Páginas

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Em Jales, ruaa hum e dois são recapeadas


Mais uma antiga reivindicação da população está sendo atendida pela administração da prefeita Nice Mistilides. Duas das principais vias de acesso do município, as ruas 01 e 02, começaram a receber na manhã desta sexta-feira, 28 de nove recapeamento asfáltico.
 Mais de 11 mil metros quadrados de via estão sendo recapeadas nos locais. Ao todo foram investidos recursos no valor de R$ 253.750,00, através do governo federal, por meio de emenda conquistada pela prefeita com o deputado federal Edinho Araújo, com contrapartida do município de R$ 9.671,53.
 De acordo com a prefeita Nice, as duas ruas ficaram há muitos anos sem manutenção e recape, por isso chegou nessa situação caótica. “Quando assumi a prefeitura não havia nada em nosso estoque de massa asfáltica, diante da emergência iniciamos uma operação tapa buracos por toda a cidade, mas como não é suficiente, lutamos para conseguir os recursos de recapeamento”, disse.
 A prefeita de Jales ainda ressaltou que tudo aquilo que diziam que era promessa e conversas do ano passado está se tornando realidade. “O asfalto já foi executado em diversos bairros e em breve vai avançar para os mais necessitam. Ao todo, cerca de R$ 4 milhões já foram conquistados na esfera federal e estadual e os pedidos foram autorizados e notificados através das assessorias dos próprios deputados que viabilizaram o recurso. Vamos ter sim, uma Jales de um novo tempo”, finalizou.

Lei Antiálcool para menores completa três anos com 99,7% de adesão em SP

Balanço da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo aponta que desde 18 de novembro de 2011, quando a Lei Antiálcool para Menores entrou em vigor, agentes das vigilâncias sanitárias Estadual e municipais e Procon-SP realizaram 713,6 mil inspeções e aplicaram 1.996 multas. O índice de cumprimento da lei é de 99,7% entre os estabelecimentos vistoriados.
As fiscalizações são feitas em locais que comercializam bebidas alcoólicas como bares, restaurantes, supermercados, lojas de conveniência, padarias e danceterias.
As regiões do Estado com maior número de multas aplicadas foram a capital, com 590 multas, a Baixada Santista, com 234 e a região do Vale do Paraíba, com 214 autuações. (veja mais regiões abaixo)
“Nestes três anos de vigência, a Lei Antiálcool paulista atuou como uma importante ferramenta para inibir o consumo de álcool pelos adolescentes”, explica Maria Cristina Megid, diretora do Centro de Vigilância Sanitária Estadual.
Sanções
A Lei Antiálcool do governo paulista prevê sanções administrativas para estabelecimentos que venderem, oferecerem ou permitirem o consumo de bebidas alcoólicas por menores de 18 anos em seu interior, mesmo que acompanhados de pais ou responsáveis.
Os estabelecimentos infratores estão sujeitos a multas de até R$ 100,7 mil e, no caso de reincidências, podem ser interditados por 15 a 30 dias e até mesmo perderem a inscrição no cadastro de contribuintes do ICMS, que significa o encerramento das atividades comerciais.
Antes da aprovação da lei, já não era permitida a venda de álcool a menores. No entanto, se um adulto comprasse a bebida e a repassasse a um adolescente ou criança, os proprietários pelos estabelecimentos não podiam ser responsabilizados.
A Lei Antiálcool para menores mudou esse ponto e obriga o comerciante a pedir documento de identificação para realizar a venda ou deixar que o produto seja consumido no local. Essas medidas têm como objetivo evitar que adolescentes tenham acesso a bebidas alcoólicas, que podem causar dependência, doenças, problemas familiares, violência, acidentes e mortes.
O pedido de documentação dos consumidores, no entanto, deve seguir o critério da razoabilidade. Os comerciantes devem exigir RG de pessoas que aparentem ter menos de 25 anos de idade.
Denúncias sobre o descumprimento da lei podem ser feitas pelo telefone 0800 771 3541 ou pelo site www.alcoolparamenoreseproibido.sp.gov.br.

Sindicato dos Empregados no Comércio homenageia trabalhadora



A homenagem foi concedida pelos 40 anos de dedicação e trabalho em uma única empresa da cidade

Na noite desta quinta-feira, 27 de novembro, o Sindicato dos Empregados no Comércio de Três Lagoas, prestou uma homenagem à trabalhadora, Ivete Barbosa Gobira da Silva, pelos 40 anos dedicados a empresa Casas Pernambucanas. Além de receber uma placa em comemoração a sua dedicação,Ivete foi contemplada com algumas apresentações musicais de amigos de trabalho.
 Também esteve presente na cerimônia o gerente da unidade da Pernambucanas de Três Lagoas, Márcio de Oliveira, que ressaltou a importância da profissional. “A Ivete é um grande exemplo para muitos aqui dentro, temos vários funcionários que se espelham nela. Para nós é motivo de orgulho participar de uma comemoração dessa”, finalizou o gerente.
 A homenageada, que constituiu sua família em Três Lagoas, agradeceu a acolhida. “Esse reconhecimento que estou tendo hoje é muito importante para mim, são anos de dedicação e amor a minha profissão, amo o que faço. Quero agradecer a todos os meus colegas de trabalho que estão aqui neste dia tão especial”, concluiu.
 O presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Três Lagoas, Eurides de Freitas, em seu discurso falou da gratidão e orgulho que tem da homenageada. “Hoje é um dia muito importante para nossa classe, não é sempre que podemos prestigiar uma pessoa que trabalha há 40 anos em uma mesma empresa servindo de exemplo para muitos”, disse.
 Além da placa comemorativa, Ivete, será agraciada com o título de cidadã três-lagoense, que será concedido pelo vereador Jorginho do Gás. “Sua história de vida é motivadora, você contribuiu para o crescimento e desenvolvimento de nossa cidade, por isso temos que valorizar pessoas assim”, finalizou o vereador.
 Projeto Donos do Futuro
 A noite também foi abrilhantada com a entrega de alguns certificados dos cursos que são promovidos pelo projeto Donos do Futuro, uma parceria entre os Sindicatos dos Empregados no Comércio, Sindicato do Comércio Varejista e agora também com o Centro Integrado de Atendimento ao Trabalhador – CIAT. Além de qualificar os profissionais já inseridos no mercado de trabalho, o projeto expandiu seus horizontes e passa a qualificar e aperfeiçoar os trabalhadores que estão em busca de recolocação no ambiente profissional.
 A coordenadora do CIAT, Fátima Montanha, esteve presente na solenidade e ressaltou a importância da qualificação. “É a primeira vez que o CIAT participa de um projeto assim. Este será apenas o primeiro passo, esperamos colher bons frutos e ajudar na capacitação de nossa população”, disse.
 O projeto Donos do Futuro oferece cursos de Rotinas em Recursos Humanos, Oratória, Vendas, Qualidade no Atendimento entre outros.

Bella da Semana mostra tudm em ensaio especial de Natal


Tudo bem que você já é bem grandinho para acreditar em Papai Noel. Por outro lado, tem uma Mamãe Noel no Bella da Semana (www.belladasemana.com.br) que vai dar o que falar. Ela é linda, sensual e adora dar presentes!
Neste caso, o presente é ela própria: a modelo Franciele Christ, com todas as suas curvas, seus olhares e provocações. Dona de hipnotizantes olhos verdes e seios naturais, a gaúcha de Feliz (RS) está prestes a completar 23 anos e acredita que Natal é época de união e gratidão. 'Com a correria durante o ano, às vezes esquecemos de reservar um tempinho para estar com quem gostamos e agradecer por tudo', reflete.

Esta é a primeira parte do ensaio especial de Natal do Bella da Semana. Todos os anos, o site fotografa duas das modelos que já fotografaram anteriormente e fizeram sucesso entre os assinantes, dividindo o ensaio em três partes: cada uma das modelos fotografando sozinhas, e a última, que mostra as duas juntas.
As imagens, que mostram Franciele à caráter, são de Walmor de Oliveira e vão ao ar nesta segunda-feira, 1º de dezembro.

Fernandópolis vai sediar encontro regional de reabilitação

Na próxima quarta-feira, dia 03 de dezembro, Fernandópolis sediará o 1º Encontro Regional de Reabilitação – “Vários olhares em uma só direção”. O evento será realizado pela Unidade de Reabilitação Lucy Montoro no Teatro Municipal, com entrada gratuita. A programação do encontro começa às 8h30, com o credenciamento do público, e vai até às 16h30, com a entrega dos certificados de participação. 
A intenção do encontro é comemorar o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, promovido internacionalmente pela Organização das Nações Unidas desde 1998, como uma forma de promover uma maior compreensão dos assuntos referentes à deficiência e para mobilizar a defesa da dignidade, dos direitos e o bem estar das pessoas. 
Ao todo, serão oito apresentações que vão contar com a participação de representantes da própria Unidade, além da participação da Associação dos Deficientes Visuais de Fernandópolis (ADVF), Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos de Fernandópolis (APADAF), Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e do Juiz de Direito da 2ª Vara Cível do Fórum de Fernandópolis, Heitor Katsumi Miura. 
Outro objetivo é também aumentar a consciência dos benefícios trazidos pela integração das pessoas com deficiência em cada aspecto da vida política, social, econômica e cultural. A programação completa e outras informações podem ser encontradas no site da gestora da Santa Casa de Fernandópolis (www.santacasafernandopolis.com.br), que é gestora da Unidade, ou pelo telefone (17) 3463-8100.

Jales sedia fórum para produtores rurais

O programa “Do Campo ao Consumidor” chega a Jales no dia 8 de dezembro (segunda-feira), com a realização do Fórum “Organização de grupos de Vendas Conjuntas para acesso coletivo ao mercado”. Podem participar, gratuitamente, produtores de olericultura e fruticultura. A iniciativa é uma parceria do Sebrae-SP com a Faesp/Senar (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo e  Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e busca orientar sobre o processo de comercialização da produção agrícola.
 O evento será no Sato Buffet (Rua Maestro Erlon Chaves, nº 465 – Jd. Samambaia – Jales– SP), das 18 às 22 horas, promovido pelo Escritório Regional do Sebrae-SP e Sindicato Rural, com apoio da Cati Regional. 
 Para se inscrever, o produtor deve entrar em contato com o Sindicato Rural de Jales, pelo (17) 36327077, ou com o Escritório Regional do Sebrae-SP em Votuporanga, pelo (17) 3421-8366 . 
 “Do Campo ao Consumidor”
 No estado de São Paulo foram priorizados 60 Sindicatos Rurais, sendo seis na região, Votuporanga, Fernandópolis, Estrela d’Oeste, General Salgado, Jales e Santa Fé do Sul. Nestas cidades serão realizados três fóruns por Sindicato, contando com a participação de até 150 produtores rurais com CNPJ, ou inscrição de produtor rural e/ou DAP. O objetivo é promover conhecimento e qualificação sobre os temas de mercado que afetam a competitividade dos pequenos produtores, auxiliando-os a superar as dificuldades encontradas para o escoamento de produtos.
 JALES
 Tema: Organização de grupos de Vendas Conjuntas para acesso coletivo ao mercado
Público Alvo: Produtores de olericultura e fruticultura
Data / Horário: 8/12/2014, das 18 às 22 horas
Local: Sato Buffet - Rua Maestro Erlon Chaves, 465 – Jd. Samambaia – Jales– SP
 Programação
18h – Credenciamento
19h – Abertura pelo presidente do Sindicato Rural de Jales
19h15 – Apresentação Sebrae-SP Escritório Regional Votuporanga
19h30 - Momento da CATI
20h – Palestra Tema: Organização De Grupos De Vendas Conjuntas Para Acesso Coletivo ao Mercado- Palestrante: Reginaldo Vicentim
21h30 – Debates
22h – Encerramento com Jantar

Fator tecnológico, por Reginaldo Villazón

Os estudiosos da história humana são obrigados, em muitas ocasiões, a entrar em debates apaixonados. Um caso clássico é o confronto de duas teorias: criacionismo versus evolucionismo. A teoria da criação defende que o homem é um ser divino, gerado por Deus à sua semelhança num ato especial. A teoria da evolução argumenta que o homem é um produto da evolução natural das espécies, sem interferência divina. Esta pendenga ganha cores vistosas por suscitar a dúvida: o ser humano descende de Deus ou dos macacos?
De forma um tanto diferente, acontece o confronto entre outras duas teorias: determinismo versus livre-arbítrio. Para os deterministas, a história humana segue um roteiro previamente determinado por Deus, não existindo acaso nem ingerência humana. Para os defensores do livre-arbítrio, o ser humano é livre para construir a sua história e definir o seu destino. Na prática, as convicções caem por terra. Habitualmente, as pessoas expressam conceitos contrários de determinismo e de livre-arbítrio, sem qualquer constrangimento.
O filósofo canadense Herbert Marshall McLuhan (1911 – 1980) escreveu, com décadas de antecedência, sobre as tecnologias de comunicação de massa e a globalização. Cunhou a expressão: "O meio é a mensagem". Ele explicava. O conteúdo de uma mensagem tinha interesse restrito. Já a mensagem tinha relação direta com o meio de comunicação utilizado. Por exemplos: contato por telefone fixo, carta por avião. Assim, o meio tecnológico utilizado pela sociedade, como mensagem de massa, produzia impactos sociais importantes.
McLuhan foi enquadrado no rol dos "deterministas tecnológicos". De fato, ele avaliou o quanto as vindouras tecnologias de comunicação de massa haviam de impactar o desenvolvimento da sociedade mundial. Hoje sabemos que a internet, o telefone celular, os equipamentos e aplicativos modificaram as habilidades e percepções dos jovens, promoveram informações e inovaram comportamentos no planeta. Apesar disso, a corrente filosófica contrária diz que as tecnologias são apenas ferramentas de uso sob a vontade humana.
Pergunta-se: a tecnologia determina a história ou é apenas uma ferramenta? Quem quiser tirar a dúvida, terá que estudar filosofia para conseguir entender longos textos de conceitos abstratos. Porém, de forma simples, é possível ver sociedades estagnadas, quando privadas de novas tecnologias. Ver sociedades em evolução, impulsionadas por novas tecnologias. A história mostra que os adventos tecnológicos estimulam o progresso humano. Mas, no final, o ser humano tem o poder de dominar as tecnologias.
É importante compreender os impactos tecnológicos em nossas vidas. Não podemos nos escravizar às tecnologias, nos expor a riscos desnecessários, nos manter conectados a superficialidades, nos deixar conduzir por formadores de opinião espertos, nos impossibilitar de ter uma vida social saudável. Infelizmente, grande parte da sociedade hoje caminha célere rumo a um futuro banal. Porém, o homem é a criatura que erra muito, mas supera seus erros, aprende, evolui e se eleva. Pois esta deve ser a sua faina, o seu destino.

Chico Xavier


Pergunta
– Erotismo e pornografia, qual a razão de tantas publicações sobre esses assuntos? A educação sexual é necessária?
Chico Xavier
– A primeira pergunta a nosso ver, é assunto pertinente às autoridades da imprensa, às quais precisaria caber o encargo de fiscalizar a sanidade e o proveito dos artigos que a própria imprensa escrita ou radio-televisada fornece ao mercado das idéias para o consumo dos leitores.Quanto à segunda indagação, cremos que a educação sexual é assunto a ser conduzido seriamente, no futuro, porque, no presente, em nosso âmbito pessoal, ignoramos onde estarão os professores para semelhante disciplina.
Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade da
 "Associação Espírita "Chico Xavier" de Jales.

Ganhadora do carro sorteado pela Santa Casa recebe as chavesNa comemoração do aniversário da Santa Casa de Jales com a Banda Jafferson, foi entregue o carro Chevrolet Ônix 0km para a ganhadora do sorteio da promoção “Na Santa Casa eu boto fé II”, Maria Angélica Bignato, de José Bonifácio.


Na comemoração do aniversário da Santa Casa de Jales com a Banda Jafferson, foi entregue o carro Chevrolet Ônix 0km para a ganhadora do sorteio da promoção "Na Santa Casa eu boto fé II", Maria Angélica Bignato, de José Bonifácio.
Também Flávio Vermelho Lanco recebeu seu prêmio, uma bicicleta doada pelo empresário Evaristo Geraldelli.

Arrastão da solidariedade


 Na terça-feira, 18 de novembro, o Rotaract Club de Jales – Grandes Lagos em parceria com o Interact Club de Jales realizou o Arrastão da Solidariedade. Os voluntários saíram às ruas e arrecadaram alimentos não perecíveis para a montagem de cestas básicas, as quais serão entregues para as famílias carentes da cidade de Jales no Natal. O projeto contou com o apoio dos Rotarys Clubs e Sabesp.

Comissão Processante publica cronograma de oitivas

Os vereadores André Ricardo Viotto, Sérgio Yoshimi Nishimoto e Jesus Martins Batista, respectivamente presidente, vice-presidente e relator da Comissão Processante designada para averiguar uma Representação apresentada por uma instituição local solicitando a apuração de eventual infração político administrativa cometida pela prefeita municipal Nice Mistilides apontada através do Relatório Final da CEI do Lixo publicaram nesta quinta-feira, 27 de novembro, o cronograma das oitivas que serão realizadas pela Comissão.

Segundo o documento, a Comissão Processante esteve reunida na quinta-feira, 20 de novembro, para designar os dias e horários das oitivas das testemunhas arroladas pela Senhora Prefeita Municipal e, após tentativas mal sucedidas de notificar pessoalmente a senhora prefeita Nice Mistilides, procedeu-se a publicação do mesmo.

As oitivas terão início no dia 04 de dezembro, próxima quinta-feira, com os senhores Mauro Eduardo Rossi e Luiz Guilherme de Barros, da empresa Proposta. As próximas estão agendadas para o dia 09 de dezembro, com os senhores Nelson Batista da Silva Neto, Devair Benedito, Fábio de Lima e José Roberto Eliotério. No dia 11 de dezembro estão marcadas as oitivas com os senhores Aldo José Nunes de Sá e Adriano Lisboa de Domênicis e no dia 12 a Comissão Processante deverá ouvir a senhora Angélica Colombo Boleta e o senhor Francisco Teodoro da Silva.

O processo da Comissão Processante tem o prazo de 90 dias para estar concluído e julgado, a contar da data do recebimento da Representação, ou seja, 29 de outubro próximo passado.

Fatec Jales presente em evento internacional





O encontro anual promovido pela American Society of Agronomy, Crop Science Society of America & Soil Science Society of America, em Long Beach – CA, no período de 2 a 5 de novembro , contou com mais de cinco mil participantes entre cientistas, pesquisadores, profissionais e educadores provenientes de 51 países.
A Faculdade de Tecnologia de Jales participou desse evento, representada pelos professores – Dr.ª Glaucia Alvarez Tonin, Me. Cristina Tondato e Me. João Vitor Ferrari, que apresentaram os trabalhos, respectivamente intitulados: "Use of sewage sludge for production of seedlings of Eucalyptus sp" (Utilização de lodo de esgoto para produção de mudas de Eucalyptus sp); "The mainnon-tariff barriers to Brazilian beef by China and South Korea" (As Barreiras não tarifárias impostas à carne brasileira pela China e Coréia do Sul) e "Professional profile evaluation of the Technology Course in Agribusiness and the one demanded by Agribusiness segments" (Avaliação do Profissional formado pem Curso de Agronegócio e a demanda do segmento do Agronegócio); e "Foliar concentration of macronutrient and production components in cotton under different forms of management of growth regulator via foliar and seeds". (Teores Foliares de Macro-nutrientes e Componentes de Produção em Algodoeiro sob diferentes formas de manejo de Regulador de Crescimento Via Foliar e Sementes)

Palestra e Comunicação de Trabalhos de TCC marcam a Jornada de Iniciação Científica da Unijales, por Daniel Zilio





A Unijales através do professor Dr. Silvio Luiz Lofego realizou nos dias 20 e 21 de novembro a sétima edição da Jornada de Iniciação Científica- Formação Profissional e Pesquisa.
A Jornada constitui fórum para discussão de questões relativas à pesquisa da Unijales, além de proporcionar um intercâmbio de informações entre professores, alunos e palestrantes. O evento é realizado anualmente e reúne cerca de 600 participantes.
A Jornada de Iniciação Científica tem como objetivo promover a troca de experiência entre os alunos de graduação envolvidos em atividades de pesquisa, ampliando ainda mais todo o conhecimento adquirido em sala de aula, além de permitir que desde cedo o aluno esteja em contato com esse tipo atividade.
No primeiro dia, realizado no salão de eventos da APAE, a professora Dra. Joseli Maria Piranha da UNESP de São José do Rio Preto, ministrou a palestra "A importância da Iniciação Científica para a capacitação e inserção dos formandos no mercado de trabalho".
No dia 21 de novembro, sexta-feira, a Jornada continuou com a Comunicação dos trabalhos de TCC e Iniciação Científica (seções por área de pesquisa), no qual alunos apresentaram resultados de suas respectivas pesquisas.
"A VII Jornada de Iniciação Cientifica, vinculado ao Programa de Iniciação Cientifica (PIC) da Unijales, tem hoje a missão de apresentar o despertar da produção acadêmica, comunicar trabalhos e revelar novos objetos para investigação científica.  Seja por meio dos trabalhos de conclusão de curso (TCC), grupos de estudos, programas de estágios ou propriamente do Programa de Iniciação Científica; todos os trabalhos demandam um percurso que visa cruzar o caminho da excelência, da autonomia e do desenvolvimento social.  Trilhamos na Unijales o ensino/pesquisa como parte de um mesmo processo. De um processo que se tornou imperativo no século XXI, tendo em vista que nenhum conhecimento está acima de novos questionamentos e releituras", disse o diretor de Pós-graduação Pesquisa e Extensão Silvio Luiz Lofego.

Esclerose Lateral Amiotrófica: Semanalmente de 8 a 10 brasileiros são diagnosticados com a doença

Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) é a doença mais comum que atinge o neurônio motor. Estima-se que 08 brasileiros são diagnosticados com a doença toda semana. Sua principal característica é a degeneração progressiva dos neurônios motores cerebrais e na medula espinhal. Eles perdem sua capacidade de funcionar adequadamente e deixam de enviar impulsos para os músculos, causando perda força muscular, alteração na destreza e atrofia progressiva.
Atualmente, é desconhecido o fator que predisponha o seu desenvolvimento. Cerca de 10% dos casos diagnosticados possuem fator genético; a maioria dos casos está relacionada à causa esporádica, podendo ser atribuída a fatores ambientais ou ocupacionais. "Existe uma maior tendência que a ELA ocorra em pessoas com mais exigência do neurônio motor, como atletas de alto rendimento e pessoas com múltiplos traumas físicos durante a vida", informa o dr. Marco Antonio Chieia, coordenador do Departamento Científico do Neurônio Motor/ELA da Academia Brasileira de Neurologia (ABN).
Sintomas
– Geralmente, o primeiro sintoma é a fraqueza muscular. Segundo dr. Chieia, a fraqueza não é súbita, mas, sim, progressiva. Começa a afetar braço ou mão, com sinais posteriores de dificuldade de levantar objetos, subir escadas e caminhar. Os sintomas podem também ter início pela dificuldade de deglutição ou articulação da fala.
No decorrer do seu avanço, há deterioração muscular para os outros membros, acometimento respiratório, paralisação da função de deglutição associada a emagrecimento significativo. As células envelhecem e os nervos envolvidos morrem, limitando cada vez mais o paciente. Fasciculação (tremor do músculo), exaltação dos reflexos, atrofia e cãibras.
Diagnóstico
– O tempo gasto do primeiro sintoma até o diagnóstico da esclerose lateral amiotrófica é geralmente de 11 meses. O neurologista afirma que isso acontece porque são empregados critérios de exclusão. "É uma doença rara, com incidência de 1 a 2 por 100 mil habitantes. Antes de chegar ao diagnóstico, verificamos todos os possíveis diagnósticos diferenciais e síndromes que possam mimetizar o diagnóstico. O profissional, quando se depara com este quadro clinico, realiza todos os exames possíveis:de sangue, de neurofisiologia, de imagem, que possam ser estudados e analisados, para, finalmente, chegar ao veredicto do ELA", explica. Não existem exames que possibilitem anteceder a presença da doença.
Tratamento
– "Até o momento não temos uma terapia para cura, em função do caráter degenerativo da doença, mas existe como tratar e proteger o neurônio motor", diz Chieia. Ele esclarece que existem muitas patologias imunológicas que simulam a ELA, como a Neuropatia MotoraImunológica, doença imunológica que acomete principalmente os membros superiores e é passível de tratamento.
O tratamento da Esclerose Lateral Amiotrófica é multidisciplinar, com o uso de drogas neuroprotetorase terapias. "As drogas farmacológicas atuam dentro da degeneração do próprio neurônio. Já as terapias são motoras, respiratórias, de nutrição e fonoaudiológica, para aumentar a sobrevida do neurônio, além de se opor contra a evolução da doença e equilibrar a sua perda genética", esclarece.
A evolução lenta ou mais acentuada permite estimar um tempo de vida do paciente. O tratamento rigoroso e a aceitação do organismo são fatores fundamentais, como é comprovado no caso do físico Stephen Hawking, de 72 anos, diagnosticado aos 21 anos de idade. Na época, a estimativa médica dele chegava a cinco anos de vida.
Desafio do Balde de Gelo
– O Ice BucketChallenge(Desafio do Balde de Gelo) virou febre na internet, em julho deste ano,com o objetivo de arrecadar doações para ALS Association para realização de pesquisa e tratamento de pessoas com a doença. Em sua fase inicial, a aposta consistia na doação de cem dólares ou jogar um balde de água gelada na cabeça, entretanto, os desafiados faziam os dois.
A campanha surgiu devido ao diagnóstico do ex-jogador de baseball Pete Frates, em 2012. Quando celebridades começaram a aderir à campanha, como Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, ganhou proporções globais, gerando vídeos e doações por todo o mundo. No Brasil, as pessoas passaram a destinar a sua doação para Associação Pró-Cura da ELA.
Segundo Marco Antonio Chieia, a iniciativa foi importante para divulgação da doença e para mostrar que o ELA é a terceira doença neurodegenerativa mais importante, atrás somente do Parkinson e Alzheimer. "Além de incentivar a pesquisa, principalmente nos países mais desenvolvidos, permitiu mostrar à população a existência da Esclerose Lateral Amiotrófica. Com o conhecimento, os pequenos sintomas iniciais são reconhecidos mais precocemente e os pacientes podem ganhar uma qualidade de vida melhor", conclui.a

O amor é o sentimento mais evoluído que o cerébro pode sentir, por Flávio Carvalho


Você está amando? Você já amou? Será que sabemos o que é amor?
Muitos tentam definir, muitos querem sentir, mas acredito que poucos tem ou tiveram este privilégio, ou seja, muito poucos experimentaram este sentimento. Mas muitos, para não dizer todos, acreditam que amam, ou já amaram.
Quantas vezes não ouvimos a frase: "matou por amor" ou "morreu de amor". Amor não mata, amor nos faz crescer, produz apenas bons resultados, e mesmo quando você ama e não é correspondido, o resultado de tal sentimento é sempre positivo, pois quem experimenta o verdadeiro amor fica muito feliz por amar, não é egoísta, pensa na felicidade e no melhor para a pessoa amada, mesmo que o melhor seja a pessoa amada não te amar.
O verdadeiro amor produz bem estar, faz você ser um ser humano melhor, mais calmo, mais compreensível, mais solidário.
Muitos confundem paixão, tesão, e até obsessão com amor. O amor liberta, não te aprisiona, e nem te faz aprisionar a pessoa amada. Quem ama é livre, e quer que a pessoa amada também seja livre.
Este nobre sentimento não promove dores, mesmo quando você não é correspondido. O amor só nos faz bem, nos faz compreender melhor a vida e as pessoas.
Acredito que somente os poetas conseguiram nos traduzir um pouco melhor este sentimento, e mesmo entre os poetas se encontram aqueles que confundiram este sentimento, que traduziram errado, que falaram das dores promovidas por tal sentimento, mas o verdadeiro amor nos faz mais feliz, não nos deprime, como alguns poetas escreveram, e alguns pintores colocaram em suas telas.
Nosso cérebro foi preparado para sentir tal sentimento. Ele consegue identificar este sentimento, e quando isso acontece você constatará o melhor funcionamento do seu cérebro, da sua mente, ou seja, amar faz bem para a "cabeça".
Tenha sua mente aberta, e esteja preparado para sentir o amor, para amar e ser amado.
Somente será possível ser plenamente feliz se você experimentar tal sentimento, dar e receber amor.
Se ame, ame os outros, receba amor, e seja muito feliz!
*Flávio Rodrigo Masson Carvalho
equilibriumtc@hotmail.com

CRAS de Vitória Brasil recebe brinquedos doados por alunos de Educação Física da Unijales



O curso de Educação Física da Unijales, representado pelas alunas do 2º ano, Claudia Vanessa de Souza e Ana Paula Souza Santana, mais uma vez esteve envolvido com o ato de bondade para com o próximo.
Trata-se da doação de centenas de brinquedos que fizeram a alegria de aproximadamente 50 crianças do CRAS – Centro de Referência de Assistência Social de Vitória Brasil.
A iniciativa partiu da professora Viviane Kawano Dias, que dentro da disciplina de Recreação e Lazer, trabalhou com os alunos do 2º ano de Licenciatura de Educação Física da Unijales a confecção de brinquedos e peças educativas para transformar todo o trabalho em um momento muito especial. Além da criação dos brinquedos, a professora Viviane comprou, fez a doação de outros brinquedos e serviu lanches e refrigerantes.
Para fazer a entrega, as alunas e a professora foram recebidas com muito carinho pela Psicóloga do CRAS, Joelma Rogério Castilho Mendonça, pelas funcionárias Valéria Cristina Furlaneto Rogério, Iraci Nilsen Marques, Letícia Costa Pontes e o Monitor Jeferson Luiz Bergamo.
"Como resultado do nosso trabalho vimos a alegria de cada uma das crianças. É muito bom fazer o bem e ajudar quem realmente precisa. É gratificante ver o sorriso de alguém com um simples gesto", disse a professora Viviane Kawano Dias.

SÃO PAULO É O PRIMEIRO ESTADO A CONTABILIZAR CRIMES COMETIDOS CONTRA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

O Estado de São Paulo é o primeiro do país a incluir no Registro Digital de Ocorrências (RDO) policial um campo para identificar se a vítima tem algum tipo de deficiência. Entre junho e agosto de 2014 foram registradas em todo o estado 4.452 ocorrências envolvendo 4.502 vítimas com deficiência. Este número, obtido em apenas três meses, corresponde à metade das 8 mil denúncias registradas pelo Disque 100 entre os anos de 2011 e meados de 2014.
As estatísticas foram produzidas pela equipe da 1ª Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência e serão apresentadas na abertura do Seminário Estadual: Enfrentamento da Violência contra Pessoas com Deficiência, dias 27 e 28 de novembro, no auditório da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, no Memorial da América Latina – Portão 10.
 A maior parte das ocorrências do período considerado – cerca de 26% – foi registrada na capital. Os municípios da Grande São Paulo são responsáveis por aproximadamente 17% dos casos registrados. No interior, surgem com destaque Ribeirão Preto (2,5%) e Campinas (2%)
A distribuição das vítimas segundo o tipo de deficiência revelou que 46,5% dos casos envolviam vítimas com deficiência física, 19,1% deficiência intelectual, 15% visual, 12,6% auditiva e 6,6% deficiência múltipla.
Chama atenção o fato de a violência aparentemente não acompanhar a distribuição demográfica desse grupo social. Afinal, segundo os dados do IBGE, o tipo mais comum de deficiência em São Paulo (59,7%) é a visual. Além disso, as pessoas com deficiência intelectual aparecem em proporção menor nos dados do Censo 2010 (4,1%), mas surgem como o segundo grupo mais presente nas informações dos RDOs.
Entre os 4.452 registros, 33,7% referem-se a crimes contra a pessoa; 31% a crimes contra o patrimônio; 5% a violência doméstica; 3% a contravenções e 2% a crimes contra a dignidade sexual. Se consideradas apenas as rubricas classificadas como de natureza criminal, as de maior incidência são ameaça, furto, roubo, lesão corporal, injúria, violência doméstica e estelionato.
Na categoria de crimes contra a pessoa, a maior incidência foi de casos de crimes contra a liberdade individual (39,3%), lesões corporais (29.8%) e crimes contra a honra (24,3%). Estes números apresentam padrão diverso dos dados gerais da população publicados pela SSP.
Os crimes contra o patrimônio correspondem à maior parte dos delitos praticados contra a população como um todo, enquanto no recorte da deficiência prevalecem os crimes contra a pessoa. Já os crimes contra a dignidade sexual, que representam menos de 1% dos delitos contabilizados pela SSP no segundo trimestre de 2014, na amostra aqui analisada correspondem a 2,07% dos registros.
 Tipos de crime X tipos de deficiência
Crimes contra o patrimônio – tais como furto, roubo e apropriação indébita – afetam mais as vítimas com deficiência auditiva (42%) do que a média do universo aqui considerado, em que estes crimes correspondem a pouco mais de 31% do total. Proporcionalmente, as pessoas com deficiência auditiva também são mais alvo de crimes de trânsito (4,7%) do que a média geral.
 No caso da deficiência física, chama a atenção a proporção de crimes contra a dignidade sexual, menor do que a verificada para o total das vítimas e para os demais tipos de deficiência. Já os crimes contra a pessoa aparecem em proporção levemente superior à verificada para a totalidade das vítimas.
Entre as vítimas com deficiência intelectual, destaca-se a proporção de crimes contra a dignidade sexual (8%), quando na média de todas as deficiências manteve-se em 2,07%. Os registros de ocorrências não criminais também aparecem aqui em proporção maior do que nos registros referentes a todas as deficiências.
Verificou-se ainda que a proporção de crimes contra o patrimônio cometidos contra vítimas com deficiência visual (40,7%) é maior do que a do universo analisado do período (31,02%).
 Perfil das vítimas
 Quanto ao perfil das vítimas, 65% são adultos acima de 40 anos. O grau de instrução não aparece como um diferencial, pois 52,2% das vítimas tinham 1º ou 2º grau completo, 6,3% tinham ensino superior completo e só 9,4% eram analfabetos.
 Subnotificação
 A ideia de inserir um campo específico nos boletins de ocorrência integra a agenda do Programa Estadual de Prevenção e Combate à Violência contra as Pessoas com Deficiência e foi considerada estratégica para conhecer o real tamanho do problema e estabelecer ações de enfrentamento.
No novo RDO da polícia de São Paulo, a pessoa que presta queixa informa se tem alguma deficiência e de qual tipo, sem necessidade de qualquer comprovação no momento. Nem todos os crimes registrados têm relação direta com a deficiência, mas essas informações serão úteis sobretudo para avaliar vulnerabilidades e traçar políticas de prevenção.
É importante ressaltar que, apesar da importância da implantação do campo específico nos RDOs do estado de São Paulo, esses dados não representam a totalidade dos casos de violência contra pessoa com deficiência, já que em muitos casos a vítima não consegue reportar as agressões sofridas, seja por dificuldades de locomoção e comunicação – particularmente pessoas com deficiência auditiva ou intelectual – ou por medo, devido à proximidade ou até dependência do agressor, o que implica em uma subnotificação dos casos.
 Seminário
 Além das estatísticas policiais, o Seminário Estadual: Enfrentamento da Violência contra Pessoas com Deficiência vai abordar aspectos não criminais da violência, como a necessidade de capacitar os servidores públicos para identificar e encaminhar os casos; a importância de oferecer apoio ao cuidador, evitando que o estresse desencadeie episódios de violência; e a urgência de se investir em programas de moradia que atendam pessoas em situação de vulnerabilidade social ou rompimento dos laços familiares.

Feira de Saberes, Sabores e Sementes é destaque no 1º Seminário de Agricultura Orgânica do Noroeste Paulista






A cidade de Jales sediou no dia 25 de novembro o 1º Seminário de Agricultura Orgânica do Noroeste Paulista realizado pelo Colegiado de Desenvolvimento Territorial – Codeter Noroeste Paulista e atraiu agricultores de 36 cidades da região e contou ainda com o apoio do Sindicato Rural de Jales e SENAR/FAESP que paralelo ao evento apresentou a 1ª Feira de Saberes, Sabores e Sementes.
A feira apresentou uma oficina de Artesanato com sementes aos participantes que passavam pelo local. Sob a instrução da professora Bernadete França, os alunos aprenderam a fazer garrafas decoradas, colares, enfeites de parede e vários acessórios de decoração.
Já na ala dos "Sabores" foi realizada uma oficina de culinária com a instrutora Cleide Viana com diversos produtos orgânicos como bolo de café, pizza de tomate seco com rúcula, bolo de laranja, geléia de pimenta, biscoito de polvilho e muitas outras guloseimas que deixaram com água na boca quem passava pelo local.
No encerramento, os participantes e convidados ainda puderam fazer uma degustação dos pratos. "Parabéns aos participantes das oficinas que dedicaram seu tempo para aprender um pouco mais das coisas belas e deliciosas que o campo pode nos oferecer", disse a coordenadora do SENAR, Lidiane Serra.

Karatecas realizam exame de graduação



No domingo, 23 de novembro, o professor de karatê Sensei Edson de Freitas Resende, 2º Dan, realizou o exame de graduação de faixas para seus alunos da região. Ao todo 68 alunos de Jales, Urânia, Estrela D’Oeste, Santa Salete e Santa Clara D’Oeste, divididos em duas turmas, realizaram o exame na Associação Resende de Karatê, Jales e no Centro Comunitário em Santa Salete.
O avaliador oficial foi o Sensei Cloudoardo Zanon, árbitro nível internacional pela PKF (Panamerican Karate Federation), faixa preta 5º Dan pela CBK (Confederação Brasileira de Karatê).
Sensei Zanon elogiou os alunos avaliados. "O nível técnico dos karatecas da região treinados pelo Sensei Edson tem melhorado a cada ano que passa", comentou o avaliador.
O exame deve ser realizado apenas por alunos que realmente adquiriram o nível técnico exigido. "Não é uma simples cerimônia de troca de faixas. Trata-se de uma avaliação onde apenas os que se mostram realmente preparados e com o devido conhecimento passam para a próxima faixa", comenta Sensei Zanon.
"Fiquei feliz com o desempenho dos meus alunos, pois apesar de ser um exame difícil, onde existe a possibilidade de reprovação, todos os que foram autorizados a realizar o exame foram aprovados", comentou o professor Edson.
Entre os alunos que realizaram o exame de faixas estão os medalhistas no Campeonato Brasileiro de 2014, Diego Pimenta da Silva, aprovado para a faixa preta e Bruno Takeda Morita, aprovado para a faixa marrom.

Presidente da ANA aceita convite de Edinho e visita região em dezembro para discutir piscicultura


O presidente da ANA - Agência Nacional de Águas, Vicente Andreu Guillo, recebeu em audiência nesta quarta-feira (26) o deputado Edinho Araújo e o ex-ministro da Pesca, Altemir Gregolin. Eles discutiram a situação crítica dos piscicultores da região de Santa Fé do Sul.
O presidente da Agência confirmou uma visita à região para o dia 12 de dezembro, em horário ainda a ser definido.
Edinho levou ao ministro a preocupação dos criadores de peixes do Lago da Hidrelétrica de Ilha Solteira, que tiveram sua produção afetada pela estiagem.
"Cobrei um novo arranjo, de forma a conciliar a criação de peixes nos lagos de hidrelétricas com a exploração do turismo, a geração de energia elétrica e a navegação. O modelo atual está inviabilizando a criação de peixes numa região que responde por 20% da produção de tilápias", explicou o deputado Edinho Araújo.
Durante a visita, o presidente da ANA sobrevoará a região de Santa Fé do Sul para ter uma noção dos efeitos da seca prolongada no Lago da Usina de Ilha Solteira e manterá um encontro com piscicultores e prefeitos da região.

As andanças do Bispo (7), por D. Demétrio Valentini

7 - Junto com os teólogos

Foi na Conferência de Santo Domingo, nos 500 anos da América, que comecei a me envolver mais intensamente com a organização dos teólogos da América Latina. Lá, deu para fazer com eles um bom trabalho, que possibilitou a contribuição para a reunião dos bispos, que estava acontecendo.
Na oportunidade, fiquei incumbido de fazer a ligação entre o grupo de teólogos e o desenrolar da Conferência. De tal modo que, diariamente os teólogos ficavam sabendo do andamento da Conferência, e assim podiam contribuir com subsídios que eram repassados aos bispos. Assim, mesmo excluídos da Conferência, os teólogos puderam dar uma válida contribuição sobre os temas tratados.
A partir de lá, eles fizeram questão de continuar contando comigo, para continuarem fazendo seu trabalho, bem entrosados com as necessidades da Igreja. Assim, tive que participar com eles de diversos encontros, em diversos países.
Em fevereiro de 2000, fui para a Bolívia, em Cochabamba. Foi bom para conhecer mais de perto a realidade da Bolívia. Passei por Santa Cruz de la Sierra, que fica na parte baixa da Bolívia, mais perto da fronteira com o Brasil, de fronte ao Mato Grosso. Lá as terras são férteis, o que já foi descoberto por muitos brasileiros que foram lá plantar soja.
Em fevereiro do ano 2001, a reunião foi na Guatemala, na América Central, país cuja metade da população é constituída dos antigos maias, índios que tinham uma avançada civilização, e que muito sofreram com a destruição imposta a eles pelos colonizadores espanhóis.
As reuniões com os teólogos são uma boa baliza para manter em dia a reflexão sobre os desafios da Igreja em nosso tempo, e isto ajuda no trabalho cotidiano na Diocese.8. Um zigue-zague na Suíça
Nos apuros do ano 2000, precisei reservar dez dias para a Suíça, no tempo da quaresma. Foi no começo de março. Era para ajudar na promoção da Campanha da Quaresma, que sempre costumam fazer, cuja arrecadação é repartida entre os países que mais necessitam, também o Brasil. Aí a cobrança: precisavam de alguém do Brasil, para ajudar na motivação.
Era o final do inverno, ainda com a neve nas montanhas. Foram dez dias com muitos encontros e palestras. Como lá o trem vai por toda parte, furando as montanhas, o roteiro era sempre de trem. Ao descer na estação, ficava olhando quem estaria me esperando, e lá ia eu para um novo encontro: de manhã, de tarde, de noite. Foi muito bom para conhecer mais de perto a vida do povo. Pois uma coisa é ir como turista, e fazer fotos dos panoramas, outra é conversar com o povo, e debater os problemas. No último dia, ao acordar de manhã, na cidade de Chaux de Fonds, especializada em fabricar relógios, vi a neve caindo suave, parecendo se despedir do inverno.Próximo seguimento: um mergulho em Paris

Daiane e Leonardo, felizes para sempre








Os violinistas Daiane Paixão Ribeiro e Leonardo Marques Ferreira escolheram o 22 de novembro, o Dia do Músico, para se unirem em matrimônio, confirmando o sentimento que os une a seis anos entre namoro e noivado, com uma emocionante cerimônia repleta de canções e louvores na Igreja Assembléia de Deus – Ministério Belém, com participação impecável da Vivace Cerimoniais e Instrumentais. A noiva com sua voz doce e harmoniosa cantou e encantou a todos ,e o noivo, recebeu sua noiva tocando a marcha nupcial em seu violino.
Os cerimonialistas Jocelia Cabrini e Ismael Tonholi juntos, gerenciaram a celebração que foi presidida pelo pastor Cláudio e a recepção realizada na Aderj, com buffet de Terezinha Gazolla, decoração Poli Plantas e as fotos eternizadas pelo fotógrafo André Gandolfo.
A caixa do buquet e os acessórios do Vira festa alegrou as convidadas que participaram deste momento inesquecível.
Os pais da noiva são: Artur Ribeiro e Eliane Rosa da Paixão Silva Ribeiro e os pais do noivo são: Tereza de Jesus Pereira Marques e Antônio Marques Ferreira (por Jocélia Cabrini)

Gêmeos antagônicos, por José Renato Nalini


Dentre inúmeros paradoxos desta era de incertezas em que nos encontramos, existe uma sede de ética e um sentimento de desolação, gerado pelo declínio dos valores. A palavra "ética" está em todos os discursos. Não há texto a pleitear a reforma da sociedade, do Estado, da política ou do convívio em que ela não figure. Simultaneamente, nunca vimos tantos atestados de seu óbito: violência sem parâmetros, exclusão, preconceito, insensibilidade.
A coleção de "ismos" é interminável: egoísmo, materialismo, consumismo! Eles admitem qualificação: individualismo exacerbado, capitalismo selvagem, "achismo" a evidenciar que o relativismo acabou com todos os absolutismos.
Aparentemente, o consenso único é o da falta de consenso. Tudo é defensável, desde que fundamentado. E como residimos na "República da Hermenêutica", é legítimo defender todo e qualquer ponto de vista.
Como explicar a convivência desses gêmeos antípodas? Qual deles sobreviverá, já que xipófagos?
Há uma estorinha para crianças que ilustra bem a realidade da vida contemporânea. Todos nascemos com dois animaizinhos em nossa alma: um cordeiro e um lobo. Qual deles se tornará o dominador de nossa consciência?
Aquele a quem alimentarmos melhor. Cada vez que o desalento predomina, que se conclui "não ter mais jeito", que o mundo é assim mesmo, estamos nutrindo o lobo. Quando encontramos alento e nos animamos ao ver em cada gesto de generosidade, por mínimo que seja, a esperança de que a humanidade ainda tem futuro, estamos dando vitamina ao cordeiro.
O ser humano é um projeto em edificação. Não há termo final para o caminho da perfectibilidade. Temos de assumir a vocação de nos tornarmos melhores a cada dia. Há um costume francês que ilustra com eloquência essa concepção das potencialidades da espécie: é presentear o ser amado com a medalha da qual constam três expressões mínimas: "hoje, mais do que ontem, menos do que amanhã". A significar que hoje sou um pouquinho melhor do que ontem, mas menos ainda do que atingirei, em termos de perfeição, o dia de amanhã.
Que isso nos convença de que depende apenas de nós atingirmos a plenitude possível: nascemos para sermos bons. Cumpre acreditar nisso e seguir a rota.
* José Renato Nalini é presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo

Rotary Club de Jales "Grandes Lagos" homenageia Diretora de Escola


                   Odair Brassolatti, Cidinha Iglesias, Dr Freitas, e Suely Zambon
O Rotary Club de Jales "Grandes Lagos", em sua reunião ordinária de quarta-feira, 26 de novembro, prestou uma justa homenagem a todos os Diretores de Escolas, através da entrega de uma placa comemorativa à diretora aposentada Maria Aparecida Caselli Iglesias Freitas.

Natal: uma luz no coração

 Interact Club de Jales e o Rotaract Club Grandes Lagos apresenta o show de natal: Uma Luz no Coração, no dia 5 de dezembro, na sede social da Associação Nipo Jalesense na rua 14, centro,  com as seguintes atrações: André Gandolfo, Taikô, e Academia New Corpus. O evento é totalmente beneficente, sendo a entrada 1 kg de alimento não perecível para ser doado a famílias carentes.

Seminário Regional esclarece questões sobre Leishmaniose



Para debater ações de combate, prevenção e atualizar profissionais de saúde, foi realizado em Jales no dia 26, na Câmara Municipal, um Seminário Regional de Leishmaniose Visceral Americana promovido pelo Centro de Vigilância Epidemiológica - GVE XXX e o Grupo de Trabalho de Controle da Raiva e outras Zoonoses.
 O seminário objetivou discutir a situação epidemiológica da Leishmaniose, avaliar as ações de vigilância epidemiológica na região, identificar as dificuldades e propor soluções para ações de vigilância nos municípios abrangidos pelo GVE XXX de Jales.
 O encontro reuniu cerca de 150 profissionais de saúde que atuam no controle da Leishmaniose e outras zoonoses das secretarias municipais de saúde, estadual de saúde, SUCEN, Instituto Pasteur do Estado de São Paulo e Instituto Adolfo Lutz de São José do Rio Preto.
 Foram abordados os temas: Tratamento da Leishmaniose e Situação Epidemiológica da Leishmaniose e Aspectos Clínicos, apresentados pelo Dr. Manoel Idelfonso Paz Landin - médico da CVE XXX de Jales; Vigilância Epidemiológica, apresentado por Rubens Pinto Cardoso Júnior- pesquisador científico do SAV/SUCEN de São José do Rio Preto; Unidade de Vigilância de Zoonoses, apresentado pela Dra. Luciana Hardt Gomes – diretora do Instituto Pasteur de São Paulo; Leishmaniose Canina e Estrutura para Coleta de Amostras e Diagnóstico, apresentados por Denise Maria Bussoni Bertolo – pesquisadora científica do Instituto Adolfo Luts de São José do Rio Preto.
 Compuseram a mesa de abertura, a Dr. Rosana Laraujo Amadeu – diretora técnica do Grupo de Vigilância Epidemiológica de Jales; a secretária Municipal de Saúde de Jales, Nilva Gomes, representando os demais secretários da região; a Dr. Luciana Hardt Gomes - diretora do Instituto Pasteur de São Paulo; o representante da SUCEN de Jales, Adjunior Tomáz; e o médico veterinário Dr. Mauro de Freitas Silva Filho – representante do Conselho Regional de Medicina Veterinária.

Conselho Federal de Medicina Veterinária define regras mais rígidas para o funcionamento de serviços veterinários

Você sabe as diferentes funções de um hospital, uma clínica e um consultório veterinário? A partir de agora essa diferenciação ficará mais clara e o funcionamento de estabelecimentos veterinários será submetido a regras mais rígidas. Os novos critérios, estabelecidos na resolução 1015/2012 do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), entram em vigor em 15 de setembro.
Segundo o presidente do CFMV, Benedito Fortes de Arruda, “o novo texto estabelece atualizações para acompanhar as mudanças do mercado, garantir melhores condições de atendimento aos animais, acompanhar o desenvolvimento tecnológico e a legislação sanitária”.
A resolução estabelece parâmetros de diferenciação dos estabelecimentos veterinários, determinando estrutura obrigatória para cada um deles. Os proprietários terão até o dia 15 de janeiro de 2015 para fazer as adequações, caso contrário estarão sujeitos a multa. Além disso, os médicos veterinários responsáveis poderão sofrer processo ético-profissional, caso não atendam às exigências.
Os Conselhos Regionais, órgãos responsáveis pela fiscalização nos estados, atuarão também para trazer mais profissionalização ao setor e apoiar os médicos veterinários que optam por montar um negócio próprio, seguindo os parâmetros da resolução.
O texto da resolução foi aprovado após um período de consulta pública, quando os médicos veterinários e a população em geral puderam contribuir com suas propostas, com um total de 115 manifestações.
A resolução completa está disponível no portal do CFMV:   http://portal.cfmv.gov.br/portal/

Confira as diferenças entre os estabelecimentos veterinários:

 
- Hospitais Veterinários são estabelecimentos capazes de assegurar as instâncias médicas curativa e preventiva aos animais, com atendimento ao público em período integral (24 horas), com a presença permanente e sob a responsabilidade técnica de médico veterinário.

- Clínicas Veterinárias são estabelecimentos destinados ao atendimento de animais para consultas e tratamentos clínico-cirúrgicos, podendo ou não ter internações, sob a responsabilidade técnica e presença de médico veterinário
Clínicas Veterinárias Especializadas são estabelecimentos destinados a prestar atendimento integral em uma especialidade de Medicina Veterinária.

Consultórios Veterinários são estabelecimentos de propriedade de médico veterinário destinados ao ato básico de consulta clínica, curativos e vacináveis de animais, sendo vedadas a realização de procedimentos anestésicos e/ou cirúrgicos e a internação.

- Unidade de Transporte e Remoção é o veículo destinado unicamente à remoção de animais que não necessitem de atendimento de urgência ou emergência. Sua utilização dispensa a necessidade da presença de um médico veterinário.

- Ambulância Veterinária é o veículo identificado como tal, cujos equipamentos, utilizados obrigatoriamente por um profissional médico veterinário, permitam a aplicação de medidas de suporte básico ou avançado de vida, destinadas a estabilização e transporte de doentes que necessitem de atendimento de urgência ou emergência.