Páginas

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Região de Rio Preto registra queda de 14,77% em roubos em geral e de 14,29% de roubos de veículos em março


No Estado de São Paulo, número de homicídios cai 2,59% e o de roubo de veículo tem queda de 4,14% em março com o mesmo período de 2016
A região de São José do Rio Preto registrou queda de 14,77% no número de roubos em geral em março, comparando com o mesmo mês do ano passado, caindo de 264 para 225 casos. No acumulado do ano, a redução foi de 14,43%, caindo de 686 para 587. A taxa de homicídios na região em março foi de 7,29 casos por 100 mil habitantes e de 7,56 pessoas mortas a cada 100 mil habitantes.

Roubos de veículos apresentaram diminuição de 14,29%, passando de 21 para 18. Nos três primeiros meses do ano, registrou queda de 33,33% com o mesmo período de 2016, passando de 72 para 48 ocorrências. Estupros tiveram redução de 16,67%, caindo de 48 para 40 casos.

O Estado de São Paulo apresentou redução de casos de homicídio doloso e de roubos de veículos no mês de março. No trimestre, houve diminuição dos furtos de veículo e aumento no número de flagrante de tráfico de drogas.

Em março, o número de casos de homicídio doloso caiu 2,59% em relação ao mesmo mês do ano passado. O total baixou de 309 para 301 e foi o menor da série histórica. Já no trimestre, o recuo foi de 1,35% – de 890 para 878, também um recorde para o período.

Apesar da redução das ocorrências, o número de vítimas de homicídio subiu 0,63% no mês, passando de 318 para 320. De janeiro até o mês passado, a elevação foi de 2,73% – de 917 para 942, com 25 a mais.

Com as variações, as taxas de homicídios chegaram a 8,03 casos e 8,47 vítimas a cada grupo de 100 mil habitantes no período de abril de 2016 a março deste ano. As duas são as menores para o período desde o início da série histórica em 2001.

Em março, as extorsões mediante sequestro ficaram estáveis em dois casos. Nos três primeiros meses, houve estabilidade de seis. Os estupros aumentaram 7,59% no mês (de 909 para 978) e 7,45% no ano.

Roubos e furtos de veículos
Os roubos de veículo caíram 4,14% em março. O total de ocorrências baixou de 6.619 para 6.345, com 274 a menos. Já no trimestre, houve uma redução de 6,39% - de 19.196 para 17.970, com 1.226 a menos. Ambos os períodos chegaram aos menores totais desde 2010.

No mês, os furtos de veículos apresentaram alta de 0,76% e o número de boletins de ocorrência subiu de 9.787 para 9.861, com 74 a mais. Isso não impediu que o trimestre atingisse a menor quantidade desde 2011. No período, a redução foi de 4,42% – de 27.809 para 26.581.

Outros crimes
Os latrocínios aumentaram 19,23% no mês, de 26 para 31, e 35,06% no período acumulado do ano – de 77 para 104. O número de vítimas de latrocínio subiu 14,81% – de 27 para 31 – em março e 34,18% no ano.

Os roubos em geral subiram 2,88% (de 29.407 para 30.253) no mês e 1,60% no trimestre. Já os furtos em geral tiveram em março uma alta de 8,84%, passando de 44.754 para 48.710. Em três meses, houve elevação de 5,94%.

No terceiro mês do ano, os roubos banco aumentaram 22,22%, de nove para 11 casos; já no período acumulado, a alta foi de 25%. Os roubos de carga aumentaram 29,84% no mês e 28,35% no trimestre.

Produtividade policial
O trabalho das polícias Civil e Militar resultou em 16.782 prisões realizadas no mês de março. No primeiro trimestre, foram 46.765 prisões. Além disso, 1.312 armas de fogo foram retiradas das ruas no mês passado.

Com um aumento de 7,19% – de 3.989 para 4.276 –, os flagrantes de tráfico de drogas atingiram a maior quantidade da série histórica para março. Já em três meses também houve recorde, com acréscimo de 3,23% nos casos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário