Páginas

sábado, 12 de novembro de 2016

Depressão tem cura?

Flávio Rodrigo Masson Carvalho
Professor do UNIBAVE – Orleans - SC
 
 
Estar deprimido, é vivenciar a dor mais profunda.
A depressão entra na sua vida sem ser convidada. Ela é uma intrusa, que entra na sua casa pela porta dos fundos, pelas janelas, e entra sem avisar, e depois que se instala, passa a comandar a sua vida. Proporcionando uma tristeza profunda, que acomete toda a família do deprimido.
A depressão promove uma angustia desmedida. Uma forte sensação de "não querer mais viver".
A depressão afeta sobre maneira os relacionamentos interpessoais. Torna o convívio com outras pessoas um verdadeiro martírio.
É muito importante um diagnóstico correto de depressão, pacientes podem receber indicação de psicoterapia, medicação, prática de atividade física, melhora de outros problemas de saúde, entre outros. Independente da técnica ou intervenção proposta, o foco do tratamento deve ser a melhora completa de todos os sintomas que sugiram dentro do quadro depressivo. 
A depressão é um doença multifatorial, ou seja, os fatores genéticos, biológicos e psicossociais sempre se somam para configurar o quadro depressivo de cada paciente.
A depressão se caracteriza pela falta de amor!
Aquele que está deprimido não está amando. Não está se amando, e não está amando ninguém. Está faltando amor em sua vida.
A falta de amor na vida, faz com que a mesma fique estéril, sem sentido, sem graça. A falta de amor, deixa a vida sem nenhum significado.
A vida tem que ser intensa, prazerosa, mesmo com todas as dificuldades normais da mesma, ela tem que ser alegre, proveitosa. A vida é a Grande Mestre, aquela que nos fará evoluir como seres humanos.
A vida é por demais preciosa, por isso não podemos permitir que a depressão nos roube o prazer de viver.
Então, a cura da depressão passa pelo amor!
Diferentes tipos de amores. O primeiro é o amor próprio. Precisa se amar, para que o tratamento seja um sucesso. É preciso amar a todos, e também ser amado.
Quanto mais se instala a depressão, mais forte ela fica, e mais o deprimido vai deixando de se amar, e amar as pessoas.
O amor é forte antídoto contra a depressão!
O amor que necessita, está no seu interior, ou seja, buscar o amor que se encontra no fundo do seu ser. No seu coração, na sua mente, nas suas entranhas.
Busque o AMOR no fundo da sua ALMA.
Mas é preciso dar o primeiro e mais importante passo na cura da depressão, que é o QUERER! Ou seja, a sua vontade! E não basta somente querer. Tem que buscar ajuda. Lançar mão de todo o arsenal possível nesta guerra contra a depressão. E dentre este arsenal, o mais importante, e mais poderoso é o amor.
O QUERER é mesmo PODER!
Se você quiser realmente se curar da depressão, você vai poder.
Tem que QUERER de coração. Toda sua vontade tem que estar contida neste querer. Você terá que investir na RAZÃO, nas EMOÇÕES, na sua INTELIGÊNCIA, e principalmente na HUMILDADE.
O deprimido tem que ter a humildade de reconhecer que está doente. Tem que respeitar esta doença. Tem que buscar, e aceitar AJUDA.
Seja humilde! Busque ajuda! Se ame mais! Ame a todos! Ame a vida! Seja mais feliz!
DEPRESSÃO TEM CURA!
No próximo artigo: dicas, tratamentos e prevenção contra a depressão.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário