Páginas

sábado, 29 de julho de 2017

FOLHAGERAL

Jales está

 

mesmo virando uma terra de baderna. Panfletos são enfiados nas caixas de correios das residências, jogados nas garagens, prendidos nos para-brisas dos carros. A lei que coíbe abusos dessa natureza está engavetada. A propaganda é bem-vinda ao público, mas não pode ser motivo para incomodar.


Na sexta-feira
(dia 21), um veículo fez propaganda em Jales sobre a venda de lotes de um empreendimento em Santa Fé do Sul. Sem ostentar autorização nem disciplina para tal finalidade, pôs o som numa altura para ser ouvido nas duas cidades. O povo ficou com as orelhas alugadas pela propaganda dos terrenos.

A Prefeitura


 
de Jales tem mesmo muito o que fazer. Precisa revitalizar a pequena praça lá na Avenida Maria Jalles com a Rua 01. A pracinha está localizada num setor de grande movimento; a um quarteirão da Santa Casa, defronte a uma Igreja, a poucos metros de uma Academia de Fisioterapia. Não será necessário gastar muito. E já está na hora de retirar aquelas placas sobre recape asfáltico.

Por certo,
ainda falta um bom tempinho até chegarem as eleições municipais. Mas elas chegarão. Segundo os analistas políticos, lá do botequim da vila, o único partido que poderá concorrer em oposição à administração municipal é o PSDB. Porém, mostra-se encolhido politicamente. O único vereador Tucano faz parte da base de apoio do prefeito demista.

Os partidos
políticos existentes em Jales não são poucos. Chegam quase à metade dos 35 registrados no país. No entanto, parece que estão navegando sem rumo. Ninguém sabe o que eles têm a declarar e a fazer em favor ou contra alguma coisa, visando cumprir bem o seu papel político em favor da coletividade.

Os vereadores
jalesenses aprovaram por unanimidade o Projeto de Decreto Legislativo 1/2017, que concede a Medalha XV de Abril ao professor Rui Rodrigues de Souza. Fina a sessão ordinária realizada na noite do dia 17 de julho.

Durante a
sessão daquela noite, os vereadores elogiaram o trabalho de Rui Rodrigues. "Você, realmente, faz parte de Jales, você deu um pedacinho da sua contribuição para a nossa cidade. Muito obrigado, professor Rui". Palavras do vereador Bismark.

O prefeito
de Jales, Flá Prandi (DEM), vai ter que usar toda a sua criatividade política para contornar o imbróglio causado pela inconstitucionalidade das portarias concedidas na gestão do então prefeito Pedro Callado, que hoje é seu parceiro político.

Mas, há mais
um problema a ser enfrentado pelo prefeito Flá. É o caso do 14º salário que foi pago ao funcionalismo por décadas. Já existe funcionário revoltado com a tese sobre o fim deste benefício, sempre esperado e recebido em boa hora.

Em algumas
ruas da nossa cidade é possível ver veículos estacionados sem qualquer manutenção. Estão em estado de quase abandono. A fiscalização precisa estar atenta para localizar os proprietários e avisá-los de que as ruas não são lugar de deixar veículos estacionados sem uso. Na pior das hipóteses, os donos devem vende-los legalmente num ferro velho.

Em Araçatuba
o bicho está pegando. O Ministério Público Estadual diz que os trailers de lanches não podem ser fixos em áreas públicas. A Prefeitura se movimenta para regularizar a situação.

As vendas
do comércio varejista paulista devem atingir R$ 52,3 bilhões em agosto, mês do Dia dos Pais, com crescimento de 7% em termos reais, em relação ao mesmo mês de 2016. As projeções são da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio SP).

O segmento
de lojas de vestuários, tecidos e calçados – um dos mais beneficiados pela data comemorativa – deve apontar alta de 5% nas vendas de agosto, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Bom movimento é esperado também para eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos, cujo faturamento real deve crescer 15% na mesma base comparativa. Tem muita gente que não perde o ânimo neste país.

Quando esteve

em Jales (no dia 10 de junho) e foi recepcionado por representantes de vários segmentos da comunidade, o secretário de estadual de Turismo, Láercio Benko, depois de assistir um vídeo sobre a cidade, afirmou com entusiasmo que até o dia 1º de agosto Jales seria Município de Interesse Turístico (MIT).

A Assembleia

Legislativa voltado recesso e acredita-se que então será apresentado o projeto de lei, assinado por um deputado, classificando Jales como Município de Interesse Turístico. Após enviado à ALESP, o projeto de lei será publicado, irá receber parecer nas respectivas Comissões e vai para a pauta de algumas sessões. Jales será um MIT. Com toda certeza mas será que sai até o dia 1º de agosto, terça-feira.

O Projeto
de Lei 631/2017, de 06/07/2017 que classifica Torrinha como Município de Interesse Turístico ainda não entrou em votação no Plenário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário