Páginas

sábado, 18 de junho de 2016

Jales assina convênio no valor de R$ 4 milhões


 Prefeito Pedro Callado assina o convênio no valor de R$ 4 milhões para recape e infraestrutura (Foto: A2 Fotografia / Alexandre Moreira)
Por meio da Desenvolve SP (Agência de Desenvolvimento Paulista), o Governo do Estado de São Paulo firmou contrato de financiamento com sete prefeituras paulistas. As assinaturas ocorreram nesta sexta-feira (17), no Palácio dos Bandeirantes.
...
As prefeituras que firmaram convênios foram Cafelândia, Iperó, Jaboticabal, Jales, Limeira, São José do Rio Preto e Várzea Paulista. Ao todo foram liberados R$ 30,8 milhões.
"São investimentos em asfalto, saneamento, distrito industrial, estradas vicinais e infraestrutura, que trazem benefícios diretos aos municípios e melhoram a qualidade de vida da população", afirmou o governador Geraldo Alckmin na cerimônia de assinatura.
Com mais estes contratos firmados, a Desenvolve SP alcançou a marca de R$ 500 milhões em empréstimos. Desde 2009, a Agência já desembolsou mais de R$ 2 bilhões para a expansão e modernização de pequenas e médias empresas e municípios paulista
Melhorias
Os recursos financiados pela Desenvolve SP ao setor público são destinados para obras de infraestrutura das cidades, como o recapeamento de ruas e vicinais, a construção de arenas multiuso, distritos industriais e parques tecnológicos, a implantação de sistemas de iluminação pública, obras de sustentabilidade ambiental e de modernização da gestão pública, entre outros.

"Apoiar o desenvolvimento econômico e a qualidade de vida da população é um dos princípios da Desenvolve SP. Há sete anos que a instituição é parceira dos municípios e empresas paulistas, oferecendo crédito sustentável de longo prazo e incentivando o planejamento, a gestão eficiente e a geração de empregos e renda", diz Milton Luiz de Melo Santos, presidente da Desenvolve SP.
A liberação do crédito para os municípios ocorre após a comprovação da capacidade de endividamento das prefeituras e da aprovação da Secretaria do Tesouro Nacional, sendo que as garantias dos financiamentos são as cotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e/ou do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Do Portal do Governo do Estado
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário