Páginas

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Língua de sinais é opção de curso para ampliar a inclusão de alunos surdos

Com ajuda de uma série de 16 episódios, o aluno aprende temas do cotidiano que facilitam a comunicação entre ouvintes e não-ouvintes dentro e fora das escolas
         Em 2016, mais 60 mil alunos matriculados na rede estadual paulista possuíam algum tipo de deficiência, incluindo a auditiva. Para facilitar a comunicação entre estudantes, classe e professores, a Secretaria da Educação criou o Curso de Libras Online (Língua Brasileira de Sinais). A proposta é que a escola tenha conhecimento da linguagem e possa assim garantir a inclusão de estudantes com perda parcial ou total de audição.
        A plataforma, disponível 24 horas na Escola Virtual de Programas Educacionais (Evesp), é composta por uma série de 16 episódios divididos em 2 módulos de exercícios. Os personagens são alunos surdos da própria rede. Ao longo do curso, o estudante aprende expressões de temas do cotidiano (família, escola, lazer). E assim como qualquer outro idioma, há características próprias, como sintaxe, morfologia e semântica.
        As aulas são abertas a alunos do Ensino Médio e Ensino Fundamental a partir do 7º ano. Para se inscrever, é preciso informar o número do R.A (registro do aluno). Não é necessário fazer matrícula e todo conteúdo é gratuito. A duração do curso é de 80 horas e pode ser acessado a qualquer momento.
Cursos de idiomas
        Além de Libras, a Evesp também possuí outros cursos de idiomas. É o caso do inglês e espanhol online, destinados aos alunos do Ensino Médio regular e da Educação de Jovens e Adultos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário