Páginas

terça-feira, 9 de agosto de 2016

O fascínio do direito


Luiz Gonzaga Bertelli*
 Uma das mais antigas profissões do mundo, o direito exerce grande fascínio nos jovens, convencidos de que, sem o direito, não há justiça. O jurista Ives Gandra da Silva Martins, professor emérito do CIEE, costuma dizer que o direito é a mais universal das aspirações humanas, pois sem ele não há organização social. Com o desenvolvimento das relações sociais, da vida moderna, da tecnologia e da globalização da economia e da política, as perspectivas e os campos de atuação para o profissional que virá a advogar se ampliaram.
O direito é dinâmico, acompanha as mudanças da sociedade, sempre em busca de soluções para resolver as pendências e atritos entre as pessoas. Segmentos novos surgem com grandes oportunidades para os estudantes, como direito do petróleo, desportivo, ambiental, do consumidor e eletrônico (que engloba as novas relações com redes sociais e internet).
Com isso, é cada vez mais salutar que o estudante de direito procure estágio durante o período da graduação, para que já tome contato com a prática jurídica, antes mesmo de formado. O estágio é um importante mecanismo para que o jovem conheça, com profundidade, a carreira e, dessa forma, possa conseguir sua inserção no mercado de trabalho.
Na área do direito, a prática de estágio é bastante comum. Atualmente quase 50 mil estudantes da graduação participam da capacitação prática em empresas, escritórios de advocacia, órgãos públicos e entidades pelo país. Um bom contingente desses estudantes também estagia ao lado de experientes profissionais liberais, que também podem contratar estagiários, de acordo com as normas da Lei de Estágio (n.°11.788/2008).
Na quinta-feira, dia 11, comemora-se o Dia do Advogado, data que remete à assinatura de D. Pedro, em 1827, que criava os dois primeiros cursos de direito no país, em Olinda/PE, mais tarde foi transferida para Recife, e em São Paulo, no Largo São Francisco, uma referência até hoje na formação de juristas. Nada mais justo do que prestar homenagem aos profissionais e aos jovens que buscam no ensino jurídico impulso para o sucesso em uma das carreiras fundamentais para a legalidade, a ética e o desenvolvimento do país.
 
*Luiz Gonzaga Bertelli (foto) é presidente do Conselho de Administração do CIEE, do Conselho Diretor do CIEE Nacional e da Academia Paulista de História (APH).
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário