Páginas

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Governo de SP lança edital voltado para a modernização dos institutos de pesquisa do Estado

Governo de SP lança edital para modernização dos institutos de pesquisa do Estado
Recursos serão investidos na qualificação de pesquisadores e melhoria da infraestrutura para atividades de pesquisa


O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quinta-feira, 23, o lançamento, pela Fapesp, do edital para seleção de Planos de Desenvolvimento Institucional de Pesquisa (PDIPs) para os 20 institutos de pesquisa do Estado de São Paulo. Pelo programa, serão investidos até R$ 120 milhões para aumentar a capacidade de pesquisa dos institutos.

"Está no DNA de São Paulo estar sempre na vanguarda das pesquisas e à frente das inovações. E, com o edital de R$ 120 milhões, nossos institutos poderão ter um grande avanço", disse Alckmin.

Das 20 instituições credenciadas no edital, sete são ligadas à Secretaria de Agricultura e Abastecimento: institutos Agronômico (IAC), Biológico (IB), de Pesca (IP), de Economia Agrícola (IEA), de Tecnologia de Alimentos (ITAL), de Zootecnia (IZ) e Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA).

Outras sete são ligadas à Secretaria da Saúde: Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), e os institutos Butantan, Pasteur, de Saúde, Dante Pazzanese de Cardiologia, Lauro de Souza Lima (ILSL) e Adolfo Lutz (IAL).

Também estão incluídos no edital os institutos de Botânica, Florestal e Geológico, vinculados à Secretaria do Meio Ambiente; os institutos de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN), ligados à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI); e o Instituto Geográfico e Cartográfico (IGC), ligado à Secretaria de Planejamento e Gestão.

Os recursos financiados pela Fapesp, no valor máximo de até R$ 20 milhões por unidade, destinam-se exclusivamente a apoiar atividades de pesquisa nas modalidades de Infraestrutura Institucional para Pesquisa, Bolsas no País e no Exterior, Auxílios à Pesquisa Jovens Pesquisadores, e Auxílios Pesquisador Visitante.

O documento central em cada proposta será um Plano de Desenvolvimento Institucional de Pesquisa, traçando a estratégia da unidade quanto à sua capacidade de pesquisa, incluindo-se atenção à qualificação do seu quadro de pesquisadores e à infraestrutura de apoio às atividades de pesquisa.

O Plano de Desenvolvimento deve definir e focalizar as áreas estratégicas de atuação do Instituto de Pesquisa, de forma a que estejam alinhadas com a missão institucional, com as políticas públicas do Estado de São Paulo e com os programas estratégicos da Secretaria de Estado a que o Instituto é vinculado.
As propostas podem ser apresentadas até 31 de julho de 2017 e a divulgação dos resultados está prevista para 30 de outubro. As propostas serão apoiadas por até 36 meses.

A seleção dos PDPIs será feita com base em pareceres de assessores especializados nas áreas de atuação das entidades listadas no edital ou com experiência na direção de institutos de pesquisa orientados à missão

Nenhum comentário:

Postar um comentário