Páginas

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Cultivos de borracha e piaçava são destaque na revista Indicadores da Agropecuária

 

O cultivo da borracha natural no Mato Grosso do Sul pode ser uma alternativa à  dependência brasileira de importações, aponta estudo da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Atualmente, 70% da borracha utilizada no país vem de outros países, mas este cenário tende a mudar. Nos últimos 10 anos, o volume de seringueiras no MS subiu de 600 mil para 6 milhões de pés, ocupando cerca de 12 mil hectares.
  
Os dados constam na revista Indicadores da Agropecuária de janeiro, disponível no site da Conab. A publicação também destaca novos nichos de mercado para a piaçava. A maior parte da produção ainda é destinada à confecção de vassouras domésticas, principalmente nos estados do Sudeste do país, mas a fibra tem utilidade como elemento de reforço em misturas de cimento leve, por exemplo. Também pode ser aplicada no preparo de substrato para a floricultura tropical, na composição de aglomerados para isolamento térmico e espuma na indústria automotiva e até na área biomédica.
A revista traz ainda um balanço do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) em 2016, séries históricas de levantamentos de safras de grãos, café e cana-de-açúcar, além dos números vigentes dos preços mínimos de produtos da safra de verão e da sociobiodiversidade (extrativos), entre outras informações.
Clique aqui para fazer o download do arquivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário