Páginas

sábado, 11 de junho de 2016

FOLHAGERAL

da redação

Com apoio
do deputado federal Fausto Pinato (PP), o Município de Jales recebeu avaliação positiva para assinar o contrato de empréstimo no valor de R$ 4 milhões com a empresa estatal paulista Desenvolve SP. Os recursos serão aplicados na recuperação da pavimentação asfáltica de ruas e avenidas da cidade, e obras de infraestrutura.
O prefeito Callado
comemorou a boa notícia, ressaltando: "Estamos cientes da necessidade da recuperação do asfalto o mais rápido possível. A receita do município não é suficiente e os poucos convênios firmados para esta finalidade, por meio de emendas parlamentares, nos fez buscar alternativas junto aos governos estadual e federal, inclusive o empréstimo. Fico feliz com a autorização e dentro de sessenta dias pretendemos dar início às obras".
Lá no botequim
da vila, os analistas políticos opinam que este fato pode dar um bom reforço ao pré-candidato Pedro Callado na busca de sua reeleição. Até se ouve falar que está havendo comemorações da parte de correligionários tucanos. Mesmo assim, os analistas mantêm o pé esquerdo atrás, esperando que os tucanos não fiquem só na recuperação de asfalto.
A circunstância
em que se encontra o PSDB em Jales é simples de entender. Depois de 8 longos anos de governo PT na Prefeitura (com Humberto Parini) e 2 anos de governo PTB (com Nice Mistilides), resultando em uma década inteira, o PSDB chegou ao governo municipal com Pedro Callado. Será um contrassenso, estando agora na chefia do executivo, o PSDB não aproveitar todas as possibilidades para reeleição ou eleição de um tucano.
Além disso,
o governador do Estado, o tucano Geraldo Alckmin tomou posse em janeiro de 2015, pouco antes de Pedro Callado, com a firme intenção de remar forte até a disputa do pleito à Presidência da República no final de 2018. Mais uma forte razão para o PSDB de Jales se fortalecer, visando ganhar a próxima eleição e fazer uma bela administração no município. Não faz nenhum sentido o PSDB entregar a rapadura a outro partido.
Com a presença
do deputado Baleia Rossi (PMDB), de Ribeirão Preto, lideranças partidárias de Jales e região estiveram reunidas na ACIJ, sábado passado (4), quando foram discutidos assuntos relacionados com as novas regras eleitorais. Os deputados Edinho Araújo e Itamar Borges estiveram presentes na reunião.
A direção
peemedebista divulgou a presença de mais de 300 pessoas de 49 cidades na reunião acontecida em Jales. Mas sobre nomes de pré-candidatos e possíveis coligações, especialmente em Jales, nada foi dito. Mostraram os músculos, mas esconderam o jogo.
Ao contrário
de outros partidos, o PMDB parece que está armando uma coisa grande em nível nacional. Em Brasília (DF), rompeu de vez com o PT e não dá mostras de preocupação com um possível retorno de Dilma Roussef. Nem estão muito incomodados com os terremotos provocados pela Operação Lava Jato. E essa reunião de Jales, não é por acaso.
Os vereadores
Claudir Aranda da Silva, Jesus Martins Batista, Gilberto Alexandre de Moraes e Rivail Rodrigues Junior querem saber do prefeito, Pedro Callado, sobre eventual cobrança pelo fornecimento de máquinas do município para desencravar máquinas agrícolas ou veículos de transporte de produtos em propriedades rurais. Nestes períodos de muitas chuvas, os veículos acabam por encravar dentro das propriedades rurais.
Dizem os
vereadores que a municipalidade sempre forneceu máquinas para desencravar veículos dentro das propriedades, sem cobrança de taxa ou valor financeiro a qualquer título. E agora, segundo informações de produtores rurais, a municipalidade tem cobrado para a prestação deste tipo de serviço. Será correto não cobrar ou ter reembolso do custo.
O deputado
federal Fausto Pinato (PP-SP) reiterou sua posição em favor da cassação do mandato do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Segundo Pinato, o relatório pela admissibilidade do processo contra Cunha, que apresentou ao Conselho de Ética, já trazia a interpretação de que Eduardo Cunha mantém contas em bancos no exterior. Portanto, ele de fato mentiu à CPI.
E falando
no deputado Pinato, uma sua intervenção junto ao Patrimônio da União possibilitou a conclusão e assinatura do termo de posse de um terreno doado pela Prefeitura de Fernandópolis em 1994. Depois de 22 anos, o Tribunal Regional do Trabalho recebeu definitivamente uma área de 750 mil metros quadrados para construção da sede própria em Fernandópolis. Faz tempo, hein?
Associação
Antialcoólica de Jales está recebendo, há muito tempo, um repasse mensal da Prefeitura de pouco mais de R$ 800,00. Como não houve um reajuste no repasse, alguns vereadores decidiram apelar ao prefeito Callado para que esse valor seja corrigido, beneficiando quem é assistido pela AAA Jales.
Após
as contas do exercício de 2013 receber parecer favorável (e quase reprovada pelos nobres vereadores) do Tribunal de Contas do Estado -TCESP, os concursos públicos promovidos pela então prefeita Nice Mistilides tem recebido parecer favorável do órgão. O processo seletivo realizado em 2014, para admissão ao cargo de Agente Comunitário de Saúde, também foi julgado legal. Publicação da sentença nesta quinta-feira, dia 9 de junho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário