Páginas

sábado, 3 de dezembro de 2016

Santa Casa de Jales comemora 58 anos

Fundada no dia 27 de novembro de 1958 a Santa Casa de Jales é o único hospital geral da cidade, sendo referência para 16 municípios regulado pela DRS-XV de São José do Rio Preto. Atende uma população de mais de 110 mil habitantes, recebendo também pacientes de outros Estados.

Contendo aproximadamente 330 colaboradores, e um corpo clínico com 72 médicos em 13 especialidades, a Santa Casa é uma instituição sem fins lucrativos que depende do Sistema Único de Saúde – SUS, bem como dos recursos estaduais, federais, das campanhas e eventos promovidos pelo setor de Captação de Recursos.

Para comemorar os 58 anos de história a provedoria ofereceu um coffee breack para todos os colaboradores, mesa administrativa, convidados e imprensa, no dia 28 de novembro, no Centro de Estudos Dr. José Sandoval Nogueira.

O neto, advogado e também membro da mesa administrativa, Dr. Guilherme Soncini, esteve presente e aproveitou para contar um pouco das histórias do avô, que era farmacêutico e fundou a instituição em 1957. O ex-provedor, José Devanir Rodrigues, Garça, também recordou sua trajetória na Santa Casa, bem como, o prefeito Pedro Callado enalteceu o trabalho prestado por todos os colaboradores.

O provedor, Junior Ferreira, agradeceu aos presentes e finalizou a cerimônia cantando o tradicional "Parabéns". "Temos muito o que comemorar, a Santa Casa é reflexo de uma boa provedoria que desde a construção lutaram para chegar onde estamos. Agradeço todos os nossos colaboradores, voluntários e parceiros que estão dispostos a melhorar gradativamente a nossa instituição", detalhou o provedor.
Para representar tantos anos de história as colaboradoras mais antigas relataram como chegaram a Santa Casa de Jales.
 
Sebastiana de Oliveira Carvalho 
serviços gerais – 41 anos de Santa Casa
"Tinha 28 anos e três filhos para criar quando meu esposo faleceu, o meu desespero foi enorme, trabalhava como doméstica e lavava roupas para nove casas. Quando fiquei sabendo de uma vaga na Santa Casa me apeguei a Deus e acreditei que eu poderia ter essa oportunidade. Fui chamada pela administração do hospital, fique três meses de experiência no setor de serviços gerais e fui contratada. A Santa Casa mudou a minha vida, me deu todo suporte que eu precisava, pois consegui criar meus filhos e hoje tenho minha casa. Infelizmente, um dia terei que parar de trabalhar, mas sou e sempre serei eternamente grata. Eu amo meu trabalho", desabafou Sebastiana, conhecida como Tianinha.

Yaeko M. Takehara, gerente
financeiro – 43 anos de Santa Casa

"Comecei como escriturária na administração em agosto de 1973, e o crescimento ocorreu por atualização de conhecimento, por meio de especialização em administração hospitalar na UNAERP em 1977 na cidade de Ribeirão Preto, cursos de custos hospitalares, e outros.

Até outubro de 2008 não havia setor financeiro, eu era responsável pela contabilidade e finanças como contabilista. Só em novembro do mesmo ano houve a divisão de setores e eu acabei ficando responsável pelo financeiro.

Foram muitas as mudanças durante esses anos, mas as principais foram na melhoria da infraestrutura que não só aumentou como foi aperfeiçoada, equipamentos novos na área tecnológica, uso de recursos que ajudaram no melhor atendimento, entre outros. Toda a melhoria foi resultado de muito empenho de todos os diretores da Santa Casa junto com a população", relatou Yaeko, mais conhecida como Dona Darci.
 

 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário