Páginas

terça-feira, 27 de junho de 2017

Delegados de Polícia decidem sobre salário

Pauta de reivindicação salarial é discutida em Assembleia Geral

Na noite desta segunda-feira (26), delegados de polícia de São Paulo e a diretoria do Sindpesp estiveram reunidos na sede do sindicato, na Capital, para a Assembleia Geral Extraordinária que definiu os itens da pauta reivindicatória salarial que será entregue ao Governo do Estado.

A presidente do Sindicato, Raquel Kobashi Gallinati, conduziu a Assembleia Geral com a diretora Juliana Ribeiro Manikkompel. Por unanimidade, ficaram estabelecidos como itens mínimos as seguintes proposições:

- reposição das perdas inflacionárias de março de 2012 a fevereiro de 2017;
- aumento do índice do ADPJ para que o salário seja semelhante às demais carreiras jurídicas e compatível com as responsabilidades do cargo;

Os delegados também definiram na AGE que o prazo máximo de espera para a resposta do Governo será de 45 dias, contados a partir do dia 28 de junho.

Em caso de negativa, haverá ingresso de dissídio coletivo e, em último caso, ação de responsabilidade contra o governador.

O ex-delegado geral de polícia, José Abrahão Kfouri, arrancou aplausos dos colegas. Em sua fala, Kfouri foi categórico ao afirmar que a categoria "não pode abrir mão do que lhe pertence por direito, por isso, é preciso reivindicar de maneira estratégica". O delegado comentou que, exatamente 50 anos antes, no mesmo dia e mês, participava de sua primeira Assembleia como delegado de polícia.

Na próxima quarta-feira, o Sindpesp estará com o secretário de segurança pública, Mágino Alves Barbosa Filho, e levará a pauta já definida para dar início às tratativas com o Executivo Estadual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário