Páginas

sábado, 8 de outubro de 2016

Ética e Justiça

Flávio Rodrigo Masson Carvalho
Professor do UNIBAVE – Orleans - SC

 
A ética trata do comportamento do homem, da relação entre sua vontade e a obrigação de seguir uma norma, do que é o bem e de onde vem o mal, do que é certo e errado, da liberdade e da necessidade de respeitar o próximo.
Ética: Valores que definem o que: quero – posso – devo.

Porque nem tudo que eu quero eu posso, nem tudo que eu posso devo e nem tudo que eu devo eu quero!
Instrumento fundamental para a instauração de um viver em conjunto.
A ética é a base para a construção do mundo político. Condição necessária para a sobrevivência da espécie humana.
A ética é a teoria acerca do comportamento moral dos homens em sociedade, ou seja, ela trata dos fundamentos e da natureza das nossas atitudes normativas.

A ética revela que:
Nossas ações tem efeitos sobre a sociedade;
Cada homem deve ser livre e responsável por suas atitudes
A justiça é a principal das virtudes;
Nossos valores têm uma origem histórica;
Cada moral é filha do seu tempo;
Devemos adequar nossas vontades às obrigações sociais.

Questão central da ética:
Como devo agir em relação aos outros?
A justiça é a base institucional da coesão social. Condição de possibilidade à conquista da paz.
O termo justiça, de maneira simples, diz respeito à igualdade de todos os cidadãos.
É o princípio básico de um acordo que objetiva manter a ordem social através da preservação dos direitos em sua forma legal (constitucionalidade das leis) ou na sua aplicação a casos específicos (litígio).
A prática do bem e da justiça envolve: Respeito às leis e Intenção individual de cada Sujeito (autonomia).
Enfim, a Justiça é meta distante e futura advinda das lutas sociais, na interpretação alternativa que faz-se necessária, que alguns juristas chamam de uso alternativo do Direito.
Concluímos que a justiça depende da ética para se concretizar.

Sem ética não há justiça.


Nenhum comentário:

Postar um comentário