sábado, 14 de maio de 2011

Secretário Covas garante reavaliar decreto que proíbe pesca no Estado de SP


Mário Welber, Marcos Alves, Bruno Covas e Sebastião
Santos, na Secretaria de Estado de Meio Ambiente
Em reunião com o secretário de Estado de Meio Ambiente, Bruno Covas, na manhã de terça-feira, 10 de maio, em São Paulo, o deputado estadual Sebastião Santos (PRB) pediu aceleração da pasta na liberação ambiental para os projetos de aquicultura no território paulista.
O parlamentar também reivindicou uma avaliação no decreto estadual que tem impedido a pesca da maioria das espécies nos rios e lagos do Estado e sugeriu empenho no combate aos bagres africanos, peixes agressivos que foram introduzidos nos afluentes paulistas e que são responsáveis pela redução gradativa de outros cardumes.
O secretário recebeu os ofícios do presidente da Associação de Pescadores Ambientalistas, Marcos Alves Pereira, que acompanhou o deputado no encontro. "O decreto está atrapalhando muitas famílias que vivem da pesca. Elas precisam sobreviver e acabam trabalhando ilegalmente", disse Pereira.
Covas afirmou que uma reavaliação do Decreto Estadual 56.031/10 já está sendo realizada pela Fundação Zoológico, Polícia Ambiental e Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN) porque, segundo o secretário, há problemas de interpretação no texto. "A intenção é igualar o entendimento em todos os setores de fiscalização", garantiu.
Zoneamento Ecológico
"O Zoneamento Ecológico é dividido em cinco faixas de permissões para crescimento com alterações ambientais. Temos de levar esse formato para todo o Estado", explicou Covas.
– O secretário Bruno Covas disse que uma das metas de sua gestão é implantar o Zoneamento Ecológico no Estado de São Paulo. Ele afirma que apenas quatro dos 645 municípios paulistas estão adequados a esse sistema, que prevê a divisão em cinco faixas de permissão para crescimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

77ª Noite da Pizza Beneficente