Páginas

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Santa Casa de Jales conta com equipe de Captação de Órgãos

Não é preciso ir muito longe para querer ajudar alguém. A Santa Casa de Jales realiza há mais de cinco meses um trabalho constante de captação de provável doador de órgãos e tecidos.

Recentemente foi divulgado o caso de uma jovem no qual a mãe autorizou a doação de córneas e a equipe continua realizando esse trabalho sobre a importância da doação, expandindo e conscientizando as pessoas em poder contribuir com a vida de outras.

           
O provedor, Junior Ferreira, engrandeceu esse trabalho realizado pela comissão e parabenizou pessoalmente toda a equipe. “Para a instituição esse trabalho é grandioso, pois a mobilização feita por colaboradores capacitados também envolve outros municípios como Marília, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto que são os lugares que recebem a captação dos órgãos e distribuem em todo pais, por meio do banco de dados nacional. Parabenizo a equipe de trabalho e todas as pessoas que autorizam a realizar esse bonito gesto”, destacou.       

A doação total de órgãos só acontece no caso onde é constatada a morte encefálica. De acordo com o coordenador da equipe de Captação de Órgãos da Santa Casa, Paulo Lima, após o diagnóstico de morte encefálica, a família é consultada e orientada sobre o processo de doação. Os órgãos que podem ser doados por pessoas diagnosticadas por morte cerebral são: córneas, rins, fígado, coração, pulmão, pâncreas e fêmur.

Ainda que seja relatado o desejo, a doação só poderá ser efetivada se realmente for um provável doador compatível com o receptor e a família autorizar por escrito. A comissão da captação de córneas do hospital conta com os enfermeiros, Paulo Lima, Jaqueline Fava, Celia Fiorentino e Rosimeire Angeline.

Nenhum comentário:

Postar um comentário