Páginas

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Alunos da rede municipal de ensino recebem premiação de Concurso de Redação



O Concurso de Redação organizado pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Educação, Polícia Civil e ACIJ- Associação Comercial e Industrial de Jales entregou nesta quinta-feira, 23, a premiação aos vencedores. A ação faz parte da programação da campanha educativa realizada em setembro na Semana Municipal do Transito.
Participaram do concurso, os alunos da rede municipal de ensino de Jales, que escreveram com base no tema “Educação no Trânsito: Adote essa ideia”. Os participantes concorreram ao prêmio de uma bicicleta para o primeiro lugar e dois aparelhos de MP5 para o segundo e terceiro lugar, recebendo os presentes das mãos da prefeita Eunice Mistilides Silva e do delegado da Policia Civil, Altair Ramos Leon. A entrega ocorreu no gabinete da Prefeitura Municipal.
O primeiro colocado foi o Jhonatan Gabriel Ferreira Pinto, da Escola Municipal Profª Eujácia Moreira, aluno da professora Larissa Avelar Madalosso. Em segundo lugar ficou com a estudante Natiele Narcizo Alves, da Escola Municipal Profª Maria Olympia Braga Sobrinho, aluna da professora Élidi Daiane Bispo Graça. A terceira colocação foi da Sara Adriani Alcamin Amorim, da E.M Juvenal Giraldelli, aluna da professora Débora Cândida Pontel.
Segundo a prefeita Nice Mistilides  “é de fundamental importância apoiar a realização de campanhas educativas que consigam diminuir drasticamente o número de acidentes no trânsito. As crianças são a melhor ferramenta para essa conscientização, pois elas são multiplicadoras de boas ações, influenciando seus familiares e a comunidade a respeito da importância de cada um no trânsito”, ressaltou.
O delegado Altair comentou que o objetivo principal do Concurso de Redação é contribuir com o desenvolvimento da educação. “Com educação e comunicação,

MPF em Jales recomenda que 23 Prefeituras da região regularizem seus Portais da Transparência

Em caso de descumprimento do que foi recomendado, Prefeituras podem ficar proibidasde receber verbas do Estado e da União
O Ministério Público Federal em Jales, no noroeste do estado, recomendou que 23 municípios da região se adequem à legislação em vigor e regularizem seus Portais da Transparência, mantendo-os acessíveis ao público, de forma constante e atualizada. 
Por meio das recomendações, o MPF espera que as Prefeituras se adequem à Lei Complementar 131/2009, que determina a transparência da gestão fiscal por meio da disponibilização, em tempo real, de informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária e financeira da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios para que esteja ao alcance de qualquer cidadão a possibilidade de  fiscalizar efetivamente os gastos públicos.
As recomendações, de autoria do procurador da República Carlos Alberto dos Rios Junior, foram enviadas às Prefeituras no último dia 16 de outubro. Os Executivos municipais têm um prazo de 30 dias, a partir do recebimento do documento, para comprovar as medidas adotadas para o cumprimento da lei. 
 SEM VERBA. Conforme disposto na LC 131/2009, o ente que não disponibilizar as informações no prazo estabelecido fica impedido de receber transferências voluntárias. Em caso de descumprimento do recomendado pelo MPF, portanto, essas Prefeituras podem ficar proibidas de receber transferências voluntárias estaduais e federais. Além disso, os respectivos gestores podem ser responsabilizadoscriminalmente ou por improbidade administrativa caso as irregularidades não sejam resolvidas. 
Fazem parte da 24ª Subseção Judiciária do Estado de São Paulo, em Jales, um total de 40 municípios. Durante uma semana, entre os dias 25 de setembro e 2 de outubro, o MPF verificou diariamente os sites de todas essas Prefeituras e constatou problemas
em 21 delas. Alguns Portais da Transparência estavam indisponíveis e outros estavam funcionando de maneira irregular ou parcial. 
 Terão que regularizar seus Portais da Transparência os seguintes municípios: Aparecida D´Oeste, Fernandópolis, Guzolândia, Indiaporã, Marinópolis, Meridiano, Mesópolis, Nova Canaã Paulista, Pedranópolis, Rubinéia, Santa Rita D'Oeste, Santa Salete, Santana da Ponte Pensa, São Francisco, Suzanópolis, Três Fronteiras, Urânia,Aspásia, Palmeira D'Oeste, Santa Albertina, Pontalinda, São João das Duas Pontes e Vitória Brasil.

CAMPANHA OUTUBRO ROSA EM JALES

O Hospital de Câncer de Barretos – Unidade Jales realizou uma grande mobilização de conscientização da campanha Outubro Rosa contra o câncer de mama, inicialmente, no comércio de Jales. A Gerente de Captação de Recursos do hospital, Adriana Mariano visitou alguns comerciantes e conversou com os funcionários explicando o motivo da campanha mundial e pediu para que usassem durante todo o mês de outubro o lacinho rosa, símbolo oficial da campanha.

O trabalho realizado durante os dias 06 e 10 de outubro surtiu tanto efeito que outras lojas, supermercados, escolas e empresas começaram a entrar em contato com o hospital para também fazer parte da campanha e conscientizar as mulheres sobre a importância da prevenção.


Adriana afirmou que o objetivo é aumentar o número de mamografias realizadas e conscientizar toda a população sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e ainda que, as mulheres que se enquadram no grupo de risco (entre 40 e 69 anos) podem ligar no (17) 3465-5560 na Unidade de Prevenção em Fernandópolis e agendar sua mamografia, comparecendo com RG, CPF, comprovante de residência e cartão do SUS em mãos.


Dando ênfase ao trabalho foi organizada uma carreata pelo hospital e pela AVCC – Associação de Voluntários de Combate ao Câncer de Jales no último sábado, 18 de outubro, com a presença da carreta de prevenção Ivete Sangalo, que realiza exames de mamografia na região, além do apoio da Prefeitura Municipal de Jales, Polícia Militar, Grupo 100% Trilha de Jales, Gaiolas Off Road Jales, SAMU, Secretaria de Planejamento e Trânsito, Etec, Fatec, IEP, Avon, Natura, colecionadores de carros antigos e demais segmentos.




O Gerente Administrativo da unidade de Jales, Roger Dib parabenizou e agradeceu a presença de todos na carreata dizendo que segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), para o ano de 2014, a estimativa é que mais de 57 mil novos casos de câncer de mama sejam descobertos no Brasil, o que corresponde a 156 casos novos a cada dia e quando diagnosticado no início, a chance de cura é de até 90%.

II Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa será dia 31

O Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI) e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Promoção Social de Jales promovem no dia 31 de outubro a II Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa. O evento é aberto a toda população e será realizado gratuitamente das 8h às 12 horas no Centro Integrado Esportivo de Valorização ao Idoso – CIEVI.
 O tema definido pelo Conselho Nacional dos Direitos do Idoso (CNDI) para a conferência deste ano é “Protagonismo e Empoderamento da Pessoa Idosa -  Por um Brasil de Todas as Idades”. O objetivo é motivar  a análise da situação atual das políticas públicas para pessoa idosa no município, discutir e analisar propostas para a efetivação, bem como sensibilizar as instituições, a sociedade e os próprios idosos sobre a importância da participação ativa no meio social.
 De acordo com a secretária de Desenvolvimento e Promoção Social, Celma Crepaldi, a conferência é um momento para todos os idosos discutirem as políticas públicas e propor novas ações para o fortalecimento da rede de proteção ao idoso, e de conferir e avaliar o que está sendo realizado no município. “Queremos ouvir os principais interessados, os idosos, e suas atuações na busca da defesa de seus direitos”, ressaltou.
 A presidente do CMDI, Delcir Aparecida H. Zupirolli, explicou que o debate é para romper os preconceitos de que o idoso é inativo ou incapaz. “O tema da discussão traz o foco para a integração entre gerações, frisando o que é forte no idoso e desconstruindo a ideia de fragilidade, normalmente associada à terceira idade”.
 O Centro Integrado Esportivo de Valorização ao Idoso está localizado na Rua Montana, número 670, no Jardim Estados Unidos. Qualquer informação pode ser obtida na Secretaria de Desenvolvimento e Promoção Social pelo telefone 3621-4889.

Saúde dá início à campanha de vacinação antirrábica pela Zona Rural

Começa no dia 10, em Jales, a campanha de vacinação antirrábica voltada à imunização de cães e gatos. A campanha realizada pela Secretaria de Saúde tem a expectativa de que sejam vacinados 8 mil animais.
 A campanha tem início pela Zona Rural da cidade, na qual os profissionais do Centro de Controle de Zoonoses percorrerão nos dias 10 e 11 os bairros Jataí (estrada da uva), Sofia, Arraial dos Cabritos, Mico, Ararinha e Ribeirão lagoa. Já no dia 12 e 13, a vacinação ocorre na região do Açude, Matão, Matãozinho e Ribeirão Lagoa.
 O objetivo da campanha é erradicar a transmissão da doença conhecida como “raiva”. A raiva é uma doença infectocontagiosa considerada grave, que acomete mamíferos como cães e gatos, além de atingirem animais silvestres e morcegos.  A contaminação ocorre quando o homem é mordido ou simplesmente entra em contato com a saliva de cães e gatos doentes. 
 A secretária de Saúde, Nilva Gomes Rodrigues de Souza, alerta a população que a dose da vacina é gratuita e deve ser aplicada em animais maiores de três meses de idade. “A vacina é a única maneira de prevenir a raiva, doença fatal que pode ser transmitida aos seres humanos por animais suscetíveis ao vírus. É fundamental que a população fique atenta ao calendário de vacinação e não deixe de imunizar seu animal doméstico.
 Vacinar os animais é um cuidado que implica melhoria na saúde pública”, enfatizou. "Os cachorros devem ser transportados com guias e os mais ferozes devem estar de focinheira. Gatos devem ser levados em caixas específicas ou presos adequadamente. Pedimos aos pais que evitem deixar os filhos levar os animais, como forma de prevenir acidentes", ressaltou Nilva.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

2ª Turma do STF mantém condenação de deputado Protógens Queiroz por violação de sigilo em operação policial

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), por unanimidade, manteve condenação do deputado federal Protógenes Pinheiro Queiroz (PCdoB-SP) pela prática de violação do sigilo funcional qualificada (artigo 325, parágrafo 2º, do Código Penal) no âmbito da Operação Satiagraha, conduzida pela Polícia Federal em 2008. A decisão foi tomada no julgamento da Ação Penal (AP) 563, na sessão desta terça-feira (21).
O deputado federal, no exercício do cargo de delegado da Polícia Federal à época dos fatos, foi condenado pelo juízo da 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo pelos crimes de violação de sigilo funcional e fraude processual, por ter revelado dados sigilosos da operação a jornalistas.
Com a diplomação de Protógenes como deputado federal, os autos foram remetidos ao STF em razão do foro por prerrogativa de função. Dessa forma, apelação interposta pela defesa foi apreciada pelos ministros da Segunda Turma nos autos da AP.
Defesa
A defesa do deputado federal pediu a nulidade do processo. Segundo o advogado, houve excesso de linguagem na peça processual produzida pelo juiz que condenou o réu. "Todo o vício de linguagem do processo demonstra ódio é vingança", afirmou. O advogado sustentou ainda que não houve quebra do sigilo funcional pelo delegado, que não seria o responsável pelo vazamento de informações sobre o caso.
Ministério Público
O representante do Ministério Público Federal afirmou que a defesa não demonstrou fatos quanto à acusação de suspeição do juiz que proferiu a sentença condenatória. Quanto ao pedido de nulidade por conta da alegação de linguagem exacerbada por parte do juiz, o MPF afirma que não houve o alegado excesso de linguagem. Segundo o MP, o juiz, na sentença condenatória, "não fez apelo desprovido de circunstâncias fáticas".
Voto do relator
O relator da ação, ministro Teori Zavascki, afirmou que não houve o vício de linguagem alegado pela defesa. "O único momento de maior exaltação do julgador de primeiro grau é sua análise sobre o suposto esvaziamento da investigação realizada pelo MPF, o que configuraria verdadeira crítica não aos apelantes, mas ao parquet", observou o ministro.
Também não implica nulidade da decisão, segundo o relator, a divulgação da sentença pela imprensa antes da publicação em meio oficial ou da intimação das partes.
Quanto aos fatos narrados na denúncia e pelos elementos de prova coletados, o relator afirmou ser "inequívoco" ter havido comunicação do então delegado com a imprensa, inclusive quanto a diligências que seriam realizadas pela polícia nas residências dos investigados. "A leitura das peças de instrução conduz à plena convicção da existência de intensas relações entre o apelante [Protógenes] e a imprensa nos momentos críticos da ocorrência dos fatos denunciados", disse.
Ao dar parcial provimento à apelação, o ministro reconheceu a prescrição do crime de violação do dever de sigilo funcional em sua modalidade simples (artigo 325, caput, do CP), tanto para o deputado como para o escrivão da Polícia Federal Amadeu Ranieri Bellomusto, também réu na Ação Penal. Votou, ainda, pela absolvição dos dois em relação ao delito de fraude processual, por força do artigo 386, inciso III, do Código do Processo Penal (CPP) em razão da atipicidade da conduta.
O ministro manteve a condenação de Protógenes Queiroz quanto à violação do sigilo funcional qualificada, resultante em dano à Administração Pública, (artigo 325, parágrafo 2º, do Código Penal), com pena privativa de liberdade de dois anos e seis meses, em regime inicial aberto, e pagamento de 12 dias multa, no valor de meio salário mínimo. A pena privativa de liberdade foi convertida em restritiva de direitos (prestação de serviços comunitários e limitação de fim de semana).
O ministro também decretou a perda do cargo público de delegado. Quanto ao mandado de deputado federal, o relator afirmou que não cabe ao STF decretar a perda do mandato decorrente de condenação criminal. "A competência é da Casa à qual pertence o parlamentar", afirmou.
O ministro Celso de Mello, revisor da ação penal, e a ministra Carmén Lúcia votaram no mesmo sentido do relator.

Dois homens e uma mulher foram presos. Todos são de Barretos (SP)




Policiais federais de Jales/SP prenderam na tarde desta segunda-feira, 20 de outubro, em Urânia/SP, três suspeitos de praticar golpes durante a realização de bingos beneficentes na região de Jales. Pelo menos dois eventos beneficentes, um Urânia e outro em Santa Salete, foram fraudados. A prisão dos suspeitos ocorreu no centro da cidade de Urânia, na data de ontem (segunda-feira), enquanto eles tentavam retirar o prêmio, uma moto zero km, avaliada em R$ 7.000,00. No dia 20/09/2014, na cidade de Santa Salete, em outro evento beneficente, eles também se beneficiaram com a venda de outra moto zero km obtida de forma fraudulenta.
Para praticar o golpe, os suspeitos adquirem cartelas verdadeiras que deverão ser preenchidas com as numerações sorteadas durante os eventos. Para ganhar o prêmio, as cartelas devem ser totalmente preenchidas. Os suspeitos, embora adquiram cartelas verdadeiras, utilizam borrachas especiais e carimbos com numeração semelhante às das cartelas, para forjar os números que são sorteados e assim ganham o prêmio.
Para não levantar suspeitas, as cartelas eram borradas por inteiro com giz de cera com o objetivo de dissimular a fraude. Uma mulher foi contratada pelos dois homens por R$ 300 para se apresentar como ganhadora nos dois eventos identificados. No primeiro evento, em Santa Salete, a estratégia deu certo. Ela recebeu o prêmio e vendeu no mesmo dia a um comprador da cidade. O dinheiro foi repassado aos dois homens, responsáveis pela fraude. No último evento, em Urânia, a estratégia não deu certo. Um policial federal que se voluntariou para trabalhar no evento filantrópico, desconfiou do nervosismo e dos dados contraditórios de endereço prestados pela "ganhadora" do prêmio e, por esta razão, levou a suspeita e o caso para a PF de Jales. A farsa foi descoberta e os suspeitos foram presos dois dias depois, enquanto tentavam retirar a moto zero km.
A mulher contratada pelos dois homens confessou o crime. Todos os suspeitos residem na cidade de Barretos. A mulher é auxiliar de serviços gerais e estava de folga. Os irmãos são, respectivamente, servente de pedreiro e cantor sertanejo, este último com diversas passagens pela polícia. Com os suspeitos foi encontrada uma agenda com impressões de diversos tipos de números semelhantes aos das cartelas que são utilizadas nos eventos beneficentes, além de giz de cera. Um veículo GM Vectra Sedan prata também foi apreendido com o grupo.
Eles foram indiciados pelos crimes de tentativa de estelionato, associação criminosa e falsidade ideológica. Os irmãos foram conduzidos até a cadeia pública de Jales e o processo tramitará perante a Justiça Estadual de Urânia/SP, local da prisão dos suspeitos.
A realização de bingos beneficentes, em beneficio de comunidades religiosas, escolas, hospitais, APAES, etc, não é proibida, pois os valores arrecadados são integralmente revertidos para fins sociais, ao contrário dos bingos comerciais, que são taxativamente proibidos por lei.

PF amplia investigação para estancar desvios no Bolsa Família

Alvo são municípios da região de Jales e de Fernandópolis, segundo a Procuradoria Geral da União
Fonte site Ethos Online Redação
O Ministério Público Federal (MPF) de Jales instaurou inquérito civil para apurar eventuais fraude em pagamentos ao programa Bolsa Família. São 40 municípios que integram as regiões de Jales e Fernandópolis. A investigação concentrará desde 2012.
Funcionários da Prefeitura de São João das Duas Pontes, região de Fernandópolis para se manifestarem sobre a apuração em andamento. As diligencias serão em Aparecida d’Oeste, Aspásia, Auriflama, Dirce Reis, Dolcinópolis, Estrela d’Oeste, Fernandópolis, General Salgado, Guarani d’Oeste, Guzolândia, Indiaporã, Jales, Macedônia, Marinópolis, Meridiano, Mesópolis, Mira Estrela, Nova Canaã Paulista, Nova Castilho, Ouroeste, Palmeira d’Oeste, Paranapuã, Pedranópolis, Pontalinda, Populina, Rubinéia, Santa Albertina, Santa Clara d’Oeste, Santa Fé do Sul, Santa Rita d’Oeste, Santa Salete, Santana da Ponte Pensa, São Francisco, São João das Duas Pontes, São João de Iracema, Suzanápolis, Três Fronteiras, Turmalina, Urânia e Vitória Brasil. Em 2009, os desvios do programa foram de R$ 318 milhões.
Entre os beneficiários do Bolsa Família, que só podem ter renda até R$ 137 mensais por pessoa da família, o TCU flagrou milhares de proprietários de veículos, políticos, pessoas com renda acima do limite e até mortos, além de indícios de pagamentos em duplicidade. o TCU flagrou milhares de proprietários de veículos, políticos, pessoas com renda acima do limite e até mortos, além de indícios de pagamentos em duplicidade. O combate às supostas fraudes poderiam fazer o governo economizar o equivalente a 3,4% da folha mensal de pagamentos do programa ou cerca de R$ 318 milhões no período de um ano.
Ao cruzar a lista de beneficiários com os cadastros do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores), auditores identificaram mais de 106 mil famílias proprietárias de carros acima de R$ 4.000, critério considerado "conservador" pelo tribunal. Entre os veículos identificados, há 713 avaliados em mais de R$ 100 mil.
O tribunal não divulga os nomes dos beneficiários relacionados aos indícios de fraude. Se comprovada, as famílias são excluídas do programa, e é aberto um processo administrativo para a devolução do dinheiro recebido indevidamente.
O Ministério do Desenvolvimento Social, responsável pela gestão do Bolsa Família, ponderou que uma família pode ter patrimônio elevado e, ainda assim, preencher os critérios de renda do programa.
"Patrimônio é um bem utilizável ou não dotado de valor monetário, e não é computado como rendimento financeiro para o orçamento", justificou o ministério, que também levantou a possibilidade de os carros serem "herança ou doação" e de os beneficiários terem tido seus nomes usados de forma fraudulenta, como "laranjas".
Políticos
– O TCU também cruzou a lista de beneficiários do Bolsa Família com a relação de políticos eleitos e seus suplentes nas eleições de 2004 e 2006.
O cruzamento revelou a existência de 20.601 políticos que recebem Bolsa Família, a maioria deles na categoria dos extremamente pobres. Na folha de pagamentos de um mês, fevereiro de 2008, os políticos receberam R$ 1,6 milhão.
"Tal situação compromete a eficácia do programa, na medida em que ocorre o pagamento de benefícios a famílias fora do público-alvo pretendido e, consequentemente, a não assistência a famílias desse público", registra a auditoria. O TCU cobra maior controle do acesso ao programa, baseado na renda declarada pelo interessado.
O tribunal identificou 1,1 milhão de famílias com indícios de renda acima do permitido. Elas receberam mais de R$ 65 milhões na folha de fevereiro de 2008. Consideradas só as entrevistadas em 2007, o TCU identificou mais de 195 mil com indícios de omissão de renda.
O cruzamento com o Sisobi (Sistema Informatizado de Controle de Óbitos) revelou a presença de quase 300 mil mortos. Na folha de fevereiro de 2008, foram identificados 3.791 benefícios pagos a famílias com pessoas mortas.

TJ recebe recurso de prefeito que alterou funções de servidores

Ethos Redação
O Tribunal de Justiça de São Paulo analisa recurso do prefeito de Paranapuã, região de Jales, Antonio Melhado Neto, por ato de improbidade administrativa. A apelação foi remetida e confirmada pelo Tribunal de Justiça.
Melhado Neto foi condenado em 1ª instância porque a municipalidade teria efetuado a designação de servidores para ocuparem cargos diversos daqueles para os quais haviam sido investidos, com a majoração, em alguns casos, da respectiva remuneração em decorrência da alteração do cargo para o qual o servidor foi guindado.
A situação se manteve até os dias atuais, posto que a própria de Paranapuã confirmou que alguns servidores se encontram em desvio de função, sendo que não houve qualquer providência para cessar esta irregularidade. Conforme consta documentos oriundos do TCE e das provas acolhidas, muitos dos cargos foram criados e estavam providos por pessoas que deveriam estar em cargos lotados pelo provimento efetivo.
A relação dos servidores públicos está expressa nas em um total de 13 contratações, efetuando a eles o pagamento de salários contratados, sem a realização de prévio concurso público. Sustenta o autor que as admissões teriam sido realizadas em desacordo com o artigo 11 da Constituição do Estado de São Paulo, ante a ausência de justificativa de contratações, sem observância de qualquer critério, sendo nulas de pleno direito, porque realizadas sem concurso público e sem enquadrar-se nas exceções previstas no inciso I do artigo 37 da Constituição Federal, além de não terem sido realizados por tempo determinado para atender necessidades temporárias de excepcional interesse público, causando prejuízo aos cofres públicos. A ação também atingiu os servidores ArthurVinicius Martins Chaves - - Jose Claudio Francisco - - Laerte Scandelai - - Dejanira dos Santos Araujo - - Gilmar Sanches de Campos - - Daniela Cassiano dos Reis - - Jeser Maloni de Brito - - Daiane Keiko Kawano - - Ana Caroline Bravo Ginez - - Selma Maria de Jesus - - Eliete Silva de Vicente - - Gisele Aparecida Pasqualini e Geandra Beatriz Martins Chaves.A ação é parcialmente procedente, para reconhecer que o réu Antônio Melhado Neto praticou ato de improbidade, por ofensa aos princípios da administração, não decorrendo deles, entretanto, dano ao erário público a ser reparado, uma vez que este não foi demonstrado, existindo nos autos veementes indícios de que os demais réus, apesar de terem ocupado transitoriamente e irregularmente, cargos e funções diversas daquelas para as quais foram admitidos por concurso público, continuaram recebendo seus vencimentos de acordo com os cargos e funções de origem.
"Declaro nulas de pleno direito as portarias de nomeações feitas aos servidores públicos em cargos derivados referidos na inicial condeno o réu Antonio Melhado Neto ao pagamento , ainda, ao de multa civil no valor de R$ 5.000,00 (Cinco Mil Reais), corrigidos monetariamente desde o ajuizamento desta ação e com juros de mora de 1% ao mês a partir da citação, não acolhendo os demais pedidos formulados na inicial, nos termos da fundamentação desta sentença.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Interact promove arrecadação de 900 kg de alimentos para a Santa Casa

No sábado, 18 de outubro, o Interact Club de Fernandópolis promoveu uma campanha de arrecadação de alimentos em prol ao Hospital de Ensino Santa Casa de Fernandópolis. Ao todo, foram arrecadados mais de 900 kg de alimentos.
Antes de iniciar a campanha, o Provedor, Geraldo Silva de Carvalho, se reuniu com os jovens e destacou a importância da ação. “É bom ver os jovens se unindo e se organizando em prol a uma causa tão nobre que é a nossa Santa Casa. Nós somos gratos pelo apoio, pois apenas se todos estiverem unidos por um ideal é que se pode ir mais longe”, ressaltou.
Desde as 9h até as 17h, os jovens que fazem parte do clube estiveram nas portas de cinco supermercados da cidade, que abraçaram o projeto: Pejô, Pessotto Cohab, Pessoto Flex, Pessoto Max e Souza. 
Em duplas, os membros do Interact divulgavam a campanha por meio de panfletos contendo os principais itens que a Santa Casa utiliza para preparar as refeições servidas aos pacientes. Foram arrecadados 868 itens diversos, que vão desde pacotes de bolacha, até sacos de arroz. 
“Esse projeto foi trabalhoso, mas revigorante, pois o fato de saber que com o nosso trabalho estamos apoiando a Santa Casa, que é uma instituição que ajuda tanta gente, nos enche de orgulho”, ressaltou o Presidente do clube, Felipe Fontes.
ECONOMIA
As doações como essa representam uma economia significativa nas contas do Hospital. Em média o hospital serve diariamente 860 refeições, entre lanches, almoço e jantar. Todos os dias são gastos mais de 70 litros de leite, o que durante um mês representa cerca de R$ 5 mil.
DOE ALIMENTOS
A Campanha batizada com o nome “Doe Alimentos” será realizada aos terceiros sábados dos mês, inicialmente nos supermercados Pejô, Pessotto Cohab, Pessoto Flex, Pessoto Max e Souza. Entre as 9h e as 17h serão arrecadados alimentos como arroz, açúcar, feijão, óleo, café, macarrão, leite longa vida, farinha de trigo, chocolate em pó, extrato de tomate, bolacha.
INTERACT CLUB
Os Interact Clubs são grupos de adolescentes de 12 a 18 anos, patrocinados por um Rotary Club, em que o principal objetivo é tentar ajudar a sociedade de uma forma simples, com campanhas, doações, visitas a creches e hospitais, entre outras coisas para melhorar do meio-ambiente à saúde da população carente. Em Fernandópolis, o clube atua há cerca de 20 anos.

MPF pede que Prefeitura e Polícia Militar combatam consumo de drogas em ferrovia de Jales/SP

O Ministério Público Federal em Jales, no interior de São Paulo, solicitou à Prefeitura e ao Comando da 2ª Companhia da Polícia Militar do município que tomem providências para coibir o consumo de drogas em passagem de nível na linha férrea que corta a cidade. A ferrovia é operada sob concessão pela multinacional ALL - América Latina Logística S.A..
 Moradores da região relataram aos procuradores Carlos Alberto dos Rios Junior e José Rubens Plates que a falta de iluminação pública e a ausência de rondas policiais regulares durante a noite têm feito com que o local seja utilizado como ponto de uso de entorpecentes. O MPF pede à prefeita Eunice Mistilides Silva que providencie a instalação de iluminação pública na passagem de nível, construída no cruzamento da ferrovia com as ruas XVI e XI. À Polícia Militar, foi solicitada a realização de rondas periódicas nas redondezas no período noturno.
 As denúncias dos moradores chegaram ao MPF quando os procuradores inspecionavam as obras da passagem de nível. A vistoria fazia parte de procedimento administrativo instaurado para acompanhar as ações de melhoria na segurança da linha férrea nos trechos em que corta o perímetro urbano de municípios da circunscrição da Procuradoria da República em Jales.
 A estrutura precária das passagens de nível e a falta de manutenção da ferrovia, entre outros problemas, são objeto da ação civil pública 0000727-75/2012.403.6124, movida contra a ALL, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a União e seis municípios da região noroeste do Estado. Cidades cortadas pela linha férrea já registraram atropelamentos, abalroamentos e descarrilamentos de vagões de trem. Este ano, duas pessoas morreram em acidentes em Jales.

Escrivão de Polícia Federal lotado em Jales, é campeão nas Finais do Campeonato Brasileiro de Karatê

O Escrivão de Polícia Federal Evandro Toshio Morita, lotado na Delegacia de Polícia Federal em Jales/SP, participou entre os dias 16 e 19 de outubro de 2014 das Finais do Campeonato Brasileiro de Karatê, na capital federal Brasília/DF, tendo conquistado a medalha de ouro.
 A competição é um campeonato oficial organizado pela CBK (Confederação Brasileira de Karatê), única entidade de karatê oficial reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação – Portaria nº 551 de 10/11/1987) e pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro).
 Evandro Morita havia se classificado para as finais em Brasília/DF, após conquistar a medalha de ouro na 1ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Karatê, realizada entre os dias 02 e 04 de maio de 2014, na cidade de Campo Grande/MS.
 Evandro Morita, que é filiado na FKMS (Federação de Karatê de Mato Grosso do Sul) desde 2010, foi lotado até 2010 na Delegacia de Polícia Federal em Três Lagoas/MS e vem se destacando em diversas competições em nível regional, estadual e nacional.
 O EPF observa que começou a treinar karatê para acompanhar seu filho e também por orientação de seu médico como forma de tratamento para um problema de coluna que possui (hérnia de disco lombar).
 “O treinamento de karatê é uma ótima forma de se praticar defesa pessoal, manter o condicionamento físico e mental, necessários na atividade policial”, observa o Escrivão de Polícia Federal.
 “O horário de prática esportiva, disponibilizado pelo Departamento de Polícia Federal aos seus servidores, foi fundamental para incrementar os treinamentos para a participação neste Campeonato Brasileiro”, finaliza o policial.

Jales recebe profissionais estrangeiros para treinamento sobre Perdas em Sistemas de Distribuição de Água

Engenheiros e técnicos de nove países estão visitando a Sabesp no período de  02 a 31 de outubro, na Capital e em algumas cidades do interior.
 Esses profissionais participam do V Curso Internacional de Boas Práticas Operacionais para Prevenção, Redução e Controle de Perdas em Sistemas de Distribuição de Água.
 A iniciativa é uma parceria entre a Sabesp, Agência Brasileira de Cooperação - órgão do Ministério das relações exteriores, e JICA - Japan International Cooperation Agency, e está propiciando a interação entre pessoas envolvidas no saneamento do Brasil, Cabo Verde, Colômbia, El Salvador, Equador, Honduras, Paraguai, Peru e República Dominicana, num total de 21 profissionais. São nações com elevados índices de perdas de água.
 Esses profissionais serão capacitados em temas como caça a vazamentos, operação de sistemas de abastecimento, escolha de materiais para as tubulações, controle de pressão e medição de consumo. O objetivo é que eles implantem um plano de combate às perdas de água em suas cidades.
 Dia 23 de outubro, o grupo estará em Jales verificando as experiências e trabalho de combate a perdas na Sabesp.





Prefeitura regulamenta funcionamento do Serviço de Inspeção Municipal (SIM)

Prefeitura do Município de Jales vem  regulamentando a criação do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) que tem como atribuição certificar, inspecionar e orientar os produtores no sentido de promover adequações em suas instalações buscando um produto de qualidade com certificação.
 Com esse intuito, a Prefeitura comunica a todas as empresas que fabricam produtos de origem animal, como leite, ovos, mel, peixe e carnes, para que solicitem em um prazo de 45 dias, o cadastro no Serviço de Inspeção Municipal (SIM), que fica sediado na Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente para a regulamentação de seu funcionamento.
 A criação do SIM veio da necessidade de assegurar ao consumidor de produtos artesanal uma garantia de que o produto foi produzido dentro de normas higiênico-sanitárias satisfatórias. Antes da sua criação, os produtos eram comercializados sem nenhum tipo de controle, o que colocava a saúde dos consumidores em risco devido ao grande número de enfermidades que podem ser transmitidas por alimentos produzidos sem os devidos cuidados higiênico-sanitários.
 O município também começou a participar do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Noroeste Paulista (CODENOP), que facilitará o acesso dos produtos municipais aos SISBI-POA (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal), dando visibilidade nacional aos produtos produzidos pelas empresas locais.
A Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente fica na Avenida Guilherme Soncini, número 1944, Jardim Aeroporto. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3621-6688.

Rodovia Euclides da Cunha tem ótima avaliação em pesquisa CNT pelo segundo ano consecutivo

São Paulo, 17 de outubro de 2014 – A Rodovia Euclides da Cunha (SP-320) (foto trecho entre Urânia Jales) que liga o Noroeste Paulista ao Estado de Mato Grosso do Sul foi considerada ótima em todos os quesitos avaliados na 18ª edição da Pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT). Em 2013, a SP-320 também foi avaliada como ótima na pesquisa, que leva em consideração as condições do pavimento da pista, a sinalização e geometria da rodovia.
 A excelente avaliação foi obtida após a realização de obras para duplicação de toda a extensão da rodovia, que possui mais de 186 quilômetros, passando por 16 municípios. A duplicação da SP-320 foi realizada entre março de 2011 e novembro de 2013, com investimento de R$ 881 milhões.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

O CRAS de Urânia realiza Palestra aos Beneficiários dos Programas Sociais do Município sobre o Dia Internacional do Idoso




 O Centro de Referência da Assistência Social ( CRAS ), de Urânia ( SP ), em parceria com a Prefeitura Municipal, através da Equipe de Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo - Crislaine Calanca ( Orientadora Social ) e Caroline C. Custódio ( Facilitadora Social ), realizou na terça-feira dia 1º outubro2014, às 19:30h no prédio da Secretaria do Bem-Estar Social de Urânia, uma palestra onde abordou o Tema apropriado para o seguinte momento, onde se comemorava o Dia Internacional do Idoso 01 de Outubro de 2014, aos beneficiários do Programa Sociais.
A palestra enfatizou com a Direção Única dos Valores Reais aos Idosos, onde muitos esquecem que futuramente "seremos um deles e que sem o nosso passado não poderiamos viver, com as devidas consequências que se propaga de geração em geração".
Assim sendo Singelamente demostramos as Primícias de Sentimentos, Ideais, Valores, Solidariedade, Direitos ( Estatuto do Idoso ), para quem um dia já foi o que somos no Hoje.
" Respeitar o Idoso é Respeitar seu Próprio Futuro, conquistando espaços que um dia vai ser especial sobre questões de sua Própria existência e com isso deixamos a seguinte Frase:
- Ando Devagar porque já tive Pressa e Levo esse Sorriso de que já Chorei Demais, Hoje me Sinto mais Forte e mais Feliz quem Sabe..."

Alunos de Administração e Ciências Contábeis comemoram grandes aprovações

por Daniel Zilio


O curso de Administração da Unijales bateu o Record de aprovações no 14º CONIC – Congresso Nacional de Iniciação Científica.
O curso será representado pelos alunos do 4º ano, através de seus artigos que foram 100% aprovados.  Este ano, Administração bateu o Record de aprovações, tendo 18 artigos aprovados no Congresso, totalizando a participação de 44 alunos.
Os orientadores dos artigos foram os professores, Dejanira Facioni, Alexsandra Alves, Marcio Antônio Hirose Fidichina, Elis Andrea Vedroni Veiga e Luciana Aparecida Rocha, coordenadora do curso.
O CONIC tem como objetivo identificar talentos, estimular a produção de conteúdo científico, além de viabilizar na prática os projetos apresentados pelos alunos, por meio do exercício da criatividade e de conhecimentos adquiridos.
O CONIC apoia o desenvolvimento intelectual contínuo dos alunos do ensino superior, incentiva a pesquisa, a arte e a cultura e busca facilitar o contato com o que há de mais novo no mercado.
Para os professores-pesquisadores e para as próprias instituições de ensino superior, o evento representa um estímulo ao engajamento dos estudantes de graduação no processo de investigação científica, o que contribui para a formação de profissionais cada vez mais qualificados para o mercado de trabalho.
A coordenadora do curso de Administração, Luciana Aparecida Rocha parabeniza e reconhece o empenho de todos os alunos e orientadores.
As aprovações continuam. Os alunos da Unijales vêm mostrando talento, profissionalismo, determinação e comprovando a qualidade de ensino oferecido pela instituição. Prova disso são os excelentes resultados de concursos e processos seletivos que os alunos estão apresentando.
O aluno do curso de Ciências Contábeis, Ricardo Rodrigues Silva, acaba de ser aprovado no concurso da Cidade de São Francisco. Entre 20 inscritos para o cargo de Contador, Ricardo se classificou em 1º lugar. “Uma aprovação, seja no CRC ou em um concurso para contador, assim como aconteceu comigo, não se faz do dia para a noite e sim ao longo dos anos cursados com dedicação do aluno e a qualidade dos seus mentores”, comemorou Ricardo Rodrigues Silva.

Agentes Federais entram em greve contra politicagem na PF

Policiais federais em todo o país fazem uma greve de 72 horas, e paralisam suas atividades nesta semana, entre os dias 23 e 25. O movimento é iniciado no final desta terça-feira, 22, com atos públicos de protesto em frente às unidades da PF.
Os policiais federais reclamam que o governo federal não cumpriu o acordo assinado no final da greve de 2012. O governo federal prometeu a modernização da carreira na PF e o reconhecimento das atividades realizadas por todos servidores, ainda regidos por leis da época da ditadura militar.
Segundo a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), os agentes, escrivães e papiloscopistas federais hoje se sentem castigados pelas operações anticorrupção que realizaram, pois são os únicos servidores federais com salários congelados desde 2009, e sem atribuições definidas em lei.
O estopim da greve é a recente Medida Provisória 657, que atropelou o longo período de negociações entre a Fenapef e o governo, ignorou as dezenas de propostas de modernização e beneficiou somente o cargo de delegado, criando uma espécie de concurso para chefe no serviço público federal.
Nos corredores da PF, a medida provisória é chamada de "MP da Chantagem". O motivo é a sua publicação na semana em que ocorreram os vazamentos do escândalo da Petrobrás. A MP não reconhece os demais policiais, investigadores ou peritos, como autoridades competentes.
Segundo Jones Borges Leal, presidente da Fenapef, "essa medida provisória 657, ao invés de reconhecer os avanços da PF dos últimos anos, volta no tempo para criar um cargo político dentro da polícia, tornando o órgão mais dividido e burocrático. Estão recriando a polícia fascista da ditadura militar, que não funciona, mas é fácil de controlar pelas indicações dos cargos de chefia".
A federação afirma que em qualquer lugar do mundo o chefe é um profissional que deve ter experiência, aptidão e especialização. A polícia moderna é multidisciplinar, envolve inteligência e vários tipos de análises criminais. O diferencial da PF sempre foi trazer investigadores dos mais diversos ramos acadêmicos, algo que tornou a investigação científica e objetiva, e alcançou os poderosos.
Porém, num quadro considerado caótico pelas entidades sindicais, a cada ano mais de 250 agentes federais abandonam a carreira por desmotivação, interferências políticas e falta de reconhecimento profissional. O índice de doenças é altíssimo, e a queda nos investimentos é lamentável, enquanto o aumento da violência e criminalidade no país aterrorizam a população.
"A Polícia Federal está sendo destruída, enquanto a população brasileira precisa do combate ao crime organizado e corrupção. Estamos sendo engolidos pela burocracia. O servidor deve ser reconhecido pelo que faz, e não pela indicação política ou pelo que está no papel. Queremos critérios objetivos de eficiência para as chefias, independente do cargo, e o fim da politicagem dentro da PF", explica Leal.

Na sua reta final da competição, candidata a Miss Bumbum posa na França

" Se vencer sei que serei a melhor Miss Bumbum de todas as edições"

A final acontece dia 17 de novembro no hotel Maksoud PlazaSao Paulo, onde se apresentarão as quinze finalistas.

Ocupando atualmente a 4ª posição  na prévia da votação aberta do Miss Bumbum Indianara Carvalho, representante de Santa Catarina, posou para um ensaio clicado pelo fotografo Alexandre Ciccone em dos cartões postais da cidade de Paris na França para divulgar a reta final da competição concurso.  No próximo 01 de novembro se encerra a primeira fase da competição, onde só as quinze mais bem votadas, conseguirão se classificar para a final e enfrentarão dez jurados, ao vivo, em um desfile de biquínis.
Em fotos ousadas ela segui a tradição de outras candidatas que posaram na capital francessa para divulgar o concurso anteriormente Andressa Urach, Graciella Carvalho, Rosana Ferreira e atual Miss Bumbum Dai Macedo também posaram na França. Confira o resultado do ensaio!

sábado, 18 de outubro de 2014

Prefeitura de Jales diz que está providenciado as medidas recomendadas pelo Ministério Público Estadual-MPE Jales

Em resposta ao inquérito civil instaurado pelo Ministério Público do Estado de São Paulo - MPE Jales, em 2 de outubro, para apurar data/corte em escolas municipais, o secretário municipal de Educação Roberto Timpurin Berto, disse que a "Secretaria Municipal de Educação já determinou que as escolas municipais façam adequações em seus regimentos internos e promova ajustes necessários em seus Projetos Políticos Pedagógicos". O Ministério Público deu 30 dias de prazo para que Prefeitura de Jales informasse as medidas adotadas. As respostas foram enviadas ao MPE em 13 de outubro.
Com base numa decisão judicial em 2ª Instância favorável a suspensão da data-corte 30/06 em todo o Estado de São Paulo e 28/02 do município de Atibaia, o Ministério Público Estadual em Jales, a instauração do Inquérito Civil 1.388/2014, recomendou à prefeita municipal Nice Mistilides, a diretora regional Marlene Jacomassi e a diretora da EM "Profª Iraci Pinheiro Candeo", o imediato cumprimento ao acórdão no autos da ação civil pública n. 0013403-72-2012.8.26.0048, permitindo a matrícula de crianças que completarem em qualquer data do ano letivo em curso a idade padrão ou referência ("corte etário") para a série correspondente, nas etapas iniciais di Ensino Fundamental e /ou infantil; e providenciando, caso haja requerimento dos pais ou responsáveis legais interessados, ou iniciativa do dirigente de ensino, reavaliação pedagógica, educacional e individual do aluno, para decisão de eventual ingresso ou transferência (precoce pela "faixa etária" ou "corte etário" padrão) na série ou ano de ensino pretendida.
Ainda em resposta ao Ministério Público, em seu ofício, o secretário da Educação Roberto Timpurin, informa que todas as solicitações serão atendidas conforme recomendação administrativa "permitindo a matrícula de crianças que completarem em qualquer data do ano letivo em curso, nas etapas iniciais do Ensino Fundamental e Infantil".

Interact Club doa brinquedos á Casa da Passagem

Para comemorar o dia das crianças, na quarta-feira, 15 de outubro, o Interact Club de Jales em parceria com o Rotary padrinho, doou brinquedos para a Casa de Passagem, passando a tarde com as crianças, levando diversão e felicidade a todos.

Futuro “Cidadão Linense”

O superintendente da Unidade de Negócio Baixo Tietê e Grande– RT, Antonio Rodrigues da Grela Filho, carinhosamente chamado de Dalua, em sessão solene a ser realizada na sexta-feira, 31 de outubro, às 20 horas, na Sala das Sessões "Dr. Bonifácio Urel" da Câmara Municipal de Lins, receberá o título de "Cidadão Linense" pelos relevantes serviços prestados ao município.
O projeto de Decreto Legislativo concedendo a honraria ao jalesense Antonio Rodrigues da Grela Filho foi apresentado pelo vereador Mário Vieira da Silva (PSDB), e aprovado por unanimidade.
Bacharel em Direito pela turma de 1.984 da Faculdade de Direito – UniToledo de Araçatuba, Dalua ingresso na Sabesp em 1º de maio de 1.978, quando a companhia encampou os serviços de água e esgoto do município de Jales.


Anglo de Jales promove palestras para pais e alunos



No dia 8 de outubro, quarta-feira, foi realizada, na Câmara Municipal de Jales duas palestras promovidas pelo Colégio XV de Abril-Anglo Jales.
No período da manhã, os alunos do 9º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio participaram da palestra "Uma década de oportunidades", com o palestrante da Abril Educação, Ricardo Orsini.
A palestra teve como objetivo, esclarecer aos alunos do Ensino Fundamental e Médio sobre o desejo de "vencer na vida", relacionado com a independência financeira e a realização profissional e pessoal, uma busca constante para muitos, inclusive para os jovens.
No Brasil, 95% dos jovens entre 13 e 17 anos consideram que tudo isso é fundamental e a escolha profissional é um dos pilares mais importantes para se "vencer na vida", na percepção deles.
Na noite de quarta-feira os pais dos alunos do Anglo de Jales também participaram de uma palestra com Ricardo Orsini. O tema discutido foi "O papel dos pais num projeto chamado Educação".
"Ter uma educação de qualidade e poder escolher adequadamente uma profissão é um dos maiores desafios dos indivíduos, as repercussões desta escolha podem alterar significativamente a vida das pessoas. A participação da família junto à escola nunca foi tão importante quanto nos tempos atuais. As razões devem-se ao extraordinário, porém competitivo cenário do mercado de trabalho que aguarda seus filhos", falou o palestrante.

Unidade de Jales do HCB inaugura Capela São Judas Tadeu

O Hospital de Câncer de Barretos – Unidade III – Jales realizará, dia 28 de outubro, a Missa de Inauguração da Capela São Judas Tadeu: considerado o "advogado das causas impossíveis" e dos supremos momentos de angústia. A celebração, presidida pelo bispo Dom Luiz Demétrio Valentini, será aberta a toda população.
De acordo com a gerente de captação de recursos da unidade, Adriana Mariano dos Santos, o intuito é que a Capela São Judas Tadeu tenha uma rotina semelhante à de Barretos.
"A capela é mais um espaço dedicado aos pacientes e seus familiares e a nossa intenção é que sejam realizadas missas todos os dias, às 10h", afirma.
A inauguração terá início às 9 horas e contará com a presença do diretor geral do Hospital de Câncer de Barretos, Henrique Prata.

Prefeita Nice e servidores no lançamento do ÍEGM no TCE-SP

A prefeita Nice Mistilides acompanhada do chefe de gabinete da Secretaria de Fazenda, Adriano Lisboa Domenicis, do diretor de divisão da Secretaria Municipal de Saúde, Claudio Rodrigues Mota e do contador da Secretaria Municipal da Fazenda, André Wilson Neves da Silva participaram do lançamento do Índice de Efetividade da Gestão Municipal – IEGM. O evento ocorreu na quinta-feira, 16, no Tribunal de Contas do Estado, na cidade de São Paulo.
O evento, organizado pela Presidência do TCE- SP com o apoio da Escola Paulista de Contas Públicas, reuniu jurisdicionados da esfera municipal e estadual, e sociedade civil em geral e prefeitos de toda parte do estado. O intuito foi apresentar O IEGM como novo e importante instrumento de controle sobre a Administração Pública municipal.
Segundo a Corte de Contas, O IEGM será um mecanismo eficaz para o direcionamento da fiscalização, meio de consulta permanente para o exercício da cidadania e relevante instrumento de orientação para a eleição de prioridades na gestão dos recursos públicos, permitindo os órgãos de controle externo e a própria sociedade acompanhe, além da conformidade jurídica dos atos administrativos, a efetividade das ações públicas realizadas pelos gestores municipais.
Para a composição do Índice de Efetividade da Gestão Municipal sete indicadores serão alinhados para obter periodicamente os dados: Planejamento, Gestão Fiscal, Saúde-Gestão da Atenção Básica, Educação-Ensino Fundamental, Proteção das Cidades, Sustentabilidade Ambiental e Governança da Tecnologia da Informação.

CDHU sorteou 172 casas em Urânia



Nas fotos, flagrantes do sorteio das casas com os inscritos lotando a quadra da EMEI; a presença do secretário Marco Penido, prefeito Saracuza, primeira-dama Marinete, Donizeti Mussato, presidente da Câmara Municipal, Maria Luiza Barbosa, 72 anos, a primeira a ser sorteada, e por fim, a emoção de ver o seu nome na lista dos sorteados com a casa própria
fotos/marcelosigecazu/urânia/divulgação


 
A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano – (CDHU) sorteou neste domingo, 12 de outubro, 172 moradias para famílias de baixa renda em Urânia (SP).
O evento aconteceu às 12h30, na quadra coberta da EMEIF "Pinguinho de Gente" , e contou com a presença do Secretário de Estado de Habitação, Marcos Penido, do prefeito Airton Saracuza, da primeira-dama e vereadora Marinete Saracuza, do presidente da Câmara Municipal Donizeti Mussato, vereadores e autoridades.
Ao todo, 819 famílias participaram do sorteio, das quais 83% têm renda mensal de até três salários mínimos. O investimento é de R$ 16,7 milhões.
Do total de imóveis oferecidos pela CDHU, 7% foram destinados a pessoas com deficiência, 5% aos idosos e 4% para policiais e agentes penitenciários. Para as pessoas que vivem só foram reservadas três unidades em Urânia. As demais foram sorteadas entre os inscritos que compareceram ao local do sorteio para depositar na urna a senha distribuída no ato da inscrição.
As famílias contempladas são convocadas para o processo de habilitação. Na ocasião, devem comprovar os requisitos exigidos para participar do programa. Para ter direito a uma das casas é preciso ter renda entre um e dez salários mínimos, não possuir imóvel ou financiamento habitacional e não ter sido atendido em outros programas habitacionais de interesse social. Além disso, é preciso ser morador no município há pelo menos três anos ou atestar que o chefe da família trabalha na cidade no mínimo pelo mesmo período.
As casas possuem dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área construída de 56,67 m². Os imóveis foram projetados seguindo conceitos do Desenho Universal, para atender a pessoas com mobilidade reduzida temporária ou permanente, e serão entregues com piso cerâmico e laje em todos os cômodos, azulejos no banheiro e na cozinha, esquadrias de alumínio, estrutura metálica no telhado e tubulação preparada para receber sistema de aquecimento solar. O residencial terá total infraestrutura, com muro de divisa entre os lotes, muros de arrimo, passarela de acesso a casa, passeio público, pavimentação, drenagem, redes de água, esgoto e elétrica, iluminação pública e paisagismo.
O prazo para quitar o financiamento habitacional da CDHU é de até 25 anos. As prestações receberão subsídios do governo estadual, sendo calculadas de acordo com a faixa de renda de cada família. Assim, aquelas que ganham de um a três salários pagarão o equivalente a 15% do rendimento.

Paralisação de obra de ESF preocupa vereador Tiago Abra

O vereador Tiago Abra (SDD) apresentou na sessão camarária de segunda-feira, 13 de outubro, requerimento à prefeita Nice Mistilides solicitando informações sobre a paralisação das obras de construção das novas unidades do ESF, uma no jardim Novo Mundo e outra no Conjunto Habitacional JACB.
O documento, aprovado por unanimidade, questiona questiona a administração municipal quais os motivos que levaram à paralisação das obras de construção das novas unidades das ESFs e solicita o detalhamento das razões de paralisação de cada uma das unidades.
Também é indagado no requerimento qual é a previsão de retomada destas obras e segundo seu cronograma, quando elas serão finalizadas.
Iluminação pública preocupa – Na mesma sessão camarária, os vereadores Gilberto Alexandre de Moraes, Jesus Martins Batista, Luís Fernando Rosalino, Pérola Maria Fonseca Cardoso e Rivail Rodrigues Júnior requereram junto à prefeita Nice Mistilides, informações sobre as novas responsabilidades do município na manutenção da iluminação pública, a partir de janeiro de 2015.
É de conhecimento público que, a partir de 2015, a Prefeitura Municipal deverá fazer a manutenção da iluminação pública do município e que esta nova atribuição implicará em aquisição de equipamentos e contratação de equipe especializada, gerando, desta forma, novas despesas financeiras à municipalidade,
Desta feita, sendo a Prefeitura Municipal responsável pela manutenção da iluminação pública a partir de 2015, os vereadores questionaram quais serão as novas atribuições que caberão efetivamente ao Município e solicitaram que elas sejam detalhadas.
A administração municipal também deverá responder qual é o valor dos investimentos necessários em equipamentos e o custo mensal do serviço de mão de obra para a Prefeitura Municipal assumir as novas responsabilidades na manutenção da iluminação pública.
O Legislativo indaga, ainda, qual é o valor mensal da arrecadação financeira da Elektro com o fornecimento de energia elétrica no município de Jales.
Distrito Industrial III – Os vereadores querem saber também, através de requerimento aprovado no Legislativo, do Poder Executivo, informações sobre a possível exigência da administração de participação de empresários no custeio de instalação de infraestrutura no Parque Comercial e Industrial III "José Carlos Guisso".
O documento leva em conta que é obrigação da Prefeitura Municipal a instalação e de realização da infraestrutura no Parque Comercial e Industrial III "José Carlos Guisso", porém, a mesma não está completa, faltando além do asfalto, a instalação de rede de energia elétrica em algumas ruas, o que impede a instalação de empresas por não terem acesso à energia elétrica e funcionamento de empresas no local. A falta desses benefícios torna inviável que o empresário edifique um prédio para a instalação de sua empresa, pois o mesmo não terá como operar no novo local e o capital investido ficará imobilizado, sem qualquer retorno que o justifique, o que atingirá a saúde financeira da empresa.
O documento considera ainda que alguns empresários relataram que a administração municipal estaria pressionando para que eles "contribuíssem com a metade do custo da instalação da rede de energia elétrica, sendo que esta é uma obrigação integral do Município, tendo desta forma, cobrado os empresários para que edifiquem e instalem suas empresas nos lotes que lhes foram atribuídos, inclusive com ameaça de perdê-los se não o fizerem".
Desta forma, os vereadores questionam o Executivo Municipal se foi, de fato, solicitado aos empresários do Parque Comercial e Industrial III "José Carlos Guisso" que "contribuam com parte dos custos de instalação da infraestrutura, como a rede de energia elétrica, onde esta ainda não existe e se há alguma ação da Prefeitura visando a retomada de lotes cedidos a empresários nas ruas onde ainda não existe rede de energia elétrica, impedindo, portanto, o funcionamento da empresa, mesmo havendo construção".
O Executivo também deverá responder quando será finalizada a instalação da infraestrutura, além do asfalto, do Parque Comercial e Industrial III "José Carlos Guisso".