Páginas

sábado, 14 de maio de 2016

Henrique Eduardo Alves: turismo para enfrentar a crise econômica

Na primeira reunião ministerial com o presidente interino, Michel Temer, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, defendeu o setor de viagens como uma das atividades que responde com maior rapidez ao combate ao desemprego. O encontro foi no Palácio do Planalto, na manhã desta sexta-feira (13). Henrique Eduardo Alves também ressaltou que o turismo, atividade presente em todas as regiões do país, proporciona a distribuição de renda em todos os níveis desse segmento da economia.

"O respeito e reconhecimento ao setor que rapidamente gera emprego e renda vai impulsionar o desenvolvimento regional", disse o ministro quando lhe foi facultada a palavra pelo presidente Temer. Nos próximos dias, Henrique Eduardo Alves vai apresentar à equipe econômica do governo as prioridades da pasta. Ele citou como exemplo o projeto de criação das Áreas Especiais de Interesse Turístico, locais com licenciamento diferenciado e crédito facilitado. A proposta que tem como objetivo acelerar investimentos privados em regiões com vocação turística já comprovada está pronta.

Investir em infraestrutura, qualificação profissional, divulgação e segurança dos destinos turísticos estão entre as prioridades do ministro. Ele cita o exemplo da passagem da tocha olímpica que está percorrendo mais de 300 municípios brasileiros e divulgando o Brasil para o mundo até a chegada da Olimpíada, quando todo o planeta estará voltado para o Rio de Janeiro. Ele ressaltou que a passagem da tocha, além de envolver a população local com o espírito olímpico, simbolizado pela chama, tem revelado um Brasil desconhecido, até mesmo dos brasileiros.

Retomar o enfrentamento de gargalos que emperram a economia do turismo, também está nos planos do ministro que reassumiu a pasta na última quinta-feira (12). A liberação temporária de vistos para turistas americanos, canadenses, japoneses e australianos foi o primeiro passo para atrair mais estrangeiros ao Brasil, principalmente durante a Olímpiada. Henrique Eduardo Alves também abriu o diálogo sobre a regularização de jogos como forma de aumentar a arrecadação do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário