Páginas

sábado, 28 de maio de 2016

Anunciado mais 4.400 novas moradias populares; na região somente 60 casas para Dolcinópolis

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin assinou nesta segunda-feira, dia 23 de maio, no Palácio dos Bandeirantes, as ordens de início de serviços (OIS) para a construção de 4.440 unidades habitacionais em 39 municípios de nove regiões do Estado. Com as obras, 18 mil pessoas serão atendidas.

"Quatro mil e quatrocentas casas para que famílias possam sair do aluguel ou deixar de morar com parente, além de realizar o sonho e o direito à casa própria", comemorou o governador.

Na região de São José do Rio Preto serão construídas 612 novas unidades habitacionais.

"Os conjuntos habitacionais serão viabilizados por meio do Programa Parceria com Municípios, na modalidade Administração Direta. Os empreendimentos serão implantados em terrenos doados pelas prefeituras, que ficam responsáveis pela licitação e administrarão das obras, com repasse de recursos financeiros e supervisão da CDHU", explica o secretário de Habitação, Rodrigo Garcia.

Na sessão ordinária de segunda-feira, 23 de maio, os vereadores Luís Fernando Rosalino e Pérola Maria Fonseca Cardoso solicitaram ao prefeito Pedro Callado, como está o andamento do processo de liberação de 400 casas para construção de Conjunto Habitacional da CDHU em Jales e, ainda, se a municipalidade chegou a disponibilizar área para abrigar este conjunto habitacional que tenha sido rejeitada pela CDHU.

Os municípios que receberão os novos conjuntos habitacionais na região são: Adolfo (89 UHs), , Álvares Florence (107), Cosmorama (57), Dolcinópolis (60), Guapiaçu (199), , Santa Clara d’Oeste (46) e Ubarana (54) O presidente da CDHU, Marcos Penido, destaca que "o Estado de São Paulo é o único do país que destina 1% do seu ICMS para a habitação de interesse social", e explica a função da OIS "é um documento que autoriza o município a iniciar os trabalhos nos canteiros de obras".

Em toda a sua história a CDHU já entregou 514.037 mil unidades. No total, mais de dois milhões de pessoas vivem em moradias construídas por meio de programas habitacionais do Governo do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário