Páginas

sábado, 3 de dezembro de 2016

A UniJales, o Ensino, a Pesquisa e a Extensão

Prof. Dr. Silvio Luiz Lofego, reitor da UniJales

Mais um ano letivo se aproxima do seu final, mais uma etapa de árduo trabalho se conclui. No entanto, na educação o fechamento de um ano letivo não significa, de fato, a finalização de um processo de aprendizagem, mas ao contrário, é, também, a preparação para as próximas etapas, seja para aqueles que chegam, seja para aqueles que se despedem da instituição. Pois "o homem, durante toda a sua vida, pode ou deve continuar a instruir-se, a formar-se, a qualificar-se, a progredir físicas, intelectual, afetiva e moralmente em suas relações com o mundo, com os demais homens e consigo mesmo" (Cordova, 2003). Hoje temos o desafio de formar indivíduos capazes de buscar conhecimentos e de saber utilizá-los.

A Unijales, imbuída desse espírito, não mede esforços para levar a cabo esse princípio. Assim, entendemos que as diretrizes curriculares apenas apontam caminhos, indicam possibilidades por meio de instrumentos pedagógicos adequados e voltados para excelência. E foi nessa perspectiva que nasceu a nossa Jornada de Iniciação Científica, que já somam nove edições. Mas toda ação educativa precisa passar pelo crivo da autocrítica e do debate público como forma de atualizar procedimentos didáticos, repensar projetos e se conectar as novas exigências da educação contemporânea. Desse modo, em conjunto com a IX Jornada, também foi realizado o II Fórum Universitário, buscando tornar público as novas atividades acadêmicas, bem como de construir uma reflexão para o aprimoramento da missão institucional.

A criação da Jornada se deu por meio do Programa de Iniciação Cientifica (PIC) da Unijales - um programa de fomento à pesquisa científica com incentivos para orientandos e professores orientadores - com a missão de ser, ao mesmo tempo, a culminância da produção acadêmica e o arauto de novos projetos, tendo em vista o ensino e a pesquisa como parte de um mesmo processo. Sua relevância parte da constatação que vivemos numa época em que o novo e a tradição estreitam suas relações, tornando tênue as nossas perspectivas; seja pela intensa competividade ou pela voracidade das mudanças, que pressionam todos os campos do saber. Por este motivo, é preciso estar ciente de que um curso superior é apenas uma etapa na preparação para a atividade profissional. Sendo assim, aprender a pesquisar e produzir novos conhecimentos é, sobretudo, aprender a sobreviver e a criar oportunidades de crescimento.

A educação, atualmente, compreende que o professor deve ser aquele que orienta e faz a mediação entre a pesquisa e o aprendizado. Mais do que ensinar conteúdos, o professor auxilia na aplicação de métodos que possibilitarão descobertas. O acelerado crescimento do conhecimento nos últimos anos tornou impraticável o ensino tradicional baseado exclusivamente na transmissão oral de informação. Neste sentido, a atividade acadêmica encontra na pesquisa um percurso que visa cruzar o caminho da excelência, da autonomia e do desenvolvimento social. Cientes que vivemos sob a égide do efêmero, sabemos que nenhum conhecimento está acima de novos questionamentos e releituras. Aprendemos a conviver com a pesquisa como uma companheira inseparável para nos fortalecer diante das incertezas do futuro. Conforme apontam os especialistas, ao contrário de outrora, quando o importante era dominar o conhecimento, nos dias de hoje o importante é ser capaz de "dominar o desconhecimento".

Por esses motivos, tornar-se pesquisador é condição necessária para consolidar e alavancar a carreira profissional. A pesquisa, enquanto busca do conhecimento, pode se dar de inúmeras maneiras, mas sempre deverá adotar procedimentos adequados, como a escolha de bons autores, a elaboração de sínteses, a apreensão de conceitos, formulação de teses fundamentadas em leituras apropriadas, debates, fóruns, dentre outros mais de fomento ao pensamento reflexivo e analítico capaz de responder as inquietações do nosso tempo. Por essa razão, a IX Jornada de Iniciação Científica da Unijales e o II Fórum Universitário foram pensados especialmente para o jovem universitário preocupado com seu futuro profissional. Aqui na Unijales ensinamos a importância do cultivo para que o nosso aluno seja capaz de aprimorar técnicas e se preparar para boas colheitas. Se dedicar ao conhecimento com ética e profissionalismo é se dedicar à construção de um mundo melhor. Agradeço a grande participação de todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário