Páginas

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Programa estadual visa oferecer estrutura esportiva a cidades com até 12 mil habitantes

 
Organizado pela Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, + Esporte Social atende crianças e jovens de 6 a 17 anos de idade em áreas de vulnerabilidade social
A Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo (SELJ) publicou na última quarta-feira (29) a reformulação do programa Esporte social, que agora passa a se chamar + Esporte Social. O projeto agora passa a atender cidades com até 12 mil habitantes e o público-alvo será formado por crianças e jovens de 6 a 17 anos, prioritariamente moradores de áreas carentes e de alta vulnerabilidade social. Cada núcleo do programa atenderá até 100 beneficiados.
Por meio de convênios entre a SELJ e as prefeituras, será executado um plano de trabalho com duração de 10 meses. A SELJ então disponibilizará a quantia de R$ 15 mil para aquisição de materiais esportivos, didáticos e reforço na alimentação. A meta da Secretaria é instalar até 120 pontos de atendimento do + Esporte Social já em 2017.
Para aderir ao programa, as prefeituras interessadas devem enviar ofício e toda documentação necessária à sede da SELJ para análise e posterior aprovação. Todos os requisitos necessários para adesão estão no site da Pasta, disponíveis no link http://www.selj.sp.gov.br/?page_id=6682.
O secretário da SELJ, Paulo Gustavo Maiurino, explicou o objetivo do programa. "O agora reformulado + Esporte Social atende uma determinação do governador Geraldo Alckmin e também a razão de existência da SELJ, ou seja, levar os benefícios da prática esportiva a todas as regiões do Estado, da pequena cidade até a megalópole", concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário