Páginas

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Santa Casa e Lucy Montoro promovem ações pelo Dia Mundial da Higienização das Mãos



Uma das principais preocupações das instituições de saúde é quanto ao controle de infecções hospitalares, um problema que pode ser combatido de uma maneira bem simples: com água e sabão. Para envolver os profissionais da área e relembrá-los sobre esses cuidados, o Hospital de Ensino Santa Casa de Fernandópolis comemorou no último dia 05 de maio o Dia Mundial de Higienização das Mãos.

A Comissão de Segurança do Paciente (CSP), Comissão de Controle de Infecções Hospitalares (CCIH) e o Núcleo de Educação Permanente e Humanização (NEPH) promoveram ações junto aos colaboradores, reforçando a técnica correta de higienizar as mãos. Além disso, a campanha contou com o apoio da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) e da Fundação Educacional de Fernandópolis, que disponibilizaram bisnagas de álcool em gel, que foram distribuídas pelos alunos do curso de Enfermagem aos colaboradores do Hospital.

A enfermeira da CCIH da Santa Casa, Brígida Facina, enfatiza sobre o cuidado constante. "Higienizar as mãos de forma eficiente pode parecer algo usual, entretanto é um grande aliado na promoção da segurança de nossos pacientes, pois diminui os riscos de infecções relacionadas à assistência à saúde. Esse cuidado não se aplica apenas no hospital, mas pode ser realizado também em nossa vida cotidiana, seja em casa, no trabalho, na escola ou em qualquer lugar", destaca.

Durante a semana, o hospital recebeu ainda a visita dos "doutores" do projeto Palhaços de Plantão, que percorreram os corredores, quartos e principais setores ensinando de uma forma alegre e descontraída o segredo para manter as mãos limpas e livres de infecções.

Apesar de simples, o gesto pode reduzir em até 80% a incidência de infecções relacionadas à assistência à saúde e também como infecção estomacal, respiratória, gripes, resfriados, diarreia, doenças de pele, espinhas, dor de garganta e infecções no ouvido.

A provedora, Dra. Sandra Regina de Godoy, também destaca a necessidade de conscientizar sobre esses cuidados. "Para que possamos cuidar bem de nossos pacientes, todos precisamos ter consciência que um gesto tão simples pode significar muito. Com essa campanha pudemos relembrar nosso colaboradores disto e também de passar essa mensagem para os pacientes e acompanhantes, pois não adianta apenas o desejo de fazer o bem, é preciso ter atitude."

LUCY MONTORO
O Serviço de Reabilitação Lucy Montoro, gerenciado pela Santa Casa de Fernandópolis, também fez ações voltadas à orientação. Os colaboradores participaram de testes para verificar a eficiência da higienização, além de serem treinados sobre as técnicas corretas, enquanto os pacientes e acompanhantes receberam folders de conscientização e dicas para o dia a dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário