Páginas

sábado, 3 de dezembro de 2016

A água estava exalando mau cheiro



Na quinta-feira (01 dezembro), por volta das 15 horas, funcionários da Vigilância Sanitária passavam pela Rua Cinturão Verde e depararam com a poça de água no valetão, aquele no fim da rua São Paulo. Pararam o veículo, desceram dele, foram à casa de um morador pedir uma enxada e abriram um espaço para a água escorrer. As pedras continuam por lá. Se o prefeito Callado soubesse o que se passa pela cidade, veria que não se trata de falta de material humano ou financeiro mas sim vontade política em executar. Um funcionário, uma pá e um veículo. Nada mais... e recolhem.
fotos/folhanoroeste/01/12/2106  
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário