Páginas

sábado, 26 de novembro de 2016

Depressão e Espiritualidade

Flávio Rodrigo Masson Carvalho
Professor do UNIBAVE – Orleans - SC
 
 
A depressão é uma doença tão antiga quanto o homem. Encontramos homens deprimidos em todas as épocas da história.
A depressão é uma doença de todos os tempos, e está presente nos dias atuais, podendo-se afirmar que muitos são os depressivos célebres e somam-se, aos milhões, os doentes que jazem no anonimato.
A depressão acontece em todas as idades, inclusive na infância. Uma tese apresentada em um congresso de psicanálise em Roma, no ano de 1953, mostrou que a falta de carinho e atenção pode causar depressão. A experiência foi realizada com 165 meninos que conviveram com as mães durante pelo menos seis meses e depois se afastaram por algum motivo. No primeiro mês, os bebês começavam a chorar mais, se tornavam tristes e mantinham distanciamento das pessoas que se aproximavam. No segundo, já não tinham a mesma qualidade no ganho de peso e altura e no terceiro, se as mães não retornassem, passavam a adquirir infecções com maior facilidade. Alguns chegavam a falecer. No caso das mães voltarem, os bebês se curavam da depressão. Isso mostra que o amor é um elemento valioso para tratar o problema.
Do ponto de vista da Psicanálise Humanista, o amor, desde a infância, é fator primordial e começa dentro da família. Se há uma relação sincera entre os parceiros, a criança vai crescer dentro de um lar estruturado, mesmo com todas as dificuldades naturais de uma relação humana. O indivíduo aprende desde cedo a lidar com a insatisfação, com as crises, com o respeito, amizade, desprendimento e outros aspectos importantes nos relacionamentos.
O deprimido se equivoca em relação ao que pensa sobre si mesmo. A baixa auto-estima, os pensamentos negativos faz com que ele tenha um entendimento todo distorcido, não somente sobre tudo, mas principalmente sobre si mesmo.
Segundo Humberto Pazian, autor do livro Meditação, ele diz que meditar é "estar" com Deus e isso traz paz e harmonia.
Meditar alguns minutos pela manhã e pela noite, diariamente, são um excelente começo.
Na sua meditação, o mais importante é buscar a presença Divina em todo o momento possível e sem dúvida a maneira mais apropriada chegará até você. Ou seja, é só começar, e através da meditação se conectar com o Divino.
Meditar alguns minutos, todos os dias, estar aberto para o amor, se conectar com o Divino. Mudar a sua vibração, a sua energia, pensando positivamente, afastando todo e qualquer pensamento negativo, sorrir mais, mesmo que forçadamente.
O mais importante no combate a depressão, ter uma vida espiritual. Desenvolver a sua espiritualidade. Sem nenhuma conotação religiosa. Se você tem uma religião, tudo bem, pode usar a sua religiosidade no desenvolvimento da sua espiritualidade.
Toda religião ensina o Bem. Toda religião te ensina a trilhar o caminho da bondade, humildade e ajudar o seu semelhante. Você pode começar meditando sobre isso.
A boa leitura. Ler coisas positivas, instrutivas, e meditar sobre o que leu. E o mais importante, colocar em prática os bons ensinamentos.
A melhor maneira de se espiritualizar é através da prática.
Ocupe seu tempo ocioso com atividades salutares como: atividade física, meditação, trabalho comunitário, visitas a asilos, creches, APAEs, etc.
Se envolver em atividades que ajudarão você a progredir como ser humano, e espírito eterno.
A grande dica, não somente no combate a depressão, mas também na sua prevenção, e de muitas outras patologias cruéis e para o seu crescimento espiritual é: praticar ostensivamente o bem.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário