Páginas

sábado, 5 de agosto de 2017

Reconcilia-te

Adelvair David
www.addavid.blogspot.com 
 
 
Reconcilia-te com teu inimigo enquanto estás a caminho com ele. (Jesus)
A advertência do mestre venerando refere-se também e de forma apropriada às questões que o homem tem para resolver consigo mesmo, sendo elas grande empecilho para as suas relações sociais e afetivas quando expõem o que não vai bem na sua natureza.
Sem sentimentos elevados suficientes valoriza demasiadamente a opinião alheia, e, ao contrário de toma-la como medida para aferir sua vida, admite-a como sentença inapelável e passa a experimentar desconfortos íntimos e para com aqueles que lhe contrariam ou não o admiram.
Propondo tornar-se melhor, dá especial atenção ao orgulho e ao egoísmo, a fim de diminuir-lhe a influência nociva. Procurando corrigir-se dos seus defeitos, até mesmo os que julga pequenos, acabará por torna-se menos suscetível ao que lhe acontece, minimizando a amargura em seu coração e experimentando esperança para prosseguir, sem isto, permanecerá em guerra consigo mesmo, com tudo e com todos, em uma vida de pesares e dores morais.
Mesmo que se equivoque lamentavelmente o homem pode e deve recomeçar, traçar novos caminhos com mais atenção para não cair com tanta facilidade e, mesmo que aconteça nova queda, por estar se melhorando se levantará e terá coragem para continuar vivendo com alegrias renovadas, aprendendo a pedir menos contas dos males alheios, exercendo a indulgência e a compaixão.
Perde tempo aquele que se prende a mágoas, ressentimentos, raiva e ódio. A vida passa, pessoas partem e cenários mudam deixando para trás os eventos bons ou maus da existência e um imenso vazio onde nada se edificou. Importante aprender amar as pessoas como elas são, aceitar o que não se pode mudar na própria vida depois de se ter feito os esforços possíveis.
RECONCILIAÇÃO É ALÍVIO PARA A ALMA E INFALÍVEL RECEITA DE PAZ.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário