Páginas

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Decretada intervenção na Santa Casa de Urânia

Considerando que a Santa Casa de Misericórdia de Urânia é o único hospital de internação clínica do município, o prefeito municipal Márcio Arjol Domingues (PSDB) (foto) decretou requisição administrativa, nesta terça-feira, 31 de janeiro, com o objetivo de melhorar o atendimento prestado à população.

O motivo da requisição, explicado no decreto que autoriza a administração municipal a gerir o hospital, "é o perigo de iminente interrupção dos serviços hospitalares oferecidos pela entidade, que passa por grave problema financeiro, incluindo dívidas com fornecedores e médicos plantonistas". Outro agravante é o fato de o hospital estar sem provedor, já que o mesmo pediu renúncia no mês de dezembro

Conforme explicou o prefeito Márcio Arjol, é dever do poder público promover e preservar a continuidade dos serviços de saúde, que são essenciais, pode e deve se valer, quando o caso, da requisição administrativa.

Ele explicou ainda que "a requisição foi a única forma de procurar solucionar a situação de anormalidade. Com isso caberá à prefeitura, em parceria com a Irmandade, à administração dos bens e serviços que compreendem o prédio, as instalações físicas, recursos humanos, os equipamentos médicos e cirúrgicos e demais utensílios e bens necessários para o regular funcionamento do hospital".

De acordo com o decreto n. 017/2017, assinado pelo prefeito Márcio Arjol, a requisição terá prazo de um ano, podendo ser prorrogado caso haja necessidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário