Páginas

sábado, 20 de agosto de 2016

Flá Prandi é candidato único em Jales

Cinco parlamentares da atual Legislatura
não estarão na urna eletrônica de outubro
 
Pelo menos, é o que indica a lista de candidatos a vereador divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na segunda-feira, 15 de agosto: Claudir Aranda da Silva (PDT) é vereador por cinco legislaturas; Gilberto Alexandre de Moraes (DEM) foi eleito por quatro legislaturas; Pérola Maria Fonseca Cardoso (PT) está em seu segundo mandato consecutivo, como também ocorre com o vereador Sergio Yoshimi Nishimoto (PTB). O vereador Fagner Amado Pelarini (Nenê do Ptshop) assumiu em 2015 a vaga de André Ricardo Viotto (PSD) cassado por decoro parlamentar. Os cinco parlamentares não vão disputar nenhum outro cargo nestas eleições.
Claudir Aranda e Gilberto Alexandre como também Sergio Nishimoto já vinham anunciando que não concorreriam à reeleição. A petista Pérola Cardoso anunciou que não concorreria quando da convenção de seu partido. A surpresa ficou por conta do vereador Fagner Amado (PRB), o Nenê do Petshop (foto) que optou por não concorrer ao pleito de 2 de outubro.
Ao anunciar que desistiria da vida política, Nishimoto se disse desiludido com o atual momento político "principalmente pelas dificuldades encontradas na prefeitura" e que esse é o momento de dar oportunidade aos mais novos, e assim garantir uma renovação no Legislativo.
Dos atuais vereadores vão disputar a reeleição: Jesus Martins Batista (DEM), Luis Fernando Rosalino (PT), Tiago Abra (PP), Nivaldo Batista de Oliveira (PSD) e Rivail Rodrigues Junior (PSB).
Vão disputar as dez cadeiras no legislativo jalesense 95 candidatos a vereador distribuídos em doze partidos políticos. O PSB registrou 16 candidatos, o PPS 14 nomes, o PSDB e o DEM 13 cada. O PSD e PRP inscreveram apenas um candidato.
Os registros dos candidato estão sendo analisados pela Justiça Eleitoral portanto pode haver ou mudanças quando ao número de postulantes ao cargo de vereador.
 
Candidatura única- Por outro lado, a disputa ao Poder Executivo jalesense se restringiu apenas a uma candidatura. Na divulgação pelo TSE sobre todos os candidatos que pediram registro à Justiça Eleitoral constava apenas o nome do candidato Flavio |Prandi Franco (Flá Prandi) do DEM,, tendo como vice José Devanir Rodrigues (PMDB).
Voto próprio - De acordo com a Lei das Eleições, será considerado eleito prefeito, o candidato que obtiver a maioria dos votos, não computados os em branco e os nulos. Ou seja, no caso de municípios com apenas um concorrente, basta que o candidato obtenha um único voto válido para ser eleito. Isso significa que, na prática, Flá Prandi só precisa do seu próprio voto para chegar à Prefeitura.
Flá Prandi da coligação "União por Jales" é apoiado por DEM / PMDB / PRB / PSD / PPS / PSB / PTB / PSDB / PRP / PEN / PV / PDT / PHS Segundo a relação de bens informado ao TSE, o patrimônio do candidato Flá Prandi é de R$ 299.453,07
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário