Páginas

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Safra de laranja é mantida em 244,20 milhões de caixas no parque citrícola de SP e MG

A safra de laranja 2016/17 do parque citrícola de São Paulo e Minas Gerais manteve-se em 244,20 milhões de caixas, de 40,8 kg cada, de acordo com a reestimativa divulgada pelo Fundo de Defesa da Citricultura – Fundecitrus, nesta sexta-feira (10). O valor é igual ao da reestimativa de dezembro.

As avaliações dos pomares apontaram que a colheita está praticamente encerrada. Os frutos das variedades Hamlin, Westin, Rubi e das outras precoces foram todos colhidos. Restam apenas cerca de 2% de frutas das variedades Pera Rio e Natal e menos de 1% de Valência e Valência Folha Murcha para serem colhidos.

Os índices de ganho de peso das laranjas – provocado pelas chuvas – e da taxa média de queda de frutos (13,73%) iguais aos de dezembro foram determinantes para a manutenção do tamanho da safra.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA na sigla em inglês) divulgou, nesta quinta-feira (9), a reestimativa da safra de laranja da Flórida. O número é de 70 milhões de caixas, um milhão de caixas a menos do que a estimativa de janeiro.

Safra 2017/2018 – O Fundecitrus já iniciou os trabalhos para a estimativa de safra 2017/18. A equipe da Pesquisa de Estimativa de Safra (PES) está visitando os pomares para fazer a atualização do inventário de laranjeiras do parque citrícola. Esse procedimento é necessário para verificar a expansão, renovação e a retração dá área produtora em 2016.  A partir de 27 de março serão feitas as derriças (colheita antecipada) de 2,2 mil plantas. A pesquisa é feita em parceria com a Markestrat, a Faculdade de Economia e Administração da USP de Ribeirão Preto e o Departamento de Estatística da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Unesp de Jaboticabal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário