Páginas

sábado, 18 de junho de 2016

Comerciantes preparam agenda de propostas para candidatos a prefeito

Com a proximidade das eleições municipais, os sindicatos patronais entre eles o Sindicato do Comércio Varejista de Jales, de 25 cidades do norte paulista têm trabalhado na elaboração de uma agenda de propostas a ser entregue aos candidatos a prefeito. A intenção é apresentar os principais problemas enfrentados pelos comerciantes da região, bem como indicar possíveis soluções. A consolidação do documento ocorrerá na quarta-feira, 22 de junho, às 10h, em São José do Rio Preto.

Tal material fornecerá aos participantes da disputa eleitoral mais informações sobre a realidade do comércio regional, permitindo que considerem em seus planos de governo ações voltadas à melhoria do setor. A expectativa dos empresários é que, se implantadas, as medidas resultem no fortalecimento da economia local e no consequente aumento dos postos de trabalho.

A referida reunião faz parte das ações da Coordenadoria Sindical Norte (CSN), órgão de trabalho da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Além dos presidentes de sindicatos, também comparecerão o superintendente da FecomercioSP, Antonio Carlos Borges, e assessores econômicos e jurídicos da Entidade.

Propostas
Um ponto que será discutido no dia 22 e deve integrar a agenda de propostas é a fiscalização dos vendedores ambulantes ilegais e das feiras itinerantes não regulamentadas. Além de colocar os consumidores em risco, por oferecer mercadorias de origem duvidosa e que não seguem os padrões brasileiros de segurança, o comércio ilegal concorre de forma desleal com os estabelecimentos legalizados, não gera empregos e tampouco recolhe tributos.

O impacto negativo dessa atividade para a economia da região de São José do Rio Preto, principalmente no que tange à perda de arrecadação e de empregos, foi estimado pela assessoria econômica da FecomercioSP. Os resultados obtidos, ainda inéditos, serão divulgados na ocasião.

A agenda de propostas deve contemplar também medidas voltadas à valorização do comércio de rua, à simplificação dos processos de abertura e fechamento de empresas e ao aperfeiçoamento das legislações municipais que regulam o funcionamento do comércio aos domingos, entre outros assuntos de interesse do empresariado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário