Regularização Fundiária avança com conquista de documento que autoriza registro dos imóveis

O processo de Regularização Fundiária de Interesse Social realizado pela Prefeitura da Estância Turística de Olímpia, por meio da secretaria de Assistência Social, alcançou mais um objetivo. Isto porque, o município recebeu a Declaração de Conformidade Urbanística e Ambiental (DECUA), emitida pelo Programa Cidade Legal. O documento permite que a prefeitura inicie a etapa final da regularização fundiária que irá beneficiar 44 famílias que moram na antiga área da FEPASA (Ferrovia Paulista S.A.), no distrito de Ribeiro dos Santos.
A DECUA foi entregue à secretária de Assistência Social, Cristina Reale, e à diretora da divisão de Habitação, Adriana Piton, durante reunião em São Paulo, na última semana. O documento, que é mais uma licença de legalização do imóvel, será anexado aos cadastros das famílias e encaminhado para o cadastro imobiliário do município. Após este procedimento, será produzido o número de matrícula. Com isso, a divisão de Habitação dará entrada no Cartório do Registro de Imóveis e ­realizará os procedimentos legais para finalizar o registro dos loteamentos para que os moradores recebam seus títulos de propriedade.
Para Cristina Reale, o recebimento da DECUA demonstra o empenho da atual gestão em estabelecer políticas públicas habitacionais para atender os munícipes.
"As 44 famílias que serão beneficiadas pela Regularização Fundiária de Interesse Social receberão a propriedade do imóvel. Cada morador presente na área da FEPASA em Ribeiro dos Santos poderá dizer, literalmente, que tem sua casa própria. Isso garante direitos e, sobretudo, promove a dignidade da pessoa. Com esta nova etapa, em poucos meses será concluída a regularização fundiária", explica Cristina.
De acordo com o prefeito Fernando Cunha, o município segue trabalhando para que todos moradores integrados no processo de regularização sejam beneficiados. "Mais um passo foi dado com a entrega deste documento. A regularização está sendo esperada há muitos anos pelos moradores e cada avanço é uma nova conquista nesse processo burocrático. Com o recebimento da declaração poderemos, enfim, dar andamento no processo de desmembramento para que cada cidadão receba a escritura de seu imóvel dentro da legalidade", conclui o prefeito.
FAMÍLIAS BENEFICIADAS
No total, a regularização fundiária irá beneficiar cerca de 600 famílias do município. A área legalizada corresponde a uma extensão de quase 85 mil metros quadrados (m²), sendo quase 10 mil m², no distrito de Ribeiro dos Santos; e mais de 75 m², no Jardim Boa Esperança, na região do bairro Santa Ifigênia.
Em julho deste ano, o município já havia conseguido a DECUA do terreno do Jardim Boa Esperança, adiantando o processo para elaboração da escritura dos imóveis.
A escritura de toda área, que estava de posse da União, foi doada ao município no fim de março, após um longo período de espera, e registrada pelo prefeito Fernando Cunha no início de abril. A previsão é de que todo o processo seja finalizado até o fim deste ano. 
 
 
Entrega dos documentos  (2).jpeg
Entrega dos documentos  (1).jpeg
Entrega dos documentos  (3).JPG

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Morre médico jalesense Caio Altomari radicado em Lucas do Rio Verde MT

Nova Profissão: Entenda o que faz um book advisor

Bella da Semana completa 18 anos com ensaio inédito de Vitória Soares