Páginas

sábado, 27 de maio de 2017

FOLHAGERAL

da redação

A praça
Dr. Euphly Jalles – que está sendo chamada "praça de alimentação" – deverá receber mais dois trailers de lanche para atendimento dos frequentadores do local. A Leste (Rua 12), ao Norte (Rua 13) e a Oeste (Avenida João Amadeu) há trailers de lanche. Só faltava mesmo ao Sul (Rua 11) e no Centro. Vai ficar perfeito. À volta da fonte, mesas e cadeiras.

Os dois
novos trailers vão apenas mudar de endereço: da Praça João Mariano de Freitas para a Praça Dr. EuphlyJalles. Com a saída dos trailers da Praça João Mariano de Freitas, esta praça vai ser revitalizada para receber bons visitantes e, quem sabe, retirar visitantes indesejados. E o "cassino" a céu aberto vai ser mantido?

Bons projetos
de arquitetura e paisagismo, que sejam bem executados – de preferência com participação de empresas e da comunidade –, são essenciais. Mas a manutenção e o uso não podem ser deixados em segundo plano. Se tudo correr bem, como todos desejamos, o trabalho poderá ser estendido a outras praças com sucesso. O povo merece há muito tempo.

Por falar em
praças, quem já esteve um único domingo na Praça da República, no centro da capital paulista, não esquece jamais. Desde 1956, todos os domingos, lá tem a Feira da Praça da República, freqüentada por gente de todo o mundo. Tem artes plásticas, artesanato e gastronomia em centenas de barracas bem organizadas. É extasiante. E não é a única na região metropolitana de São Paulo.

A proposta
do deputado federal Gomes de Matos (PSDB) – que define as atribuições profissionais dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias – foi aprovada na última quarta-feira (24 de maio) pela comissão especial da Câmara dos Deputados, responsável pela análise da matéria. Agora a proposta segue para o Senado, caso não haja recurso para apreciação pelo Plenário da Câmara.

Em 2015,
a Assembléia Legislativa de SP aprovou lei criando o projeto Município de Interesse Turístico (MIT). Enquanto muitos municípios corriam para demonstrar seus potenciais turísticos, a administração anterior de Jales dormia em berço esplêndido, esperando por um milagre cair do céu. Ninguém se preocupou sequer em tentar.

Enquanto
isso, outros municípios – como Rubinéia, Sales, Barretos e Agudos – conseguiram a aprovação de vaga entre 140 Municípios de Interesse Turístico. Daqui para frente, vão faturar uma boa grana anual para aplicar em investimentos turísticos que geram receitas.

Agora,
segmentos da comunidade jalesense foram convocados às pressas, pelo prefeito Flá Prandi, para ajudar na luta de incluir o município de Jales no MIT, em um próximo projeto de lei a ser apresentado por um parlamentar na Assembléia Legislativa de SP. Só para lembrar, a Orquestra Sinfônica de Jales merece ser prestigiada e beneficiada.

O I Encontro
Estadual do Democratas, que estava previsto para realização na sexta-feira (26 de maio) em São Paulo, foi adiado para o segundo semestre. De acordo com a bancada estadual, o cancelamento do evento se deveu principalmente à crise política que afeta o país, fato que impossibilitaria, por exemplo, a presença de senadores e deputados federais.

O deputado
Edmir Chedid (DEM) declarou: "Esta foi uma decisão unânime da bancada estadual do Partido Democratas após as denúncias veiculadas pela imprensa que afetam diretamente os poderes em Brasília-DF. Por isso, decidimos adiar para o segundo semestre o evento, que também iria reunir os prefeitos, os vice-prefeitos, vereadores e presidentes do partido".

Uma das
propostas do I Encontro Estadual do Democratas também era oferecer suporte técnico e jurídico aos gestores públicos que assumiram o mandato no início deste ano. Ótimo assunto para ser discutido e implementado. De acordo com a bancada estadual, todas as propostas serão mantidas para o evento no segundo semestre, que deverá ocorrer entre agosto e setembro, conforme o cronograma da Assembléia Legislativa de SP.

Na sessão
ordinária da próxima segunda-feira (29 de maio), os vereadores do legislativo jalesense vão votar quatro projetos de lei de autoria do Executivo, abrindo crédito adicional no valor de R$ 1.900.000,00 referente a emendas parlamentares para recape asfáltico em diversas ruas da cidade. A contrapartida da Prefeitura será de R$ 16.839,45. Bom sinal. As nossas vias públicas aos poucos vão ficando ao gosto dos motoristas.

Só que há
mais ruas na cidade que vão precisar do recape. E dinheiro, vai mesmo ser preciso muito mais. Não existe um pulo do gato, uma forma bem bolada de resolver o recape na cidade. Todos os prefeitos, em todas as cidades, precisam fazer recape. O que se há de fazer? Somente manter as contas municipais equilibradas. Isso é possível.

Os analistas
políticos lá do botequim da vila estão cismados com o povo brasileiro. Se um político rouba, o povo não perdoa. Se um juiz comete um deslize, o povo condena. Se um personagem público mente, o povo desce a ripa. Êta, sô! O povo brasileiro tá mudado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário