Páginas

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Captação de órgãos é realizado na Santa Casa de Jales

A mãe da jovem que aceitou a doação das córneas e o enfermeiro e coordenador da comissão, Paulo Lima. (foto/crédito santa casa jales)

Há cinco meses a Comissão de Captação de Órgãos e Tecidos foi reativada na Santa Casa de Jales, sendo que esta equipe é formada por enfermeiros da instituição aptos a realizar procedimentos de captação de provável doador.

A finalidade das doações tem o princípio fornecer órgãos àqueles que precisam de um transplante para sobreviver, além de conscientizar a população para a humanização do cidadão.

Recentemente a Santa Casa realizou a captação de córneas da jovem Gislaine Cristina Ribeiro, moradora de São Francisco, que permaneceu internada durante dias na Unidade de Terapia Intensiva – UTI e veio a falecer.

O enfermeiro e coordenador da comissão Paulo Lima, explica que a abordagem a família sobre esse assunto é feita de forma respeitosa, na qual a comissão comunica detalhadamente sobre a possibilidade de a vítima ser um potencial doador.

"Percebemos que a Gislaine tinha condições de ser uma doadora, apesar do sofrimento da família, temos que falar sobre esse assunto para que estejam conscientes de que o ente querido pode ajudar o próximo", relatou Paulo.

Mesmo em um momento de muito sofrimento a mãe da jovem Maria Socorro Montanari relatou que a filha tinha medo de ficar cega por conta da diabetes e não pensou duas vezes quando foi abordada.

"Não conhecia sobre esse assunto e quando os enfermeiros me falaram sobre possibilidade autorizei, assim estaríamos salvando outras vidas e mesmo não estando mais aqui, ela ajudou outra pessoa a enxergar. Já falei para a minha família que também quero doar meus órgãos", disse Maria.

Ainda que seja relatado o desejo, a doação só poderá ser efetivada se a família autorizar por escrito. O próximo passo é comunicar a central de transplante do estado de São Paulo, o qual realiza a triagem dos prováveis receptores compatíveis que encontram-se na lista de espera.

A retirada de córneas são realizadas na Santa Casa de Jales por enfermeiros capacitados e encaminhadas para o banco de olhos de São José do Rio Preto. Para a captação total é disponibilizada uma equipe multidisciplinares de cada especialidade a ser transplantada. A comissão atua 24 horas dentro da instituição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário