Páginas

sábado, 23 de abril de 2016

Preço do etanol em Jales é um dos mais baratos do Estado

Do G1 Rio Preto e Araçatuba

 
A promessa de uma boa safra de cana na região noroeste paulista começou a ter reflexo no preço do álcool. O litro do etanol ficou mais barato em algumas cidades, como em Jales (SP), onde a queda foi bem mais expressiva.

Em alguns postos têm até congestionamento, mas dessa fila, o consumidor não reclama não. O motorista está gastando menos com combustível. Em Jales, onde há uma semana, o litro do etanol custava em média R$ 2,49, hoje é encontrado por até R$ 2,19.

O preço da gasolina também caiu. O litro que era vendido por até R$ 3,50 na cidade, agora chega a custar R$ 3,29. "Muito bom o preço, acho que é o mais barato da região toda, pelo menos o que tenho observado", afirma a professora Jéssica Oliveira.

Tem gente até saindo de outras cidades para economizar na hora de abastecer. Também não é para menos. De acordo com uma lista de preços divulgados pela Agência Nacional de Petróleo, Jales tem o álcool mais barato do estado. "A gente é de Votuporanga, a gente vem de vez em quanto para Jales e então aproveita para colocar um combustível mais barato", diz o autônomo Carlos Alberto Cerantola.

Um dos principais motivos da alegria do consumidor é o início da safra da cana de açúcar, que aumenta a oferta de produto no mercado. Mas o gerente de posto Elison Nihi diz que em Jales há ainda outro fator que influencia nas promoções. "Os empresários da cidade acabaram pressionando os preços dos combustíveis para baixo e com o início da safra a perspectiva maior de oferta, isso tem pressionado os preços para baixo", afirma.

Em Araçatuba (SP), o preço do etanol teve uma queda de R$ 0,25 centavos. De R$ 2,89, para R$ 2,64. O litro da gasolina não teve alteração e é vendido a R$ 3,79. Em São José do Rio Preto, a queda foi um pouco menor, de R$ 0,10. O litro do álcool que custava em média R$ 2,89, agora sai por R$ 2,79. O presidente do Sindicato dos postos de combustíveis, Roberto Huerrara, tenta explicar porque o preço é tão diferente em cidades da mesma região. "O que ocorre em Jales é atípico, tanto é que é só lá, onde tem uma guerra de concorrência muito forte entre os postos da cidade e com isso eles trabalham praticamente no preço de custo", diz Huerrara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário