Páginas

sábado, 3 de junho de 2017

Palavras de Allan Kardec

 
Allan Kardec - Todos os Espíritos passam pela fieira do mal, para chegar ao bem?

Os Espíritos - Não pela fieira do mal, mas pela da ignorância.

Allan Kardec - Por que alguns Espíritos seguiram o caminho do bem, e outros o do mal?

Os Espíritos - Não têm eles o livre-arbítrio? Deus não criou Espíritos maus; criou-os simples e ignorantes, ou seja, tão aptos para o bem quanto para o ma; os que são maus, assim se tornaram por sua vontade.

Allan Kardec - Como podem os Espíritos, em sua origem, quando ainda não têm a consciência de si mesmos, ter a liberdade de escolher entre o bem e o mal? Há neles um princípio, uma tendência qualquer que os leve mais para um lado que para outro?

Os Espíritos - O livre-arbítrio se desenvolve à medida que o Espírito adquire consciência de si mesmo. Não haveria liberdade, se a escolha fosse provocada por uma causa estranha à vontade do Espírito. A causa não está nele, mas no exterior, nas influências a que ele cede em virtude de sua espontânea vontade. Esta é a grande figura da queda do homem e do pecado original: uns cederam à tentação e outros a resistiram.

Allan Kardec - De onde vêm as influências que se exercem sobre ele?

Os Espíritos - Dos Espíritos imperfeitos que procuram envolvê-lo e dominá-lo, e que ficam felizes de o fazer sucumbir. Foi o que se quis representar na figura de Satanás.

Livro dos Espíritos: perguntas 120 a 122-a




(Esta coluna tem o patrocínio e responsabilidade do Grupo Espírita "Chico Xavier", de Jales.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário