Páginas

sábado, 17 de dezembro de 2016

Vereadores aprovam outorga de título de “Cidadão Jalesense” a historiador

Em sessão ordinária na Câmara Municipal de Jales na noite de segunda-feira, 12 de dezembro, foi aprovado por unanimidade o Projeto de Decreto Legislativo nº 5/2016 de autoria do vereador Gilberto Alexandre de Moraes (DEM) que concede o título de "Cidadão Jalesense" ao memorialista e historiador Genésio Mendes Seixas pelos relevantes serviços prestados ao município, especialmente no registro de sua história.

Genésio Mendes Seixas (FOTO) nasceu em 8 de junho de 1935 no município de Tanabi. É filho do lavrador Falcondes Mendes de Seixas e de dona Alice Maria Seixas. Acompanhando seus pais, no ano de 1945, Genésio mudou-se para Jales. Em 1946 passou a trabalhar como carreiro, transportando lenha, tijolos, móveis e outros objetos do gênero, em carro de boi.

Mais tarde foi aprovado em admissão na Escola de Especialistas da Aeronáutica da Força Aérea Brasileira - FAB, em agosto de 1956, na cidade de Guaratinguetá. O curso teve a duração de dois anos, e Genésio concluiu com a graduação de 3º Sargento. A partir de então seguiu carreira militar na aeronáutica.

Genésio retornou a Jales no ano de 1989. Pelo fato de ter a tendência de escrever exaltando fatos e a preservação da memória do pioneirismo de Jales, publicou diversas obras, relacionadas a seguir:

· Colunas em jornais – Iniciou pesquisas sobre o leito da antiga estrada boiadeiro, fotografando suas marcas históricas como cemitérios, capelas, casarões e cruzeiros. Os veículos de comunicação, em destaque o Projeto Memória, num total de 85 fascículos do Jornal de Jales, deram ampla cobertura para o pretendido resgate da primeira via de comunicação – 1995.

Livro "Vila Jales" - 1947 – Aproveitando fotos, pinturas de maquetes e textos, publicou o primeiro livro com recursos da Secretaria Municipal de Educação, em 2001.

Livro "Jales – Precursores e pioneiros" – Incentivado por jornalistas, professores e pioneiros, juntou matérias publicadas com recheio de novas descobertas e escreveu o primeiro livro catalogado na Biblioteca Nacional – BN.

Fundação de Jales em poema – Pequeno volume ilustrado em estilo épico - panegírico aos primeiros moradores de Jales.

Livro "Memórias de Jales" – até a instalação da Comarca - Continuação de "Jales - Precursores e pioneiros" – relata fatos históricos ocorridos até o ano de 1953. Segunda obra catalogada pela BN.

Livro "Do carro de boi ao trem de ferro" – Em participação com as crianças das 3ª e 4ª séries do fundamental – 67 alunos apresentaram 90 ilustrações. Terceiro catalogado pela BN.

Livro "Beija–flores" apagando incêndio - Alunos da 7ª série são co-autores desse livro como vigilantes do meio ambiente.

Álbum dos pioneiros – último trabalho concluído, conta com 300 fotos dos primeiros moradores de Jales e sitiantes das cercanias, que chegaram antes do ano de 1950.

Nenhum comentário:

Postar um comentário