Páginas

sábado, 28 de março de 2015

Parabéns pra você


Neste domingo, 29 de março, Roberto Carvalho, diretor do jornal Folha Noroeste, pela sexagésima sétima vez marcará no calendário da vida mais um ano. Festeja a data natalícia ao lado de Neide Maria

Callado participa de café de manhã com coletores da Coopersol

A convite da Cooperativa Regional Solidária de Catadores de Resíduos Sólidos/Coopersol o prefeito Pedro Callado participou na terça-feira, 25 de março, de um café da manhã em sua sede. O encontro reuniu os cooperados que pediram o apoio da administração municipal para a continuidade da parceria com a Prefeitura.
Os coletores mostraram ao prefeito os serviços de coleta seletiva que realizam no local, transformando lixo reciclável em renda, dando ênfase nas adequações e no apoio que precisam para o incremento da empresa.
Pedro Callado ressaltou que a administração municipal vai continuar sendo parceira da Cooperativa. "Vocês acordam cedo e realizam um serviço importante, de sol a sol, contribuindo com a limpeza pública do município, diminuindo a quantidade de lixo destinado ao aterro sanitário. São empreendedores que merecem reconhecimento. Dentro do nosso alcance, a Prefeitura está à disposição para contribuir com melhorias e na busca de recursos", completou.
Durante conversa com os cooperados, o prefeito agradeceu o convite e falou da importância do trabalho desenvolvido pela Cooperativa, demonstrando seu respeito. "Agradeço o trabalho que vocês fazem na cidade, pela cidade. Temos que mostrar cada vez mais para a população, a importância da Coopersol. Vocês são exemplos de conscientização e sustentabilidade".

Tiquinho aguarda resposta de Callado

O vereador Nivaldo Batista de Oliveira, o Tiquinho, presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal, está solicitando ao prefeito Pedro Callado, informações referentes ao processo seletivo realizado no dia 15/02/2015 pela Secretaria Municipal de Educação, em virtude de um requerimento encaminhado ao Legislativo pela professora Meire Fagundes da Silva no qual deseja respostas a um grande número de questões referentes ao processo seletivo. Tiquinho lembra que o Legislativo somente pode responder à professora mediante outro requerimento ao prefeito Callado para que este responda aos questionamentos formulados.

Ilustre aniversariante


Na sexta-feira, 20 de março, José Luiz Socorro, membro do Conselho Deliberativo da Santa Casa de Jales, foi colhido de surpresa com a singela homenagem que os gestores do hospital lhe fizeram para comemorar o seu aniversário, que contou com a presença de sua esposa Aparecida. José Luiz participa, além de colaborador direto do provedor José Pedro Venturini, das atividades da Santa Casa, e constantemente ajuda a todos com muito carinho e dedicação, sendo especial para cada colaborador.

Para o José Luiz, os parabéns.


Jantar beneficente da Casa de Madô

Hoje, sábado,  28 de março, o Grupo Espírita Beneficente Maria Dolores, sito à rua 19, nº 768, bairro S. Judas Tadeu, em Jales, realiza seu jantar beneficente cuja renda, além da manutenção da Casa de Madô, é revertida em benefício do atendimento às famílias assistidas dos bairros vizinhos.

No cardápio: Coxa de frango recheada, Arroz branco, Creme de Queijo, Escondidinho de Calabresa, Rondelli, Salada de Grão de Bico e Salada Crocante...

Uffa!! Quanta coisa gostosa.

Os ingressos estão a venda com os trabalhadores ou voce pode reservar pelo email:addavid1@gmail.com ou ainda pelo

fone: 17-3632.5095 (D. Lourdes, a mãe do David)

Você será sempre muito bem-vindo ao nosso coração. Aguardamos você.


Oficina discute políticas e medidas contra uso de drogas

 
Realizou-se nos dias 23 e 24 de março, no prédio da Universidade Aberta do Brasil - Polo de Jales, a 1ª Oficina de Trabalho para Construção e Implementação da Rede de Atendimento à Criança e Adolescente envolvidas com álcool, crack e outras drogas. Participaram o chefe de gabinete do Poder Executivo, Ivan Bertucci, a secretaria municipal de Saúde, Nilva Gomes Rodrigues, a diretoria regional de Saúde de São José do Rio Preto, Silvia Nedalnga, o cabo PM Marcio José Vilela, da 2ª Cia de Polícia Militar de Jales, os promotores de Justiça Orival Marques Freitas Junior e Clayton Luis da Silva e o cabo PM Marcio José Vilela. O objetivo foi discutir e estabelecer ações para a solução dos problemas enfrentados pelos jovens e suas famílias, ocasionados pela falta de uma política adequada na prevenção, proteção e atendimento.
O promotor Orival Marques, da 3 Vara da Comarca afirmou que em reunião em São José de Rio Preto, com promotores da vara da infância e da saúde de toda a região, foi discutida a instalação de uma rede regional com sede em Jales. Explicou que espera a aprovação do Conselho Municipal da Criança e Adolescente (CMDCA) para o projeto que prevê a liberação de uma verba de 800 mil reais para auxiliar políticas de tratamento e prevenção do uso de drogas por jovens.

Cônsul Geral do Japão visita Jales



 Na quarta-feira, 1° de abril, o município de Jales receberá a visita do Cônsul Geral do Japão em São Paulo, Noriteru Fukushima (foto alto), que estará acompanhado do Cônsul de comunidades nikkei, Motohiro Hoshino (foto abaixo). Os ilustres visitantes serão recebidos na Associação Cultural e Esportiva Nipo Jalesense, às 11h20m, pelo presidente da ACENJ, Fábio Kazuto Matsumura e o prefeito Pedro Manoel Callado Moraes e autoridades.

Violada arrecada R$ 20 mil para a Santa Casa

A 10ª Violada Cinco Estrelas realizada no dia 13 de março, no Villa Rocca, em prol a Santa Casa, reuniu cerca de 800 pessoas que curtiram música sertaneja de qualidade, um cardápio diferenciado, e bebidas no gelo à vontade. Como atração no evento esteve presente o lutador Viscardi Andrade e o show do cantor Ricardo Lins, de Ribeirão Preto, apadrinhado pela dupla João Bosco e Vinicius, que arrancou elogios do público.

A renda líquida do evento foi doada para o hospital, totalizando um valor de R$ 20 mil reais, que serão utilizados em benefício dos pacientes. Estiveram presentes na entrega os cantores participantes do evento.

Para o idealizador da violada, Junior Ferreira, a festa foi um sucesso, e o sentimento de missão cumprida foi concluída com êxito. "Gostaria de esclarecer que tudo na violada é pago, não tenho patrocínio de ninguém, as empresas que patrocinaram o telão reverteram este dinheiro para o hospital. Por tal motivo, temos muitas despesas, porém, apesar disto conseguimos arrecadar um valor significante para o nosso hospital. Quero agradecer a todos que estiveram presentes e os músicos, que mais uma vez se dedicaram por uma causa nobre".

De acordo com o provedor, José Pedro Venturini, esta é uma ação que deve ser admirada por todos. "Esta equipe se dedicou para a organização desta festa e reverteu este dinheiro para os nossos pacientes. Fico lisonjeado em ver que existem pessoas que querem sempre o melhor para o hospital, e dedicam tempo para a realização de um evento de qualidade e excelência. Parabéns cantores e a organização, e agradeço a todos que contribuíram com a Santa Casa".

A violada estará na agenda do hospital no próximo ano, tornando-se evento anual.

Clínica de Estética e de Fisioterapia da Unijales já estão atendendo



 
Os Estágios Supervisionados do curso de Estética e Cosmética e Fisioterapia, da Unijales, iniciaram suas atividades com atendimento ao público.
A Clínica de Estética e Cosmética realiza procedimentos faciais e corporais. O período de atendimento e agendamento das sessões estéticas é de segunda, terça e quinta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 15h30. Aos sábados os atendimentos são realizados das 8h às 14h.
Para o tratamento, será cobrado uma taxa para manutenção dos materiais e equipamentos. O objetivo do estágio é habilitar os alunos em diversas áreas da Estética e Cosmética já que faz parte do componente curricular específico e obrigatório do curso.
A Clínica de Estética e Cosmética da Unijales oferece tratamento facial como Limpeza de Pele, Higienização, Hidratação, Peeling de Cristal, Peeling de Diamante e Tratamento para Rejuvenescimento (lifting) e tratamento corporal como Drenagem Linfática, Massagem (relaxante ou modeladora) e Tratamento Corporal com Aparelho. Esses tratamentos são realizados pelos alunos do último ano de Estética e Cosmética, sempre coordenados e acompanhados pelos professores Cyntia Gutierrez Freitas e Wederson do Livramento, que prestam todo o suporte e avaliam as atividades.
A Clínica Escola de Fisioterapia Ivoni Soler também retomou os atendimentos.
Diante do importante papel social que vem realizando, ao auxiliar no tratamento de reabilitação, os alunos do 4º ano através da atividade prática assistida e do 5º ano com o estágio supervisionado de Fisioterapia, realizam tratamentos Ortopédicos, Reumatológicos e Traumatológicos, supervisionados pelos professores Ronaldo e Rogério e Neurológicos infantil e adulto pela professora Adriana Lourenção Valério.
Esses tratamentos são realizados por meio de encaminhamentos médicos. Todos os atendimentos são dirigidos não só para as pessoas com deficiência, mas para a comunidade em geral do município.

Maria lidera ranking dos nomes mais registrados em alguns dos estados mais populosos do Brasil

O nome Maria é o preferido dos pais e mães para registro de seus filhos em pelo menos três dos seis estados mais populosos do Brasil, há pelo menos sete anos. Apenas em 2014, 23.500 crianças receberam este nome em São Paulo, 9.669 em Minas e 6.288 no Paraná. Ana, João, Pedro, Davi, Gabriel, Miguel e Lucas também aparecem entre os prediletos. O levantamento foi feito pela Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-BR), com apoio da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen-SP), Sindicato dos Oficiais de Registro Civil de Minas Gerais (Recivil) e Associação dos Notários e Registradores do Estado do Paraná (Anoreg-PR).

De acordo com o presidente da Anoreg-BR, Rogério Bacellar, nomes clássicos ainda são os mais utilizados no registro de bebês. "Os nomes da moda, influenciados por personalidades, podem até ser comuns por um tempo, mas o tradicionalismo e o significado dos nomes bíblicos costumam imperar", avalia. Bacellar lembra ainda que nomes como Maria, Ana e João são mais frequentes porque a decisão dos pais, em muitos casos, inclui nomeações compostas para seus filhos.

Simbolismo – A questão dos nomes é abordada em vários trechos da Bíblia e, no costume dos povos antigos, cada um tem seu significado. Maria, segundo o livro sagrado dos cristãos, significa "Senhora soberana". Miguel, Davi, João e Gabriel têm seus significados relacionados com a figura de Deus. Miguel significa "Quem é como Deus?" Davi "Aquele que é Amado", Gabriel "Homem forte de Deus" e João "Deus é cheio de graça". Já Pedro significa "pedra, rochedo", Lucas "luminoso" e Ana do hebraico simboliza "cheia de graça".

Câmara aprova projeto de lei de autoria do vereador Luís Rosalino

A Câmara Municipal de Jales aprovou por unanimidade, na sessão ordinária de segunda-feira, 23 de março, projeto de lei de autoria do vereador Luís Fernando Rosalino (PT) (foto)  que institui a obrigatoriedade da manutenção de serviços de segurança privada durante 24 horas em locais em que houver a instalação de caixas eletrônicos, em estabelecimentos bancários situados no município.

Em sua justificativa, o vereador Rosalino alega que a segurança nas agências bancárias tem atenção insuficiente da parte dos banqueiros, "especialmente no que diz respeito à preservação da vida e da saúde, quando expõem os clientes, bancários e familiares a risco de morte, traumas, marcas e sequelas, que refletem futuramente sobre a saúde física e mental de quem se torna vítima da violência".

As dependências dos bancos são locais de fácil acesso para os bandidos, conforme mostram os números de assaltos, cada vez maiores, especificou o vereador petista

"O autoatendimento também não oferece segurança ao cliente. Os crimes conhecidos por "saidinhas bancárias" são uma modalidade em alta: o bandido fica de olho, vê o saque no caixa e depois assalta a vítima numa esquina qualquer. O cliente que faz uso do autoatendimento raramente encontra funcionários ou vigilantes nesses ambientes, especialmente fora do horário comercial", alegou o petista em sua justificativa.

Destaque-se, também, os casos de explosão de caixas eletrônicos, que tem aumentado assustadoramente e que expõem os clientes. Ainda que nossa cidade seja conhecida como pacífica e com baixo índice de criminalidade, segundo Rosalino, o fato é que, segundo levantamento da Confederação Nacional de Vigilantes e Prestadores de Serviço, no ano de 2014, de cada explosão de caixa eletrônico ocorrido na capital, sucediam-se treze no interior, o que torna Jales um alvo em potencial para tal ocorrência, situação que exige o reforço da vigilância para proporcionar maior tranquilidade a todos necessitam acessar as agências bancárias.

Itamar Borges reitera pedido para pavimentação de vicinal

O deputado Itamar Borges (PMDB), foto, participou de uma audiência com o secretário de Logística e Transportes, Duarte Nogueira, quando reiterou o pedido de pavimentação asfáltica da estrada municipal RBN- 359, que dá acesso ao loteamento Brisa D´Oeste, entre os municípios de Santa Fé do Sul e Rubineia.

O deputado Itamar Borges luta pela realização desta obra desde o início de seu mandato. "Conversei hoje com o secretário Duarte Nogueira, apresentei nosso pedido, falei sobre a importância da obra para os municípios da região. Vamos continuar lutando e trabalhando por essa pavimentação", afirmou o parlamentar.

A estrada conta com aproximadamente 5 kms de extensão, sendo muito utilizada por produtores agrícolas, turistas e estudantes de Rubineia e Santa Fé do Sul. "Esta é uma solicitação difícil, pois a Secretaria de Logística e Transportes ainda não dispõe de um programa específico para a pavimentação de vicinais. Este programa será criado ainda este ano e continuaremos trabalhando e lutando para que a estrada seja pavimentada nos próximos anos", finalizou Itamar.

Sobre a liberdade, por José Nalini

 
Giovani Pico Della Mirandola afirmava que o homem é o mais afortunado de todos os seres porque recebeu a liberdade como dom natural. O homem é a grande criação do universo e extraordinário milagre divino1. Bobbio considera a ação como resultado da liberdade, concebida como "a faculdade de cumprir ou não certas ações, sem o impedimento dos outros que comigo convivem"2.

Mas há uma pergunta recorrente na História da Humanidade: será o homem livre? "Quando dizemos que o homem é livre pela virtude da natureza de sua humanidade queremos dizer que, entre outras coisas, ele é capaz de fazer escolhas, e que suas escolhas não são totalmente dependentes ou causadas por forças além de sua consciência"3.

Há quem sustente que o homem nasce num determinado ambiente e suas características, inatas ou herdadas e tudo o que a vida lhe imprimiu dele fazem o que ele é durante a sua peregrinação terrestre. Tal é sua sina e seu destino. Sua vontade não é "livre", no sentido metafísico do termo, pois é "determinada pelo seu passado e por todas as influências a que estiveram expostos ele mesmo e seus ancestrais"4.

Se cada ser humano pode agir de forma desenvolta, independente, a vida humana é uma sequência incessante de ações singulares. Ações produzidas por quem, desde o nascimento, é livre, ou seja, "desfruta o direito de desenvolver plenamente a sua atividade física, intelectual e moral, e, nesse sentido, pertence-lhe o direito de desfrutar o produto dessas atividades"5.

A liberdade ora é assegurada, ora é restringida. Jean-Jacques Rousseau, ao justificar a necessidade do pacto social, dizia que "o homem nasceu livre e em toda a parte ele se encontra acorrentado

O que ele diria desta República, que já é a terceira no globo em população carcerária, com cerca de 700 mil sentenciados?

Liberdade tem uma dimensão sensível e exterior e tem uma dimensão igualmente sensível, mas interna. Há quem se sinta aprisionado. Pelas ambições, pelas paixões, pelos anseios insatisfeitos. Isso é próprio da condição humana. Mas há quem consiga se desapegar de tudo o que é exterior e se sinta inteiramente livre. "Somos, na realidade, atores livres naquilo que fazemos, e não meros instrumentos das diversas forças existentes no mundo - mesmo que sejamos, é claro, submetidos às leis da natureza"1. Costumo dizer que, extraídas as condições naturais que nos limitam, sobra uma imensa faixa de liberdade para desenvolvermos o nosso destino. A escolha da trajetória a percorrer nesta frágil e efêmera jornada é responsabilidade pessoal.

Acreditar-se objeto desprovido de condições de mudar de rumo, vítima do fatalismo predeterminado é uma cômoda fuga às responsabilidades ínsitas à condição de ser racional. Somos caniços, sim, mas caniços pensantes.

Por isso é que existem escravos livres e senhores aprisionados. Reféns da cupidez, do poder, da autoridade, da glória ou do reconhecimento. Reféns da paixão, do vício e da submissão aos sentidos. Exemplos não raros de superação evidenciam a possibilidade humana de escapar das malhas tenebrosas da dependência. Seja ela química, seja ela - muito mais perigosa - tecida nos labirintos do intelecto.

Sob outra ótica, nossa concepção de liberdade é focada no ambiente político. Daí a sua gradação, aferível em escalas. Desde logo se diga - e aqui a deformação jurídica - inexistir liberdade ilimitada. Onde não há lei, não há liberdade. "A liberdade - em menor ou maior grau - só pode existir onde algo é permitido e algo mais é proibido. Talvez a piada a seguir, que deve datar de antes da Primeira Guerra Mundial, possa esclarecer as coisas: ‘na Áustria, o que não é proibido é permitido; na Alemanha, o que não é permitido é proibido; na França, tudo é permitido, inclusive aquilo que é proibido; na Rússia, tudo é proibido, inclusive aquilo que é permitido"1.

Liberdade, para quem estuda ciência jurídica, é o primeiro e mais fundamental dos direitos. Pois o caput do artigo 5º da Constituição da República elenca os cinco direitos dos quais se extraem todos os outros, contidos nos 78 incisos a seguir. São eles: vida, liberdade, igualdade, propriedade e segurança.

Ocorre que vida nem sequer pode ser chamada tecnicamente de "direito". Vida é pressuposto à fruição de direitos. Tanto que podemos substituir o verbete "direito" pela expressão "bens da vida". E aí, como o pacto fundante não tem palavras inúteis, nem resulta de mero acaso a ordem de enunciação dos direitos, tem-se a liberdade como o primeiro e mais essencial direito.

A experiência da privação da liberdade causa mácula indelével para o inocente, que não poderia ser subtraído ao convívio e é vítima de prisão ilegal. Por isso o empenho da Justiça Paulista ao implementar o projeto "Audiência de Custódia", que acerta o passo da República Federativa do Brasil com outras democracias já consolidadas e atende ao compromisso firmado no Pacto de São José da Costa Rica.

Em estágio civilizatório superior, a prisão por uma hora já representa sanção considerável, pois evidencia o apreço que o ordenamento confere ao valor liberdade. Não poderíamos conviver com situações lamentáveis de exacerbação do castigo segregatório e passamos a honrar um tratado que assinamos espontaneamente, o que nos obriga a respeitar o nosso próprio pacto federativo. Desde 1988, a prisão em flagrante de qualquer pessoa deveria ser imediatamente comunicado à autoridade judiciária competente para apreciar a legalidade da privação da liberdade.

Demos um salto qualitativo na Democracia Brasileira. Esperamos que isso estimule a prosseguir na imensa e infindável tarefa de implementar o verdadeiro Estado de Direito de índole Democrática, vocação que assumimos formalmente desde 5.10.1988. *José Renato Nalini é presidente do Tribunal de Justiça

(Footnotes)

1 PICO DELLA MIRANDOLA, Giovanni, Discurso sobre a Dignidade do Homem, Lisboa, Edições 70, 1989, p.56/70.
2  BOBBIO, Norberto, Teoria Geral da Política: a Filosofia Política e as lições dos clássicos, Rio de Janeiro, Elsevier, 2000, p.101.
3 KOTAKOWSKI, Leszek, Pequenas Palestras sobre Grandes Temas, São Paulo, Editora Unesp, 2009, p.79/80.
4 Von MISES, Ludwig, Ação Humana, São Paulo, Instituto Ludwig Von Mises Brasil, 2010, p.74.
5 DUGUIT, Léon, Fundamentos do direito, São Paulo, Ícone, 1996, p.11.
1 ROUSSEAU, Jean-Jacques, Discurso sobre a origem e os fundamenos da desigualdade entre os homens, Editora Universidade de Brasília, Editora Ática, São Paulo, 1989, p.13.
1 KOTAKOWSKI, Leszek, op.cit., idem, p.81.
1 KOTAKOWSKI, Leszek, op.cit., idem, p.82.

Sicoob Credicitrus registrou novos recordes de desempenho em 2014

Os bons resultados alcançados em 2014 foram o destaque da Assembleia Geral Ordinária da Sicoob Credicitrus, realizada na Estação Experimental de Citricultura de Bebedouro no dia 25 de março. O evento reuniu mais de 1.500 cooperados (foto) com direito a voto e contou com transmissão ao vivo, pela internet. O último exercício também foi o primeiro em que a Cooperativa atuou sob um novo modelo de governança, no qual as diretrizes estratégicas são definidas pelo Conselho de Administração, eleito pelos cooperados, e colocadas em prática pela Diretoria Executiva, cujos membros são selecionados e contratados pelo Conselho.
Os principais indicadores de desempenho da Cooperativa são os seguintes:
Patrimônio líquido – Cresceu 10,44%, atingindo R$ 1,005 bilhão.
Ativos totais – Superaram R$ 3,5 bilhões, cerca de 1% a mais do que em 2013.
Depósitos à vista e a prazo – Totalizaram R$ 1,3 bilhão, valor ao qual ainda devem ser somados R$ 132 milhões captados por meio de uma nova modalidade de aplicação lançada em 2014, a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA). No cômputo final, ingressaram na Cooperativa R$ 80 milhões a mais do que em 2013.
Operações de crédito – Somaram R$ 1,977 bilhão no ano.
Sobras do exercício – Alcançaram a cifra recorde de R$ 106,3 milhões.
Quadro associativo – Com o ingresso de 2.500 novos cooperados, o quadro da Cooperativa encerrou o ano com 61.601 associados.
Resultado social econômico - Destaque à parte coube ao resultado social econômico, que traduz todas as vantagens do cooperativismo de crédito, pois representa as economias feitas pelos cooperados por terem realizado suas operações na Cooperativa em comparação com o que teriam desembolsado ao realizar as mesmas operações no sistema financeiro tradicional. Esse indicador é composto por economias em juros e tarifas e pelo retorno das sobras.
Em 2014, o resultado social econômico foi de R$ 524 milhões. São recursos que permaneceram em suas regiões de origem e foram aplicados em negócios locais, gerando empregos e renda, Desse modo, contribuíram para o desenvolvimento econômico e social de todas as localidades onde os cooperados vivem e trabalham.
Responsabilidade social -Outro destaque coube às ações de responsabilidade social da Cooperativa, que, em suas atividades rotineiras, mantém relacionamentos com vários segmentos de público, abrangendo cooperados, funcionários, meio cooperativista, fornecedores, órgãos públicos e as comunidades nas quais está presente com postos de atendimento.
Comunidades – As principais iniciativas são canalizadas por meio da Ação Social Cooperada, fundo de investimento social criado em 2005 com o objetivo de dar apoio financeiro a projetos de instituições do terceiro setor. Os alvos preferenciais são crianças e jovens de áreas carentes ou em situação de risco, além de pessoas com necessidades especiais. Em 2014, a Ação Social Cooperada investiu mais de R$ 1,4 milhão em projetos de 60 instituições de 25 municípios, com aproximadamente 50 mil beneficiários. Além disso, a Cooperativa liderou, como nos anos anteriores, campanhas que resultaram na doação de 4 mil cobertores e 5.400 cestas de Natal a famílias carentes, e ainda organizou o show beneficente com o cantor Daniel.
Institucional - Sicoob Credicitrus - Fundada em 14 de setembro de 1983 em Bebedouro, SP, a Sicoob Credicitrus é hoje a maior cooperativa de crédito do Brasil. Conta com 52 unidades de atendimento nos estados de São Paulo e Minas Gerais. A Cooperativa possui a classificação de risco A3, a nota máxima em segurança financeira.

Coopercitrus apresenta crescimento e fatura R$ 1,8 bilhão no ano passado

Em 2014, o cenário econômico internacional foi marcado pela recuperação do crescimento da economia dos Estados Unidos e pela perspectiva de normalização da política monetária do país. Em detrimento das economias de nações emergentes, esses eventos causaram maior atração no fluxo de capitais para os EUA, que proporcionou significativa depreciação das moedas de alguns países, inclusive, a do Brasil. Zonas do euro, com poucas exceções, continuaram estagnadas e a economia chinesa, principal destino das exportações brasileiras, apresentou um ritmo menos dinâmico.

Já a brasileira, mostrou um desempenho bem abaixo do seu potencial, motivado por fatores como a própria conjuntura internacional que não favoreceu as exportações e o plano de medidas econômicas adotadas pelo governo brasileiro que possibilitou a desaceleração no crescimento da economia, aumento nas taxas de inflação, pioras no déficit externo e no resultado fiscal do mercado.

A Coopercitrus – Cooperativa de Produtores Rurais, com sede em Bebedouro, SP, e filiais estrategicamente localizadas em São Paulo e Minas Gerais, apresentou em Assembleia Geral Ordinária, realizada no dia 16 de março, na Estação Experimental de Citricultura de Bebedouro, os resultados do exercício de 2014. Mesmo diante de um cenário de desaceleração, a Coopercitrus mostrou que com soluções integradas em produtos e serviços, assim como, a oferta de bons preços e condições especiais de pagamento, foi possível atingir um faturamento de R$ 1,8 bilhão no exercício de 2014, um crescimento de R$ 200 milhões em relação a 2013.

A cooperativa apresentou ainda, sobras líquidas na ordem de R$ 73 milhões. "Com o aumento do faturamento, saímos de R$ 721 milhões em 2009 para R$ 1,8 bilhão em 2014. Com maior participação no mercado em que atuamos, conseguimos comprar melhor. Faturamento maior e redução de despesas têm possibilitado à cooperativa trabalhar com uma margem de lucro menor, favorecendo os cooperados. Tanto é que em 2014 o faturamento foi maior que 2013", relata José Vicente da Silva, diretor presidente da Coopercitrus.

Com ampla atuação na comercialização de insumos, máquinas, implementos agrícolas, equipamentos de precisão e irrigação, saúde e nutrição animal, armazenagem e troca de grãos e entrega de óleo diesel na propriedade rural, a Coopercitrus preza pela sustentabilidade. "A cooperativa busca apresentar soluções integradas para resultados sustentáveis. Nós temos feito um trabalho nos últimos anos para realmente dar sustentabilidade tanto para a cooperativa, quanto para nossos mais de 22 mil cooperados. Hoje, com muita satisfação, podemos falar que a Coopercitrus tem sido um parâmetro de preço no mercado de insumos e máquinas agrícolas", finaliza José Vicente.

Participação na Agrishow 2015 – A Coopercitrus foi a primeira cooperativa a ter um estande comercial na maior feira agrícola da América Latina. Um grande diferencial de sua participação está no amplo portfólio de produtos e serviços, oferecendo insumos, máquinas e implementos agrícolas, projetos de irrigação, equipamentos de agricultura de precisão e itens para casa e campo. O Shopping Rural Coopercitrus levará duas grandes novidades entre os dias 27 de abril a 01º de maio: o Polo de Agricultura de Precisão, uma área de 2 ha com demonstrações de tecnologias de ponta para que o agricultor possa intensificar sua produtividade de forma sustentável e o lançamento da linha de produtos Coopercitrus de Saúde e Nutrição Animal com Rações, Suplementos Minerais e Concentrados para equinos e bovinos.

Editais de Proclamas

Roseneide Ensides Tomazeli,, Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

GUSTAVO ALVES BALBINO e CAMILA REGINA TONHOLO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 01 de dezembro de 1.988, advogado, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Dyorgenes Alves Balbino e de Sandra Aparecida Barbieri Balbino . ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 18 de dezembro de 1.988, advogada, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Benedito Tonholo e de Leudinéia Antonia de Souza Tonholo.

EDUARDO HENRIQUE MEZANINI e JULIANA BOER. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 15 de dezembro de 1.982, administrador de empresas, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Dovilio Mezanini e de Maria Odete Pelisson Mezanini. ELA, natural de Campinas, deste Estado, nascida aos 26 de janeiro de 1.988, advogada, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Benedito Tonholo e de Leudinéia Antonia de Souza Tonholo.

ANDRÉ MAICON FERREIRA e ALAYNA FERNANDA TUPONI. ELE, natural de Fernandópolis, deste Estado, nascido aos 17 de julho de 1.994, servente, solteiro, residente e domiciliado em Fernandópolis, filho de Marco André Ferreira e de Marlene de Sá Portela Ferreira. ELA, natural de Jundiai, deste Estado, nascida aos 13 de outubro de 1.997, estudante, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Paulo Adalberto Tuponi e de Ana Paula de Oliveira Tuponi. Cópia recebida do Oficial de Registro Civil de Fernandópolis – SP, onde se processa a habilitação.

HENRIQUE DE OLIVEIRA NOGUEIRA e CAMILA POLVEIRO NIÉRI. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 07 de abril de 1.988, caixa, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Hodofildo Félix Nogueira Filho e de Ana Aparecida de Oliveira. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 18 de maio de 1.989, vendedora, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Valdecir Niéri e de Sulena de Souza Polveiro Niéri.

WELINGTON NATAL FRANCISQUETE e MARIA ANTONIA SECFIM. ELE, natural de Estrela D’Oeste, deste Estado, nascido aos 21 de dezembro de 1.979, mecânico, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Alcides Natal Francisquete e de Maria Helena Reinaldes Francisquete. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 13 de outubro de 1.982, gerente administratico, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Moacir Secafim e de Ivalda Zanardi Secafim.

PAULO HENRIQUE KITAYAMA CERVANTES e RAQUEL CAPPELLARI. ELE, natural de Santos, deste Estado, nascido aos 01 de junho de 1.983, médico, divorciado, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Luiz Carlos Cervantes Gerez e de Kátia Kitayama Cervantes. ELA, natural de Antônio Prado, Estado do Rio Grande do Sul, nascida aos 03 de abril de 1.974, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Anastácio Cappellari e de Sudeni Maria Cappellari.

JOSÉ ANTONIO PERINELLI e ADRYA INÁ DE SOUZA RIBEIRO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 05 de agosto de 1.990, mecânico, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Waldomiro Jesús Perinelli e de Rosa Teixeira Lopes Perinelli. ELA, natural de Urânia, deste Estado, nascida aos 14 de setembro de 1.994, do lar, solteira, residente e domiciliada nesta Cidade, filha de Lafaiete Alves Ribeiro e de Solene Rosa de Souza Ribeiro.

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina
 
 
 

Vereador Claudir requer informações sobre duplicação de trecho urbano da cidade

Um requerimento do vereador Claudir Aranda (foto) aprovado na sessão ordinária de segunda-feira, 23 de março, está requerendo junto ao prefeito Pedro Callado informações sobre projeto de duplicação do trecho urbano ao longo do Cohab JACB, da rodovia Jarbas de Moraes - SP 561, protocolado em 2011 no DER.

O vereador Claudir solicita ao prefeito Callado que estude possibilidade de retomar os contatos com o órgão estadual viabilizando a concretização do projeto. De acordo com o parlamentar, com a cassação de Nice Mistilides, as esperanças dos jalesenses se renovaram "e o novo prefeito goza de prestígio e trânsito nas instâncias do governo estadual" o que, segundo ele, facilitaria o andamento do projeto junto ao DER.

Claudir Aranda solicita ainda que o prefeito Callado deve informar quando o Executivo retomará os contatos com o DER para conseguir os recursos destinados à duplicação daquele trecho urbano, ou se caso já exista alguma providência informar o Legislativo.

Deputado Carlão articula votação de projeto que eleva entrâncias de unidades judiciárias


Deputado Carlão esteve em audiência com o presidente do
Tribunal de Justiça, desembargador José Renato Nalini (foto)

 
 
O deputado estadual Carlão Pignatari, líder da bancada do PSDB na Assembleia Legislativa, está articulando a votação do projeto de lei que trata da elevação de entrâncias de unidades judiciárias em todo o Estado de São Paulo. Dentre os municípios estão Fernandópolis, Jales e Votuporanga.


Nesta quarta-feira, 23 de março, Carlão esteve em audiência com o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Renato Nalini, para discutir sobre o Projeto de Lei Complementar Nº 49 de 2014, que será votado na segunda semana de abril, na Assembleia Legislativa.
A argumentação para a elevação das entrâncias é que "nos últimos anos, o número de feitos em andamentos na primeira instância da Justiça do Estado cresceu de forma acelerada, impondo o avanço das estruturas judiciárias".

Na justificativas do projeto, consta ainda que "a aprovação deste projeto, além de valorizar os magistrados e servidores em suas carreiras, permitirá a solução de inúmeras dificuldades enfrentadas pelo Poder Judiciário, possibilitando a distribuição de uma Justiça mais eficaz e próxima dos destinatários dessa função pública essencial".
"Precisamos fazer com que o Judiciário tenha mais agilidade. Para isso, é necessário se fazer alguma mudança, visando a valorizando do quadro funcional e oferecendo mais condições de trabalho a todos", finalizou o deputado Carlão Pignatari.

Chico Xavier

 
Pergunta – O estudo em grupo é hoje um método muito divulgado. Este método é vantajoso para o adolescente?
Chico Xavier – Tanto para os jovens como para aos adultos o estudo em grupo é o mais eficiente até porque nós não podemos esquecer que na base do Cristianismo, o próprio Jesus desistiu de agir sozinho, procurando agir em grupo.
Ele reconheceu a sua missão divina, constituiu um grupo de doze companheiros para debater os assuntos relativos à doutrina salvadora do Cristianismo, que o Espiritismo hoje restaura, procurando imprimir naquelas mentes, vamos dizer, todo o programa que ainda hoje é programa para nossa vida, depois de vinte séculos. Programa de vivência que nós estamos tentando conhecer e tanto quanto possível aplicar na Doutrina Espírita, no campo de nossas lides e lutas cotidiana
Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da  "Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.



Stress, por Flávio Caervalho

 
Trabalho demais ou de menos, problemas financeiros ou familiares, má alimentação, correria… ufa! Poderia passar horas enumerando as causas que desenvolvem o STRESS, que é uma reação do organismo com componentes psicológicos, físicos, mentais e hormonais que ocorre quando surge a necessidade de uma adaptação grande a um evento ou situação de importância na vida de uma pessoa. Este evento pode ser positivo ou negativo. O ser humano, por natureza, sempre esteve exposto ao stress. Cada geração aprende a lidar com o seu respectivo ambiente social complexo e estressante. Stress é um mecanismo de defesa que prepara o organismo para lutar ou fugir, frente a um perigo, mas o stress pode tornar-se crônico e as modificações bioquímicas solicitadas pelo cérebro, numa situação de alta tensão, se torna contínuo, além de aumentar a incidência de hipertensão, distúrbios cardiovasculares, gastrite, úlcera, insônia, enxaqueca, também afeta a beleza e a postura.

Se a situação se prolongar, também há a redução de oxigênio circulante no sangue, favorecendo o aparecimento de câimbras e de formigamentos e acúmulos de toxinas. Então para controlar o stress é necessário identificar os agentes causadores da tensão presente no dia a dia e aprender a relaxar.

Perfil do estressado
Ambicioso - Assume sempre papel de liderança - luta contra o tempo - desempenha múltiplas funções - é exigente e perfeccionista – é pontual (detesta perder tempo) - extremamente responsável - competitivo e adora desafio - têm dificuldade em relaxar.
Providências que auxiliam na prevenção e combate ao stress
- Faça pausas no trabalho a cada 60 ou, no máximo, 90 minutos para respirar fundo para relaxar. Pratique respiração profunda várias vezes por dia;
- Reserve algumas horas do dia para diversão, longe de preocupações;
- Diminua seu perfeccionismo;
- Evite tomar decisões nos momentos de tensões, se tiver que tomar decisões, aja rápido, não durma com a cabeça quente;
- Aprenda a avaliar situações, pergunte-se sempre se o problema é seu mesmo ou se está assumindo responsabilidades de outra pessoa;
- Ouça música, ouvir música ajuda a reduzir a tensão e ganhar energia;
- Gerencie melhor o tempo, não passe noites em claro;
- Não descuide da alimentação, não pule refeições, beba muita água e evite os excessos de gordura, sal, cafeína, açúcar refinado e chocolate, para não sobrecarregar o metabolismo e aumentar a sensação de cansaço;
- Inicie imediatamente uma atividade física que lhe dê · prazer, quando fazemos exercícios físicos liberamos a beta-endorfina, substância que ajuda a controlar o stress;
- Mentalize positivo, pense sempre nas coisas que deram e darão certo;
- Faça relaxamento: deite-se no colchão, coloque uma música suave, apague as luzes, e concentre-se nos seus pés, mentalize uma onda de calor invadindo seus pés e proporcionando um relaxamento e bem estar aos seus pés. Repita o exercício com as pernas, o bumbum, o tronco e a cabeça. 
 *Flávio Rodrigo Masson Carvalho
equilibriumtc@hotmail.com

Dizer não, por Reginaldo Villazón

O mundo está sob o impacto das notícias do acidente aéreo acontecido na manhã de terça-feira (24) na Europa. O avião Airbus A320 da companhia aérea Germanwings – levando 144 passageiros, 2 pilotos e 4 tripulantes – partiu de Barcelona (Espanha) para Düsseldorf (Alemanha) às 9:55 horas. O tempo de vôo previsto era de 2:20 horas. Em cerca de uma hora, a aeronave desapareceu dos radares, perdeu altitude e caiu na região dos Alpes, no sul da França. Não houve sobreviventes.

Pequenas e grandes tragédias acontecem. Elas amarguram as pessoas próximas e abalam o ânimo das pessoas em geral. Muitas vezes, causam um sentimento de fragilidade diante da vida e motivam o questionamento sobre a razão de tais episódios. Então, é preciso encontrar um fundamento para levantar a cabeça e continuar confiante na vida. As ciências procuram identificar causas técnicas, humanas e naturais. Mas a vida não é apenas uma seqüência de fatos. As filosofias vão mais longe. Ajudam, mas com resultados divergentes.

Não faltam os formadores de opinião dispostos a dar explicações. Há os que se embasam em princípios religiosos para apontar as tragédias como justas penalidades impostas por Deus às criaturas pecadoras. Há os que afirmam, na defesa da Divindade, que as tragédias são apenas conseqüências diretas dos erros humanos. E há os que vêem as tragédias como desafios a serem superados pela humanidade em evolução. Discutir estas questões causa dúvidas e embaraços. A prudência aconselha tão somente avaliá-las intimamente.

O maior cuidado que se deve ter é evitar a banalização das tragédias. As teses que justifiquem as tragédias (guerras, crises, terremotos, acidentes e outros) merecem ser mantidas à distância. Elas insensibilizam, desumanizam. Ao contrário, é possível entender que a morte tranqüila de alguém, que se realizou neste mundo e aspira vida superior, não é uma tragédia. Casos extraordinários de EQM (Experiências de Quase Morte), relatados por pacientes e médicos, evidenciam que existe uma vida elevada fora da matéria.

O ser humano vence o egoísmo e adentra a iluminação quando consegue se colocar no lugar de outra unidade – um ser humano, um animal, uma planta, um veio d‘água, uma pedra – para desejar e oferecer o melhor de si. Talvez esta seja a coisa mais importante da vida. Em vez disso, deixar-se submeter a teorias alardeadas como verdadeiras, por se sentir seguro quando ligado às verdades aceitas por muitas pessoas, pode aprisionar o indivíduo em idéias fixas sem proveito, retardando sua evolução.

É preciso aprender a se sustentar na simples fé de que o bem deve sobrepor o mal. É preciso adquirir a firmeza dos que acreditam no bom pensamento, na boa intenção, na boa ação. Assim, é possível manter o equilíbrio e ter força para dizer não. Dizer não à falta de solidariedade, dizer não aos acusadores, dizer não aos discursos mentirosos, dizer não à ganância econômica, dizer não à depredação ambiental, dizer não à tristeza.

FOLHAGERAL, da redação


Nesta


sexta-feira, 27 de março, às 16 horas, o prefeito Pedro Manoel Callado Moraes recepcionou em seu gabinete o diretor geral de Infraestrutura e Expansão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), professor Silmário Batista dos Santos. O professor veio tratar da instalação de um campus do IFSP em Jales.


Já era

tempo de ver analisada essa reivindicação. Jales precisa se aplicar politicamente e conquistar melhoramentos importantes, já que tem uma administração tucana e conta com vários deputados amigos da cidade com boa penetração no âmbito governamental.

Fernandópolis

já tem o IFSP e conta também com o Poupatempo, órgão que – não se sabe por que motivos – ainda não foi conquistado para favorecer a população jalesense, que se desloca diariamente para usar os serviços do órgão naquela cidade. Os políticos de Jales precisam perder o costume de ficar choramingando pelos cantos.

Tanto que

o presidente da ACIJ, Carlos Roberto Altimari, entregou ao prefeito Callado uma pauta de reivindicações e, entre elas, a reivindicação do Poupatempo para a cidade. Mas é preciso continuar apertando o calo da liderança municipal, se não cai no esquecimento.

De acordo

com Carlinhos Altimari, sobre sua pauta de reivindicações, algumas áreas podem ser disponibilizadas pela administração municipal. Uma dessas áreas seria a do estádio municipal que perdeu toda a sua finalidade.

Se você

disser a um daqueles xiitas – que pediam a cabeça da prefeita Nice sem restrição, por cassação política ou não – que ela pode ser reconduzida ao cargo, ele entra em estado catatônico. Mas, por favor, tome cuidado para não provocar um ataque cardíaco.

A lei 4338,

de 15 de dezembro de 2014, de autoria do vereador Luiz Rosalino (PT) e aprovada por unanimidade, que regula a distribuição de panfletos de publicidade, deveria ter sido regulamentada em 60 dias após a sua publicação em 20 de dezembro de 2014 e entrar em vigor 90 dias após a sua publicação.

Neste caso,

a lei estaria em vigor desde 20 de março de 2015. Mas os pára-brisas de veículos e motos ficam abarrotados de panfletos, sem qualquer fiscalização. Os donos dos veículos e de motos jogam os papéis no chão. Vê-se que a lei não será regulamentada e tampouco o vereador irá cobrar isso dos responsáveis.



Pelo jeito,

essa vai ser mais uma lei, aprovada pela Câmara, que não será cumprida. Igualzinha a regulamentação dos serviços de mototáxi e motofretes no município. É a tal média política. Faz a lei, mas não a cobrança.

E, falando

em média política, no mandato do então prefeito Parini, com o objetivo de atender as normas do Código Brasileiro de Trânsito (CBT), a Secretaria Municipal de Planejamento e Trânsito distribuiu pela cidade placas aéreas, como fez sinalização térrea, sobre estacionamento defronte a dezenas de estabelecimentos comerciais. Tantas que a população, principalmente os visitantes, não encontravam lugar para estacionar.

Os donos

de farmácias estiveram em audiência com o prefeito Callado, conversando sobre o retorno de estacionamentos defronte os seus estabelecimentos. O Conselho Municipal de Trânsito é quem vai decidir.

Dizem as

más línguas que o prefeito Callado teria confidenciado, a peemedebistas e demistas, que não concorrerá ao cargo no próximo pleito. Para as raposas do botequim da vila, Pedro Callado será o representante tucano nas eleições de 2016.

Novas

manifestações de rua estão marcadas para o mês entrante – dia 12 de abril – em todo o país. Quem gosta de adrenalina política vai se preparando. Tem que comprar camiseta verde e amarela para toda a família. O tema será: "Eles não entenderam nada". Quem sabe, depois rola um panelaço.

Infelizmente,

as questões políticas nacionais são muito sérias para muita gente. A corrupção na Petrobrás já desempregou milhares de trabalhadores. Os professores estão em greve por reajuste dos salários. Tomara que as manifestações aconteçam de maneira positiva, focadas na melhoria da democracia e na boa administração pública em favor do povo.

Os vereadores

Gilberto Alexandre de Moraes, Jesus Martins Batista, Luís Fernando Rosalino e Rivail Rodrigues Júnior pedem informações ao Executivo sobre a fiscalização e o não cumprimento por agências bancárias da Lei Municipal nº 3.770, de 05 de junho de 2010, que dispõe sobre a obrigatoriedade das instituições instalarem biombos ou estruturas similares nos locais de atendimento público.

Eles querem

saber se Prefeitura tem fiscalizado o cumprimento da legislação municipal referente ao funcionamento das agências bancárias, o que já foi feito, em termos de fiscalização, quanto ao não cumprimento do estabelecido pela Lei e até quando será regularizado o cumprimento da Lei em questão, garantindo a segurança aos usuários de agências bancárias, tal como objetiva a mesma.

O  vereador

Tiago Abra está solicitando ao prefeito Pedro Callado informações sobre a Academia ao Ar Livre para portadores de necessidades especiais, instalada pela ex-prefeita Nice Mistilides na rua 24 anexa ao estádio municipal, e que, segundo o vereador "acabou abrigada em lugar impróprio e necessita ser transferida". Depois de quase um ano e pouca utilizada, é que o vereador questiona a instalação da academia naquele local?

E falando

em Tiago Abra, depois da posse de Pedro Callado, o vereador não mais apareceu como signatário de documentos apresentados no Legislativo assinados também pelos vereadores do Dem, PT e PSB.

O TCESP
publicou no Diário Oficial desta quinta-feira, 26 de março, despacho do auditor Valdenir Antonio Polizeli concedendo o prazo de 30 dias para que a ex-prefeita Nice Mistilides e Renato Luis de Lima Silva, da Casa da Criança, expliquem o repasse de R$ 4 mil da Prefeitura para a entidade, em virtude de falhas verificadas no relatório de fiscalização.

Concurso Público

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2015



EXTRATO DE EDITAL



O Prefeito de Mesópolis, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições que são conferidas pela legislação em vigor, torna pública a abertura das inscrições do Concurso Público para provimento de vagas e formação de cadastro de reserva para os cargos de Agente Comunitário de Saúde, Assistente de Administração, Auxiliar de Desenvolvimento de Educação, Auxiliar de Saúde Bucal, Auxiliar de Serviços Gerais, Braçal, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Guarda Noturno, Merendeira, Monitor de Alunos, Monitor de Creche, Motorista, PEB II – Educação Artística, Recepcionista, Técnico Agrícola, Técnico de Enfermagem e Tratorista.

As inscrições deverão ser realizadas de 30 de março de 2015 até 13 de abril de 2015 através do site www.personacapacitacao.com.br.

O Concurso Público reger-se-á pelas disposições contidas no Edital de Concurso Público Nº 001/2015.

O edital e seus anexos serão publicados nos endereços eletrônicos www.personacapacitacao.com.br e www.mesopolis.sp.gov.br. e no mural da Prefeitura Municipal de Mesópolis.

Mesópolis, 28 de Março de 2015.

Leandro Aparecido Polarini


Prefeito Municipal


sexta-feira, 27 de março de 2015

PF de Jales descobre laboratório de cocaína em Fazenda de MG, prende 5 pessoas e apreende 51 kg de cocaína

O chefe do grupo é de Ouroeste. Ele foi peão profissional de rodeio e atualmente tinha como atividade de fachada uma loja de artigos cowntry na cidade, além de boiada utilizada em festas de peão










Policiais federais de Jales/SP desmontaram, na noite desta quinta-feira (26), um refino de cocaína que funcionava na zona rural do município de Campina Verde/MG. Ao todo, cinco pessoas foram presas e 51 kg de cocaína e quatro veículos foram apreendidos. O entorpecente estava enterrado nas proximidades da sede da fazenda em tonéis de plástico. Maquinários e objetos utilizados no refino da cocaína foram encontrados no interior da sede da fazenda. Havia vestígios indicando que eles processavam cocaína naquele local. Uma prensa industrial era utilizada para a prensa dos tijolos de cocaína.

Após receber informações sobre atuação de A.F.S.N., morador de Ouroeste e São José do Rio Preto, no tráfico de drogas interestadual, mais precisamente nas regiões de Ouroeste, Jales, Rio Claro e cidades do Mato Grosso, a PF de Jales iniciou diligências com o objetivo de descobrir como funcionava a logística do tráfico bem como os envolvidos nos crimes.

Policiais federais disfarçados acompanharam toda a movimentação do grupo durante o dia de ontem e registrou os encontros e as movimentações dos criminosos. Em uma fazenda em Minas Gerais, quatro pessoas foram presas: R.D.A.M., vulgo "Magrão", também é de Ouroeste e estava conduzindo uma Pickup Strada; M.N.M.A., residente em Aparecida do Taboado-MS, estava na fazenda com um veículo GM Astra; e dois mineiros, F.J.O. e J.B.A.A. estavam com um GM Cruze. Cada um tinha uma função dentro do grupo, como transporte, guarda, refino da droga etc.

Após as diligências, ficou demonstrado que o chefe do grupo, após providenciar toda a logística da entrega da droga, dirigiu-se com a família para seu apartamento em São José do Rio Preto. Ele foi acompanhado por policiais, de forma discreta, para evitar uma possível fuga quando soubesse que seus comparsas foram presos. Uma equipe do TOR, da Polícia Rodoviária de São Paulo apoiou a PF e conseguiu prender o traficante quando ele tentava fugir em um veículo Fiat Punto. As informações indicam que a fazenda foi arrendada pelos traficantes. A participação do proprietário bem como do caseiro será apurada.

Todos os presos foram autuados em flagrante delito pelos crimes de tráfico e associação para o trafico de drogas, além dos crimes de posse de maquinário para refino de drogas, todos com o aumento de pena previsto para o tráfico interestadual de drogas. As penas máximas somadas superam 40 anos de prisão. Todos foram ouvidos e conduzidos para a Cadeia Pública de Jales onde permanecerão à disposição da Justiça Estadual.


PF de Jales prende ex-prefeito de Fernandópolis por fraudes e desvios que chegam a R$ 10 milhões em prejuízo da Fundação Educacional do município

Outras duas pessoas também foram presas temporariamente, além de um indivíduo que foi conduzido coercitivamente. O presidente afastado da FEF, P.S.N. que foi preso em outra Operação em dezembro de 2014, também está entre os presos.



A Polícia Federal de Jales/SP deflagrou na manhã desta sexta-feira, (27), a Operação Vulpino, que tem como objetivo identificar fraudes e prender indivíduos que causaram rombo de aproximadamente 10 milhões de reais aos cofres da Fundação Educacional de Fernandópolis no período em que dois dos investigados presidiam a instituição.

Após a deflagração da Operação Bolsa Fantasma no final de 2014, ocasião em que o presidente afastado da FEF, (Fundação Educacional de Fernandópolis) P.S.N. foi preso por fraudes em programas de concessão de bolsas estudantis, um interventor foi nomeado pela justiça e teve início uma cooperação entre a PF de Jales e os interventores. Este trabalho conjunto revelou que as fraudes não se limitavam apenas às concessões de bolsas. Além de novas fraudes, a PF descobriu que a presidência anterior também havia causado um rombo milionário nas contas da instituição.

O ex-prefeito da cidade de Fernandópolis, L. V. S., antes de assumir a prefeitura do município, presidiu a FEF por alguns anos. Durante este período, P.S.N., presidente da instituição preso em dezembro de 2014, era o assessor jurídico da instituição. Juntos, permitiram que prejuízos milionários fossem suportados pela FEF mediante a compra de "créditos podres" de uma Usina Açucareira do estado de Alagoas. Eles adquiriram, em nome da FEF, créditos contábeis sem nenhum valor e, mesmo assim, pagavam valores milionários a pessoas que se identificavam como procuradores da empresa detentora dos créditos falsos.

Quando a FEF apresentava os créditos à Receita Federal e à Procuradoria Geral da Fazenda Nacional, os mesmos eram recusados, pois eram falsos. Mesmo assim, a FEF pagava aos procuradores da Usina Açucareira pelos "créditos podres" causando prejuízos milionários aos cofres da FEF.

Também foram identificadas irregularidades na compra de um terreno para a construção de uma unidade da FEF em Rondonópolis/MT. Um empréstimo foi feito pelo então presidente L.V.S. com anuência do assessor jurídico P.S.N. junto a um banco para a construção de uma unidade naquele município, tudo em desacordo com o Estatuto da FEF. A obra não foi concluída e o empréstimo não foi honrado. O banco executou a dívida e ficou com o terreno com a construção parcial, causando mais um rombo milionário à instituição educacional.

Até o momento, pelo menos 10 milhões de reais em fraudes e desvios foram identificados em detrimento do patrimônio da FEF. Além do ex-prefeito, outros indivíduos tiveram prisão decretada. Os seis mandados de busca e apreensão e os quatro mandados de prisão expedidos pela Justiça Estadual de Fernandópolis foram cumpridos por diversas equipes da Polícia Federal em três Estados. Os municípios que estão sendo diligenciados são: Francisco Beltrão/PR, Campo Grande/MS, Olímpia/SP e Fernandópolis/SP.

Os investigados foram indiciados pelos crimes de estelionato, falsificação de documento particular, uso de documento falso e associação criminosa. Todos os presos e toda a documentação apreendida será encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal em Jales. O Delegado Federal Cristiano Pádua da Silva, chefe da PF em Jales, preside a investigação e afirma que "...é possível concluir que a direção de (...) causou graves danos e prejuízos milionários à saúde financeira da Fundação Educacional de Fernandópolis".

Os presos estão serão ouvidos pelo delegado federal responsável pelas investigações e posteriormente serão conduzidos para a cadeia pública de Jales onde permanecerão à disposição da Justiça Estadual de Fernandópolis.