Páginas

sábado, 22 de abril de 2017

Em exame
à prestação de contas dos recursos de R$ 28.310,49 – repassado em 2010 pela Prefeitura de Jales à Associação dos Moradores do Conjunto Habitacional José Antônio Caparroz Bogaz (JACB-I) –, a fiscalização do TCESP apontou diversas irregularidades.
A Associação
dos Moradores foi condenada a fazer a devolução dos valores recebidos aos cofres públicos e a não receber novos repasses. Foi determinado à Prefeitura que, caso a devolução não ocorra no prazo previsto, a Associação deve ser inscrita na dívida ativa. O ex-prefeito Humberto Parini foi multado no valor de 200 UFESP’s (R$ 5.014,00).
A principal
falha na concessão da subvenção, segundo a fiscalização do TCESP, consiste no fato de a entidade beneficiária não prestar serviços essenciais de saúde, educação ou assistência social, nos termos do exigido pelo Artigo 16, da Lei 4320/64. Publicação no D.O.E. em 13/04/2017.
Segundo o TCESP,
Decorrido o prazo, sem interposição de recurso, a autoridade deverá ser notificada, nos termos do Artigo 86, da Lei Complementar n° 709/93, para pagamento da multa imposta, implicando o não recolhimento, sua inscrição em dívida ativa.
Não é bem

verdade que temos uma democracia excelente e que estamos num estado de direito perfeito. Temos, sim, muito chão a percorrer para chegar até lá. Mas já é tempo de os administradores públicos agirem em conformidade com suas assessorias jurídicas. Não compensa ficar dando mole para o TCESP.
Para a maioria
da cúpula da Câmara e do Senado, os oito ministros que serão investigados com base nas delações da Odebrecht deveriam ser afastados do cargo, mostra o Painel do Poder. O Presidente Temer diz que só vai afastar quem for denunciado criminalmente. Por essa e outras, Michel Temer tem apenas 9% de aprovação do seu governo no jornal Estadão.
Na relação
divulgada pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava ato no STF, dos políticos que serão investigados, consta o nome do jalesense Carlos Rayel como intermediário político do senador da República pelo Rio de Janeiro, Lindbegh Farias (PT), relatado pelos delatores como intermediário de recursos no valor de R$ 5.398.000,00 junto à empresa Odebrecht.
O governador
Geraldo Alckmin assinou, nesta terça-feira (18), a nomeação de 1.118 aprovados em concursos públicos para as polícias Civil e Técnico-Científica do Estado de São Paulo. São 1.040 cargos para policiais, 62 para oficiais administrativos e 16 para técnicos de laboratório.
Para a Polícia
Civil, serão nomeados 922 novos agentes: 74 delegados, 321 investigadores e 527 escrivães. Já a Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC) passará a contar com mais 118 agentes, sendo 57 médicos legistas e 61 peritos.
Será que
os nossos políticos, isto é, os tucanos, conseguiram a nomeação para Jales de um médico legista? Não haverá hora mais propícia do que esta.
No anoitecer
desta quarta-feira, 19 de abril, Dia de Santo Expedito, Padroeiro de Jales, representantes das emissoras de rádio, jornais, blogueiros e convidados, participaram de um comes e bebes com o prefeito Flá Prandi e o vice Garça. Assunto pautado: os 100 dias da administração municipal. Jales ainda tem muito a conquistar, mas com trabalho e vontade política, as melhorias vão chegar e como disse o prefeito Flá "muita coisa boa já está encaminhada".
Com o fim,
ou pelo menos grande redução na corrupção, o Brasil vai ter dinheiro suficiente para melhorar as estradas de rodagem e instalar novas ferrovias. Assim, vai poder exportar mais e obter maiores superávits na balança comercial. Vai ter mais recursos para investir em educação e saúde. Tudo isso poderá acontecer se a Operação Lava Jato não for boicotada.
Na Suécia,
um país muito rico, o salário dos deputados é de aproximadamente R$ 22 mil por mês. Eles moram em apartamentos funcionais de até 40 metros quadrados. E não reclamam; ao contrário, estão satisfeitos. Enquanto isso, aqui no Brasil os salários são de R$ 33 mil e os apartamentos de 225 metros quadrados. Não estão satisfeitos.
O povo
 
brasileiro já está dando mostra de que a paciência está ficando curta, de que deseja grandes mudanças no país. De verdade, isto não pode demorar muito a acontecer. Não se pode continuar negando um futuro próspero aos nossos jovens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário