Páginas

sábado, 15 de julho de 2017

SP promove IV Prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência

Com inscrições até 31 de agosto, além da participação de empreendedores com deficiência e empresas públicas ou privadas de micro, pequeno, médio ou grande porte, nova edição terá também empresas estrangeiras 
 
Com o objetivo de dar visibilidade às boas práticas relacionadas a inclusão profissional de pessoas com deficiência e estimular as demais organizações a aperfeiçoarem seus programas de respeito a diversidade humana, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência anuncia as inscrições para o IV Prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência. Além da participação de empreendedores com deficiência e empresas públicas ou privadas de micro, pequeno, médio ou grande porte, esta edição terá também empresas estrangeiras.  As inscrições podem ser realizadas até o dia 31 de agosto pelo site http://pmetcd.sedpcd.sp.gov.br e a premiação será em dezembro de 2017, em São Paulo.
 
As empresas brasileiras devem possuir o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) no Estado de São Paulo e as organizações estrangeiras podem ser de todos os segmentos econômicos com atuação ou não em território nacional, mas que tenham funcionários estrangeiros com deficiência e possuam registro oficial em seu país sede.
  
As corporações serão avaliadas pela promoção da política dos direitos da pessoa com deficiência, igualdade de oportunidades, grau de sustentabilidade dos projetos, disponibilidade de materiais e psicológicos, que viabilizem ao trabalhador com deficiência condição plena para desempenho de suas funções, visando sua inclusão social, autonomia e independência no ambiente de trabalho e potencial de reaplicação e multiplicação das iniciativas. No caso das grandes empresas nacionais, essas também serão analisadas sobre o cumprimento da legislação (Lei de Cotas).
 
Já os empreendedores com deficiência, serão avaliados pela relevância e qualidade das informações prestadas, principais desafios superados e relativos à deficiência, tempo de implantação e viabilidade, impacto e alcance da empresa, potencial de replicação e principais resultados alcançados.
 
A avaliação terá quatro etapas: inscrição no site, preenchimento de questionário, seleção das empresas finalistas e classificação da comissão julgadora. As três melhores pontuações de cada categoria serão premiadas.
 
Reconhecimento Global
 
Em 2016, durante o décimo aniversário da Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo promoveu na véspera do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, na sede da ONU em Nova York, o “Reconhecimento Global - Boas Práticas para Trabalhadores com Deficiência”. Na oportunidade, foram reconhecidas empresas nacionais e internacionais públicas ou privadas que contam com programas relacionados à diversidade humana. "Promover esta ação na sede da ONU é a materialização do pioneirismo das ações do Governo do Estado de São Paulo na inclusão das pessoas com deficiência. É o Estado de São Paulo disseminando o respeito às diferenças e a luta por equiparação de oportunidades para o mundo", destaca a secretária Linamara Rizzo Battistella.
 
 

Tabletes de maconha são encontrados em cobertores dentro de ônibus

 

Flagrante ocorreu quando ônibus interestadual passou pelo posto fiscal, na BR-262, em Três Lagoas

14 JUL 2017 - 10h:57 Por Kelly Martins
Ele teria saído de Ponta Porã, com destino a Santa Fé do Sul (SP), onde a encomenda seria entregue. Os fiscais realizaram vistoria no ônibus e nas notas fiscais das mercadorias apresentadas pelo motorista. O que levantou suspeita, segundo eles, é que o documento dizia que o produto era o valor de R$ 1 mil em jaquetas jeans e, não, cobertores.
Na nota consta o nome de uma transportadora de Ponta Porã. A Polícia Militar foi acionada e está no local. Os policiais também conferiram o documento e descobriram que trata-se de uma nota falsa. As embalagens de cobertores foram vistoriadas e os tabletes de maconha encontrados. Pesada a droga totalizou 291 quilos.
Além disso, um aparelho eletrônico sem nota fiscal também foi apreendido pelos policiais. O ônibus e os passageiros permaneceram alguns minutos no posto fiscal e já foram liberados.

Reunião discute propostas para área azul do município

 
Na tarde segunda-feira, 10 de julho, o secretário municipal de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Mobilidade Urbana Nilton Suetugo e o seu chefe de gabinete da Wellington Assunção apresentaram aos vereadores algumas propostas de modificação do sistema de Área Azul no per´metro urbano da cidade.

Os vereadores Fábio Kazuto (PSB), Vanderley Vieira – Deley (PPS), Bismark Kuwakino (PSDB), Adalberto Francisco de Oliveira – Chico do Cartório (PMDB) e Vagner Selis – Pintinho (PRB) puderam discutir melhorias no trânsito na área central da cidade.

Algumas das mudanças sugeridas são a implantação de um sistema informatizado para fazer a cobrança do serviço e a ampliação da quantidade de vagas para estacionamentos de motos.

As propostas ainda serão encaminhadas à Câmara Municipal através de PL e analisadas de modo a atender as necessidades do município para, posteriormente, fazer a contratação da empresa que será responsável pelo sistema da zona azul.

O procurador jurídico do Poder Legislativo, Rodrigo Vitoriano, também acompanhou a reunião.

Uma sociedade sem ética

por Luiz Gonzaga Bertelli presidente do Conselho de Administração do CIEE

 
É preocupante o resultado de uma recente pesquisa: para 90% dos jovens de 14 a 24 anos a sociedade brasileira é pouco ou nada ética. Nesse universo, não entram apenas os políticos – o que seria um efeito previsível diante da enxurrada de denúncias e processos contra eles. Os próprios familiares pertencem à categoria dos pouco ou nada éticos na opinião de 57% dos entrevistados, o mesmo acontecendo com os amigos, para 74%. E como eles veem a si mesmos? Se 63% dizem que buscam ter conduta correta no dia a dia, apenas 8% acreditam ser possível se ético o tempo todo.

Saindo do campo conceitual e caindo num questionamento mais objetivo, a firmeza se reduz. Enquanto mais de 50% concordam que, numa compra, é importante verificar se a empresa paga impostos e respeita o meio ambiente, 52% admitem comprar produtos piratas por serem mais baratos – e, pior, confiam que, com isso, não prejudicam ninguém, esquecendo que parte dos tributos custeiam serviços públicos.

Entre os aspectos lamentáveis da pesquisa, realizada pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (Etco) e o Datafolha, destacam-se três percepções negativas: 56% acham que, não importa o esforço, a sociedade sempre será antiética; é impossível ser ético o tempo todo (55%); e, para ganhar dinheiro, nem sempre é possível ser ético.

O estudo, entretanto, aponta um caminho para mudar essa visão sobre a ética, cuja valorização será um dos fatores que impedirá a repetição do triste desfile de empresários, executivos, governantes, políticos, funcionários de todos os escalões arrastados aos tribunais, sob a acusação de apropriação de dinheiro público. Acontece que, no quesito sobre profissionais com melhor imagem entre os jovens, a lista é encabeçada pelos bombeiros (nota 8,7), seguidos pelos professores (8,5).

Essa percepção lança sobre os docentes a missão de moldar, com a prática e a teoria, os corações e as mentes das novas gerações. Aliás, tarefa não exclusiva deles, mas, sim, de todos os brasileiros responsáveis e desejosos de construir um país mais justo e mais próspero.


Comerciantes de Votuporanga buscam alternativas para diminuir inadimplência

De acordo com dados do SCPC, em maio a cidade tinha cerca de 9 mil nomes cadastrados no sistema de proteção ao crédito; ACV promoveu encontro sobre o tema nesta quinta-feira (13/7)

Além de buscar meios de atrair o cliente em épocas de crise econômica, os empresários também lutam contra outra vilã, a inadimplência. Segundo dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), em maio Votuporanga tinha 9.440 pessoas registradas no banco de dados. O número é 4,2% menor do que foi registrado no mesmo período do ano passado e se manteve estável em relação a abril.

A preocupação foi tema do encontro promovido na ACV – Associação Comercial de Votuporanga nesta quinta-feira (13/7), no auditório da entidade, com comerciantes e profissionais responsáveis pelo caixa e cobrança das lojas associadas. A palestra "A importância da análise de crédito para sua empresa" foi ministrada pelo consultor de vendas da Boa Vista Serviços, Márcio Henrique Cruz.

"Uma das formas de ter mais segurança que irá receber é fazer uma análise criteriosa do cliente. O Score garante isso aos empresários, uma vez que apresenta um relatório com o comportamento nos últimos cinco anos, desse consumidor", explicou Márcio.

A nova plataforma de análise de crédito oferece um formato de pontuação, variando de 0 a 1000, a probabilidade do cliente pagar um crédito em dia. O cálculo é feito por meio de informações acrescentas pelos empresários no banco de dados da ACERTA, da Boa Vista Serviços. Quanto mais pagamentos em dia o consumidor tiver, melhor será a pontuação.

10ª Conferência Municipal de Assistência Social de Urânia





 
Nesta terça-feira, 11 de julho, foi realizada a 10ª Conferência Municipal de Assistência Social do município de Urânia. O evento teve como tema central a "Garantia de Direitos no Fortalecimento do SUAS".

A conferência, realizada na Câmara Municipal de Urânia, foi promovida pelo Conselho Municipal da Assistência Social – CMAS, em parceria com o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), Secretaria Municipal do Bem Estar Social/Órgão Gestor e Prefeitura Municipal.

De acordo com a presidente do CMAS, Jaqueline Oliveira, o evento foi participativo e contou com a presença do gestor do município de Ouroeste, Flavio Junior Costa, que falou sobre a necessidade de avaliar e propor diretrizes para o aprimoramento do Sistema Único da Assistência Social/ SUAS.

Para a gestora municipal, Letícia Pitelli, tratou-se de um momento democrático de discussão e protagonismo, além de articulação coletiva sobre as prioridades para a política de assistência social, visando o fortalecimento do sistema.

Participaram do evento o vice-prefeito, João Pega Lebre, a primeira-dama Andréa Rossini Domingues, o presidente da Câmara, Tomaz do Raio-X, os vereadores Silvanei Luiz (Passarinho) e Junior Fuzetto, além de representantes da saúde, educação e do social.

Planejamento Diocesano é discutido por leigos em Conselho Diocesano de Pastoral Ampliado

 
No último domingo, dia 9 de julho, a Diocese de Jales realizou na escola vocacional, em Jales, a segunda reunião do Conselho Diocesano de Pastoral Ampliado, com a participação representativa de leigos de toda a Diocese.

Com 103 presentes que representaram, todas as paróquias e quase paróquias; religiosas e fraternidades; seminaristas; pastorais, movimentos e organismos; também com a participação de todos os padres da diocese; dos membros do conselho diocesano de Pastoral, representando os setores; e também a presença do bispo diocesano, Dom Reginaldo e do bispo emérito, Dom Demétrio. Dando continuidade ao processo de planejamento pastoral diocesano.

"Foi um encontro justamente para que pudesse avançar o processo de planejamento diocesano, principalmente referente a realidade, aos desafios, levando em consideração os dois eixos ‘Missão e Formação’, e também olhando com carinho, para podermos dar alguns avanços em relação as urgências pastorais de nossa diocese. ", afirmou o Padre Coordenador Diocesano de Pastoral, Pe. Natalino Sérgio de Araújo.

Após a primeira reunião, de dezembro de 2016, foi feito um levantamento de todos os planejamentos das paróquias, quase-paróquias, pastorais, movimentos e organismos da diocese, elaborando uma síntese para estudo nesta segunda reunião.

"Teve bons elogios pelos textos que já haviam sido feitos por uma equipe diocesana, referente a este planejamento, porque levou-se em consideração todos os planeamentos que foram enviados das pastorais, movimentos, paróquias e quase-paróquias, então foi feito uma síntese com todos estes planejamentos e assim então este texto foi estudado em grupos e depois levado em plenária, como observação, ou uma constatação de algo que poderia ser alterado e talvez também falar sobre a questão referente ao planejamento.", concluiu o Pe. Natalino.

Na ocasião, também foi compartilhado informações referentes à Romaria Diocesana e ao Ano do Laicato. (por Edivaldo Mella Janasco)

Missionários da Missão Univida iniciam atividades

Os missionários da Missão Univida já colocaram a mão na massa desde o primeiro dia na Reserva Indígena de Dourados-MS. Foram acolhidos logo pela manhã de domingo, dia 9 de julho, pela Diocese de Dourados que preparou um café da manhã, e também foram recepcionados com músicas católicas, pelo Grupo de Jovens da Paróquia Sagrado Coração de Jesus de Dourados-MS. Após prepararem o acampamento na escola onde estão alojados, já iniciaram os trabalhos coordenados pelo Padre Eduardo Lima.

"Alguns jovens já fazem a experiência de trabalharem nas Irmãs da Consolata, Com a irmã Aurora que reside na reserva, outros estão visitando algumas casas, preparando o acampamento e organizando as atividades. Então o primeiro dia de missão em Dourados graças a Deus foi o melhor possível, vamos contar com as bênçãos de Deus para que durante toda a semana possa transcorrer da melhor forma possível, e que de fato possamos ter esse processo de humanização junto com os universitários. " Relatou o Padre Eduardo.

A aluna Formada em Direito, Luana, de Santa fé do Sul está participando pela primeira vez da Missão Univida, "É um prazer estar aqui pela primeira vez, podendo compartilhar estes momentos que transborda nossos corações de alegria, e poder ajudar o próximo, conhecer realidades diferentes de que estamos acostumados a conviver, estando em partilha com outras pessoas, e ver que existe muitas pessoas que precisam ser ajudadas, de todas as formas não só material, mas com atenção e carinho igual as pessoas fazem aqui na missão", disse.

Ministro Ricardo Barros, da Saúde, defende aumento de salário dos médicos no SUS

Ministério da Saúde estuda alternativas para equiparar a remuneração dos profissionais ao mercado e a informatização para o acompanhamento da produtividade. (foto Wilson Dias/Agência Brasil)

Durante evento no Palácio do Planalto nesta quinta-feira (13), em que anunciou mais R$ 1,7 bilhão para o atendimento da população, o ministro da Saúde, Ricardo Barros (foto),
 
ressaltou os desafios para a fixação de médicos no SUS. Segundo ele, o problema só será enfrentado com uma remuneração adequada aos profissionais.
 
"Os munícipios que fazem concursos terão que dar uma remuneração adequada para evitar o abandono dos cargos. Nós abrimos 150 novos cursos de Medicina no Brasil recentemente. Em pouco tempo teremos oferta de profissionais que só se apresentarão para trabalhar no município se o salário for compatível", afirmou o ministro Ricardo Barros. Atualmente, a legislação obriga que o teto do servidor municipal seja o salário do Prefeito, o que pode ser um impeditivo para contratação.

Para qualificar o atendimento à população, Ricardo Barros destacou a importância da informatização das unidades de saúde. A meta do Ministério da Saúde é que até o fim de 2018 100% das Unidades Básicas de Saúde tenham prontuário eletrônico. Além disso, já está em curso proposta para implementar a biometria que ajudará no monitoramento de metas de desempenho, cumprimento de horários e tempo destinado a consulta.

"A dificuldade em fazer com que o profissional cumpra a jornada de trabalho devida vem acompanhada da sobrecarga de demanda em hospitais", destacou o ministro Ricardo Barros. Segundo ele, na instalação da biometria, que ajudará no controle da produtividade, é fundamental a contrapartida dos municípios para o aumento de salário dos profissionais. "Assim o paciente sabe que vai encontrar um médico na unidade de saúde", completa.

O acesso a esses dados é fundamental para tornar os serviços de saúde mais eficientes, aumentando a qualidade do atendimento, uma vez que os profissionais terão acesso ao histórico dos pacientes; e reduzindo custos, já que serão evitados exames duplicados ou consultas repetidas. Além disso, com salário adequado, os médicos não precisarão se comprometer com diferentes empregos.

A pasta também já negocia com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) a possibilidade de médicos do Programa Mais Médicos serem contratados diretamente pelos municípios. Para isso, o município precisa de uma lei própria que autorize a presença do médico do programa de forma direta, se responsabilizando pelo custo. "Essa será uma alternativa para a limitação dos salários. O médico da OPAS não é um funcionário da prefeitura e, por isso, não é necessário respeitar o teto", completou Ricardo Barros.

Funcionária da Santa Casa de Jales faz lençóis e fronhas para doar a Uti Neonatal


 
Um gesto de solidariedade e compaixão pelo ambiente de trabalho levou a colaboradora Inês Ribeiro de Andrade (na foto com a colega de trabalho Olivia da Silva) técnica de enfermagem na Uti Neonatal a confeccionar lençóis e fronhas para doar aos leitos dos bebês.

De acordo com a colaboradora a iniciativa aconteceu após identificar a necessidade dos lençóis e ver o quanto a Santa Casa precisa da ajuda não apenas das pessoas de fora, mas também do funcionário.

"É gratificante poder contribuir no local em que trabalho e também oferecer um conforto a mais aos pequenos. Confecciono com muito carinho os lençóis e fronhas estilizados e ainda faço polvos de crochê para contribuir com o projeto da Uti Neo, gerando mais segurança e conforto aos prematuros", relatou.

O administrador hospitalar, Rafael Carnaz Prado, enalteceu Parabenizo pela iniciativa e comprometimento com a instituição".

A colaboradora já realizou a doação de cerca de 12 lençóis e fronhas, além dos polvos de crochê. Os interessados em contribuir com o hospital poderá entrar em contato com o setor de Captação de Recursos pelo telefone (17) 3622-5003.


AME Jales faz 90 cirurgias de catarata por mês

 
O Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Jales participa de um grande mutirão proposto pelo Ministério da Saúde. A unidade oferece 90 cirurgias de catarata mensalmente, atendendo 540 pacientes até dezembro e promovendo qualidade de vida."Trinta e cinco procedimentos eram feitos no Ambulatório. Expandimos, com mutirão, para mais de 55 cirurgias por mês, desde julho, priorizando a demanda que consta na fila de espera e a nova, que será identificada através da Linha de Cuidado de cataratas", explicou a gerente administrativa, Fátima Aparecida Cláudio.

Os pacientes passam por triagem até a terceira semana de cada mês. "As intervenções ocorrem na última semana, de acordo com a disponibilidade do médico. São realizadas no ambulatório e podem levar apenas alguns minutos. Geralmente, os pacientes recebem alta e vão para casa, retornando ao AME entre 24 e 48 horas para consulta e acompanhamento pós-cirúrgico", complementou.

Serão beneficiados com mutirão usuários de 17 municípios de abrangência do AME Jales, incluindo região de Santa Fé do Sul e Fernandópolis. "A iniciativa proporciona uma maior facilidade para nossos usuários, com maior rapidez ao diagnóstico e ao tratamento dos pacientes, em um mesmo local onde realizam suas consultas e exames", destacou.

AME Mais - Desde março, a unidade de Jales é denominada como AME Mais, por realizar, além de consultas e exames, os procedimentos de cirurgias de cataratas.

O Ambulatório Médico de Especialidades de Jales iniciou suas atividades em 1º de outubro de 2009, porém, foi inaugurado oficialmente no dia 11 de dezembro de 2009, com o objetivo de oferecer tratamento ambulatorial especializado para uma região de 17 municípios, o que corresponde a aproximadamente 103 mil habitantes.

O AME é um projeto do Governo do Estado de São Paulo com a Secretaria Estadual de Saúde e está sob a gestão da Organização Social de Saúde – Santa Casa de Votuporanga. Os atendimentos prestados pelo Ambulatório são exclusivamente Sistema Único de Saúde (SUS).

Os principais serviços prestados são: consultas médicas e não-médicas especializadas; exames ambulatoriais e pequenas cirurgias.

Paternidade

Flávio Rodrigo Masson Carvalho Professor do UNIBAVE
– Orleans - SC equilibriumtc@hotmail.com



A origem dos dias dos pais, se deu em 1909, na cidade de Washington, EUA, quando Sonora Louise Smart-Dodd, filha do veterano de guerra John Bruce Dodd, depois de ouvir na igreja um sermão sobre o dia das mães, decidiu homenagear seu pai, que havia perdido a esposa que morrera em 1898 durante o parto de seu sexto filho.

Sonora se impressionara como seu pai conduzia a sua vida, educando sozinho seis filhos, com muita dignidade e amor, sendo pai e mãe ao mesmo tempo.

E através de uma solicitação por escrito de Sonora o governador instituiu em Whashington no dia 19 de junho de 1910, aniversário de seu pai, o dia dos pais, tendo como símbolo a rosa, vermelha para os pais vivos, e a branca para os pais falecidos.

Por motivos comerciais, o dia dos pais é comemorado em datas diferentes no mundo inteiro. Mas isto não é importante, pois o dia dos pais deve ser comemorado todos os dias.

Ser pai é muito diferente do que ser mãe, não é padecer no paraíso, para ser pai mister se faz estar preparado para ser "o grande vilão", que de herói passa a bandido num instante.

A criança na primeira infância e até a pré-adolescência vê o pai como um herói, um super-homem, dotado de super-poderes, e que pode tudo, é admirado pelo filho, e é o espelho, a imagem que o filho projeta para o seu futuro.

Mas no final da pré-adolescência, entrando na adolescência, percebemos que nossos pais são apenas simples mortais, dotados de muitos defeitos e fraquezas. Mas continuam a ser o espelho, onde vemos refletida a nossa imagem, ou seja, o que seremos no futuro. E dói descobrir que seremos como nossos pais, mortais, fracos e com muitos defeitos. E muitos são os jovens que vêem seus pais como verdadeiros vilões.

Talvez, se tivéssemos "o dia dos filhos", a imagem dos pais seria um pouco melhor, ou menos distorcida, pois se este dia fosse instituído, os filhos estariam mais atentos as responsabilidades, talvez poderiam entender melhor seus pais.

Não está sendo fácil para o homem perder espaço para as mulheres no mundo de hoje. No que tange ao relacionamento com os filhos, o homem, o pai, sempre perdeu, pois a maternidade é muito forte, a relação da mãe com os filhos é mais intensa e dotada de diferente energia. A mãe abriga o filho por nove meses em seu ventre, o alimenta e é a primeira a ouvir o seu choro de lamento ao nascer, um choro de medo ao adentrar neste mundo caótico e inseguro. O pai aparece apenas em um segundo momento. E aparece bem, como herói, o provedor do lar, o super-homem, mas logo ele o impacto da verdade, ou seja, o véu é descoberto e aparece o que o pai verdadeiramente é, e sobre a sua imagem também é depositada todas as projeções dos filhos revoltados por descobrirem que seus pais não são heróis, não são dotados de super-poderes.

Ser pai é muito complicado, ainda mais hoje em dia, neste mundo caótico e violento. E cada vez menos o homem se interessa pela paternidade, cada vez menos o homem quer assumir esta responsabilidade, que no passado era sinônimo apenas do mais puro prazer.

Hoje em dia mais do que nunca, o pai precisa do amor e suporte dos filhos. Por isso aprenda a tratar melhor o seu pai. Como o natal deve ser comemorado todos os dias por Jesus, comemore todos os dias do ano o dia dos pais e das mães, ajude-os a serem pais com orgulho e dignidade, com coragem e muito amor, garanto que você será o maior beneficiado.

Jamais se esqueça de que não existe pai perfeito, e acredite, você tem o pai ideal para você, escolhido por Deus. Ame-o intensivamente. Seja um amigo, e tenha nele um amigo. Se você se encontra afastado de seu pai, por qualquer motivo, promova uma re-aproximação, abaixe a guarda, exerça o perdão, garanto que você será mais feliz.

O pai hoje foi o filho ontem, então você que é filho hoje, poderá vir a ser pai amanhã, e é quase certo que o seja, por isso abra seu coração, ame cada vez mais seu pai sua mãe, toda sua família. Não olhe o passado, ame no presente e seja feliz com o futuro promissor de todos que amam e sabem perdoar.

Se teu pai não é tão forte como você gostaria, fortaleça-o com seu amor, mas se teu pai é forte, absorva um pouco desta força.

Não existe uma cartilha que ensina como ser pai, não existe pai perfeito, como também não existe filho perfeito. O grande segredo é o amor.

Hoje é o dia mais importante de sua vida, e hoje é o dia ideal para você se re-aproximar de seu pai, ou se aproximar mais. Talvez amanhã seja tarde demais. E não se esqueça jamais que o amanhã está programado para ser o melhor dia de sua vida.
 


Miss Brasil Bee Emotion 2017 será realizado em Ilhabela

A edição do Miss Brasil BE Emotion 2017, já tem data e local confirmados. A eleição acontecerá dia 19 de agosto, e terá como palco um dos teatros mais inusitados e exuberantes do país, o Teatro Vermelhos em Ilhabela, que fica localizado em meio à natureza paradisíaca da mata atlântica.

Com transmissão ao vivo para todo o país pela tela da BAND e portal da emissora, o Miss Brasil terá cenário de Zé Carratu e iluminação de Marcos Olívio, conhecidos por grandes espetáculos e premiadas montagens teatrais. Já a beleza das candidatas será assinada pelo top maquiador André Veloso.

Essa é a primeira vez que o concurso será realizado em Ilhabela, que além de sediar a grande final, também será cenário para as provas classificatórias e atividades das misses.

As candidatas irão circular por toda ilha que terá ensaios fotográficos realizados em paisagens fascinantes e desfiles em meio à natureza. A grande vencedora que será conhecida dia 19 de agosto receberá a coroa de Raissa Santana Miss Brasil BE Emotion 2016, e irá representar o Brasil no Miss Universo.

Sobre a BE Emotion - A BE Emotion é a marca de beleza da Polishop, líder no varejo multicanal no Brasil, e segue o conceito da empresa ao trazer para o mercado produtos inovadores, de alta qualidade e tecnologia, pensados para facilitar a vida das mulheres.

Com mais de 100 itens para a pele, olhos, cabelos, corpo e rosto, o portfólio da Be Emotion foi criado e desenvolvido para promover a transformação e a expressão das diversas facetas da mulher brasileira.

Unesp

A Unesp é a primeira universidade brasileira no ranking QS Top 50 Under 50, que inclui instituições de ensino com menos de 50 anos. Mantém a posição, portanto, que ocupa desde 2016. Na América Latina, a Unesp ficou na 3ª colocação, logo após a Universidad Austral e a Universidad de Palermo, ambas da Argentina. Em comparação com o ano de 2016, a Unesp subiu uma posição na classificação. Já em nível mundial, a Universidade está classificada na posição 71-80, mantendo a que ocupa desde 2016.
Pelo quarto ano consecutivo, a Nanyang Technological University (NTU), de Cingapura, é a melhor universidade jovem do mundo.



Comemorando o niver


A publicitária Fernanda Pozzer Fuga, na foto com o marido Fabricio Fuga em evento social de nossa cidade, recebe os parabéns nesse sábado, 15 de julho, pelo aniversário.

Aniversariante de hoje


Chanceler e advogado da Diocese de Jales. Dr. Mário José Gonçalves, que desfruta de um ótimo conceito em todos os segmentos da sociedade jalesense, recebe nesse sábado, 15 de julho, os parabéns da esposa Lázara, das filhas Eliane e Karina, demais familiares e amigos.

Mudando de ares

 
A jornalista Caroline Guzzo, está deixando a assessoria de imprensa da Santa Casa de Jales, e muda de ares (cidade) a partir de 25 de julho.
Em nota enviada à mídia, Carol agradece a "paciência, parceria e generosidade em contribuir com essa instituição séria e comprometidade com seu time de trabalho".
Desejamos a Carol. sucesso em sua nova empreitada.



Viola, Minha Viola – Especial relembra a trajetória de Tião Carreiro

 
Neste domingo (16/7), o Viola, Minha Viola – Especial relembra as participações de Tião Carreiro (foto) no palco do Viola, Minha Viola ao longo de seus mais de 35 anos de exibição. A atração inédita vai ao ar às 9h, na TV Cultura.

Neste episódio, o programa relembra o acervo de Tião Carreiro, artista que inspirou várias gerações de violeiros. E não à toa: ele ajudou a criar um estilo dentro da música caipira, o pagode, uma fusão de coco nordestino com o calango de roda.

Filho de lavradores, o mineiro radicado em Valparaíso (SP), aprendeu sozinho os segredos do violão e da viola enquanto ajudava nos trabalhos da roça. Já adolescente, atuou em circos, cantando e tocando violão com seu primo. Dono de uma inconfundível voz grave, antes de se tornar Tião Carreiro foi Zezinho, Palmeirinha, Lenço Branco e Zé Mineiro.

Ao longo de sua carreira, teve vários parceiros importantes: Carreirinho, Paraíso e Praiano – isso porque sua personalidade não era das mais fáceis. Dentre eles, o baú do Viola, Minha Viola - Especial relembra com mais ênfase momentos com aquele que formou com ele, talvez, a dupla mais importante de sua carreira: Pardinho. Juntos, gravaram diversos LPs rodando o Brasil e levando a autêntica música sertaneja.

Consultor educacional da Inglaterra ministrará minicurso no Congresso Internacional da Educação, em Votuporanga

Ao todo são 40 minicursos, que serão promovidos nos três dias do evento, na Cidade Universitária, com importantes nomes da educação, entre eles profissionais de outros países; são esperados mais de 1,2 professores da região Noroeste Paulista

Competências socioemocionais, metodologia por projetos, organização e implantação da Base Nacional Comum Curricular em sala de aula, o desenvolvimento da cultura da paz na escola e jogos matemáticos são alguns dos temas dos 40 minicursos que serão promovidos de 19 a 21 de julho, no 4º Congresso Internacional de Educação do Noroeste Paulista, em Votuporanga.

A programação de minicursos conta com nomes de profissionais reconhecidos na educação nacional e internacional. "Como transformar uma escola pública por meio da gestão focada no aprendizado" será o tema desenvolvido por Anthony McNamara (foto), consultor educacional e que desenvolve diversos trabalhos com redes de escolas públicas na Inglaterra.

O conteúdo da atividade prevê temas como os elementos-chave de liderança escolar bem-sucedida baseada num forte propósito moral de melhorar o desempenho dos professores e de todos os alunos num clima acolhedor, inclusivo e ambicioso. O minicurso terá uma combinação de exposições e de trabalho em pares ou grupos.

"O objetivo é oferecer oportunidades para que os participantes possam explorar estratégias para aprimorar as suas habilidades de gestão educacional", explicou Anthony McNamara. O público-alvo são gestores escolares ou professores que estão considerando a hipótese de se tornarem gestores no futuro.

O minicurso será promovido no dia 19, das 14h às 17h30. No dia 20, das 8h às 11h30 e das 14h às 17h30. Já no dia 21, das 8h às 11h30.

Curso de História é reconhecido pelo MEC com conceito quatro

Daniel Zilio


foto - Os alunos Edi Carlos Rodrigues e Vitória Vieira Lima, ladeando o coordenador do curso de História,  Silvio Luiz Lofego, parabenizaram a Unijales e o coordenador de História pelo excelente conceito

O curso de História da Unijales, coordenado pelo professor doutor, Silvio Luiz Lofego, foi avaliado pela Comissão do MEC (Ministério de Educação e Cultura) e teve sua Renovação de Reconhecimento. Em uma escala de 0 a 5, o curso obteve nota 4, excelente conceito.

Nos dias 26 e 27 de junho, a comissão avaliadora, constituída pelos professores Ângelo Adriano Faria de Assis e Álvaro Pereira do Nascimento, analisou a qualidade do ensino, envolvendo a dimensão pedagógica, corpo docente, com mestres e doutores e a infraestrutura, com espaços e recursos adequados para as aulas.

Todos esses requisitos colaboraram para a nota 4 e a Renovação do Reconhecimento do curso de História, além de classificá-lo como de excelente qualidade, atendendo plenamente às exigências do Ministério da Educação para o seu funcionamento.

"Essa nota representa a confirmação pelo MEC da qualidade sempre buscada pelo curso de História da Unijales. Desde que assumi a coordenação, em 2002, sempre busquei trazer para Jales projetos inovadores e que pudessem contribuir para a excelência do ensino. O conceito 4 veio coroar um trabalho árduo, mas extremamente gratificante e premiar a garra de uma equipe fantástica", disse o coordenador do curso Silvio Luiz Lofego.

O Reconhecimento é a condição necessária, juntamente com o registro, para a validade nacional dos respectivos diplomas.

O ex-aluno do curso de História e também professor da Instituição, Jemerson Quirino, falou sobre a renovação do reconhecimento. "A boa nota expressa o quanto o curso de História pode mudar a vida de seus alunos. O mais importante em uma caminhada é o primeiro passo, e foi justamente no curso de História que dei meu primeiro passo na vida acadêmica. Agradeço imensamente a oportunidade de cursar História. A educação tem um poder incrível de transformar. Hoje entendo o motivo pelo qual me identifiquei com essa área, pois acredito, tal como em Marx, Gramsci, Salviani, que a essência humana é trabalhar, aprender e ensinar. Isso é a minha vida desde que consigo resgatar minhas mais longínquas lembranças na memória. Contudo, só pude perceber minha própria essência ao cursar História na Unijales".

Reflexões: Invisíveis

Adelvair David
 
 
Quando observamos a forma como o homem trata o seu semelhante percebemos a pouca consciência que ele tem de quem realmente é.
As pessoas em geral, com algumas exceções, tratam-se considerando a conveniência que as coloca em contato. Alguns agem cordialmente porque precisam preservar seu trabalho profissional, outros porque tem interesses materiais ou afetivos e outros ainda por gentileza verdadeira e bondade real.
A falsa ideia de que o saber intelectual, o poder econômico, a posição social são elementos de superioridade faz com que muitos seres se comportem de forma indevida diante das outras pessoas. Assevera a espiritualidade superior: "pior para vocês se possuem ou possuíram suas cabeças coroadas", alertando o homem de que conforme a posição que ocupa neste mundo é também o grau de sua responsabilidade e à medida que mais conhece e mais sabe a respeito do dever a ser cumprido, mais deve procurar ser honesto e digno nas suas realizações.
Não existe trabalho nem condição mais importante para os seres deste globo. As atividades desenvolvidas por cada um são mais ou menos complexas conforme a necessidade do espirito encarnado naquele momento existencial. As atividades mais ou menos complexas, realizadas por diferentes níveis de entendimento humano não torna ninguém especial, o homem é interdependente, aquele que obedece hoje já mandou no ontem e aquele que manda hoje, poderá obedecer amanhã, o que importa é que cada um sirva na condição a que foi chamado na atual encarnação para o seu próprio engrandecimento espiritual, para que possa desenvolver a humildade e o amor, independentemente da posição que ocupe.
Muitas pessoas são invisíveis aos olhos da sociedade que passa sem lhes perceber a presença, apenas por não possuírem as qualidades necessárias que lhes poderia fazer serem notados.
Aprendamos com o Senhor Jesus: ‘Aquele que quiser ser o maior, seja o servidor de todos", viver dedicando-se ao semelhante, em qualquer posição onde se encontre, faz com que o homem cresça verdadeiramente, pois do contrário, poderá ter que voltar à terra para expiar a sua arrogância e a sua empáfia, aceitando a posição daquele a quem desdenhou acreditando-se superior.
O AMOR RESUME A RELAÇÃO HUMANA, PORQUE NIVELA TODOS OS HOMENS.
 

Safra pequena impacta exportações de suco de laranja

 
A redução na oferta de laranja registrada na safra 2016/2017, encerrada em 245,31 milhões de caixas de 40.8kg, 18,6% menor que o ano anterior segundo os dados do Fundecitrus, teve impacto negativo nos embarques brasileiros de suco de laranja. De acordo com os dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), as exportações brasileiras de suco de laranja concentrado equivalente a 66º Brix (FCOJ Equivalente) somaram 894.669 toneladas no acumulado da safra 2016/2017, uma redução de 17% ante o volume de 1.080.938 toneladas registrado na safra 2015/2016. Em relação a receita os embarques acumularam queda de 7%, com um total de US$ 1,621 bilhão.

A União Europeia, maior mercado do suco de laranja brasileiro com 66.7% de participação, mostrou a queda mais aguda, com retração de 23%. Os volumes somaram 579.556 toneladas. Em receita a queda foi de 14%, com um total de US$ 1,05 bilhão, ante os US$ 1,20 bilhão registrados na safra 2015/2016.

Nos Estados Unidos o recuo foi de 13%, encerrando o período com um total de 172.777 toneladas. A boa notícia é que, apesar da redução nos volumes, a receita registrou crescimento de 4% e fechou em US$ 317,5 milhões.

Para o Japão, o volume embarcado fechou o período com uma queda de 9%, somando 40.996 toneladas. A receita foi de US$ 69,5 milhões, recuo de 2%. Já na China os volumes registraram alta de 8%, com 29.549 toneladas. A receita avançou 14%, com faturamento de US$ 54,9 milhões.

Ao se comparar a safra 2016/2017 com a 2006/2007, a queda é de 34% no período. A retração já era esperada, visto que na safra 2016/17, conforme anunciado anteriormente, as empresas associadas à CitrusBR processaram um total de 185,5 milhões de caixas de 40,8 quilo, volume 22% menor em relação as 240,4 milhões de caixas processadas na safra anterior. Dessa forma, com um rendimento industrial de de 286 caixas para a produção de uma tonelada de FCOJ equivalente a 66º brix, a produção de suco foi de apenas 648 mil toneladas, 18,4% inferior à safra anterior.

Grãos devem atingir supersafra de 237 milhões de toneladas

A produção de grãos na safra 2016/17 pode chegar a 237,2 milhões de toneladas, com um aumento de 27,1% ou 50,6 milhões de toneladas frente às 186,6 milhões de t da safra passada. Os números são da 10ª estimativa da atual safra, divulgada nesta terça-feira (11) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A supersafra atual se deve a condições climáticas favoráveis e ao aumento da produtividade média de todas as culturas, com destaque para soja e milho, que tiveram alto nível de aplicação tecnológica. A produtividade da soja subiu de 2.870 para 3.362 kg/ha na atual safra e a do milho total, de 4.178 para 5.522 kg/ha.

Também é resultado de uma pequena ampliação de área de 3,9%. A soma de todas as culturas pode chegar a 60,6 milhões de hectares, frente aos 58,3 milhões de ha da safra 2015/2016.

Os números da produção e área da soja permanecem os mesmos do último levantamento. A cultura deve crescer 19,4% e chegar a 113,9 milhões de toneladas, com ampliação de 1,9% na área plantada estimada em 33,9 milhões de hectares. Quanto ao milho total, a produção deve alcançar 96 milhões de toneladas, 44,3% acima da safra 2015/2016. A previsão é de 30,4 milhões de toneladas para a primeira safra e de 65,6 milhões para a segunda. A área total deve alcançar 17,4 milhões de hectares, com um crescimento de 9,2%. As duas culturas respondem por 88,5% dos grãos produzidos no país.

A produção e a área do feijão total também ficaram próximas dos números do levantamento anterior, devendo atingir 3,4 milhões de toneladas, numa área de 3,1 milhões de hectares. O feijão primeira safra, que já está colhido, detém uma produção de 1,39 milhão de toneladas, resultado 34,3% superior ao produzido em 2015/2016. Já a segunda safra deve alcançar 1,24 milhão de toneladas, sendo 613,8 mil toneladas do grão cores, 187 mil toneladas do preto e 439,6 mil toneladas do feijão caupi. No caso do algodão pluma, o crescimento é de 15,2%, podendo alcançar 1,5 milhão de toneladas, frente a uma estimativa de redução de 1,7% na área cultivada.

Culturas de inverno – A previsão é de queda de 9,6% na área de trigo, podendo chegar a 1,93 milhão de hectares contra 2,1 milhões de ha da safra passada. A produção, com isso, deve recuar 17,1% e chegar a 5,6 milhões de toneladas frente às 6,7 milhões de t de 2016. Ao contrário do trigo, a aveia eleva a área em 15,3%, podendo alcançar 336 mil hectares, com uma produção estimada em 835,3 mil toneladas.

A pesquisa foi realizada no período de 18 a 24 de junho em todas as regiões produtoras, quando foram consultadas diversas instituições e informantes cadastrados em todo o país.

Jales promove III Seminário de Agricultura Orgânica

foto - Prédio da Escola Vocacional onde, por dois dias, será realizado o
Seminário de Agricultura Orgânica e paralelamente duas Feiras
 
Nos dias 27 e 28 de julho, Jales será sede do III Seminário de Agricultura Orgânica do Noroeste Paulista, da Feira de Produtos Orgânicos e da Feira de Saberes, Sabores e Sementes. O evento é voltado para produtores rurais, engenheiros, técnicos agrícolas, profissionais da Saúde, consumidores, estudantes, professores, nutricionistas, compradores e qualquer tipo de profissional interessado no assunto.

O Seminário será realizado no prédio da Escola Vocacional, situada à rua Roma no jardim Paulo VI com início do credenciamento às 8 horas do dia 27 de julho. Os participantes contarão com palestras com diversos temas e mesa redonda para discussão e relatos de experiências de produtores orgânicos.

A abertura do evento dar-se-á às 9 horas do dia 27, com a palestra de José Fernando dos Santos, do Instituto Chico Mendes, abordando o tema "Princípios da Agricultura Sintrópica". Logo a seguir, será a vez de Marcelo Sambiase falar sobre " Produção de tomate orgânico". O evento retorna às 13h30m com o espaço empresarial apresentando produtos para agricultura orgânica comercializados pelos patrocinadores do evento e estende-se até as 16h30m.

Entre as 13h e 16h39, haverá Oficinas de Sabores sobre processamento artesanal de leite livre de agrotóxicos e Plantas alimentícias não convencionais (PANC) e Oficinas de Saberes sobre Mulheres na Construção da Agroecologia e Certificação de Produtos Orgânicos. As 19 horas, Sebastião Wilson Tivelli, da APTA Regional fala sobre "Como Controlar Pragas e Doenças no Cultivo Orgânico".

No dia 28 de julho, o evento começa às 8h15m, com uma palestra sobre "Produção de Leite Orgânico" a ser proferida por André Luiz Monteiro Novo, da Embrapa. Às 10h, "Produção de Frangos e Ovos Orgânicos" será o tema da palestra a ser proferida por Leikka Iwamura. No período da tarde, a primeira palestra fica a cargo de Reginaldo Teodoro de Souza, da Embrapa, que abordará o tema "Cultivares de uvas com potencial para produção orgânica". Logo após, a presidenta da Associação as Colônias de Castro (PR), Rita de Cássia Goltz, fala sobre a "Organização e Comercialização de Produtos Orgânicos".

Às 15 horas, acontece a Mesa Redonda que abordará o tema "Experiências de Produtores na Comercialização de Produtos Orgânicos" tendo como mediador Sebastião Wilson Tivelli, da Apta Regional.

O evento é uma realização do Colegiado de Desenvolvimento Territorial - Codeter Noroeste Paulista)
foto/reprodução diocesedejales/

Palavras de Allan Kardec

 
Allan Kardec - O sentimento de justiça é natural ou resulta de idéias adquiridas?

Os Espíritos - É de tal modo natural que vos revoltais ao pensamento de uma injustiça. O progresso moral desenvolve sem dúvida esse sentimento, mas não o dá; Deus o pôs no coração do homem. Eis porque encontrais freqüentemente, entre os homens simples e primitivos, noções mais exatas de justiça do que entre pessoas de muito saber.

Allan Kardec - Se a justiça é uma lei natural, como se explica que os homens a entendem de maneiras tão diferentes, que um considere justo o que a outro parece injusto?

Os Espíritos - É que em geral se misturam paixões ao julgamento, alterando esse sentimento, como acontece com a maioria dos outros sentimentos naturais, e fazendo ver as coisas sob um falso ponto de vista.

O Livro dos Espíritos: Perguntas 875 e 875-a
(Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade do Grupo Espírita "Chico Xavier", de Jales).

Campo e cidade

Paulo da Cunha Lana (Graduado em Ciências Biológicas, Mestre em Oceanografia Biológica e Doutor em Oceanografia)

Eugênio Libreloto Stefanelo (Graduado em Engenharia Agronômica, Mestre em Economia Rural e Doutor em Engenharia de Produção)



Aproximadamente 25% dos continentes terrestres são ocupados por sistemas agropecuários, estabelecendo as zonas rurais. Os sistemas agropecuários estão fixados nas regiões mais favoráveis para a produção de alimentos, fibras e energia. Por outro lado, os sistemas de cidades, criados para abrigar a população em áreas de interesse coletivo, estabelecem as zonas urbanas.

O crescimento populacional – de 1 bilhão em 1800 para 6 bilhões em 2000 –, tem trazido fortes pressões sobre os sistemas agropecuários e de cidades, além de por em risco os sistemas naturais. As zonas rurais e urbanas foram tradicionalmente vistas como espaços opostos, contrastantes, conflitantes. Na melhor das hipóteses, como complementares. Mas temos que superar essa visão segmentada do campo e da cidade.

De fato, a origem deste afastamento tem causas tradicionais. O mundo rural tem uma função principal (a produção de alimentos), uma atividade dominante (a agropecuária), um grupo social característico (a família camponesa) e um tipo de paisagem (os cultivos). Já o mundo urbano é marcado por diferentes funções, atividades, grupos sociais e paisagens, em disparidade com tudo o que é rural.

Essa percepção, de que o campo e a cidade são opostos ou complementares, é legítima? Ela é vantajosa? As respostas são: não e não. Para começar, o campo e a cidade são sistemas naturais submetidos à presença humana e modificados pelo homem através de intervenções materiais. As zonas rurais e urbanas são transformações feitas pela espécie humana e para a espécie humana.

Além disso, os sistemas rurais e urbanos são ecossistemas abertos que trocam matérias e energias entre si, mantendo relações de interdependência. Basta lembrar que o clima (temperaturas, ventos, chuvas) e a poluição ambiental (no ar, na terra, nas águas) não respeitam limites rurais e urbanos. E, mais ainda, as questões relativas à sustentabilidade envolvem igualmente o campo e a cidade.

A modernidade vem incluindo o espaço rural, deixando de ser uma exclusividade urbana. Um bom exemplo é o turismo – com muitas formas de lazer –, que hoje se estende sem contradições às zonas rurais, às zonas urbanas e aos ambientes naturais preservados (matas, montanhas, rios, lagos, mares). Hoje, os mesmos conceitos civilizados são aplicados tanto no campo e como na cidade.

Muitas práticas são ideais para o campo e a cidade: diversificação alimentar, preservação ambiental, controle biológico de insetos, uso racional da água, uso de energia renovável, reciclagem do lixo sólido, aproveitamento do lixo orgânico. Muitas atividades são estimuladas, indistintamente, no meio rural e no meio urbano, como a produção de alimentos orgânicos, indústrias familiares, prestadoras de serviços, turismo, eventos culturais. A visão integrada do campo e da cidade facilita o planejamento dos municípios na busca do desenvolvimento social, econômico e ambiental. (Fonte: Coleção Agrinho, Sistema FAEP Federação da Agricultura do Estado do Paraná)



Nelson Mandela

José de Paiva Netto - Jornalista, radialista e escritor.

 
Neste artigo, presto uma homenagem ao ilustre advogado e extraordinário líder político Nelson Rolihlahla Mandela, primeiro presidente negro da África do Sul, governando-a de 1994 a 1999. Ele destemidamente lutou contra o apartheid, desumano regime de segregação racial que, por tanto tempo, infelicitou o extremo sul do continente africano. 
Mandela retornou, em 5 de dezembro de 2013, à Pátria Espiritual e, em 18 de julho de 2017, completaria 99 anos. Ser humano digno de admiração, foi Prêmio Nobel da Paz em 1993, tendo sido condecorado no Brasil, para honra nossa, em 1997, com a Comenda da Ordem do Mérito da Fraternidade Ecumênica, láurea concedida pelo ParlaMundi da LBV, em Brasília/DF.
Hoje, Madiba, como era afetuosamente chamado, segue o seu ativismo pela causa da liberdade, agora, na condição de Espírito Eterno.
Lembro-me de reportagem de uma equipe do SBT que acompanhou uma aula no Conjunto Educacional Boa Vontade, em São Paulo/SP, sobre a importância de Mandela para a democracia e a Paz. 
O respeito às diversas culturas e a vivência fraterna e ecumênica que diariamente despertamos nas crianças ficam demonstrados neste depoimento da aluna Lara Vitória, então com 8 anos: "Nós aprendemos desde pequeninos na escola que somos todos iguais e não importa se somos negros, brancos, de outras religiões. O que importa é o Amor que temos uns pelos outros". 
Pedagogia pela Paz - "A instrução promoverá a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações e grupos raciais ou religiosos, e coadjuvará as atividades das Nações Unidas em prol da manutenção da paz." É um trecho do Artigo XXVI da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que completará, em 10 de dezembro, 69 anos.
Irmanada a esse preceito, em 22 de novembro de 2013, na Lincoln Avenue School, em Orange/ Nova Jersey, ocorreu bela cerimônia de conclusão do programa Estudantes de Boa Vontade pela Paz, desenvolvido pela LBV dos Estados Unidos nos colégios norte-americanos, por meio da Educação com Espiritualidade Ecumênica.
De forma dinâmica e entusiasmada, quase mil alunos participaram da solenidade. A iniciativa visa incentivar a liderança solidária entre os educandos e favorecer um ambiente escolar livre de violência.
Ao longo de dois meses, em parceria, educadores da LBV e professores do local orientaram crianças e adolescentes sobre o tema "conscientizar, compartilhar e ajudar". Os alunos decidiram, então, pôr em prática um pouco do aprendizado. Promoveram na comunidade, com o apoio de voluntários da LBV, uma campanha de alimentos para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade social do Condado de Essex/NJ. Trata-se de exemplar atitude que proporcionou alegria aos atendidos no dia 28/11, feriado de Ação de Graças naquele país.
O embasamento desse esforço dos educadores vem das etapas do MAPREI (Método de Aprendizagem por Pesquisa Racional, Emocional e Intuitiva) — a metodologia de aplicação da Pedagogia do Afeto (para crianças de até 10 anos) e da Pedagogia do Cidadão Ecumênico (a partir de 11 anos), que trabalhamos nas escolas da LBV no Brasil.
Nos Estados Unidos, como em muitos outros países, o problema da violência nas escolas é preocupante. E, segundo me informa o representante da LBV na ONU, Danilo Parmegiani, nossa Pedagogia, com a sua Cultura de Paz, tem obtido relevantes resultados em terras norte-americanas, pois todos percebem os benefícios de conciliar o currículo formal com a experiência da Boa Vontade em ação.
A notícia nos mostra o alcance da Espiritualidade Ecumênica entre os estudantes. Em É Urgente Reeducar!, ressalto que ela é o berço dos mais generosos valores que nascem da Alma, a morada das emoções e do raciocínio iluminado pela intuição, a ambiência que abrange tudo o que transcende ao campo comum da matéria e provém da sensibilidade humana sublimada, a exemplo da Verdade, da Misericórdia, da Generosidade, da Moral, da Ética, da Honestidade, do Amor Fraterno.