Páginas

sábado, 3 de junho de 2017

Reflexões: Espinheiros

Adelvair David
 
 
Durante toda a existência o homem geralmente faz de tudo para eclipsar a sua felicidade.
Disse o mestre Jesus: "Não se colhe uva dos espinheiros".
Há muitos males que caberia ao homem evitar, porém, suas paixões negativas lhe incentivam o comportamento vil, desconsiderando que lhe possa trazer dores inimagináveis. Até possui alguma informação de que não se pode colher o bem onde se planta o mal, mas, entretido pelo seu egoísmo e orgulho pensa apenas no momento, na satisfação dos seus desejos, mesmo que para isto tenha que ferir, magoar, mentir, enganar e perturbar outros corações.
Assim, constrói para si mesmo problemáticas de difícil solução, caminhos que são verdadeiros espinheiros, onde não encontrará fruto algum de alegria, de satisfação e de paz para se alimentar, apenas dores e desconfortos, privações e doenças, angústias e medos feito espinhos cravados nas carnes d´alma a lhe atormentarem. Disse-nos uma pessoa certa feita: "não importa para que lado da minha vida eu me vire, sinto como se tivesse um espinho me esperando para me ferir, sinto a alma espetada por sofrimentos inconsoláveis, melhor morrer". Asseveramos-lhe que a morte não mata a vida, apenas o transferiria de plano com maiores pesares ainda em face do delito cometido contra si mesmo, seria torturado pela sua consciência por tempo indefinido.
É preciso prestar-se atenção na vida para que em pensamento, sentimento e ações se possa dar a melhor resposta aos desafios encontrados. O desconforto de hoje é o reflexo do mau uso do conforto de ontem. É importante compreender que o perdão divino para as faltas humanas se dá com uma nova oportunidade na terra em novo corpo, para que o homem possa reconstruir, refazer, reconquistar, devolver, semear amor onde semeou dor.
Asseveram-nos os espíritos venerandos que quem quer felicidade que não semeie os espinhos do ódio, da mágoa, da ociosidade ou da indiferença. É preciso lavrar o solo árido e ressequido da alma, que as ilusões tornaram pouco férteis, para que ele com o tempo volte a florescer.
PERDOE, RESPEITE, TRABALHE, SEJA CARIDOSO E O TEMPO TRARÁ OS FRUTOS DA ESPERANÇA E DA PAZ.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário