Páginas

sábado, 3 de setembro de 2016

UTI Neonatal da Santa Casa de Jales tem horário de visita diferenciado para as mães

Com a ampliação dos horários de visita, a UTI Neonatal, passou por uma reformulação. A proposta é que além dos 30 minutos de direito do visitante, a mãe possa permanecer por mais quatro horas ao lado da criança. A ideia da visita ampliada na UTI Neonatal é estreitar os vínculos maternos, que pode ser fundamental na recuperação da criança.

Essa proposta vem de encontro ao Programa de Qualificação na Atenção à Saúde (QUALI-SUS) e o Programa Nacional de Avaliação dos Serviços Hospitalares (PNASH) que são exemplos de normatizações que visam favorecer uma maior humanização no atendimento prestado à população.

É importante ressaltar que no Programa Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar (PNHAH), enfatiza-se a importância da "Visita aberta e o direito ao acompanhante". Essa proposta tem como objetivo a liberação ou ampliação do horário estipulado para visitas nas instituições de saúde, para que o vínculo com a família e a interação social sejam mantidos visando o bem-estar dos pacientes e familiares.

Por tal motivo, a Santa Casa aderiu a essa mudança propiciando o melhor para a mãe. Para o pediatra Mauro Suetugo a presença dos pais é de extrema importância para o tratamento da criança, agilizando e facilitando a recuperação. "Um bebe em UTI Neonatal interage com seus pais quando estes colocam seu dedo junto aÌ mãozinha ou ao pezinho do bebe. Mesmo que aparentemente não responda, pode existir uma troca afetiva e a criança nesse momento eì capaz de sentir o pulsar e o calor dos vasos localizados nos dedos dos pais, está eì uma forma de interação que pode emocionar os pais e fortalecer os laços afetivos".

Ainda de acordo com o Suetugo, existem estudos que comprovam que os prematuros são capazes de ver, ouvir, cheirar e responder ao toque, ao serem estimulados. "Eles ainda respondem ao manuseio e mostram-se tranquilos quando alguém conversa com ele. Por meio do contato constante os pais podem estabelecer um vínculo com o filho, garantindo assim uma recuperação rápida e atéì mesmo alta antecipada da unidade", destacou o pediatra.

A enfermeira responsável técnica, Ana Lúcia Silva, relatou que a equipe de enfermagem estará de prontidão para orientar os pais nos primeiros cuidados, propiciando um ambiente acolhedor

Nenhum comentário:

Postar um comentário