Academia Paulista de História (APH).

Detran.SP alerta para uso do cinto de segurança

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) faz um alerta sobre a importância do uso do cinto de segurança a todos os ocupantes de veículos, tanto em perímetro urbano quanto nas rodovias. O cinto pode salvar vidas e é equipamento de uso obrigatório no banco dianteiro e no banco traseiro.

Conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a utilização do cinto de segurança é exigida a todos os motoristas e passageiros de automóveis. Ele é dispensável somente nos veículos em que é permitido o transporte de pessoas em pé, como os ônibus urbanos e micro-ônibus produzidos até 1º de janeiro de 1999.

"O uso do cinto de segurança evita sequelas e mortes em acidentes de trânsito. É fundamental a conscientização dos cidadãos em relação ao uso do equipamento", afirma Neiva Aparecida Doretto, diretora-vice-presidente do Detran.SP.

Deixar de utilizar o cinto é infração grave, com multa de R$ 127,69, além de cinco pontos na habilitação do condutor.

Em 2015, o Detran.SP aplicou um total de 150.102 multas no perímetro urbano pela falta do uso de cinto de segurança, tanto por condutores quanto por passageiros. No ano de 2014, 153.465 multas foram aplicadas pela mesma infração só pelo Departamento de Trânsito.

Além do Detran.SP, por meio da Polícia Militar, as prefeituras e órgãos de trânsito rodoviários, como o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e Polícia Rodoviária Federal (PRF) também fiscalizam e multam pelo não uso do cinto de segurança.

Cinto no banco traseiro – Em pesquisa realizada no segundo semestre de 2015, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP) diagnosticou que 38% dos passageiros não utilizam o dispositivo de segurança no banco de trás.

O levantamento revela ainda que 11% dos passageiros no banco da frente também não usam o cinto e 9% dos motoristas trafegam sem utilizar o equipamento.

Secretaria Municipal de Saúde adota projeto de RPG e pilates para servidores públicos

 
Visando melhorar a qualidade de vida e a saúde dos seus funcionários, a Secretaria Municipal de Saúde vai colocar em prática o "Projeto de RPG e Pilates", com a realização de exercícios físicos no local de trabalho. A ação, que tem início no dia 5 de maio, é uma parceria da municipalidade com os fisioterapeutas do Núcleo de Apoio à Saúde da Família/NASF, Dieine Morise Mendes Garcia e Tiago Rodriguez Dan (foto).

O projeto visa à prevenção, o rastreamento e o diagnóstico precoce dos agravos à saúde relacionados ao trabalho, inclusive de natureza sub-clínica e também a constatação da existência de possíveis casos de doenças profissionais, que podem causar danos irreversíveis ao funcionário.

Com ênfase em ginástica laboral, cujo objetivo é garantir a saúde preventiva dos servidores, evitando lesões, aumentando a produtividade, promovendo bem-estar físico, mental e social prolongados, estímulo à rotina ativa, diminuição de problemas posturais e musculares, melhorando a disposição, a produtividade, o autoconhecimento do corpo, a coordenação motora e a socialização entre as equipes e seus superiores.

Os encontros serão as quintas-feiras, no período da manhã, a partir das 7 horas e com duração de 20 a 30 minutos e o foco de atuação será na Secretaria de Saúde de Jales.

A iniciativa esta prevista no Caderno de Atenção Básica nº 5 (CAB 5), do Ministério da Saúde, que descreve e preconiza a Saúde do Trabalhador, atendendo os programas Saúde da Família e Agentes Comunitários de Saúde, e sob orientação da Norma Operacional de Saúde do Trabalhador no SUS/MS – NOST/SUS (Anexo V), da Instrução Normativa de Vigilância em Saúde do Trabalhador (Anexo VI) e demais normas existentes para a atuação do SUS nesse campo.

Pesquisa:97% dos homens gostam de mulheres com atitude

Atenção mulheres! Se você está a fim de alguém e espera ele tomar atitude porque tem receio de que vai achá-la atirada, é melhor rever seus conceitos. Isso porque uma pesquisa do ParPerfeito (www.parperfeito.com.br), maior site de relacionamento do Brasil, com os 5 mil entrevistados revela que 97% dos homens gostam de mulheres que tomam a iniciativa. Esse comportamento é o preferido por homens de todas as faixas etárias, mas principalmente por aqueles entre 34 e 41 anos (veja o gráfico abaixo). Já as mulheres foram unânimes em dizer que gostam de homens que tomam a iniciativa, mas não descartam a possibilidade de agir para conquistar o que querem.

"O mais importante, ao se falar de um comportamento que ainda gera polêmica, é que cada mulher possa agir de acordo com seus reais valores e com a sua verdadeira vontade. Acima de tudo, que elas possam entender a diferença entre agir com integridade e coerência e agir de modo inconveniente, perdendo a dignidade. Ou seja, ser clara sobre o que quer e sente é sinal de maturidade, segurança e boa autoestima e isso é realmente encantador. Mas se expor sem levar em conta a reciprocidade do outro pode se tornar pedante, sem graça e até cansativo. E, infelizmente, é assim que muitas mulheres, por carência e baixa autoestima, se comportam", comenta Rosana Braga, consultora

FOLHAGERAL

da redação

Quem


precisa ir à Avenida Roque Viola, no jardim Eldorado, é bom ter nas mãos um GPS ou um mapa para se orientar. Naquela avenida não existe placa de sinalização para que as pessoas se informem com facilidade que chegaram ao seu destino.


A atual
prefeita de Vitória Brasil, Ana Lúcia Módulo (PSDB), pré-candidata à reeleição, deverá ter concorrentes fortes no pleito de outubro. Fala-se que um deles poderá ser o ex-prefeito por dois mandatos Barcinho Ormaneze.

Defronte
à catedral Nossa Senhora da Assunção, diversas árvores foram decepadas. Estão investigando os autores dos estragos. Quem fez a proeza, mas também quem contratou (e deveria ter fiscalizado), devem ser punidos. Na primeira árvore decepada, o mandante deveria suspender a tal poda. Mas a corda vai arrebentar do lado dos mais fracos.

Ditos
pré-candidatos a vereador, que ainda não sabem se estão com as vagas garantidas, estão soltando na praça adesivo com um slogan. Claro que não citam nome, mas a imagem liga logo ao nome do pretendente. Falam até em sair das urnas com as burras cheias de votos.

Na última
eleição para o Legislativo Municipal, teve candidato que reuniu familiares e amigos para comes e bebes antes das urnas serem abertas com garantia de sua eleição. Resultado: não se elegeu, ainda ficou as com dívidas da festa. Não é bom colocar o carro à frente dos bois.

Os vereadores
Gilberto Alexandre de Moraes, Jesus Martins Batista, Luís Fernando Rosalino, Pérola Maria Fonseca Cardoso e Rivail Rodrigues Júnior estão preocupados com os bebedouros instalados em praças públicas da cidade de Jales. Requereram, ao prefeito Pedro Callado, informações sobre a não realização de manutenção, limpeza e higienização.

Os bebedouros
são procurados pela população e eles não têm passado por manutenção, limpeza e higienização adequadas.É uma questão de pouca vontade política, não de pouco dinheiro.

Outra
preocupação dos parlamentares, tanto que também pediram informações ao prefeito Callado, é sobre a dispensa de varredeiras de ruas contratadas pela empresa terceirizada Macchione Projeto de Construção e Pavimentação Ltda, responsável pela varrição das vias e praças da cidade.

A conversa
sobre o assunto foi ventilada na segunda-feira, 25 de abril. Logo depois da Semana Santa, conversas nos bastidores davam conta da dispensa de 18 garis em virtude da situação econômica da Prefeitura e que a varrição seria feita apenas no perímetro central da cidade.

Os nobres
edis querem saber ainda quais providências vão ser tomadas para que a cidade não fique abandonada, suja, sem varrição. Se as garis estão sendo dispensadas, evidentemente, uma solução alternativa será encontrada.

O pessoal
do botequim da vila está falando que, numa emergência, pode se criar uma de lei pela qual cada morador varra o pedacinho de rua em frente à sua residência. E se não o fizer bem feito, será multado. Alguém pode encampar a ideia. Centenas de moradores nesta terra abençoada já fazem essa varrição em frente do seu imóvel.


Quem há
muito tempo não aparece por aqui é o deputado estadual e líder do PSDB na Assembléia Legislativa do Estado, Carlão Pignatari. Como homem forte do governador Alckmin no legislativo estadual, Carlão não tem sido procurado pelos tucanos jalesenses para dar uma "forcinha" em favor da cidade.

Como os
tucanos enveredaram por outro caminho na eleição de 2014 e preferiram isolar o nome de Carlão Pignatari, carecem agora do apoio do deputado, o que seria fundamental para a cidade de Jales nas circunstâncias atuais.

Nem teve
inicio ainda o certame pela Liga Paulista de Futebol, marcado para o dia 13 de maio, e a agremiação em Jales já está em crise. Ailton Rodrigues de Pádua, principal investidor no clube, diante exigências para assinar um contrato de garantia, tirou o time de campo.

Os analistas
do botequim da vila, ante a repercussão na mídia da saída daquele que é (foi) o principal patrocinador do clube, opinam que o retorno do futebol em Jales foi com fins eleitorais e ainda para tentar barrar a venda da área do estádio. Mas está dando com os burros n‘água.

O secretário
municipal de Esportes, Cultura e Turismo, Ademir Molina, um dos responsáveis pela reativação do futebol em Jales, ao lado do vereador Tiquinho, prometeu aos garotos do clube, que queiram ficar, só a comida e pouso, e nada de dinheiro. Houve uma debandada.

Fica
uma pergunta que já se ouviu pelos quatro cantos da cidade: quem vai bancar transporte, refeições, material esportivo (fala-se, já se gatou uma grana), energia elétrica, água e o escambau para a equipe ficar ativa, sendo que os jogos serão realizados à noite? Com essa crise, só mesmo que estiver interessado em disputar algum cargo eletivo vai enfiar a mão no bolso.

Os vereadores
aprovaram um requerimento ao prefeito Callado para que ele dê explicações sobre o afastamento do empresário investidor do Jalesense Atlético Clube e as eventuais consequências negativas relativas ao fato. O que tem a ver a Prefeitura com esse recém formado clube de futebol? Se tiveram injetando grana nesse clube, os gestores municipais podem incorrer em crime de responsabilidade. Não é, senhores vereadores?

Combate à barbárie

Junji Abe

 
Num período conturbado como o que vive o Brasil, com a multiplicação de manifestações públicas, fica a apreensão quanto aos efeitos dos protestos. Sempre defendi a livre expressão porque é o expoente do regime democrático. Contudo, o direito de ir às ruas expor suas convicções não significa vandalizar bens públicos ou privados, ferir e até matar quem pensa diferente.

Já tivemos dolorosas demonstrações do que a violência e a intolerância podem fazer. Pinçando um caso, retorno a 2014. Na cobertura de um protesto no Rio de Janeiro, o cinegrafista Santiago Idílio Andrade foi atingido por um rojão e morreu. Não estava protestando. Estava apenas trabalhando.

Foi pensando em regulamentar as manifestações para coibir a violência, sem cercear o direito à livre expressão, que apresentei o projeto de de Lei (7188/2014). Chegou a ser arquivado quando não fui reeleito em 2014 (é o que ocorre quando o autor deixa de ser titular na Casa). Mas, acabou desarquivado a pedido de um dos parlamentares em atuação e hoje é analisada na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania do Legislativo federal.

A proposta aumenta a punição para quem praticar violência e vandalismo, usar armas, rojões, sinalizadores ou outros artefatos explosivos, e utilizar artifícios para ocultar a identidade durante as manifestações. O direito de manifestar-se é legítimo e inerente ao processo democrático. No entanto, é necessária a criação de regras para responsabilizar aqueles que extrapolam o direito de manifestar-se, colocando a vida e a integridade de outros em risco.

O projeto prevê aumento de pena de um terço no crime de lesão corporal que for praticado nas manifestações. Também proíbe armas, rojões, sinalizadores e qualquer artefato explosivo que possa causar danos a outros. O infrator fica sujeito à reclusão, de dois a quatro anos, e multa.

Sou contrário à atuação dos black blocs. Os que se manifestam de forma pacífica não precisam temer a revelação de sua identidade. Se a proposta virar lei, os mascarados estarão sujeitos à detenção, de um a três anos.

A legislação proposta resguarda o direito à realização de manifestações, desde que mantida a ordem, sem violência ou vandalismo. Criminosos infiltrados acabam intimidando a população que deseja aderir aos movimentos. Impõem uma espécie de ditadura porque a violência espanta pessoas de bem, comprometendo a democracia.

Junji Abe é líder rural, foi deputado federal pelo PSD-SP (fev/2011-jan/2015) e prefeito de Mogi das Cruzes (2001-2008)

Novo sistema de atendimento das ligações 190

O Décimo Sexto Batalhão de Polícia Militar do Interior (16º BPM/I) vem a público informar que a partir de 02 de maio de 2016, estará em andamento a finalização da implantação da centralização do atendimento do número de telefone 190 para o acionamento de emergência da Polícia Militar em nossa região.

Isso significa que estas ligações serão recebidas e cadastradas pelos Policiais Militares atendentes do Centro de Operações da Polícia Militar de São José do Rio Preto (COPOM Rio Preto) e alguns em segundos já estarão na tela do computador do Policial Miliar na sede do Batalhão em Fernandópolis que fará o despacho da viatura para o atendimento da solicitação no município da ocorrência.

Umas das vantagens desta sistemática é que sua operação é feita inteiramente por Policiais Militares treinados especificamente para este fim, de maneira que o cadastro da solicitação se torna mais célere e técnica, inclusive com a gravação automática de toda a conversação entre o policial e o solicitante, resultando em maior eficiência profissional do atendimento como um todo, além de que o Policial Miliar da localidade que vai atender ao chamado, especialmente nos municípios de pequeno porte, ficam disponíveis unicamente para o atendimento da ocorrência.

O modo de trabalho no novo sistema é simples, mas para o cadastro sem demora da ocorrência pelo Policial Militar que atender o telefone 190, serão feitas ao solicitante algumas perguntas sobre informações básicas iniciais para somente após, ouvir as informações complementares da solicitação. Deste modo, esses dados preliminarmente coletados são imediatamente cadastrados e enviados ao computador do Policial Militar encarregado de despachar a viatura ao local da ocorrência.

A seguir informamos como serão as perguntas do atendente do telefone 190 ao solicitante da ligação:


Qual o município da ocorrência?

Qual o endereço?

O que está acontecendo?
É fundamental ao solicitante da ligação do telefone 190 responder estas perguntas iniciais ao Policial Militar que o estará atendendo para depois ele prosseguir na coleta dos demais dados como por exemplo, pessoas envolvidas, objetos, armas, veículos entre outras informações úteis para o fechamento do cadastro da solicitação.

Para tanto, é necessário que o solicitante compreenda a importância de saber com clareza:


o nome do município em que está;

o nome da rua e o número do imóvel (ou numeral mais próximo) do local da ocorrência;

simples narrativa do que houve, o que está ocorrendo ou o que está por ocorrer.
Este novo sistema teve início no final de 2013 e já estava em operação em cerca de 20 municípios da nossa região, entre eles, Fernandópolis, Nhandeara, Cardoso e cidades ao seu entorno e a partir de 02 de maio de 2016 todas as demais serão abrangidas conforme o seguinte previsão:

02/05/2016: Votuporanga;

03/05/2016: Cardoso e Riolândia;

04/05/2016: Jales e Santa Salete;

05/05/2016: Populina, Turmalina, Dirce Reis, Vitória Brasil, Aspásia, Mesópolis, Urânia, Dolcinópolis, São Francisco, Pontalinda, Paranapuã, Palmeira D’Oeste, Nova Canaã Paulista, Rubinéia, Santana da Ponte Pensa, Santa Clara D’Oeste, Marinópolis, Aparecida D’Oeste e Santa Albertina;

06/05/2016: Santa Fé do Sul;

09/05/2016: Três Fronteiras;

10/05/2016: Parisi;

11/05/2016: Américo de Campos e Valentim Gentil.

"Por fim, esclarecemos que esta sistemática que está sendo aplicado em todas as regiões do estado faz parte da diretriz da Polícia Militar do Estado de São Paulo como ação de aprimoramento profissional visando a constância na melhoria do atendimento ao cidadão", diz o Tenente Coronel PM Antonio Umildevar Dutra Junior, comandante do 16º BPM/I.

Niver de Paulo Masrcondes Neto





 
Na quinta-feira, 21 de abril, foi o dia de parabenizar o acadêmico de Direito e produtor rural Paulo Marcondes Neto, filho de Amanda e Paulo Marcondes Alves, pela passagem de seu aniversário: 29 anos.

Recebeu abraços e cumprimentos especiais da esposa e advogada Bruna Gabriela Zanrosso e do filho charmoso Paulo Marcondes de apenas 8 aninhos.

A festa comemorativa foi realizada na fazenda Paraiso da Serra, em Mirassol d` Òeste (MT), dos pais Amarilda e Paulo Marcondes Alves, com churrasco de carneiro e picanha e não podia faltar o bolo com o tradicional "parabéns a você".

O empresário Silvio Anzolim, proprietário de uma das maiores empresas transportadoras de carne bovina e petróleo esteve presente para dar aquele abraço com votos de parabéns ao amigo aniversariante. Quem também participou das comemorações foi o amigo Willian Pereira Leite. Os primos, pecuarista Marcelo Fayad Marcondes, a esposa empresária Leia Oliveira e o filho Fayad foram parabenizar o aniversariante Paulo. O aniversariante recebeu dezenas de mensagens de familiares de várias partes do país.

O avô, esportista Nilton Mário Pavan Alves fez questão de saudar o aniversariante, desejando-lhe votos de um feliz aniversário.

Aluno do Anglo de Jales pode garantir vaga no Campeonato Sulamericano de Karatê

por Daniel Zilio

 
Arte marcial contribui para o desenvolvimento do corpo e da mente. O karatê vem modificando a vida de crianças e adolescestes da cidade de Jales, como é o caso do aluno do Anglo de Jales, João Pedro de Melo Hentz (foto)

O garoto de 16 anos, estudante do 3º ano do ensino médio do Anglo de Jales, vai participar da Seletiva Nacional do Campeonato Sulamericano, que acontecerá no dia 8 de maio, em Trindade, Goiás. É uma disputa que seleciona os melhores classificados para integrar à Seleção Brasileira, e assim representar o Brasil no campeonato Sulamericano, que acontecerá na cidade de Cartagena, na Colômbia.

João Pedro luta desde 2014 e já coleciona importantes títulos. No ano passado, foi campeão brasileiro de karatê e campeão estadual do Mato Grosso do Sul.

O campeonato brasileiro foi dividido em duas fases, a regional, realizada em Foz do Iguaçu, Paraná, entre os dias 24 e 26 de abril, onde consagrou-se campeão da categoria de Kata 14/15 anos e a fase final, que ocorreu em Joinville, Santa Catarina, entre os dias 14 e 18 de outubro, sendo o campeão da mesma categoria.

No campeonato, apesar de morar no estado de São Paulo, representou a Federação de Karatê do Mato Grosso do Sul. O evento foi divido em três fases, sendo todas elas na cidade de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. A primeira fase ocorreu no mês de março, a segunda em junho e a terceira em setembro de 2015. O atleta foi campeão nas três fases na categoria de Kata 14/15 anos.

O campeão não esconde a emoção de ter conquistado esses títulos e poder participar da Seletiva Nacional do Campeonato Sulamericano. "Sei que ainda estou no começo, mas estou muito feliz pelos meus títulos e mais feliz ainda em poder garantir minha vaga no campeonato Sulamericano. Estou muito focado e disciplinado nos meus treinos", disse o Karateca João Pedro de Melo Hentz.

Ortorexia Nervosa deverá ser debatida pela Alesp

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) poderá discutir a partir do próximo semestre o aumento de casos relacionados à ortorexia nervosa, um distúrbio do comportamento alimentar caracterizado pela obsessão de ingestão de alimentos saudáveis. A proposta em análise foi apresentada pelo 2º secretário do Poder Legislativo, deputado Edmir Chedid (DEM) (foto).

A ortorexia nervosa é considerada um distúrbio relativamente recente em nível mundial. As pessoas apresentam uma preocupação excessiva com a qualidade da alimentação limitando sua variedade. "Na prática, excluem certos grupos, como carboidratos, sem que haja sua substituição. Isso leva a quadros de carências nutricionais ou distúrbio da conduta alimentar", disse o parlamentar.

Edmir Chedid explicou ainda que o ortoréxico busca obsessivamente por normas ou regras de alimentação saudável. "Todas as informações, neste caso, são obtidas por meio de sites e redes sociais, mas nem sempre condizem com a realidade. Não sabemos qual a prevalência deste distúrbio, mas alguns grupos já foram identificados, como atletas, artistas e até médicos", complementou.

Em seu argumento, o parlamentar garante que o ortoréxico não procura ajuda por acreditar na escolha correta. "Na prática clínica, esses pacientes foram encaminhados por familiares, que identificaram exageros nos cuidados e preparo na alimentação. Nesses pacientes, os médicos identificaram alguns sinais da falta de nutrientes, como queda de cabelo e unhas quebradiças", afirmou.

A proposta de Edmir Chedid poderá se tornar um Projeto de Lei, determinando que o governo do Estado, por exemplo, realize anualmente campanhas permanentes em unidades públicas de saúde a respeito do distúrbio e das maneiras de se identificá-lo. O tema está em análise pelo setor jurídico, responsável pela elaboração da proposta que será apresentada aos demais parlamentares.

Prolapso genital: O que é a chamada “bexiga caída”?

 
Popularmente conhecido como "bexiga caída" ou "útero caído", o prolapso genital é caracterizado pela queda de um ou mais órgãos pélvicos pela vagina como útero, bexiga, reto, intestino delgado ou uretra e também pode estar associado a rotura perineal - conhecida como "vagina larga". Isto pode ocorrer por enfraquecimento ou lesão dos músculos pélvicos, fáscias - estrutura que reveste a vagina -, ligamentos ou até fratura dos ossos da bacia.

"Além de provocar desconforto na região genital e em baixo ventre, o prolapso genital pode proporcionar dificuldade para evacuar, para urinar, impressão de saliência na vagina e pode estar associado à perda de urina e de fezes. Em casos mais avançados, há uma sensação de grande bola saindo pela vagina. Essa bola, na verdade, é a parede da vagina caindo", explica Lilian Fiorelli (foto), ginecologista da Alira Medicina Clínica. Por causa destes sintomas muitas mulheres sentem vergonha de conversar com familiares e amigos sobre o que está acontecendo com elas ou mesmo procurarem um médico para fazer o tratamento adequado.

A queda da parede da vagina, entretanto, é mais comum do que se pensa. Até os 44 anos de idade, em média, 7% das mulheres já tiveram prolapso genital, após a menopausa este número pode chegar a 30%, sendo que o ápice de incidência da doença ocorre entre 60 e 69 anos. Estudos recentes apontam que, a cada década de vida, dobra a chance de a mulher apresentar o prolapso genital, sendo que 11% delas deverão precisar de tratamento cirúrgico até os 70 anos. Com o aumento da expectativa de vida, aparecem cada vez mais casos de prolapso genital.

A doença ainda atinge duas em cada 10 mulheres, causando problemas na vida sexual e piora considerável da qualidade de vida, como por exemplo dificuldade e dor genital ao sentar e desconforto genital ao andar. "Muitas mulheres se excluem de qualquer tipo de contatos e eventos sociais, o que, por vezes, leva muitas delas à depressão", afirma a ginecologista. "Além disso, por causa dos sintomas, pode haver diminuição do desejo sexual já que a mulher fica com medo e se sente desconfortável em manter a intimidade com o parceiro, principalmente se houver incontinência urinaria ou fecal associada", diz.

A causa para o surgimento da doença é multifatorial, ou seja, diversos fatores podem contribuir para o desenvolvimento como idade, histórico familiar, obesidade, paridade, tipos de partos e macrossomia fetal (excesso de peso do recém-nascido), ou outras doenças que aumentem a pressão abdominal, como tosse crônica e tumores abdominopélvicos.

O tratamento varia de acordo com a intensidade de cada caso. "Nos prolapsos mais leves são indicados exercícios para a região pélvica; nos avançados, cirurgia. O importante é saber que a bexiga ou útero caído é muito comum e, o principal, que tem cura", finaliza Lilian. No caso da mulher ter algum sintoma ou incômodo a indicação é sempre procurar um especialista.

Dra. Lilian Fiorelli é ginecologista e obstetra da Alira Medicina Clínica. Tem especializações em uroginecologia e sexualidade humana pela Universidade de São Paulo. Também é membro do Grupo Médico Assistencial do Assoalho Pélvico do Hospital Israelita Albert Einstein e do International Urogynecological Association.

AME de Jales conquista 99,3% em pesquisa de satisfação


O AME - Ambulatório Médico de Especialidades de Jales conquistou a nota de 99,3 na pesquisa de satisfação, realizada pela Secretaria de Estado da Saúde, com a finalidade de avaliar o funcionamento das unidades e a satisfação dos pacientes. Com o resultado, é possível avaliar os trabalhos desenvolvidos e a estrutura física dos ambulatórios e identificar o que é necessário para ser melhorado.

Foram analisados seis quesitos: espaço físico, atendimento da recepção, atendimento da equipe médica e da equipe de enfermagem, atendimento de outros profissionais e ambulatório. A pesquisa é referente a 2015 e foi realizada com pacientes das unidades.

Para a gerente do Ambulatório, Fátima Aparecida Modulo Claudio, essa avaliação é muito importante. "É uma forma eficiente de analisarmos como está a qualidade dos atendimentos prestados, nos direcionando e orientando para um trabalho constante de aprimorar os serviços que oferecemos".

"A opinião de quem usa o serviço é fundamental, é a forma de sabermos se estamos atendendo as pessoas adequadamente e o resultado positivo da avaliação comprova a qualidade de nossa estrutura física e dos profissionais que atuam no serviço. Parabéns à Administração, aos médicos e os funcionários do AME de Jales, que com muito trabalho e comprometimento conquistaram esse resultado". Afirma Luiz Fernando Góes Liévana, provedor da Santa Casa de Votuporanga.

Saiba mais – O AME de Jales iniciou suas atividades em 01 de outubro de 2009, porém, foi inaugurado oficialmente no dia 11 de dezembro de 2009, com o objetivo de oferecer tratamento ambulatorial especializado para uma região de 17 municípios, o que corresponde a aproximadamente 103 mil habitantes.

O AME é um projeto do Governo do Estado de São Paulo com a Secretaria Estadual de Saúde e está sob a gestão da Organização Social de Saúde, Santa Casa de Votuporanga. Os atendimentos prestados pelo Ambulatório são exclusivamente SUS. Os principais serviços prestados são: consultas médicas e não-médicas especializadas, exames ambulatoriais e pequenas cirurgias.

Assembleia Legislativa homenageia contabilistas

O Dia do Profissional da Contabilidade será comemorado na segunda-feira, 2 de maio, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, em uma sessão solene especial.

O evento, realizado por iniciativa do deputado estadual Itamar Borges (PMDB), irá homenagear as entidades congraçadas e toda a classe contábil paulista.

Lideranças, profissionais e estudantes contábeis, representantes das entidades congraçadas da contabilidade paulista, bem como autoridades e empresários participarão do evento, que será realizado a partir das 20 horas, no Plenário Juscelino Kubitschek da Assembleia Legislativa.

Celebrado em 25 de abril, o Dia do Contabilista foi instituído pelo senador e patrono da classe contábil João Lyra, em 1926. A data foi oficialmente aplicada ao calendário em 1979, por meio da Lei Estadual nº 1.989. Atualmente, no Brasil há mais de 500 mil profissionais e mais de 50 mil organizações contábeis.

Para o presidente do SESCON-SP e da AESCON-SP, Márcio Massao Shimomoto, a comemoração da data pelo parlamento paulista é uma grande satisfação para a categoria. "Somos uma categoria unida, que atua fortemente em prol do desenvolvimento do Brasil. Unindo forças, garantimos conquistas importantes para o empreendedorismo e para toda a sociedade", destaca o líder setorial.

Tempos difíceis para os sonhadores

*Flávio Carvalho

Estamos vivendo uma Crise, e dentro desta Crise existem várias crises, e uma das facetas desta imensa Crise é a Violência. Estamos vivendo tempos violentos.

Os problemas ligados à violência são numerosos, complexos e de natureza distinta. A violência está ainda enredada em problemas conceituais referentes à distinção entre: Poder X Coação – Vontade Consciente X Pulsão – Determinismo X Liberdade.

Violência é toda ação cometida ou omitida que implique a morte de uma ou mais pessoas ou que lhes inflige, de maneira intencional ou não, sofrimento, lesões físicas, psíquicas ou morais contra a sua vontade ou com o concurso da mesma.

•Por que agimos de forma violenta?

•Por que somos, em princípio, contra a violência e, em certas ocasiões, a praticamos?

•Em que situações a violência pode ser praticada?

•Podem existir uma fundamentação racional e uma justificação moral da violência?

E sobre a violência perguntou Caetano Veloso: " Por que morrer e matar de raiva, de fome e de sede são tantas vezes gestos naturais?"

O poder da violência nem sempre se traduz em violência do poder. Existem formas de poder que são exercidas de maneira não violenta.

Por incrível que pareça a violência tem seu aspecto positivo, pois a violência promove os levantes revolucionários, as guerras de libertação, e promove também uma ação catalítica.

É comum se pensar a violência apenas em seus aspectos físicos, tais como: torturas, agressões, homicídios, roubos, ferimentos, mortes, etc. Mas existem outros tipos de violência, e deixar de sonhar é uma forma de violência. Quem deixa de sonhar comete uma violência contra si mesmo.

Nosso modo de compreender e definir a violência depende: Valores sociais, regras culturais, ordenamentos normativos e circunstâncias históricas.

A questão é: Como encontrar respostas ou saídas para o insano, a brutalidade, a selvageria? O espanto e a perplexidade são as únicas armas que nos restam diante da tragédia, do atroz, do mal radical?

O Tantra Totem do Nepal diz que devemos colocar em nossas vidas os três erres: Respeito por si próprio – Respeito pelo próximo – Responsabilidade por seus atos.

Não importa a situação ou a condição, jamais deixe de sonhar. Mesmo nestes tempos de crise e violência, sonhe, sonhe muito, sonhe com tempos melhores, sonhe com a paz, e se uma a sonhadores, para juntos tornar os sonhos em realidade.

"Se seus sonhos estiverem nas nuvens, não se preocupe, pois eles estão no lugar certo; agora construa os alicerces."


*Flávio Rodrigo Masson Carvalho
equilibriumtc@hotmail.com


Campanha do Agasalho: arrastão será na terça-feira, 3 de maio

 
A Campanha do Agasalho, organizada pelo Fundo Social de Solidariedade de Jales, definiu o dia do arrastão da solidariedade, que vai percorrer os bairros da cidade para a coleta de doações. Será na terça-feira, 3 de maio, com saída às 18 horas, em frente a SABESP.

A ação tem como tema "Roupa Boa a Gente Doa", conclamando a população a participar doando roupas, agasalhos, calçados, enxovais e cobertores em bom estado.

As doações também poderão ser feitas nos postos de arrecadação instalados em pontos da cidade, igrejas, prefeitura e na sede do Fundo Social, localizado na rua 6, n° 2338, no centro.

Segundo a primeira-dama e presidenta do Fundo Social de Solidariedade do Município, Lúcia Callado (foto), a comunidade sempre colaborou com a campanha e a expectativa é repetir o sucesso do ano passado. "As doações objetivam atender às famílias carentes, e os jalesenses, irmanados pela solidariedade, vão apoiar e participar da campanha", comentou Lúcia.

Após o arrastão, será feita a triagem das roupas, que serão destinadas à cerca de quinhentas famílias em situação de vulnerabilidade, cadastradas no Fundo Social. A expectativa é que os agasalhos sejam entregues na primeira quinzena de junho.

A ação vai contar com o apoio das secretarias municipais, Sabesp, clubes de serviços, Polícias Militar, Civil e Ambiental, Corpo de Bombeiros, colaboradores e voluntários.

Reflexões: O sofrimento

Adelvair David
 
 
Não fosse o prosseguimento da vida para além do túmulo, o sofrimento humano não faria qualquer sentido.
Afirmou Jesus: "sois felizes vós que agora chorais, porque rireis". Estas palavras que parecem um contrassenso nos lábios do mestre não encontrariam nenhuma ressonância no coração do homem se a vida não prosseguisse para além do presente, pois o desmentido seriam acontecimentos dolorosos de cada dia que se pode ver por todo lado, onde uma grande parcela da humanidade experimenta uma ou quase uma vida inteira de completa penúria.
Ensinam os espíritos venerandos que as palavras de Jesus são para aqueles que bem suportam os seus males neste mundo, encontrando consolo aqui e na vida espiritual, pois que tiram dos seus ombros o peso consequente das faltas cometidas no passado, assim, podendo programar vidas melhores para o futuro quando retornar ao corpo. Afirmam ainda os seres luminares que o próprio espírito escolhe as provas que deseja suportar, de acordo com a natureza dos erros praticados. Compreende-se então que não é Deus que o castiga, Ele apenas lhe permite resolver o que criou para si mesmo, para que, de consciência livre e mais perfeito, possa ser feliz.
A lamentação, a rebeldia, a raiva da vida e a revolta apenas agravam a situação criando uma atmosfera de negatividade que envolve o homem, trazendo-lhe agonia e desespero.
Somente a resignação ativa alivia o peso da prova. O homem deve buscar a solução dos seus males e não o conformismo, mas consciente de que não é Deus quem o condena, e que será feliz quando se livrar do mal edificando o bem para si e para o seu semelhante, consequentemente para sua própria vida.
NÃO SOMOS VÍTIMA DA VIDA, SOMOS CONSTRUTORES DE NOSSO PRÓPRIO DESTINO, COM O AMPARO E O AMOR DEUS NOS AJUDANDO SEMPRE.