Páginas

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Operação combate fraudes na Embrapa Uva e Vinho da serra gaúcha

Daniel Isaia – Correspondente da Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (2) a Operação Liber Pater para combater fraudes na Embrapa Uva e Vinho de Bento Gonçalves, na serra gaúcha. A operação mobiliza cerca de 40 policiais federais, além de 6 servidores da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Ministério Público Federal (MPF).
Segundo a investigação, os envolvidos no esquema criminoso fraudavam licitações para compra de matéria-prima e praticavam sobrepreço na comercialização das uvas. A CGU estima que cinco obras de engenharia tenham sido superfaturadas, causando um prejuízo de mais de R$ 700 mil.
Há suspeita de que dois servidores da Embrapa Uva e Vinho de Bento Gonçalves estejam envolvidos nos crimes. O MPF conduz inquérito civil para apurar atos de improbidade administrativa por parte dos empregados públicos.
Durante a Operação Liber Pater, estão sendo cumpridos nove mandados de busca e apreensão e três de condução coercitivia nas cidades de Bento Gonçalves, Farroupilha, Esteio e Vacaria, todas no Rio Grande do Sul.
Os crimes investigados são fraude à licitação, formação de quadrilha, peculato e falsidade ideológica.
A Embrapa disse que foi informada hoje cedo sobre a operação. Por meio de nota, a empresa afirmou que os dirigentes estão "acompanhando o desenvolvimento da operação e dando amplo acesso e apoio às investigações".
Edição: Lílian Beraldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário