Páginas

sábado, 8 de julho de 2017

TV Cultura estreia novo programa em homenagem ao Viola, Minha Viola

Em homenagem ao seu tradicional programa de música caipira, a TV Cultura estreia neste domingo (9/7), às 9h, o Viola, Minha Viola – Especial. Apresentada pela cantora, compositora e violeira Adriana Farias, (foto) a atração será dedicada, a cada edição, à trajetória de um artista que passou pelo palco do Viola.

 
Viola, Minha Viola – Especial faz uma viagem pelos mais de 35 anos em que o Viola, Minha Viola foi produzido. Tendo Adriana como guia dessa volta no tempo, quem está em casa terá a chance de acompanhar a evolução musical de grandes artistas, homenageados com episódios inéditos inteiramente dedicados às suas carreiras. Além de contar a história dos músicos, costurando suas apresentações no Viola, Adriana também faz, em algumas edições, a sua versão de canções dos convidados, aumentando a dinâmica do Especial. "É uma honra estar à frente de tantas histórias lindas do baú do Viola. É um privilégio, pois, além de tudo, sou muito fã do programa, assim como de todos os artistas que serão homenageados", declara a apresentadora.

O primeiro episódio, como não poderia deixar de ser, será dedicado à carreira de Inezita Barroso, grande drama da música caipira e apresentadora do Viola, Minha Viola. A temporada também contará com edições especiais focadas em nomes como Almir Sater, Daniel, Sérgio Reis, Jair Rodrigues, Renato Teixeira, Tião Carreiro e Pardinho, Milionário e José Rico, Tonico e Tinoco, Dominguinhos, César e Paulinho, Nalva Aguiar, As Galvão. "Quem é fã de um artista especifico ficará muito contente com esse material, que chega a ser até colecionável por trazer registros em diferentes momentos de sua carreira", comenta Adriana.

Entre os estilos relembrados pelo Especial estão a toada, o cururu, a catira, o chamamé, o arrasta-pé e a boa e velha moda de viola. Estilos, ritmos, melodias, prosas, encontros: todos costurados pelo amor à cultura da raiz.

Adriana Farias descreve a experiência como "a sensação de estar em uma biblioteca enorme e completa sobre o tema que mais amo". A apresentadora é uma importante representante feminina do segmento da música caipira. Paulistana do bairro do Ipiranga, é apaixonada pela música e pela cultura caipira desde a infância, quando iniciou sua carreira musical aos 9 anos e gravou seu primeiro disco aos 11.

Nenhum comentário:

Postar um comentário