Páginas

sábado, 6 de agosto de 2016

CitrusBR prevê estoques mais baixos da história

A Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR) informa que os estoques físicos de suco de laranja disponíveis em 30 de junho de 2016 (passagem da safra 2015/16 para 2016/17) somaram 351.567 toneladas, ante 510.393 no período do ano passado. O número confirma a tendência de redução anteriormente anunciada e agora aponta para a menor oferta de suco já registrada pelo setor.

Com uma safra de 245.740.000 caixas de 40.8 quilos estimada pelo Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus), cerca de 39.000.000 de caixas de 40,8 quilos devem ser destinadas ao mercado interno de fruta fresca. Sobrarão, portanto, 206.740.000 de caixas de 40,8 quilos para serem processadas por empresas associadas e não associadas à CitrusBR na corrente safra. Devido a condições climáticas adversas, a CitrusBR estima um rendimento industrial médio de 291,8 caixas necessárias para a fabricação de uma tonelada de FCOJ equivalente o que, se confirmado, será o segundo pior da história. Dessa forma, a produção total de suco deve alcançar apenas 708.499 toneladas no período, 18,1% menos que na safra anterior.

Somadas às 351.567 toneladas em estoque, mais aproximadamente 17.000 toneladas produzidas nos Estados do Paraná e Rio Grande do Sul que se incorporam aos estoques paulistas, a disponibilidade total de suco é estimada em 1.077.066 toneladas, ante uma demanda total estimada em 1.075.000 toneladas (1.040.000 em exportações e 35.000 para o mercado interno). Dessa forma, no caso de a demanda se manter estável, os estoques previstos para 30 de junho de 2017 devem somar 2.066 toneladas, o mais baixo nível da história. "Esse será, sem sombra de dúvidas um período desafiador para que nossas empresas mantenham seu ritmo de exportação ao longo de toda a safra", explica o diretor-executivo da CitrusBR, Ibiapaba Netto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário