Páginas

sábado, 20 de agosto de 2016

Estudantes de Fernandópolis aprendem matemática de forma inovadora e tecnológica

Matemática pode parecer uma disciplina muito assustadora para a maioria das pessoas. Nas escolas da região de Fernandópolis a ideia é justamente desmistifica-la à medida que os alunos vão expondo o seu raciocínio e seus "medos" em relação à matéria. O ‘Matematicamente Falando’ é uma iniciativa voltada para alunos dos ensinos Fundamental e Médio, que consiste em uma participação mais direta dos alunos com gravações de vídeo para que eles expliquem oralmente o entendimento pessoal de situações ou problemas da disciplina.

A ideia inovadora, que partiu da professora-coordenadora do núcleo pedagógico de matemática da Diretoria Regional de Ensino de Fernandópolis, Delizabeth Malavazzi, tem auxiliado professores e alunos a encarar de frente os desafios da matemática

Professores podem avaliar o raciocínio, procedimentos e recursos utilizados pelos alunos para explicar um problema matemático por meio dos vídeos. Os estudantes, por outro lado, têm a oportunidade de fazer uma autoavaliação e entender com mais facilidade a explicação dos docentes. "Ao diagnosticar os aspectos da aprendizagem que os alunos não dominaram ou que dominaram parcialmente ao longo do bimestre durante as avaliações realizadas, a tendência do professor é voltar a explicá-los para toda a sala, fazendo correções na lousa. Em nosso entendimento essa estratégia não tem produzido o efeito esperado", diz a professora Delizabeth.

Foco aprendizagem – Os professores da rede estadual de ensino agora podem identificar com mais facilidade as dificuldades dos estudantes utilizando a plataforma Foco Aprendizagem. Com base nos resultados do Saresp (Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo) e da prova em larga escala da Secretaria, a AAP (Avaliação da Aprendizagem em Processo), aplicada bimestralmente a todos os estudantes a partir deste ano, a tecnologia cria mapas de cada sala de aula que facilitam os professores na localização das habilidades que precisam ser complementadas, priorizadas ou reforçadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário