Páginas

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Santa Casa inicia duas frentes de arrecadações de recursos

Dois novos projetos foram implantados com o intuito de abranger o maior número de contribuições da população de Jales e região para a Santa Casa de Jales.

O Cofrinho da Santa Casa e Telemarketing Ativo são os mais novos meios de expandir as formas de doações. De acordo com o a gerente de Captação de Recursos, Luciana Vicente, a ideia surgiu devido o momento que a instituição vem enfrentando com a falta de recursos. "Realizamos pesquisas para buscar novas ferramentas de captar dinheiro para a Santa Casa que está passando por uma série de dificuldades. Foram meses para conseguir estabelecer uma estratégia de trabalho sem que houvesse investimento", destacou.

Alguns estabelecimentos comerciais que tem a caixa da nota fiscal paulista da Santa Casa receberam na última semana os cofrinhos do hospital, que estão instalados em lugares visíveis para estimular a doação da população que poderá contribuir com qualquer quantia. O recolhimento deverá acontecer periodicamente por um colaborador uniformizado e identificado pela instituição, bem como se algum comerciante desejar participar da campanha, deverá entrar em contato no setor de Captação de Recursos.

Já o telemarketing ativo começou a funcionar na terça-feira, 31 de janeiro, e está contando com um colaborador para a realização de ligações em Jales e toda região, o telefone que entrará em contato é (17) 3622-5060.

Apesar dos inúmeros golpes aplicados por pessoas passando-se por entidades, a gerente de Captação, Luciana, afirma que o trabalho será feito de maneira clara, bem explicada e caso o doador sentir-se em dúvida com a situação apresentada, deverá falar diretamente no setor de Captação de Recursos para conferir as informações. O recebimento será feito por um mensageiro também identificado pela instituição e o recibo terá a logomarca da entidade.

De acordo com o provedor, Junior Ferreira, essas ferramentas serão fundamentais para aumentar as arrecadações. "Apesar da ajuda constante da população ainda nos deparamos com pessoas que querem contribuir e não sabem como. O cofrinho e o telemarketing irão ampliar a capacidade de contribuição de todos".


Nenhum comentário:

Postar um comentário