Páginas

sábado, 23 de julho de 2016

Empreendimentos do Minha Casa Minha Vida terão bibliotecas

programa Minha Casa Minha Vida vai incorporar bibliotecas comunitárias em seus empreendimentos, disse o ministro da Cultura, Marcelo Calero, após reunião nesta quinta-feira (21) com o presidente em exercício, Michel Temer. A ação social contará com esforços conjuntos dos ministérios da Cultura, das Cidades e da Educação.
"É muito importante que a gente adicione esse projeto tão importante, uma vertente cultural e educativa mais significativa possível, nesse esforço que o governo federal vai empreender no sentido de incentivar a leitura e o habito da leitura", comentou Calero (foto).

A ação está inserida no programa Bibliotecas do Amanhã, que consiste na modernização e na criação de projetos educativos para a construção de espaços de leitura comunitária por todo o País. "Dentro desse projeto, o presidente Temer nos encomendou uma ação especial para o Minha Casa Minha Vida", complementou o ministro, em entrevista ao Portal Planalto.

Calero disse, também, que a Pasta que comanda trabalha na criação de um amplo programa de ação cultural, batizada de "O Brasil é Cultura", que pretende nacionalizar experiências bem- sucedidas em algumas capitais brasileiras.

"Um exemplo é o programa de ações locais que foi desenvolvido no Rio de Janeiro e que consegue financiar ações culturais capilares de pequeno porte Brasil afora", explicou o ministro.

Cacilda Becker é homenageada no Persona Em Foco

Nesta terça-feira (26/7), o Persona em Foco homenageia um dos grandes mitos do palco nacional e uma das maiores personalidades das artes cênicas do Brasil, falecida em junho de 1969: Cacilda Becker (foto). A exibição vai ao ar às 23h30, na TV Cultura.

O programa foi construído com o acervo da emissora e depoimentos de amigos e profissionais para contar a história da atriz e produtora teatral que, dotada de forte personalidade e força de trabalho inesgotável, se tornou um símbolo do teatro brasileiro. Em declaração, seu ex-marido Walmor Chagas, falecido em 2013, a definiu: "Querendo sempre mais, era uma mulher insaciável, uma mulher de ação, não tinha preguiça de viver".

A artista teve uma carreira repleta de personagens desafiantes e trabalhos em que pôde imprimir a marca de seu magnetismo com os palcos. Em declaração cedida pelo Museu da Imagem e do Som (MIS), em 1967, Cacilda Becker traz detalhes de sua vida pessoal, além de todo o processo que a levou a seguir a profissão.

Na atração, também é lembrado seu antigo apartamento na avenida Paulista, que mais tarde se transformou em um centro de estudantes para reuniões e leitura de peças, além de um local de fuga e resistência contra a ditadura miliar. O local era aberto a todas as categorias de teatro e novos autores.

Esta edição conta com depoimentos do cantor, compositor e ator Fábio Jr., dos atores Fúlvio Stefanini, Norma Blum, Carlos Silveira e Homero Kossac, do jornalista e crítico de cinema Rubens Ewald Filho, além de personalidades da dramaturgia como Ruggero Jacobbi, Sábato Magaldi, Sadi Cabral e Ziembinski, falecidos.

O programa Persona em Foco é apresentado por Atílio Bari, com roteiro de Analy Alvarez, coordenadora de dramaturgia.

Gente de verdade

Junji Abe

O avanço da tecnologia é importante e, claro, irreversível. Porém, há tempos, constato o desconforto de falar com gravações ao telefone. O mesmo sentimento cresce quando o retorno para uma mensagem eletrônica se limita à resposta automática de que haverá contato em breve. Isto não ocorre, na maioria das vezes. É a prova cabal de que nossa opinião e nós mesmos não temos a menor importância para o prestador dos serviços.

Com as empresas de call center, parecia que, finalmente, seríamos ouvidos. Ledo engano. Perseguiam a meta de vender os produtos e serviços dos empreendimentos contratantes. Ligam em casa, no trabalho, no celular, mandam e-mails, fazem de tudo. Sentimos a violação de privacidade. Tratam de assuntos que não nos interessam. Nunca das pendências que levamos.

217 bilhões de dólares é o quanto custou, em 2015, o mau atendimento de empresas brasileiras. O Brasil é um dos líderes mundiais no ranking de prejuízos causados pelo desleixo com a clientela. A pesquisa é da consultoria Accenture e considera clientes frustrados com o serviço ruim. Quase 9 em cada dez migraram para a concorrência em áreas como telefonia, bancária e planos de saúde.

A pesquisa também mostra que o consumidor brasileiro deseja tratamento personalizado: 68% preferem contato com um ser humano para solucionar uma demanda. O estudo dá ao empresariado uma lição elementar: ser eficaz na solução de problemas. A competência para lidar com as demandas garante não apenas a satisfação (e manutenção) do cliente, mas também a possibilidade de conquistar outros. O boca a boca é de longe o melhor canal para propagar informações.

Calcados no comentário de amigos e conhecidos, consumidores podem aderir a um produto ou abominá-lo para sempre. Segundo a pesquisa, 79% dizem ser frustrante lidar com companhia que não facilita o diálogo. E 62% não voltam para a antiga prestadora depois de migrar para a concorrência. Perdeu, perdeu. Talvez os dados deem ao empresariado brasileiro bons motivos para oferecer ao consumidor um item sucessivamente negligenciado: atenção.

Num mundo cada vez mais automatizado e menos autêntico, as pessoas querem falar com gente de verdade, capaz de entender, de ter empatia, de tratar do problema. Já ensinava Charles Chaplin: "Mais do que máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que inteligência, precisamos de afeição e doçura." #ficadica

Junji Abe é líder rural, foi deputado federal pelo PSD-SP (fev/2011-jan/2015) e prefeito de Mogi das Cruzes (2001-2008)

Suspensos 186 mil registros de pescadores artesanais

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) suspendeu 186.106 registros de pescadores profissionais artesanais.

A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 22 de julho. A decisão foi tomada porque os pescadores não fizeram a manutenção do registro, conforme prevê a legislação. No entanto, eles poderão voltar a obter o documento quando prestarem os esclarecimentos necessários.A suspensão foi determinada pela portaria nº 11, de 21 de julho de 2016, assinada pelo secretário substituto de Aquicultura e Pesca, Marcio Candido Alves. Com a medida, o total de registros suspensos hoje é de 256.929. Anteriormente, o Mapa já havia adotado a mesma providência em relação a 70.823 pescadores profissionais artesanais. Para regularizar a situação, aqueles que tiveram o documento suspenso deverão apresentar relatório de exercício da atividade na categoria de pescador profissional artesanal, cópia do Número de Inscrição do Trabalhador (NIT) inscrito como segurado especial e comprovante de recolhimento de Contribuição Sindical Obrigatória.

Segundo a Secretaria de Aquicultura e Pesca, para a manutenção da licença de pescador profissional, o interessado deverá apresentar esses documentos com até 60 dias de antecedência da data de seu aniversário nas Superintendências Federais de Agricultura.

SP adota novas regras para ingresso na Polícia Militar

 
O governador Geraldo Alckmin (foto) sancionou, nesta sexta-feira (22/7), a Lei de Ingresso da Polícia Militar. O documento altera e padroniza a entrada de candidatos na corporação, que antes dependia de cada edital. O anteprojeto foi criado pelo secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho.

"Isso traz segurança jurídica, critério de ingresso e ainda estabelece uma carreira única que permite ascensão, preservando essa instituição secular que é a Polícia Militar de São Paulo, que se moderniza todos os dias com novas tecnologias para bem servir o povo paulista", afirmou o governador Geraldo Alckmin durante o evento desta tarde.

O Projeto de Lei Complementar 23/2016 formaliza o ingresso na PM, tanto para quem aspira à vaga de soldado, quanto para quem deseja o oficialato. O PLC, enviado há um mês para Assembleia Legislativa, foi aprovado em apenas uma semana.

A nova Lei Complementar diminui o limite de altura em cinco centímetros: as mulheres, que antes deviam ter até 160, agora podem ingressa com altura mínima de 155 cm; os homens, de 165 cm para 160 cm.

Outra mudança está na idade mínima para participar do concurso. Antes, os editais determinavam apenas que o candidato tivesse concluído o Ensino Médio. Com a lei, é preciso que, além de ter fechado o colegial, o ingressante tenha no mínimo 17 anos. Dessa forma, aquele que começar a carreira como praça, sairá da Escola Superior de Soldados (ESSd) com 18 anos. Já o que entrar como oficial, se formará na Academia do Barro Branco (APMBB) com, no mínimo, 20 anos.

Por fim, altera ainda a idade máxima para ingresso. A nova legislação determina que os futuros policiais tenham, no máximo, 30 anos para o concursos gerais da PM e 35 para os quadros específicos (Oficiais de Saúde e Músicos). Essa medida, porém, não limita a idade dos já policiais, que podem subir de patente sem um limite etário - o soldado ou cabo, por exemplo, pode se tornar oficial independente da idade.

A íntegra da lei está sendo publicada neste sábado no Diário Oficial do Estado.

Arraiá da Santa Casa de Jales


 
O setor de Recursos Humanos, representada pela psicóloga Jihan Said, pelo 7º ano consecutivo realizou na quinta-feira, 21 de julho, o Arraiá da Santa Casa. Segundo a psicóloga, este evento anual ao som de sanfona, alegria e uma mesa farta de doces típicos é vivenciado pelos colaboradores, pacientes, acompanhantes, voluntários da AVOSC, estagiários e equipe médica.

De acordo com o provedor em exercício, Junior Ferreira, essa é uma maneira de não deixar passar em branco a festividade. "Precisamos de momentos de entretenimento, apesar das inúmeras tarefas ao longo do dia. O mais legal é ver a interação de todos os colaboradores que ajudaram para que o café fosse diferente e divertido".

A organização ficou por conta de uma equipe juntamente com o RH sendo eles: colaboradores, voluntários e o sindicato dos empregados em estabelecimentos de serviços de saúde de São José do Rio Preto, representada pela Marta Alves de Carvalho.

O refeitório foi decorado pelas voluntárias da AVOSC que deixaram o espaço mais colorido e festivo.

Akemi Higashi, a parceria entre a arte de tatuar e o esporte

Akemi Higashi, 36, é tatuadora há 13 anos, lutadora de jiu-jitsu, modelo, pintora e mãe de dois filhos.


Com reconhecimento mundial, Akemi atende grandes nomes, como Pato, Valdívia, Fagner, Gabirel Giroto, Renato Augusto, Hotência entre outros, no Brasil e nos EUA. Sua agenda é muito concorrida, alcançando uma espera de até 3 meses, porém, em casos julgados mais urgentes, ela pode ser adaptada.

A mãe de dois filhos, divide seu tempo entre eles, a tatuagem, a vida de modelo, o estudo da pintura oriental Ukiyo-e e os treinos de jiu-jitsu: "Vou competir o mundial de master em agosto, nos Estados Unidos. Sempre fiz luta, me traz preparo, concentração e disciplina".

Com tanta bagagem, a artista hoje é chamada para assinar coleções de grifes e estampar seu visual em campanhas e publicidades. Sua inspiração? Ela mesma!!

Semana de Pedagogia: Evento será realizado na Unesp de São José do Rio Preto

Em sua décima terceira edição, a Semana de Pedagogia, realizada pelo Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas de São José do Rio Preto (Ibilce), ocorrerá no período de 12 a 16 de setembro. O evento terá como eixo temático as relações entre Educação e Democracia na sociedade contemporânea, as quais serão abordadas por meio de conferências, minicursos, oficinas pedagógicas, sessões de vídeos e atividades culturais. As inscrições para as pessoas que apresentarão trabalho se encerram no dia 21 de julho, os demais poderão se increver até o dia 4 de setembro. A divulgação dos trabalhos aprovados será no dia 24 de julho.

A Semana de Pedagogia acontece desde 2004, e tem como objetivo promover o debate acadêmico sobre temas relevantes para a formação dos estudantes e dos profissionais da educação de São José do Rio Preto e região. Ao longo desses anos, se consolidou em uma rica oportunidade para a troca de experiências, aprendizagens e diálogos entre os participantes. A Semana é promovida e organizada pelos estudantes e pelo Conselho de Curso de Licenciatura em Pedagogia, com o apoio dos docentes do Departamento de Educação da Unesp.

Unidade III Jales do Hospital de Câncer de Barretos em Jales realiza palestra sobre os direitos dos pacientes


 
A unidade do Hospital de Câncer de Barretos em Jales (SP) realizou uma palestra (fotos) com o advogado do Hospital de Base da cidade de São José do Rio Preto (SP), Luiz Roberto Loraschi, para falar com os profissionais da instituição sobre os "Direitos do Paciente e sua Segurança – Implicações Jurídicas".

O encontro reuniu médicos e líderes da unidade e abordou direitos dos pacientes e suas implicações, que podem acarretar transtornos às instituições e aos próprios profissionais. Devido à grande procura, uma transmissão simultânea foi feita na Sala de Coleta e Barretos para todos os demais colaboradores do Hospital.

O advogado e palestrante, Luiz Roberto Loraschi, é especialista em direito civil, penal e processual penal e docente universitário. Há seis anos trabalha como advogado do Hospital de Base de São José do Rio Preto.

O setor de Ouvidoria é um canal ágil e direto de comunicação entre o usuário e a instituição, cujo objetivo é qualificar, aprimorar e humanizar os serviços prestados à população de Jales e região.

O governador Geraldo Alckmin anunciou que na próxima segunda-feira, 25 de julho, terá início a pesquisa clínica pioneira para testar a fosfoetanolamina sintética no tratamento do câncer. Os testes em humanos, que será conduzido pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), na capital paulista, será possível já que a realização do estudo foi aprovada pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa, do Ministério da Saúde.

O Icesp recebeu da Fundação para o Remédio Popular (Furp), laboratório oficial da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, cápsulas suficientes da substância para realizar a pesquisa. A sintetização da fosfoetanolamina foi feita pelo laboratório PDT Pharma, localizado no município de Cravinhos, interior paulista. A Furp encapsulou a substância e entregou ao Icesp. O pesquisador aposentado da USP de São Carlos, Gilberto Chierice, tem acompanhado todo o processo.

É a primeira vez na história que a fosfoetanolamina sintética será testada em humanos, por iniciativa do governo de São Paulo, visando analisar a eficácia da substância no combate ao câncer. O estudo prevê uma primeira fase, em que serão avaliados 10 pacientes para determinar a segurança da dose que vem sendo utilizada na comunidade. Após essa primeira etapa, caso a droga não apresente efeitos colaterais graves, a pesquisa prosseguirá.

No estágio 1, está previsto a inclusão de mais 21 pacientes para cada um dos 10 grupos (tipos) de tumor: cabeça e pescoço, pulmão, mama, cólon e reto (intestino), colo uterino, próstata, melanoma, pâncreas, estômago e fígado. Os candidatos passarão por triagem e deverão preencher os critérios de elegibilidade para determinar a segurança da droga. Se observados sinais de atividade da substância nessa fase, o estágio 2 se iniciará com mais 20 participantes em cada grupo.

Progressivamente, desde que se comprove atividade relevante, a inclusão de novos pacientes continuará até atingir o máximo total de 1.000 pessoas (100 para cada tipo de câncer). A estratégia adotada permitirá melhor compreensão da droga. Todos os pacientes serão monitorados continuamente por uma equipe multiprofissional com larga experiência em testes clínicos, no Icesp.

"O projeto de pesquisa clínica foi desenhado sob a ótica de especialistas de alto conhecimento técnico. Nossa prioridade é a segurança dos pacientes, por isso, nesse primeiro momento, vamos avaliar, com grande responsabilidade, se a droga é segura e se há evidência de atividade. É um processo extenso, que deve ser acompanhado com cautela", destaca o oncologista Paulo Hoff, diretor-geral do Icesp.

Santa Casa conta com serviço de ouvidoria

 
O setor de Ouvidoria é um canal ágil e direto de comunicação entre o usuário e a instituição, cujo objetivo é qualificar, aprimorar e humanizar os serviços prestados à população de Jales e região.

Implantada desde setembro de 2012 na Santa Casa de Jales, a ouvidoria busca soluções práticas e efetivas para identificar críticas e oportunidades de melhorias.

No hospital existem cerca de oito caixas de sugestões localizadas nos corredores das unidades e ao lado encontra-se um questionário no qual o usuário tem a liberdade de escrever o que pensam ser pertinente. Existem ainda as visitas diárias às unidades hospitalares, durante as quais o paciente ou acompanhante tem o direito de expor pessoalmente algum fato.

Após esse levantamento é realizado um relatório e compete ao serviço de ouvidoria encaminhar as demandas aos gestores envolvidos, cobrar as respostas e dar o retorno aos manifestantes.

Atualmente o trabalho está sendo executado pela Bruna Taisa Belão Azevedo que enaltece os principais questionamentos dos pacientes e acompanhantes. "Frequentemente as pessoas buscam informações referentes ao quadro clínico, realização e resultado de exames, troca de acomodações, uso da campainha, reclamações, elogios, entre outros procedimentos", enalteceu a ouvidora.

Para o provedor em exercício, Junior Ferreira, é importante a opinião das pessoas. "Precisamos que os usuários falem o que realmente pensam do nosso atendimento e a prestação de serviço, somente assim poderemos identificar, melhorar e corrigir as nossas falhas".

O setor de ouvidoria funciona de segunda a sexta das 7h às 17h e os interessados poderão recorrer pelo e-mail: ouvidoria@santacasajales.com.br ou o telefone (17) 3622-5000 ramal 5115.

FLIV confirma edição para outubro com show de João Carlos Martins

O evento será aberto no dia 21 de outubro com a Orquestra Bachiana Filarmônica Sesi – SP, sob a regência do maestro João Carlos Martins (foto) 

Um dos maiores eventos culturais do interior paulista está sendo preparado para outubro deste ano. Tradicionalmente realizado em agosto pelo aniversário da cidade, o Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2016 teve a data alterada para o final de outubro em decorrência do período eleitoral.

De 21 a 29 de outubro, o público poderá conferir shows, contação de histórias, oficinas, intervenções artísticas, espetáculos de teatro e dança, exposição e venda de livros, entre outras atividades. Serão nove dias de intensa programação desenvolvida no Centro de Lazer do Trabalhador "Oscar Botura". O espaço é aberto a todos sem cobrança de convites ou inscrições.

A 6ª edição do FLIV terá início com a apresentação da Orquestra Bachiana Filarmônica Sesi – SP, sob a regência do maestro João Carlos Martins, no dia 21 de outubro. Outros shows e convidados especiais serão anunciados nas próximas semanas.

O festival votuporanguense é um evento multicultural considerado um dos mais importantes do Estado, segundo afirma a coordenadora do evento, Cibeli Moretti. Em cinco edições, registrou um público de quase 200 mil pessoas. Já passaram pelo FLIV renomados escritores, como Alice Ruiz, Ricardo Aleixo, Ignácio de Loyola Brandão (Patrono em 2012), Maurício Kubrusly, Marcia Tiburi, Ferréz, Mário Prata, Paulo Lins (Patrono em 2014), entre outros.

O foco é incentivar a leitura entre o público infanto juvenil. Dessa forma, escolas e entidades que lidam com crianças e jovens têm uma atenção especial para agendar visitas. "Cerca de 35% do público é formado por leitores em seus primeiros anos de vida", conta Cibeli.

Para o prefeito Junior Marão "o FLIV é uma semente plantada em 2011 e que trará muitos frutos para as próximas gerações".

A estudante de Neves Paulista, Larissa Schinelo, de 2016 esteve na edição de 2015 com colegas da escola. "Participar do FLIV é uma grande oportunidade de ter mais acesso à cultura".

A organização do FLIV é do Instituto Comuna e Prefeitura, tem o patrocínio da Elektro, através do ProAC-ICMS – Programação de Ação Cultural do Governo Estado de São Paulo, e conta com apoio da Associação Paulista dos Amigos da Arte (Apaa), da Abaçai Cultura e Arte - Organização Social de Cultura, SESCOOP/SP (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo) e SESI-SP.

Acompanhe novidades e mais informações pelo site http://www.flivotuporanga.com.br ou no facebook.com/flivotuporanga

Escritores e demais interessados em apoiar o evento podem entrar em contato pelo e-mail fliv@flivotuporanga.com.br

Drik Barbosa apresenta seu primeiro EP no Manos e Minas

foto: Aline Afro Break, Roberta Estrela Dalva e Drica Barbosa (crédito Jair Magri)



A edição do Manos e Minas, sob o comando de Roberta Estrela D’Alva, que vai ao ar neste sábado, 23 de julho, às 19 horas, pela TV Cultura, traz a rapper Drik Barbosa, que acaba de lançar seu primeiro EP.

Conhecida no meio musical por ter produzido, em 2015, um dos melhores versos do rap nacional, registrado na música Mandume do cantor Emicida, ela já participou de outras edições do programa, porém, como acompanhante de MC. Dessa vez, a cantora vem apresentar seu primeiro trabalho solo, registrado em um EP, e o projeto Rimas & Melodias, que planeja encontros de artistas mulheres a fim de desconstruírem moldes para criar uma música forte e original.

Além disso, Drik conta também como e quando começou a se relacionar com as rimas. Desde os 14 anos de idade, seu estilo musical, marcado pelo som antigo do R&B e soul, é também regado de frases de impacto que demonstram a vivencia e os desafios que as mulheres negras enfrentam para serem aceitas no mundo do rap.

Dentre as músicas apresentadas no palco estão Rima Sim, Sem Clichê, Pra Eternizar, Banho de Chuva, Deixa eu te Levar e Não é mais você.

O programa também mostra outro projeto, chamado Jazz na Laje, feito por pessoas que tocam em igrejas das periferias de São Paulo e se reunem na laje delas para criar músicas; uma visita ao Proac Hip Hop, para explicar àqueles que não têm condições financeiras de iniciar um edital de CD, quais os procedimentos necessários; e uma entrevista feita com Djamila Ribeiro, Secretária Adjunta dos Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, filósofa e ativista.

Tratando a Família

Flávio Rodrigo Masson Carvalho
 
Por muito tempo a medicina e a psicoterapia preocupou somente com os indivíduos. Se alguns indivíduos apresentavam qualquer problema psíquico e procuravam ajuda, o medico ou o terapeuta procurava encontrar o paciente real, ou seja, aquele que apresentasse a patologia, se esquecendo ou ignorando por completo a família, como se aquele paciente real não mais pertencesse a uma família, ou como se ele não fosse mais retornar ao âmbito familiar. Se todos os membros de uma família precisassem de terapia, eles eram atendidos individualmente, cada um com um terapeuta particular, ou seja, eram desmembrados de suas famílias, era uma relação exclusivamente bipolar, terapeuta-paciente.
É necessário hoje em dia que toda a família participe do processo terapêutico. Os parentes devem participar de todo o processo, inclusive do diagnóstico, contribuindo assim para o sucesso do tratamento. Os familiares devem participar ostensivamente de todo o processo terapêutico, não como se estivessem recebendo ajuda, mas sim como colaboradores do médico no tratamento. Este modelo não é aceito pela maioria dos terapeutas, que defendem a idéia de que os parentes só atrapalham, que os parentes muitas vezes são neuróticos e problemáticos, e isto pode prejudicar o processo terapêutico. Pode até ser que em certo momento do tratamento se faça necessário se trabalhar somente com o indivíduo sozinho, mas de maneira alguma o médico ou terapeuta deverá se esquecer da família deste indivíduo. Este indivíduo está em família ou estará retornando a uma família ao termino do tratamento. Definitivamente a família deve participar de todo o processo, podendo assim melhor acolher e ajudar este indivíduo na sua recuperação. Vale a pena assinalar que muitas vezes a família está mais doente do que o indivíduo que está em tratamento. Isto é muito comum acontecer com as crianças, na maioria das vezes os problemas da criança são os pais. A criança na maioria das vezes não têm demanda, os problemas estão nos pais, na família, na escola, com os professores. Por isso toda a família deve ser convidada a se juntar ao processo terapêutico, a fazer parte ativamente do mesmo.
Muitos são os médicos ou terapeutas que preferem tratar apenas do indivíduo, pois consideram a estrutura familiar muito complexa, muito mais difícil de lidar, seria muito mais fácil tratar de apenas um indivíduo do que de muitos, seria mais fácil lidar com a transferência de apenas um indivíduo do que de vários. Mas se esquecem eles, que estes indivíduos possuem uma família, estão inseridos em uma ou estarão voltando para uma ao termino do tratamento. Faz-se necessário trabalhar com esta família para que a mesma saiba lidar com este indivíduo durante o tratamento, ou preparando a família para receber este indivíduo após o tratamento. Podemos citar como exemplo os alcoólatras, não são raros os casos daqueles que tentam parar ou conseguem parar de beber e que voltam a beber por puro descuido da família, que despreparadas acabam reintroduzindo o álcool novamente na vida destes indivíduos, seja no preparo de pratos culinários que levam bebida alcoólica no seu preparo, ou até mesmo em inocentes festas, comemorações onde servem bebidas alcoólicas aos convidados, ou mesmo bebendo perto destes indivíduos. Se toda a família não participar deste processo de recuperação de um alcoólatra ou droga-adicto será quase impossível ele conseguir este intento sozinho.
 

Estrutura do Votu Rodeo Music começa a ser montada

Já está sendo montada a estrutura para a festa Votu Rodeo Music no Centro de Eventos "Helder Galera", localizado na vicinal Votuporanga/Parisi. O evento começa dia 3 de agosto com encerramento no dia 7 de agosto, véspera do feriado municipal do aniversário de 79 anos da cidade.

Há 15 dias do início, a megaestrutura começa a ganhar forma no espaço de mais de 30 mil metros quadrados que terá divisões para estacionamento (comum e VIP), arena de rodeios para montarias da Top Team Cup, camarote para mais de 1 mil pessoas, arquibancada, palco dos shows e a boate oficial Rancho do Patrão.

Duas grandes praças de alimentação receberão coberturas e terão mesas e cadeiras para o público. Haverá venda de doces típicos, salgados, bebidas e produtos em geral.

"Teremos shows com grandes nomes do sertanejo, por isso, nosso palco, terá uma estrutura de primeira qualidade com som e iluminação que atendam às necessidades para os shows de Wesley Safadão, dia 3, Mayara & Maraisa, dia 4, Zé Neto & Cristiano, no dia 5, Humberto & Ronaldo no dia 6 e Jorge e Mateus encerrando no dia 7 de agosto", observa um dos produtores, o empresário Likinha.

A abertura dos portões será às 19 horas com início dos shows por volta das 23 horas. O rodeio será entre os dias 4 e 7 de agosto com peões da etapa Top Team Cup e ACR - Associação de Campeões de Rodeio. A participação da cidade no calendário de etapas do circuito Top Team é uma das principais novidades deste ano. Serão R$ 30 mil em prêmios, sendo R$ 10 mil ao primeiro colocado, R$ 6 mil para o segundo, R$ 4 mil ao terceiro, R$ 3 mil para o quarto, R$ 2 mil para o quinto e do sexto ao décimo lugar R$ 1 mil cada.

A venda das permanentes continua na Meet’s Conveniência, escritório do Fisav e Santa Cruz do Pozzobom ou pelo site www.guicheweb.com.br

A organização do Votu Rodeo Music é do Fisav – Fundo das Instituições Sociais e Associadas de Votuporanga com produção da Toten Eventos, AMT3 e Marcos Mioto Produções Artísticas

Concurso internacional quer revelar novos ‘contistas’ das escolas de SP

Alunos da rede paulista podem participar do Concurso de Contos "Educa tu mundo". Organizado pela fundação espanhola MAPFRE, a ação incentiva e valoriza a leitura, escrita e a criatividade nos jovens. Para participar, basta ter de 6 a 18 anos de idade e uma mente cheia de ideias. As inscrições podem ser feitas no site da instituição por responsáveis ou professores do aluno.

Em 2016, as temáticas do concurso são a prevenção de acidentes e segurança viária, ação social, arte como forma de conhecimento, cultura de seguros e estilos de vida saudável. Poderá ser apresentado mais de um conto por aluno. O prazo para envio dos textos é 15 de novembro.

São duas categorias em disputa. A primeira é voltada para contos com até 800 palavras. Já a segunda categoria é destinada a textos com um máximo de 1200 palavras, conforme o formato disponibilizado no site do concurso. Além disso, serão duas as formas de premiação: melhores contos de cada país e o melhor dentre todos os participantes em cada uma das categorias.

Participam do concurso 19 países (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, República Dominicana, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, Uruguai, Venezuela e Espanha). Educadores e escolas também serão premiados.

Reflexões: Os bens exteriores

Adelvair Davidwww.addavid.blogspot.com

Não podendo perpetuar-se pelo que é interiormente, tenta o homem perpetuar-se pelo que tem em bens exteriores.

Pondera o espírito Emmanuel, mentor de Chico Xavier: "A eternidade confere reduzida importância aos bens exteriores".

Os homens mais lembrados da humanidade não tinham propriamente de seus quase nada. Não quer dizer que o valor amoedado não possui sua significação neste mundo, aliás, é fonte de progresso e crescimento para a humanidade, grande contributo para a ciência quando bem empregado. Constitui missão para alguns, quando conseguem promover o trabalho àqueles que dele precisam para sobreviver, e provação para outros, como proposta de empregar hoje, com discernimento, desprendimento e sem egoísmo os mesmos recursos que lhes fizeram perder no passado.

Seja como for, os bens exteriores são para o homem apenas caminho para a conquista do bem maior, que é o desenvolvimento da inteligência e da moral em si mesmo. Não pode ele esperar que a conquista do céu na alma, como asseverou Jesus, lhe chegue através da forma mística como lida com a sua fé e com os seus sentimentos. É notório que tudo bem de Deus, mas esses bens do alto chegam ao homem através das suas realizações aqui na terra, da labuta de cada dia com aquilo que lhe é depositado nas mãos pelo criador.

Quanto mais valor der àqueles que lhe servem, menos tentado ficará a explorá-los, mas terá como entendimento ser o mais justo possível. Quando se paga alguém pelo trabalho que realizou, o valor combinado, não se faz mais do que cumprir o dever, quando não se paga o valor acertado, descumpre-se o dever, mas o verdadeiro mérito está, em sendo possível, ir além do combinado e em gratidão ofertar algo mais, enchendo de alegria a alma que o serviu. Quem assim procede guarda tesouros no céu do seu coração, que lhe será revertido em bênçãos de paz, conforto e esperança nos momentos difíceis, nunca lhe faltando mão amiga e um coração para repousar o sentimento ante o cansaço dos muitos embates da vida.

Ensinou Jesus: "Tratai de Juntar tesouros no céu", quer dizer no coração, para que onde estiver, aqui ou no mundo espiritual, o espírito experimente o valor do seu bom tesouro.

O BEM DE FORA DEVE CONDUZIR AO BEM DE DENTRO.
 

Senac Votuporanga oferece curso gratuito em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Jales

O Senac Votuporanga vai oferecer o curso livre Auxiliar Administrativo gratuitamente em Jales, em parceria com a Associação Comercial e Industrial do município (Acij). Com carga horária de 160 horas, este curso proporciona formação profissional para jovens que aprenderão a executar rotinas básicas de escritório, facilitar processos administrativos e projetar um plano de desenvolvimento pessoal e profissional.

Voltado a estudantes de 14 a 21 anos, são 30 vagas oferecidas por meio do Programa Senac de Gratuidade. "A missão do Senac é proporcionar o desenvolvimento de pessoas, por meio de ações educacionais que estimulem o exercício da cidadania e a atuação profissional, dessa forma, o Programa Senac de Gratuidade é um dos principais da instituição para atender à população da região", afirma a gerente do Senac Votuporanga, Eliane Baltazar Godoi.

O curso contribui para o desenvolvimento das competências necessárias ao perfil dos profissionais, estruturado com base em situações práticas das mais variadas rotinas administrativas. Assim, o auxiliar administrativo formado pelo Senac estará apto para trabalhar com modelos inovadores de gestão.


Como participar
As inscrições serão feitas diretamente na Associação Comercial e Industrial de Jales (Acij), que fica na Avenida Francisco Jalles, 3097 – Centro. Informações pelo telefone (17) 3622-1540.

Para participar, o candidato deve atender aos seguintes pré-requisitos:

Ter renda familiar per capita de até dois salários mínimos federais;

Não estar matriculado no Senac São Paulo em curso igual ou que seja realizado no mesmo período daquele para o qual pretende solicitar bolsa;

Não estar participando de nenhum outro processo de triagem de bolsas de estudo do Senac São Paulo;

Não ter abandonado curso no Senac São Paulo como bolsista nos últimos dois anos;

Não ser bolsista em programas do Senac São Paulo.

As informações sobre todos os cursos oferecidos pelo Senac Votuporanga e sobre o Programa Senac de Gratuidade estão disponíveis em: www.sp.senac.br/votuporanga.

Editais de Proclamas

Rosimeire Ensides Tomazeli, Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas da Sede da Comarca de Jales, Estado de São Paulo. FAZ SABER que pretendem casar-se e apresentaram os documentos exigidos pelo artigo 1.525 do Código Civil Brasileiro.

MARIO SILVA LEITE e MARLI DE OLIVEIRA. ELE, natural de Brumado, Estado de Bahia, nascido aos 10 de abril de 1.933, aposentado, viúvo, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Abias Silva Leite e de Maria Rita de Jesus. ELA, natural de Auriflama, deste Estado, nascida aos 14 de agosto de 1.961, doméstica, solteira, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Antenor Manoel de Oliveira e de Marcilia Maria de Freitas Manoel.

BRUNO EDUARDO DE BRITO BARBOSA e ÉRICA CRISTINA DE SOUZA TEIXEIRA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 22 de dezembro de 1.987, promotor de vendas, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de João Batista da Silva Barbosa e de Rosilene Maria de Brito Barbosa. ELA, natural de Campinas, deste Estado, nascida aos 31 de janeiro de 1.988, vendedora, solteira, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Jesuino Aparecido Teixeira e de Ivone de Souza Teixeira.

ELTON LESSA SILVA GARCIA e AMANDA BARRADO REINA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 31 de maio de 1.989, auxiliar de contabilidade, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Helder da Silva Garcia e de Vera Lucia Beluci Lessa Garcia. ELA, natural de Paranapuã, deste Estado, nascida aos 27 de março de 1.991, farmacêutica, solteira, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Marco Roberto Mourão Reina e de Elza da Silva Barrado Reina.

RAPHAEL DOS PASSOS NOGUEIRA e LUANA MAZETTI NAVARRO. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 08 de janeiro de 1.987, engenheiro ambiental, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Floriswaldo Nogueira e de Dirce Menocci dos Passos. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 08 de outubro de 1.987, farmacêutica, solteira, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Nilson da Silva Navarro e de Vilma Mazetti Navarro.

SÉRGIO RICARDO TANAKA e NARIELLEN ALINE DA SILVA. ELE, natural de Jales, deste Estado, nascido aos 20 de fevereiro de 1.976, farmacêutico, solteiro, residente e domiciliado nesta Cidade, filho de Yoshikatsu Tanaka e de Sonia Suetsugo Tanaka. ELA, natural de Jales, deste Estado, nascida aos 19 de janeiro de 1.987, farmacêutica, solteira, residente e domiciliada em Jales, deste Estado, filha de Alcides Angelo da Silva e de Sílvia Helena Ferreira da Silva.

SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUM IMPEDIMENTO OPONHA-O NA FORMA DA LEI. LAVRO OS PRESENTES PARA SEREM AFIXADOS NO REGISTRO CIVIL E PUBLICADOS NA FOLHA NOROESTE, NESTA CIDADE DE JALES.

Rosimeire Ensides Tomazeli – Oficial Interina


FOLHAGERAL

da redação

Neste meio de ano,

a previsão da Secretaria Municipal da Fazenda é que a administração municipal jalesense vai terminar o ano de 2016 com uma dívida aproximada de R$ 8 milhões. A informação foi dada pelo secretário José Magalhães Rocha ao Jornal do Povo, da Rádio Assunção AM de Jales.

Disse ainda
o secretário Magalhães que alguns fornecedores não receberão seus créditos nos próximos meses. Para a atual gestão, que chegou a anunciar que não devia a fornecedores de produtos e prestadores de serviços, anunciar de repente (seis meses antes do fechamento do caixa) um déficit desse tamanho é de deixar qualquer um de queixo caído. A justificativa foi a queda de valor dos repasses dos tributos estaduais e federais, como ICMS e FPM.

Questões
que dizem respeito a economia, finanças e administração das prefeituras costumam ser guardadas dentro de uma caixa preta. Os prefeitos procuram manter em sigilo a real situação. Nestas circunstâncias o povo e a própria classe política ficam alienados. Em especial, nas épocas eleitorais, os partidos fazem planos, os candidatos fazem promessas e os eleitores esperam realizações, mas tudo fora da realidade.

A situação
econômica brasileira deve dar uma melhoradinha em 2017, com o PIB crescendo 0,5%. Mas ainda – todos – vamos ter que manter o cinto apertado nos próximos anos. Por isto, os gestores municipais reeleitos e eleitos vão ter que se rebolar para administrar seus municípios. Terão que assumir os controles para manter o caixa em dia sem aumentar as dívidas. O foco principal, sem dúvida, será sobre a folha de pagamento dos funcionários.

Os partidos
e candidatos estão andando de coleira curta desde o início de julho. As regras contidas no Calendário Eleitoral são tantas que merecem ser carregadas numa cartilha para consultas rápidas. Ao mesmo tempo, eles devem fazer muitas atividades mas ficar na penumbra sem chamar muito a atenção. Os deslizes podem custar caro.

Demistas
que frequentam o botequim da vila e gostam de palpitar sobre política jalesense andam esfregando as mãos de contentamento com a anunciação da chapa Callado (PSDB) e Bixiga (PV). Os demistas devem ficar alertas já que o eleitorado jalesense ainda é formado por maioria conservadora, conforme demonstrou nas últimas eleições.

No PSDB,
a aceitação por Bixiga do convite para compor a chapa com Callado, sem consulta aos membros dos Diretórios, causou desconforto no meio tucano. Vê-se no semblante da tucanagem um certo desânimo.

O ex-vice-prefeito
Clóvis Viola (PV), que algumas vezes assumiu rapidamente o Executivo, segundo suas afirmações se sentiu traído pelo companheiro de partido Osvaldo Costa Junior (Bixiga). Motivo óbvio. Clóvis foi convidado por Callado (PSDB) para ser o seu vice. Mas, de repente, o nome de quem aparece para compor a futura chapa com o tucano? Bixiga!

Logo após
uma reunião do PV, em 1º de junho, foi divulgada uma nota onde o presidente do partido, Bixiga, dizia: "O Partido Verde de Jales está pronto para as eleições de 2016, com excelentes nomes e um plano de trabalho que abrange desde infraestrutura municipal até ações específicas em defesa das questões ambientais". E para confirmar a defesa de ambos pelas questões ambientais, o PV vai defender as causas tucanas.

Ficaram
a ver navios, os vereadores Nivaldo Batista de Oliveira "Tiquinho" (PSD) e Tiago Abra (SDD), este defensor da administração tucana no Legislativo, além de Clóvis Viola. Não tem como acomodar todo mundo. Nem como evitar reações.

No botequim,
falam ainda que o PT vai fechar coligação com a dupla Flá/Garça (DEM e PMDB) para se fortalecer no pleito de outubro. A determinação de cima é fazer coligação apenas a vereador e não na majoritária (prefeito). Os analistas do botequim da vila têm uma opinião a respeito. Dizem que dificilmente os votos petistas vão para o candidato a prefeito da coligação à qual fizerem parte. É o famoso "voto camarão".

Em 2012,
nada mais e nada menos do que 17 partidos estiveram envolvidos nas eleições jalesenses, disputando o Executivo e Legislativo. São eles: PSDC, PRP, PDT, DEM, PTN, PSD, PRB, PSC, PSB, PD do B, PV, PSDB, PSL, PT, PP, PPS e PMDB. Brigaram por cargos, principalmente do Legislativo. O PSDB e o PMDB não fizeram vereadores.

A existência
de muitos partidos políticos é sinal de democracia, mas suas lideranças não se fortalecem por terem baixa representatividade. Assim, as discussões e as cooperações entre os partidos não beneficiam a política e o município. Por outro lado, lideranças muito representativas fora dos partidos – como do funcionalismo municipal – não aproveitam a fase eleitoral para defender sua imagem e suas aspirações, bem como a imagem e a modernização da instituição a que pertencem.

Conversas
nos bastidores dão conta de que nas próximas semanas o recape nas vias públicas da cidade devem se iniciar. O contribuinte aguarda ansiosamente as obras, apesar de que muitas das ruas vão ficar sem a melhoria. Mas fazendo-se uma boa parte delas já ajuda.

Palavras de Chico Xavier


Existem pessoas que se aproximam de nós com o espírito de maledicência; querem saber da nossa vida, não para nos auxiliar, mas para tornarem públicas as nossas feridas... Devemos tomar cuidado com esses nossos irmãos que adquiriram uma estranha viciação: querer crescer às custas da indigência alheia.

Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
"Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.

..

Participação popular além do voto

Luís Mário Luchetta*

A Constituição de 1988 já prevê a participação do povo na gestão pública – o primeiro passo a ser dado na construção de uma sociedade verdadeiramente democrática. Porém, para que o cidadão possa ser reconhecido como sujeito histórico e protagonista no processo de desenvolvimento, é preciso encurtar distâncias entre o eleitor e o poder público e ampliar a sua participação para além do voto. Mas ainda existe muita burocracia, informações desencontradas, processos lentos, falta de controle e organização em grande parte dos centros urbanos.

O uso da Tecnologia de Informação e Comunicação pelos municípios deve ser visto muito mais que um mero processo de automação, mas um caminho sem volta na obtenção de resultados eficazes na economia de recursos, aumento de produtividade, agilidade e transparência. A Tecnologia de Informação e Comunicação tem se mostrado capaz de eliminar muitos dos gargalos enfrentados em todos os setores que se dedicam à prestação de serviços ao cidadão, sendo capaz de combater o desvio de recursos públicos, a ineficiência de procedimentos e a inconsistência de informações, com indicadores precisos para quem está no comando.

Cidades como Curitiba (PR), Osasco (SP) e Teresina (PI) já investiram em sistemas totalmente integrados e digitais, que ajudam a organizar, fiscalizar e otimizar as principais demandas da administração pública com a participação da população. Porém, os últimos dados do IBGE (2014) mostram que mais de 11% dos municípios brasileiros não possuem sequer uma página na internet, enquanto apenas 31,3% possuem páginas transacionais (informativa, interativa e com troca de valores quantificáveis). De acordo com levantamento feito pela Rede Cidade Digital, os estados com maior número de cidades com iniciativas digitais são Santa Catarina (201 municípios), São Paulo (173 municípios) e Paraná (114 municípios). Na outra ponta, estão Sergipe (3% dos municípios); Piauí e Tocantins (4% dos municípios); Maranhão e Bahia (11% dos municípios).

Ao mesmo tempo em que as cidades brasileiras tentam avançar nesta jornada de transformação, existe um processo global de concentração da população em grandes centros urbanos. Este rápido crescimento das cidades vem gerando uma série de problemas e tornando a vida urbana cada vez mais complicada. Surgem dificuldades na gestão e na disponibilização de serviços em diversas áreas. Essas demandas apontam para a busca de um novo modelo de gestão urbana, que propicie desenvolvimento econômico e sustentável. Mais que isso, que propicie a melhoria na qualidade de vida da população num ambiente no qual a governança seja participativa e os recursos sejam utilizados com sabedoria.

São conceitos onde Economia, Sustentabilidade, Democracia e Qualidade de vida caminham em sinergia com processos de colaboração e transparência na busca por um crescimento equilibrado voltado ao cidadão. Um ambiente onde a Tecnologia de Informação e Comunicação atua como importante base de sustentação para que isso se realize.



*Luís Mário Luchetta é diretor-presidente do Instituto das Cidades Inteligentes (ICI)

Jales conquistou medalhas na natação com Edvaldo José na categoria ACD

Jales está participando com aproximadamente 200 pessoas entre atletas, comissão técnica e dirigentes. São 23 modalidades em disputa, Basquetebol Masculino, Biribol, Bocha, Capoeira Masculino e Feminino, Ciclismo Masculino e Feminino, Futebol Masculino, Futsal Masculino, Ginástica Rítmica, Handebol Masculino e Feminino, Judô Masculino e Feminino, Karatê Masculino e Feminino, Malha, Natação Masculino e Feminino, Natação Masculino Atletas com Deficiência, Tênis Masculino e Feminino e Xadrez Masculino.

Nesta quinta-feira, 21 de julho, iniciaram as competições com a modalidade de Natação. O atleta Edvaldo José dos Santos da natação masculino ACD (atletas com deficiência), conquistou logo de início duas medalhas para Jales com ouro nos 100 metros rasos livre e prata nos 50 metros rasos livre. As disputas irão até o dia 30/07.

As expectativas são as melhores possíveis, vamos encontrar grandes dificuldades, estamos na 1ª divisão dos Jogos Regionais com a participação das grandes potências regionais, como; São José do Rio Preto, Votuporanga, Araçatuba, Birigui, Penápolis, Catanduva, onde as cidades investem nas contratações de atletas de alto nível. No ano de 2015 o município conquistou a 6º colocação, acreditamos no potencial técnico, na determinação e superação dos nossos atletas para que possamos ter uma ótima participação disseram Ademir Balero Molina, Secretário Municipal de Esportes, Cultura e Turismo de Jales e João Roberto da Rocha, chefe da delegação

Além da matéria

Reginaldo Villazón

Em 1998 o ator norte-americano Robin Williams fez uma genial atuação no filme "Patch Adams" e isto lhe rendeu um importante prêmio no ano seguinte. O filme conta a história de um estudante de medicina que trata os pacientes com carinho, usando o humor como terapia, contrariando as normas de distanciamento profissional. O filme mostra os benefícios do humor na recuperação dos pacientes. Mas, de forma dramática, mostra a resistência do sistema médico em aceitar novas atitudes dos seus integrantes.

O filme é crítico porque se baseia na vida real do médico Hunter Doherty (hoje aos 71 anos), um humanista que passou por aquelas peripécias. Patch Adams, como é conhecido, é uma pessoa que não aceita ver o ser humano apenas como um ser biológico. Com razão. Há muito tempo o "efeito placebo" é uma indicação segura de que o ser humano tem outras dimensões além da matéria. Como poderiam – medicações, terapias e cirurgias (todas de mentirinha) – produzirem efeitos curativos comprovados pelos médicos?

Aos poucos, a rotina do sistema médico – de tratar os pacientes como matéria – está sendo quebrada. Hoje, hospitais investem na criação de ambientes alegres e promovem o tratamento afetivo aos pacientes. Conjuntos de música, grupos de palhaços e animais de estimação são bem vindos. Os pacientes conquistam sua condição complexa de matéria, mente, consciência, espírito e energia. Essa complexidade ainda está por ser investigada e compreendida. A natureza humana reserva muitas surpresas.

Não é de estranhar que em 1992 apenas 2% das escolas de medicina dos Estados Unidos ofereciam aos estudantes matérias sobre espiritualidade e em 2004 tenham subido para 67%. Em 2008, essas matérias foram incluídas no programa regular da maioria das escolas do país. As provas científicas sobre a intervenção da espiritualidade na cura de doenças se avolumam. No Brasil, pelo menos três escolas de medicina federais oferecem a matéria optativa Saúde e Espiritualidade. Pelo menos, três grandes hospitais fazem uso dela.

Pesquisas científicas comprovam alterações nos sistemas endócrino, neurológico e imunológico produzidas pelo estado psíquico dos pacientes. Condições clínicas de pacientes com doenças autoimunes, Aids e câncer melhoram com atitudes mentais positivas e altruístas. Há evidências médicas de que a espiritualidade tem ação no sistema cardiovascular. Ela atua no controle da pressão arterial, reduz o risco de infartos e derrames. Há motivos suficientes para a valorização da espiritualidade na saúde.

Os caminhos para a espiritualidade são livres a todos. Eles existem em diferentes países, culturas, religiões e filosofias. Isto porque a espiritualidade está ligada às situações mentais, às atitudes mentais e às ações pessoais. Evitar a depressão e buscar a paz interior, dissipar a raiva e cultivar a ternura, afrouxar a competição e ampliar a colaboração, são providências de espiritualidade. O valor das orações, meditações, mentalizações e práticas de autocura não pode ser negado. Hoje, só ignora estas verdades quem quer.

Jales conquistou medalhas na natação com Edvaldo José na categoria ACD


Jales está participando com aproximadamente 200 pessoas entre atletas, comissão técnica e dirigentes. São 23 modalidades em disputa, Basquetebol Masculino, Biribol, Bocha, Capoeira Masculino e Feminino, Ciclismo Masculino e Feminino, Futebol Masculino, Futsal Masculino, Ginástica Rítmica, Handebol Masculino e Feminino, Judô Masculino e Feminino, Karatê Masculino e Feminino, Malha, Natação Masculino e Feminino, Natação Masculino Atletas com Deficiência, Tênis Masculino e Feminino e Xadrez Masculino.

Nesta quinta-feira, 21 de julho, iniciaram as competições com a modalidade de Natação. O atleta Edvaldo José dos Santos (foto),  da natação masculino ACD (atletas com deficiência), conquistou logo de início duas medalhas para Jales com ouro nos 100 metros rasos livre e prata nos 50 metros rasos livre. As disputas irão até o dia 30/07.

As expectativas são as melhores possíveis, vamos encontrar grandes dificuldades, estamos na 1ª divisão dos Jogos Regionais com a participação das grandes potências regionais, como; São José do Rio Preto, Votuporanga, Araçatuba, Birigui, Penápolis, Catanduva, onde as cidades investem nas contratações de atletas de alto nível. No ano de 2015 o município conquistou a 6º colocação, acreditamos no potencial técnico, na determinação e superação dos nossos atletas para que possamos ter uma ótima participação disseram Ademir Balero Molina, Secretário Municipal de Esportes, Cultura e Turismo de Jales e João Roberto da Rocha, chefe da delegação

Princípios fundamentais da doutrina social da Igreja


Dom Reginaldo Andrietta, Bispo Diocesano de Jales

Muitos sabem que a Igreja Católica possui uma Doutrina Social. Poucos, porém, a conhecem. Em que consiste? Ela contém seis princípios fundamentais: a dignidade da pessoa humana, a primazia do bem comum, a destinação universal dos bens, a primazia do trabalho sobre o capital, a subsidiariedade e a solidariedade.

A tradição judaico-cristã trata cada ser humano como filho e imagem de Deus, enfatizando sua infinita dignidade, da qual derivam direitos. Por isso, todas as instituições da sociedade devem colocar-se a serviço dos direitos de cada e de todas as pessoas, tratando-as com igualdade. Deste modo, uma sociedade só pode ser justa se respeitar a dignidade da pessoa humana. De igual maneira, a dignidade da pessoa humana só pode ser alcançada por meio de uma sociedade justa.

Da dignidade e igualdade de todas as pessoas deriva a primazia do bem comum. Tudo se destina ao bem de todos, sem distinção. Por isso, tudo tem uma função social e todos devem estar a serviço da coletividade. Ninguém está isento de colaborar para o bem comum, o qual implica a destinação universal dos bens. Disso decorre a afirmação do Papa João Paulo II, na Encíclica sobre o Trabalho Humano: "sobre toda propriedade privada pesa uma hipoteca social".

João Paulo II fala sobre a antinomia entre trabalho e capital: "não se trata, como é evidente, apenas de conceitos abstratos e de forças anônimas que agem na produção econômica. Por detrás dos dois conceitos há homens vivos e concretos. De um lado, aqueles que executam o trabalho sem serem proprietários dos meios de produção; e do outro lado, aqueles que desempenham a função de patrões e empresários e que são os proprietários de tais meios". Para o Papa, a propriedade dos meios de produção só é legitima na medida em que serve ao trabalho.

O mesmo Papa diz que as instâncias superiores de poder não devem se atribuir o desempenho daquilo que as instâncias inferiores podem melhor realizar. O dever das instâncias superiores é um dever supletivo, de coordenação e promoção da iniciativa e da criatividade das instâncias inferiores. Este princípio da subsidiariedade é fonte de vitalidade para instituições e movimentos que expressam maturidade democrática, libertos do controle estatal.

Cada um cresce em valor e dignidade na medida em que investe suas capacidades na promoção do bem comum de forma solidária. Esse princípio vale para todas as relações: entre homem e mulher, pais e filhos, grupos sociais, níveis de poder, e mundo desenvolvido e subdesenvolvido. Hoje, se fala também de forma mais lúcida sobre a interdependência e a solidariedade entre o ser humano e a natureza: o ser humano se valoriza na medida em que preserva e promove a natureza. Esta, protegida e preservada, oferece-lhe melhor qualidade de vida.

Em suma, a Igreja vê no ser humano a imagem vivente de Deus que se encarnou em Jesus Cristo para mostrar como o ser humano pode viver a plenitude de sua humanidade. A respeito de Cristo, conforme diz o teólogo João Batista Libânio, "tão humano assim, só poderia ser Deus". Cada ser humano é vocacionado a viver de maneira digna, não como coisa, mas como alguém. O Padre Belga, Joseph Cardijn, fundador da Juventude Operária Católica (JOC), dizia aos jovens trabalhadores de seu tempo: "Vocês não são bestas, nem máquinas; vocês são filhos e filhas de Deus".

A Doutrina Social da Igreja manifesta, enfim, que o ser humano tem uma vocação sublime: viver de maneira digna e feliz, orientando-se por uma autêntica humanização. Assim seja!

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Governo entrega nova sede do 4º Batalhão da PM Ambiental

 
O Governo do Estado entregou, na tarde desta quinta-feira (21), a nova sede do 4º Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb) (foto), localizado em São José do Rio Preto, no interior do Estado. O Governo do Estado investiu mais de R$ 1,7 milhão na construção do prédio.

A antiga sede da unidade de policiamento especializado sofreu um incêndio em 2007. O prédio foi derrubado e construído um novo imóvel, que fica no mesmo endereço do anterior – Avenida Governador Adhemar Pereira de Barros, 2.100, no bairro Vila Diniz.
"O Governo de São Paulo não mede esforços para que as nossas polícias tenham as melhores condições de trabalho e o motivo dessa solenidade é a demonstração dessa vontade", enfatizou o secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, durante o evento.

As instalações já funcionam na nova sede desde outubro do ano passado. O 4º Batalhão de Policiamento Ambiental abrange uma área de 189 municípios, com uma população de 4 milhões de habitantes.
"Essa reinauguração é de extrema importância, pois esse é um dos quatro batalhões [de policiamento Ambiental] de todo o Estado. O 4º BPAmb tem características específicas e trabalha fortemente com a temática de segurança", afirmou o coronel Rogério de Oliveira Xavier, comandante do Policiamento Ambiental.
A área onde está instalada a unidade possui 2.148,06 m² e abriga as seções administrativas do batalhão, além da 1ª Companhia e do 1º Pelotão. A sede conta ainda com refeitório, sala de aula, alojamentos, academia, campo de grama, sala de informática, garagem, depósito, alojamento, quadra, entre outros espaços.
Durante a cerimônia, Mágino também destacou a importância da reinauguração do prédio para o trabalho dos policiais. "Os homens que compõem a PM Ambiental são absolutamente preparados para o exercício de suas tarefas, mais que isso, são profissionais vocacionados, que combatem muito além da criminalidade de forma geral".

O 4º BPAmb é comandado pelo tenente-coronel Douglas Vieira Machado. A PM Ambiental é responsável pela prevenção e combate aos crimes ambientais. A unidade fiscaliza a caça e pesca, a retirada irregular de madeira, queimadas, soltura de balões, entre outros.
"Quando nossos policiais saem às ruas, carregam consigo a certeza de que devem estar atentos não só às questões ambientais, mas também de segurança pública como um todo, tanto que, durante o ano passado, realizamos mais de 260 mil abordagens e quase 13 mil bloqueios relacionados à ordem ambiental e de buscas por materiais relacionados a todo tipo de crime", concluiu o comandante da PM Ambiental.
Investimentos

O Governo do Estado investe na melhoria das condições de trabalho dos policiais. Somente neste ano, a região de São José do Rio Preto, a qual está subordinada a cidade de Santa Fé do Sul, recebeu 39 novas viaturas à Polícia Civil, que custaram R$ 2.290.400.

A Polícia Militar da área ainda foi contemplada, neste ano, com 38 novos veículos, comprados por R$ 2.961.200. A Polícia Técnico-Científica da região ganhou, desde janeiro, sete novas viaturas, que custaram R$ 612.800.
(foto Paula Vieira)