Páginas

sábado, 8 de abril de 2017

Projeto “Entre novos e velhos, somos apenas um”é realizado no Lar dos Velhinhos de Jales

por Daniel Zillo

Na tarde do dia 1° de abril, sábado, os alunos do curso de Serviço Social, da Unijales, acompanhados das professoras Kátia Juliara Cassuchi Bigulin, Maria Aparecida Moreira Martins e Tamar Naline Shumiski, proporcionaram aos moradores do Lar dos Velhinhos de Jales, momentos de descontração, contato com a música e educação. Muita atenção foi direcionada a eles, já que, estão sendo vistos dentro de nossa sociedade como excluídos.

Os alunos de Serviço Social exerceram a cidadania, quebrando o paradoxo da real situação dos idosos, mostrando, que é possível contribuir com momentos enriquecedores e marcantes, manifestando interesse , sabedoria e respeito por todos, tudo isso contextualizando a leitura com a realidade. Os idosos tiveram contato direto com diversas histórias e experiências.

 
 
"A interação entre os estudantes acadêmicos e pessoas da terceira idade, desperta à vontade no aluno de ler e produzir textos. Quando vivenciados, os temas preenchem a mente com segurança sobre o assunto. Partindo desta ideia, considero de extrema importância educadora e social a realização deste projeto", afirmou a professora Kátia Juliara Cassuchi Bigulin.
 
foto ao lado - As professoras Tamar Shumiski, Maria Aparecida e Katia Cassuchi acompanharam os alunos de Serviço Social ao Lar dos Velhinhos de Jales

O projeto " Entre novos e velhos, somos todos iguais", surgiu durante as aulas de práticas de leitura e produção de texto, com intuito de enriquecer o campo da leitura e fornecer argumentos e pensamento novos para a escrita. Foi escolhido um tema central: A velhice. Abordagem realizada através de leituras literárias, pensamentos filosóficos, dados estatísticos, depoimentos e Estatuto do idoso. Os alunos conseguiram visualizar o paradoxo do tema. Este projeto foi desenvolvido com os alunos que estão cursando Serviço Social, na Unijales, juntamente com a professora responsável pelo projeto, Katia Juliara Cassuchi Bigulin.

"A necessidade de falar, estudar e praticar ações envolvendo a velhice, parte da ideia pertinente da exclusão dos idosos na sociedade. A criação do estatuto do idoso causou uma profunda reflexão sobre a premência de criar leis para assegurar a integridade de pessoas na idade avançada", afirmou a professora Katia.

O Lar dos velhinhos São Vicente de Paulo representa a terceirização dos cuidados que deveriam ser realizados pelos filhos ou familiares próximos. Os alunos poderão praticar um pouco do artigo 3º do estatuto do idoso: " é obrigação da família, da comunidade, da sociedade, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, a alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária".

Nenhum comentário:

Postar um comentário