Páginas

sábado, 26 de novembro de 2016

Reflexões: Em Paz

Adelvair David

www.addavid.blogspot.com
 
Uma conquista emocional importante para o homem é a da paz.
Nem a ascensão material, a saúde física perfeita, a beleza e ou outro benefício desejado equivale ao que a paz pode proporcionar àquele que a tem.
É comum ouvir-se: "eu não tenho paz", e isto da boca de renomadas personalidades, mas também de homens do cotidiano comum em todo o mundo. Sem dúvida, não se ter paz é razão mais do que suficiente para se experimentar muitos dissabores na vida, mesmo confortavelmente rodeado de coisas e pessoas. O imediatismo, o prazer a qualquer custo, tem feito mais infelizes do que ditosos, demonstrando que, se por um lado o homem deseja experimentar o que as suas sensações lhe propõem, é o sentimento, a paz, o que lhe dará segurança e tranquilidade na caminhada.
Ela é um estado de alma que, segundo os espíritos venerandos é o produto principalmente da consciência tranquila, da confiança em Deus e da fé no futuro. Os enganos comportamentais voluntários trazem amargura, a descrença em Deus gera insegurança e fragilidade, a falta de fé no futuro e em dias melhores nesta ou em outra existência, faz do momento presente doloroso uma penosa carga que se carrega para lugar nenhum.
A verdadeira paz pode ser também compreendida conforme nos disse Jesus: "a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá", uma paz edificada nos seus exemplos, na maneira como Ele ensinou que o homem deve viver sendo a Sua mensagem um roteiro seguro para conquista-la no espírito.
O mundo que o homem aguarda, cheio de paz, será construído no sentimento ao transformar-se em atitudes benéficas irradiando-se do seu coração por toda parte, o que lhe fará experimentar alegria de viver e esperança, mesmo em meio adverso.
O EXERCICIO DO AMOR INCONDICIONAL É A VERDADEIRA PAZ.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário